Egito Antigo

1.677 visualizações

Publicada em

História, Cultura e Gastronomia do Egito Antigo.

Publicada em: Alimentos
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.677
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Egito Antigo

  1. 1. EGITO ANTIGO (3500 A.C – 1100 A.C.)
  2. 2. CULTURA E GASTRONOMIA  A comida tinha muita importância no Egito antigo. Além de servir para alimentação da população, era considerada sagrada, sendo oferecida aos deuses e aos mortos.  Os egípcios gostavam de comer bem e acreditavam que a maioria das doenças provinha da má alimentação.  Comiam pelo menos três refeições por dia: pequeno almoço, almoço e jantar.  O cardápio era bem variado para a época: produziam cereais (trigo e cevada), cultivavam fermento, vinhas e faziam pães, vinho e cerveja.  Consumiam carne de caça, aves, peixes, ovos, favas, lentilhas, figos, tâmaras, maçãs e romãs.
  3. 3. GALERIA DE FOTOS Agricultura
  4. 4. Agricultura GALERIA DE FOTOS
  5. 5. Colheita de trigo GALERIA DE FOTOS
  6. 6. Camponeses semeando a terra GALERIA DE FOTOS
  7. 7. Processo de colheita GALERIA DE FOTOS
  8. 8. Prensagem do vinho Produção de pão GALERIA DE FOTOS
  9. 9. Colheita de uva GALERIA DE FOTOS
  10. 10. Trabalhadores almoçando GALERIA DE FOTOS
  11. 11. CERVEJA  Fazia parte da dieta diária dos faraós egípcios e era apreciada por adultos e crianças.  Era usada no tratamento de doenças.  Considerada o presente mais adequado para dar aos faraós e oferecido aos deuses.  Cada templo possuía uma cervejaria.  Bebia-se com canudos para evitar que o resíduo amargo da cerveja ficasse na boca.
  12. 12. CARACTERÍSTICAS DAS CERVEJAS  Possuíam baixo teor alcoólico e não eram tão encorpadas.  Adicionava-se tâmaras, gergelim, figo, tremoço e mel à bebida.  As cervejas mais conhecidas eram: - Heneket: Produzidas nos lares egípcios; - Serenet: Tinha um teor alcoólico maior em função da adição de tâmara durante a fermentação.  Havia bastante representação nas paredes das tumbas, sobre ela e por isso sabemos que a cerveja era importante tanto para os vivos quanto para os mortos.
  13. 13. DOCES  Os egípcios eram grandes doceiros, porém suas receitas eram demonstradas através de pinturas, relevos, esculturas, entre outros. Por esse motivo sua reprodução foi deduzida.  Algumas receitas encontradas tinham fins medicinais como a cura da tosse.  A bolacha Shayat foi deduzida segundo as pinturas do túmulo tebano do vizir Rekhmire, da XVIII dinastia.  As bolachas eram feitas com chufa (raiz), água, tâmaras descaroçadas, mel e fritas no azeite de oliva.  As sobremesas no Egito sempre caem em duas categorias: doces de massa e pudim e frutas frescas.
  14. 14. DOCES  Alguns exemplos de doces egípcios:  Koschaf: compota feita com cenoura, nozes e amêndoas, perfumadas com água de flor de laranjeira.  Baklava: massa doce à base de farinha de trigo, tâmaras, nozes e pistache.  Mohallabeyya: creme à base de farinha de arroz, perfumado com água de rosas e pistache.  Konafa: uma espécie de massa de pistache, avelãs, nozes, envolta em aletria e mel.  Om Ali: mistura de pão ou pasta com leite, coco, passas e consumida quente.
  15. 15. PRATOS TÍPICOS  Kebab: Em sua origem, o Kebab foi a comida dos reis persas, mas já estava presente na culinária egípcia desde o Império Antigo. Por muito tempo este prato era especial e só era consumido uma vez por ano, no ano novo.  É uma carne de carneiro ou de frango, cortada em pedaços, marinada e grelhada, servida em um espetinho. No espeto podem ser misturados outros tipos de carne, peixes e vegetais.
  16. 16.  Mashi: arroz com carne que se acompanha com folhas de parreira, tomates, beringelas ou pimentões verdes.  Koshari: capas superpostas de macarrões, arroz e lentilhas com salsa de tomate.  Fattah: também leva capas mas estas são de pão seco encharcado em caldo, arroz e carne enfeitado com alho e vinagre e coberto com yogurt, nozes e passas.  Moulouhiya: sopa de espinafre. PRATOS TÍPICOS
  17. 17. RECEITA  Koschaf  Ingredientes 2 colheres (chá) de água de flor de laranjeira 1 quilo de cenouras cruas raladas 250 gramas de amêndoas limpas 50 gramas de nozes 1 quilo de açúcar  Modo de Preparar Colocar as cenouras numa panela com água fria e juntar o açúcar, deixando cozinhar em fogo muito brando e mexendo sempre com colher de pau. Quando estiver quase pronto, juntar as amêndoas picadas e deixar continuar em fogo brando. Quando estiver bem grosso, perfume com a água de laranjeira. Deixar esfriar e colocar em vidros ou compoteiras para descanso de dois dias ou mais.
  18. 18. OBRIGADO!

×