Política de Comunicação Social: a busca por indicadores de desempenho

764 visualizações

Publicada em

Apresentação de resultados de pesquisa de opinião realizada em 2004. Congresso Brasileiro de Comunicação e Justiça, Porto Alegre, 2006.

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Política de Comunicação Social: a busca por indicadores de desempenho

  1. 1. Murilo Pinto Murilo Pintomurilo.pinto@stj.gov.brmurilo.pinto@stj.gov.br comunica@stj.gov.br comunica@stj.gov.br
  2. 2. POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL a busca por indicadores de desempenho• Pesquisa de Avaliação de Imagem Institucional e Comunicação – População Geral – Servidores – Públicos Estratégicos – Licitação: menor preço • Instituto Nexus (MG)
  3. 3. População em geral• 6 capitais, 5 outras cidades• Todas as regiões• 2.006 entrevistas – Intervalo de confiança: 95,5% – Margem de erro: 2,2% – 16+ anos (eleitores), cotas segundo Censo 2000
  4. 4. Públicos Estratégicos• Qualitativa• 80 entrevistados – Advogados, Parlamentares, Empresários, Estudantes e Professores de Direito, Jornalistas, Sociedade Civil, Magistrados – Brasília, Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro
  5. 5. Servidores• 501 servidores• Ativos e aposentados• Estratificação por função hierárquica – Intervalo de confiança: 95,5% – Margem de erro: 3,8%, para o total de 4.540 funcionários
  6. 6. População em Geral Quantitativa82% sem processos na Justiça
  7. 7. Meio de informação Hábito de usar Usa diariamenteTV: 97% TV: 93%Rádio: 84% Rádio: 80%Jornal: 58% Internet: 53%Revista: 45% Jornal: 47%Internet: 30% Revista: 27%
  8. 8. Comparação STJ/Judiciário Avaliação NÃO TEM  MELHOR IGUAL PIOR INFORMAÇÃO SUFICIENTE NS/NRAGILIDADE/RAPIDEZ 12,1 52,6 9,1 15,4 10,8TRANSPARÊNCIA 12,3 52,6 8,3 14,7 12,1IMPARCIALIDADE 12,7 52,4 7 15,8 12,1CREDIBILIDADE 16,4 51,1 6,7 14,6 11,1COMUNICAÇÃOCOM APOPULAÇÃO 12,4 48 14,8 14,4 10,5
  9. 9. Comparação Judiciário Conhecimento 47,1 48,4Somatória de conhece –não conhece =posição eno ranking 17,7 11,7 11,8 10,3 3,3 TJ TRF STM STF STJ TST TSE
  10. 10. Comparação Judiciário Credibilidade e Confiança 68,1 61,8 56,8 57,5 50,1 51,5 48,9 STM TSE TJ STF TRF STJ TSTSomatória de confia totalmente + confia em parte – não confia = posição no ranking
  11. 11. Confiança no Poder Judiciário 18Confia totalmente 54,1 Confia em parte 24,5 Não confia 3,4 NS/NR
  12. 12. Conhecimento de Fatos Relacionados ao STJ (espontânea) 40,6 Sobre o mensalão Sobre as CPI´s 10,5 Corrupção na política 6,3 6,3o Suzane Riechthofen/Irmãos Cravinhos Corrupção dos Correios 5,1 Julgamento de José Dirceu 4,9 2,7 Cassações dos deputados/políticos 2,5do prédio do TST, pelo Juiz Nicolau Neto Outros 20,6
  13. 13. Conhecimento Decisões x Autoria NÃO  BASE SABIA SABIA LIBERTAR RICHTHOFEN 1769 26,7 73,3 AUMENTO DOS PLANOS DE SAÚDE 1180 24,2 75,8 PROGRESSÃO DE REGIME PARA SEQUESTRADORES DE OLIVETTO 763 30,5 69,5 CONCEDER TUTELA DO NETO DE RENATO RUSSO PARA AVÓ 805 28,3 71,7 MÉDIA 1.129 27,4 72,5
  14. 14. Conhecimento de Decisões x Meio de Conhecimento PROGRESSÃO TUTELA DO DE REGIME LIBERTAR AUMENTO FILHO DE PARA RICHTHOFE PLANOS RENATO SEQUESTRADO  N DE SAÚDE RUSSO MÉDIA R 91,TV 94,5 89,3 90,4 93 8JORNAL 1,9 4,7 4,1 2,7 3,35RÁDIO 2,2 3,7 3,8 2,2 2,9INTERNET 0,6 1,5 0,5 0,5 0,7AMIGOSEPARENTES 0,6 dos que conhecem o STJ 73% 0,3 0,7 0,7 0,5 tiveram o primeiro contato com ele pela TVREVISTA 0,2 0,3 0,5 0,7 0,4
  15. 15. Meio a ser focado pela Justiça (na opinião do entrevistado) 87,6 TV Rádio 5,6 3,6 Jornal impresso Internet 1,2 Revista 0,5a em porta/corpo a corpo 0,2 Outros meios propostos (>=0,1% cada):meio de correspondência 0,2 •Postos de informação nas cidades •Telefonea com amigos e parentes 0,2 •Súmulass na cidade para informar 0,1 •Criar uma emissora própria Telefone 0,1 •Através de pesquisas Súmulas 0iar uma emissora própria 0
  16. 16. Meio a ser focado pela Justiça x Perfil INTERNE  TV RÁDIO JORNAL TIDADE Todas 50 ou mais 16 a 50 Até 40REGIÃO Todas Sudeste CO e Sul SulESCOLARI Fundamental Superior eDADE e superior Analfabetos Superior médiaRENDA Todas Até 2 SM 5+ SM 5+ SMCLASSE A a D E A/B  - Sem Sem processo processo naOUTROS na Justiça Justiça  - - 
  17. 17. Meio pelo qual se informa sobre acontecimentos no Brasil TV 86,8 Rádio 6,2 3,3 Jornal impresso Internet 1,9 1,1om amigos e parentes Revista 0,4Através de pesquisas 0,1
  18. 18. Audiência TV/Rádio Justiçapopulação em geral (16+ anos – % que já viu/ouviu) 8,3 91,7Rádio Justiça 15,2 84,8 TV Justiça Sim Não
