SlideShare uma empresa Scribd logo

Dinâmica de grupo

Curso Ciências do esporte e mundus esportivus

1 de 14
DINÂMICA	
  DE	
  GRUPO	
  
Dinâmica	
  de	
  Grupo	
  
As	
  dinâmicas	
  são	
  instrumentos,	
  ferramentas	
  que	
  estão	
  dentro	
  de	
  um	
  processo	
  de	
  
formação	
   e	
   organização,	
   que	
   possibilitam	
   a	
   criação	
   e	
   recriação	
   do	
   conhecimento.	
  
Neste	
   caso	
   especiHico,	
   dinâmica	
   de	
   grupo	
   é	
   uma	
   ferramenta	
   que	
   permite	
   estudar	
  
grupos,	
   equipes.	
   Pelo	
   fato	
   de	
   haver	
   interação	
   e	
   inHluencia	
   mutua,	
   os	
   grupos	
  
desenvolvem	
   processos	
   dinâmicos	
   variados	
   que	
   os	
   separam	
   de	
   um	
   conjunto	
  
aleatório	
  de	
  indivíduos.	
  Estes	
  processos	
  incluem	
  normas,	
  papéis	
  sociais,	
  relações,	
  
necessidade	
  de	
  pertencer,	
  inHluencia	
  social	
  e	
  feitos	
  sobre	
  o	
  comportamento.	
  
As	
  dinâmicas	
  de	
  grupo	
  contribuem	
  para	
  facilitar	
  e	
  aperfeiçoar	
  a	
  ação	
  dos	
  grupos,	
  em	
  
virtude	
   do	
   seu	
   poder	
   de	
   ativação	
   dos	
   impulsos	
   e	
   motivações	
   individuais	
   das	
  
dinâmicas	
  interna	
  (indivíduo	
  -­‐	
  grupo)	
  e	
  externa	
  (grupo	
  –	
  grupo/	
  grupo	
  -­‐	
  instituição),	
  
de	
   forma	
   a	
   potencializar	
   a	
   interação	
   das	
   forças	
   existentes	
   no	
   grupo	
   e	
   melhor	
  
direcionar	
  estas	
  para	
  as	
  metas	
  estabelecidas.	
  
Dinâmica	
  de	
  Grupo	
  
Grupo	
   é	
   a	
   associação	
   humana,	
   pela	
   necessidade	
   de	
   proximidade	
   de	
   solucionar	
  
problemas,	
  e	
  tem	
  sempre	
  um	
  objetivo	
  em	
  comum.	
  
Pensar	
   na	
   unidade	
   de	
   metas	
   implica	
  
ter	
   a	
   clareza	
   de	
   que	
   nem	
   todo	
  
agrupamento	
  é	
  grupo,	
  pois	
  os	
  bandos	
  
se	
  agrupam,	
  mas	
  dispersam	
  cada	
  qual	
  
para	
   o	
   seu	
   lado.	
   Há	
   um	
   fator	
  
determinante	
   na	
   conceituação	
   de	
  
grupo:	
   a	
   INTERAÇÃO,	
   que	
   conecta	
  
atletas,	
   técnico	
   e	
   comissão	
   técnica,	
  
porém	
  as	
  características	
  individuais	
  e	
  
ambientais	
   não	
   são	
   uma	
   simples	
  
somatória	
   dos	
   dois	
   fatores,	
   mas	
   sim,	
  
uma	
   interação	
   constante	
   e	
   dinâmica	
  
entre	
  o	
  individuo	
  e	
  o	
  meio	
  ambiente.	
  O	
  
resultado	
   deste	
   dinamismo	
   produz	
  
modiHicações	
  nas	
  duas	
  partes.	
  
Dinâmica	
  de	
  Grupo	
  
• 	
  GRUPO	
  ESPORTIVO	
  
Rossum	
  &	
  Murphy	
  (1994)	
  citados	
  por	
  Brandão	
  (1996),	
  deHinem	
  Grupo	
  Esportivo	
  com	
  
um	
   sistema	
   dinâmico	
   que	
   deve	
   ser	
   observado	
   dentro	
   de	
   um	
   contexto	
   sócio-­‐
psicológico,	
  uma	
  vez	
  que	
  depende	
  da	
  composição	
  pessoal	
  do	
  grupo,	
  das	
  atividades	
  
desenvolvidas	
   pelo	
   grupo,	
   da	
   forma	
   como	
   estas	
   atividades	
   são	
   desenvolvidas,	
   dos	
  
papéis	
   desempenhados	
   pelos	
   componentes	
   do	
   grupo	
   e	
   pela	
   forma	
   de	
   inter-­‐
relacionamento	
  entre	
  os	
  membros.	
  Esta	
  visão	
  assegura	
  que	
  o	
  grupo	
  não	
  pode	
  e	
  não	
  
deve	
   ser	
   considerado	
   como	
   a	
   simples	
   soma	
   de	
   indivíduos	
   com	
   qualidades	
   e	
  
habilidades	
  Hísicas,	
  técnicas,	
  táticas	
  e	
  psicológicas	
  deHinidas.	
  
