Folclore

220 visualizações

Publicada em

Projeto realizado na Escola Municipal Crispim Pereira Alencar.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
220
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Folclore

  1. 1. Folclore: vivência e saberes da comunidade. Autora: Magda Stael de Oliveira da SilvaEscola Municipal Crispim Pereira Alencar Taquaruçu/Palmas–TO
  2. 2. • Explorar o conhecimento popular da comunidade locale regional, resgatando e registrando manifestaçõesfolclóricas utilizando a tecnologia como fonte depesquisa, registro e socialização do conhecimentogerado pelos educandos e resgate da cultura esquecidapor muitos.
  3. 3. • Numa roda de conversa apóscada aluno expor seu conceitode folclore apresentou-se oprojeto, que foi adaptadoconforme sugestões doseducandos;
  4. 4. Em seguida, dividiu-se a turma em grupos com os seguintestemas: 1. Culinária Brasileira: Sabores do Tocantins 2. Medicina popular
  5. 5. 3. Jogos e brincadeiras 4. Artesanato5.Literatura Oral
  6. 6. • Utilização laptop educacional, gravador, câmara digital, datashow e outros materiais e mídias existentes na escola;• Após o estudo e levantamento de dados sobre os temasvoltaram-se à sala para sistematização e organização dasinformações que compõem o documento final do projeto;
  7. 7. • Alunos monitores, defundamental importânciana realização dasatividades. O aluno commais habilidade emmanusear os laptopsajudavam os que tinhamdificuldade;
  8. 8. • Realização de visita na casa da Dona Joana Resplande, moradora local, detentora da memória da comunidade;• Cantando e contando históriascom a educadora Valdelena;
  9. 9. • A velocidade da internet causou algumas frustrações nascrianças, pois nem todos conseguiam acessá-la nos seus laptops,mas, o trabalho em equipe foi bem desenvolvido e os alunos dogrupo que tinham computador em casa se prontificavam paraauxiliar os colegas nas pesquisas. A equipe pedagógica foifundamental na solução desse problema disponibilizando oscomputadores sempre que necessário.
  10. 10. • Interação entre o conhecimento local e o conhecimento escolar; • Valorização da memória dos membros da comunidade;• Parceria entre a escola e comunidade no desenvolvimento deatividades;• Introdução dos alunos no desenvolvimento de projetos depesquisa bibliográfica e de campo, na elaboração de entrevista,organização e filmagem;•Constituição de uma coletânea de informações para elaboraçãodo portfólio sobre os costumes da comunidade local;
  11. 11. • Possibilidade de uso das várias linguagens no desenvolvimento de atividades pedagógicas pelos alunos e a produção, edição e socialização dos conhecimentos;• Produção de álbuns, livros, fichas e jogos cominformações sobre o nosso folclore;• Cooperação, troca de informações, incentivo aotrabalho em grupo.
  12. 12. • As aulas foram trabalhadas de forma interdisciplinar, a montagem dos trabalhos pesquisados, as anotações e as experiências adquiridas foram explorados durante as oficinas que aconteciam no dia das aulas de Arte;• Finalizamos com um seminário em sala de aula e uma exposição no pátio de todas as atividades desenvolvidas.
  13. 13. MORAN, J. M. Os meios de comunicação na escola. Disponível em http://www.crmariocovas.sp.gov.br/pdf/c_ideias_09_021_ a_028.pdf. Acesso em 23 de Agosto, 2012.Blog da Escola: escolacrispim.blogspot.com.br

×