  19. 19. Audiência TV Justiça públicos estratégicos• Maior parte assiste à TV Justiça – Exceção: empresários e diretores de OSC que não se relacionam diretamente com o Judiciário – Audiência esporádica• Consumo não é profissional – Assistem mais para se entreter do que para se informar; relação descompromissada – Avaliação bastante positiva – Considerada esclarecedora e interessante
  20. 20. Audiência Rádio Justiça públicos estratégicos• Maioria não conhece e nunca escutou – Boa parte não sabia sequer da existência da mesma• Alguns sabem que existe um espaço dedicado à Justiça no programa “A voz do Brasil” – poucos escutam regularmente
  21. 21. Públicos Estratégicos Qualitativa
  22. 22. Públicos Estratégicos• 11 advogados• 8 parlamentares federais (1 senador)• 8 empresários• 8 estudantes de Direito• 7 jornalistas• 10 diretores de OSC• 8 magistrados federais• 11 magistrados estaduais• 9 professores de Direito
  23. 23. Meio de informação sobre o País• Jornais: Globo, Folha e JB• Televisão (telejornais)• Internet• Rádios: CBN e Bandnews (no trânsito)• Revistas: Veja, IstoÉ * Veículos destacados
  24. 24. Meio de informação sobre o Judiciário• Sites oficiais• Veículos especializados• Serviços de informação e acompanhamento processual• Jornalistas: contato pessoal/telefônico
  25. 25. Imagem do Poder Judiciário• Fortemente associada à lentidão – Acúmulo de processos – Muitos recursos procrastinatórios – Excesso de burocracia – Falta de funcionários• Distante da realidade da população – Fechado – Pouco acessível – Pouco transparente
  26. 26. Imagem do Judiciário x Vínculo• Os que não têm vínculo com o Poder (empresários e OSC) conhecem muito pouco o Judiciário• Visão preconceituosa – morosidade, elitismo e distanciamento• Judiciário é como se fosse único, não existe distinção entre os tribunais – Mesmo que se perceba de forma tosca alguma separação, a imagem do Poder é coesa
  27. 27. Atributos demandados dos Tribunais x Tribunais detentores desses atributosAtributo STJ STF TST TSESer democrático - -  -  -Transparência 11 6 2 1Agilidade 6 6 7 4Ética  - 1  -  -Imparcialidade 10 2  -  -Senso dejustiça 1  -  -  -Equilíbrio 1  -  -  -
  28. 28. Características percebidas dos Tribunais Superiores• STJ: decisões mais técnicas e imparciais• STF: aspecto político é ressaltado• TST: o mais célere• TSE: mais eficiente; urna eletrônica como exemplo mundial TODOS: fechamento
  29. 29. Maior problema da Justiça : Lentidão• NO ENTANTO: – O grande vilão é a legislação processual e a infinidade de medidas e recursos permitidos que acabam por abarrotar os tribunais – Executivo teria também grande parcela de culpa na morosidade do Judiciário, uma vez que é réu na maioria dos processos e não teria interesse em agilizar os julgamentos – Unanimidade quanto à necessidade de revisão na legislação processual – A súmula vinculante também é vista como um avanço interessante
  30. 30. Sugestões/Demandas• Ampliar a participação no processo legislativo, por meio da Frente Parlamentar dos Advogados e como orientador em projetos de lei (Parlamentares)• Maior divulgação das decisões, em especial as que têm influência/ dependem de ajustes legais (Parlamentares)
  31. 31. Sugestões/Demandas• Criação de veículos para divulgar melhor as informações, de forma mais ágil e adequada (Advogados)• Contato mais próximo através de e- mail, com decisões, modificações de interpretação (Promotores)• Balanço estatístico anual de atividades e desempenho (Parlamentares)
  32. 32. Sugestões/Demandas• Disponibilizar mais estatísticas com o número de julgamentos (Professores)• Integração com a sociedade e com organizações sociais como a ABONG e a CNBB (OSC)• Maior divulgação junto a associações e sindicatos (OSC)
  33. 33. Sugestões/Demandas• Disponibilizar mais informação sobre os processos, ter um balanço mensal do desempenho (Jornalistas)• Criar oportunidades de confraternização (bater papo, tomar um choppinho) (Procuradores)
  34. 34. Principal Demanda Comunicativa• Informativo, leve e ágil• Resumo de decisões, pauta de julgamentos e mudanças na legislação (ocorridas e necessárias)• Disponibilizado através da internet e Correios (gabinetes de parlamentares, escritórios de advocacia, faculdades de Direito, OSC, imprensa)• Segmentado por perfil de público
  35. 35. Propostas do STJ ao FNCJ
  36. 36. Murilo Pinto Murilo Pintomurilo.pinto@stj.gov.brmurilo.pinto@stj.gov.br comunica@stj.gov.br acs@stj.gov.br murilo.pinto@gmail.comConbrascom – Porto Alegre, 2006

×