Dinâmica	
  de	
  Grupo	
  
A	
   Dinâmica	
   de	
   grupo	
   proporciona	
   aprendizagem	
   diversa	
   aos	
   membros	
   do	
   grupo,	
  
tanto	
   no	
   sentido	
   da	
   vivência	
   pessoal	
   (autoconhecimento),	
   como	
   na	
   interpessoal	
  
(percepção	
  do	
  outro).	
  
A	
  Dinâmica	
  atua	
  em	
  duas	
  frentes:	
  teórica	
  e	
  prática.	
  
Dinâmica	
  de	
  Grupo	
  
O	
  esporte	
  faz	
  parte	
  do	
  sociogrupo,	
  é	
  um	
  grupo	
  organizado,	
  que	
  tem	
  interesse	
  pelo	
  
rendimento	
  da	
  equipe,	
  por	
  seu	
  entrosamento	
  e	
  pela	
  interpretação	
  do	
  time	
  como	
  
grupo	
  em	
  termos	
  de	
  conjunto	
  e	
  produtividade.	
  

Recomendados

1. DinâMica De Grupo
1. DinâMica De Grupo1. DinâMica De Grupo
1. DinâMica De Grupomari2010
 
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudoO relatório psicológico deve conter, modelo de laudo
O relatório psicológico deve conter, modelo de laudoAna Cristina Balthazar
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipeaavbatista
 
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos BásicosAula 3 -  Personalidade e Processos Psicológicos Básicos
Aula 3 - Personalidade e Processos Psicológicos BásicosFelipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Apresentação Inteligência Emocional
Apresentação Inteligência EmocionalApresentação Inteligência Emocional
Apresentação Inteligência Emocionalanaediteaires
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Dinamicas para melhorar comunicação interna
Dinamicas para melhorar comunicação interna Dinamicas para melhorar comunicação interna
Dinamicas para melhorar comunicação interna suelen matta
 
Psicologia organizacional
Psicologia organizacionalPsicologia organizacional
Psicologia organizacionalAJESM
 
Dinâmica das emoções
Dinâmica das emoçõesDinâmica das emoções
Dinâmica das emoçõesThais Fraga
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalLeandro Lopes
 
Roteiros para as entrevistas semiestruturadas
Roteiros para as entrevistas semiestruturadasRoteiros para as entrevistas semiestruturadas
Roteiros para as entrevistas semiestruturadaspibiduergsmontenegro
 
Dinâmicas para palestras sobre drogas
Dinâmicas para palestras sobre drogasDinâmicas para palestras sobre drogas
Dinâmicas para palestras sobre drogasValdenice Barreto
 
Habilidades sociais oficina apostila-pdf
Habilidades sociais oficina   apostila-pdfHabilidades sociais oficina   apostila-pdf
Habilidades sociais oficina apostila-pdfAnaí Peña
 
Depressão
DepressãoDepressão
DepressãoUNIME
 
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-lroteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-lMarcelo Borges
 
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de TrabalhoRelacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de TrabalhoLuis Paulo Barros
 
TEORIAS DA MOTIVAÇÃO
TEORIAS DA MOTIVAÇÃOTEORIAS DA MOTIVAÇÃO
TEORIAS DA MOTIVAÇÃOLudmila Moura
 

Mais procurados (20)

Dinamicas para melhorar comunicação interna
Dinamicas para melhorar comunicação interna Dinamicas para melhorar comunicação interna
Dinamicas para melhorar comunicação interna
 
Psicologia organizacional
Psicologia organizacionalPsicologia organizacional
Psicologia organizacional
 
Dinâmica das emoções
Dinâmica das emoçõesDinâmica das emoções
Dinâmica das emoções
 
Comunicação Não Violenta
Comunicação Não ViolentaComunicação Não Violenta
Comunicação Não Violenta
 
Relacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoalRelacionalmento interpessoal
Relacionalmento interpessoal
 
Teoria e técnica de dinâmica de grupo
Teoria e técnica de dinâmica de grupoTeoria e técnica de dinâmica de grupo
Teoria e técnica de dinâmica de grupo
 
Roteiros para as entrevistas semiestruturadas
Roteiros para as entrevistas semiestruturadasRoteiros para as entrevistas semiestruturadas
Roteiros para as entrevistas semiestruturadas
 
Recreação
RecreaçãoRecreação
Recreação
 
Dinâmicas para palestras sobre drogas
Dinâmicas para palestras sobre drogasDinâmicas para palestras sobre drogas
Dinâmicas para palestras sobre drogas
 
Habilidades sociais oficina apostila-pdf
Habilidades sociais oficina   apostila-pdfHabilidades sociais oficina   apostila-pdf
Habilidades sociais oficina apostila-pdf
 
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva ComportamentalTCC - Terapia Cognitiva Comportamental
TCC - Terapia Cognitiva Comportamental
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-lroteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
 
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de TrabalhoRelacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Dinamicas
DinamicasDinamicas
Dinamicas
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Saúde Mental
Saúde MentalSaúde Mental
Saúde Mental
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
TEORIAS DA MOTIVAÇÃO
TEORIAS DA MOTIVAÇÃOTEORIAS DA MOTIVAÇÃO
TEORIAS DA MOTIVAÇÃO
 

Destaque

Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)
Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)
Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)André Luiz Marques
 
Teoria de campo kurt lewin
Teoria de campo kurt lewinTeoria de campo kurt lewin
Teoria de campo kurt lewinCuka Avila
 
Cópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristão
Cópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristãoCópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristão
Cópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristãolubrand
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventesSeduc MT
 

Destaque (6)

Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)
Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)
Conquistando o Mundo pra Jesus (dinâmica para o culto JA)
 
Pichón rivière
Pichón rivièrePichón rivière
Pichón rivière
 
Teoria de campo kurt lewin
Teoria de campo kurt lewinTeoria de campo kurt lewin
Teoria de campo kurt lewin
 
Cópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristão
Cópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristãoCópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristão
Cópia de 30 dinâmicas para grupos de jovens cristão
 
100+brincadeiras
100+brincadeiras100+brincadeiras
100+brincadeiras
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
 

Semelhante a Dinâmica de grupo

Curso de chefia e liderança parte 6/6
Curso de chefia e liderança   parte 6/6Curso de chefia e liderança   parte 6/6
Curso de chefia e liderança parte 6/6ABCursos OnLine
 
Grupo E Seus FenôMenos ContribuiçãO Da Psicologia
Grupo E Seus FenôMenos  ContribuiçãO Da PsicologiaGrupo E Seus FenôMenos  ContribuiçãO Da Psicologia
Grupo E Seus FenôMenos ContribuiçãO Da PsicologiaSilvia Marina Anaruma
 
Introdução ao estudo de psicologia de grupos
Introdução ao estudo de psicologia de gruposIntrodução ao estudo de psicologia de grupos
Introdução ao estudo de psicologia de gruposClaudson Cerqueira Santana
 
Palestra abtf 2013 princípios da psicologia do esporte - michele melhen
Palestra abtf 2013   princípios da psicologia do esporte - michele melhenPalestra abtf 2013   princípios da psicologia do esporte - michele melhen
Palestra abtf 2013 princípios da psicologia do esporte - michele melhenHenrique Guedes
 
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressaoValentina Silva
 
Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...
Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...
Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...Desilmara Neves
 
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativoContributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativoBiblioteca Avelar Brotero
 
Grupos e equipes de trabalho nas organizações
Grupos e equipes de trabalho nas organizaçõesGrupos e equipes de trabalho nas organizações
Grupos e equipes de trabalho nas organizaçõesPsicologia_2015
 
Influencia treino controle_estresse_relacoes
Influencia treino controle_estresse_relacoesInfluencia treino controle_estresse_relacoes
Influencia treino controle_estresse_relacoesMichelli Michalichen
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalRui Loureiro
 
Algumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalho
Algumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalhoAlgumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalho
Algumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalhogilfaca158
 
Gestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoGestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoCatarinaNeivas
 

Semelhante a Dinâmica de grupo (20)

Curso de chefia e liderança parte 6/6
Curso de chefia e liderança   parte 6/6Curso de chefia e liderança   parte 6/6
Curso de chefia e liderança parte 6/6
 
Grupo E Seus FenôMenos ContribuiçãO Da Psicologia
Grupo E Seus FenôMenos  ContribuiçãO Da PsicologiaGrupo E Seus FenôMenos  ContribuiçãO Da Psicologia
Grupo E Seus FenôMenos ContribuiçãO Da Psicologia
 
Equipe de trabalho
Equipe de trabalhoEquipe de trabalho
Equipe de trabalho
 
Introdução ao estudo de psicologia de grupos
Introdução ao estudo de psicologia de gruposIntrodução ao estudo de psicologia de grupos
Introdução ao estudo de psicologia de grupos
 
Palestra abtf 2013 princípios da psicologia do esporte - michele melhen
Palestra abtf 2013   princípios da psicologia do esporte - michele melhenPalestra abtf 2013   princípios da psicologia do esporte - michele melhen
Palestra abtf 2013 princípios da psicologia do esporte - michele melhen
 
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
53757340 estrategias-comportamentais-comunicacao-como-forca-da-expressao
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptx
 
Artigo trabalho em equipe pdf
Artigo trabalho em equipe pdfArtigo trabalho em equipe pdf
Artigo trabalho em equipe pdf
 
Conceitos de liderança
Conceitos de liderançaConceitos de liderança
Conceitos de liderança
 
MANEJO DE GRUPO
MANEJO DE GRUPOMANEJO DE GRUPO
MANEJO DE GRUPO
 
Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...
Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...
Comportamento organizacional e suas influencias no ambiente de trabalho 0 139...
 
Comportamento
ComportamentoComportamento
Comportamento
 
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativoContributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
Contributos para o trabalho de grupo trabalho colaborativo
 
Grupos e equipes de trabalho nas organizações
Grupos e equipes de trabalho nas organizaçõesGrupos e equipes de trabalho nas organizações
Grupos e equipes de trabalho nas organizações
 
Influencia treino controle_estresse_relacoes
Influencia treino controle_estresse_relacoesInfluencia treino controle_estresse_relacoes
Influencia treino controle_estresse_relacoes
 
Comportamentoorganizacional
ComportamentoorganizacionalComportamentoorganizacional
Comportamentoorganizacional
 
Comportamento Organizacional
Comportamento OrganizacionalComportamento Organizacional
Comportamento Organizacional
 
Aula de dinâmica de grupos
Aula de dinâmica de gruposAula de dinâmica de grupos
Aula de dinâmica de grupos
 
Algumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalho
Algumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalhoAlgumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalho
Algumas idéias sobre integraçao dos grupos de trabalho
 
Gestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desportoGestão de recursos humanos no desporto
Gestão de recursos humanos no desporto
 

Mais de Mundus Esportivus (17)

Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Direito desportivo
Direito desportivoDireito desportivo
Direito desportivo
 
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporteDesenvolvimento da criança por meio do esporte
Desenvolvimento da criança por meio do esporte
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
Meditação
MeditaçãoMeditação
Meditação
 
Conflitos e resoluções
Conflitos e resoluçõesConflitos e resoluções
Conflitos e resoluções
 
Coaching
CoachingCoaching
Coaching
 
Biofeedback
BiofeedbackBiofeedback
Biofeedback
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Liderança no esporte
Liderança no esporteLiderança no esporte
Liderança no esporte
 
Sociologia do esporte
Sociologia do esporteSociologia do esporte
Sociologia do esporte
 
Personalidade e esporte
Personalidade e esportePersonalidade e esporte
Personalidade e esporte
 
Aula gestão esporte
Aula gestão esporteAula gestão esporte
Aula gestão esporte
 
Sobre atletas
Sobre atletasSobre atletas
Sobre atletas
 
Sobre atletas
Sobre atletasSobre atletas
Sobre atletas
 
O que é Psicologia do Esporte?
O que é Psicologia do Esporte?O que é Psicologia do Esporte?
O que é Psicologia do Esporte?
 
Equipe de coordenadores e palestrantes.
Equipe de coordenadores e palestrantes.Equipe de coordenadores e palestrantes.
Equipe de coordenadores e palestrantes.
 

Último

004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
5. ​Agora suponha que esse mesmo aluno é do sexo feminino, você irá utilizar ...
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 

Dinâmica de grupo

  • 2. Dinâmica  de  Grupo   As  dinâmicas  são  instrumentos,  ferramentas  que  estão  dentro  de  um  processo  de   formação   e   organização,   que   possibilitam   a   criação   e   recriação   do   conhecimento.   Neste   caso   especiHico,   dinâmica   de   grupo   é   uma   ferramenta   que   permite   estudar   grupos,   equipes.   Pelo   fato   de   haver   interação   e   inHluencia   mutua,   os   grupos   desenvolvem   processos   dinâmicos   variados   que   os   separam   de   um   conjunto   aleatório  de  indivíduos.  Estes  processos  incluem  normas,  papéis  sociais,  relações,   necessidade  de  pertencer,  inHluencia  social  e  feitos  sobre  o  comportamento.   As  dinâmicas  de  grupo  contribuem  para  facilitar  e  aperfeiçoar  a  ação  dos  grupos,  em   virtude   do   seu   poder   de   ativação   dos   impulsos   e   motivações   individuais   das   dinâmicas  interna  (indivíduo  -­‐  grupo)  e  externa  (grupo  –  grupo/  grupo  -­‐  instituição),   de   forma   a   potencializar   a   interação   das   forças   existentes   no   grupo   e   melhor   direcionar  estas  para  as  metas  estabelecidas.  
  • 3. Dinâmica  de  Grupo   Grupo   é   a   associação   humana,   pela   necessidade   de   proximidade   de   solucionar   problemas,  e  tem  sempre  um  objetivo  em  comum.   Pensar   na   unidade   de   metas   implica   ter   a   clareza   de   que   nem   todo   agrupamento  é  grupo,  pois  os  bandos   se  agrupam,  mas  dispersam  cada  qual   para   o   seu   lado.   Há   um   fator   determinante   na   conceituação   de   grupo:   a   INTERAÇÃO,   que   conecta   atletas,   técnico   e   comissão   técnica,   porém  as  características  individuais  e   ambientais   não   são   uma   simples   somatória   dos   dois   fatores,   mas   sim,   uma   interação   constante   e   dinâmica   entre  o  individuo  e  o  meio  ambiente.  O   resultado   deste   dinamismo   produz   modiHicações  nas  duas  partes.  
  • 4. Dinâmica  de  Grupo   •   GRUPO  ESPORTIVO   Rossum  &  Murphy  (1994)  citados  por  Brandão  (1996),  deHinem  Grupo  Esportivo  com   um   sistema   dinâmico   que   deve   ser   observado   dentro   de   um   contexto   sócio-­‐ psicológico,  uma  vez  que  depende  da  composição  pessoal  do  grupo,  das  atividades   desenvolvidas   pelo   grupo,   da   forma   como   estas   atividades   são   desenvolvidas,   dos   papéis   desempenhados   pelos   componentes   do   grupo   e   pela   forma   de   inter-­‐ relacionamento  entre  os  membros.  Esta  visão  assegura  que  o  grupo  não  pode  e  não   deve   ser   considerado   como   a   simples   soma   de   indivíduos   com   qualidades   e   habilidades  Hísicas,  técnicas,  táticas  e  psicológicas  deHinidas.  
  • 5. Dinâmica  de  Grupo   A   Dinâmica   de   grupo   proporciona   aprendizagem   diversa   aos   membros   do   grupo,   tanto   no   sentido   da   vivência   pessoal   (autoconhecimento),   como   na   interpessoal   (percepção  do  outro).   A  Dinâmica  atua  em  duas  frentes:  teórica  e  prática.  
  • 6. Dinâmica  de  Grupo   O  esporte  faz  parte  do  sociogrupo,  é  um  grupo  organizado,  que  tem  interesse  pelo   rendimento  da  equipe,  por  seu  entrosamento  e  pela  interpretação  do  time  como   grupo  em  termos  de  conjunto  e  produtividade.  
  • 7. Dinâmica  de  Grupo   Para  se  compreender  ou  modiHicar  o  comportamento  grupal,  é  necessário  conhecer:   •   A  natureza  dos  grupos;   •   O  seu  funcionamento;   •   A  relação  individuo/  grupo;   •   A  relação  grupo/  sociedade.   Assim,  se  os  jogadores  tiverem  algum  tipo   de   problema   com   o   técnico,   criará   uma   situação   de   conHlito   entre   os   dois   lados   (técnico   X   jogadores)   que   irá   repercutir   nos   comportamentos   individuais,   caindo   a  performance  de  cada  jogador,  e  por  sua   vez,   no   comportamento   coletivo,   prejudicando  a  equipe  como  um  todo.  
  • 8. Dinâmica  de  Grupo   Alem   das   características   individuais,   as   inHluencias   externas   têm   grande   peso   na   dinâmica  do  grupo,  como  segue:   •   Torcida;   •   Clima;   •   Importância  da  partida;   •   Jogar  contra  adversários  considerados  fortes.  
  • 9.                                                                                                                                  A                                                                            B    INTER  =  entre                                                                                  C    DEPENDÊNCIA=  esta  ligado  à                   A  =  B=  C  semelhança            A  =  B  =  C  diferença   A  força  de  um  grupo  composto  por  personalidade  fortes  pode  formar  um  grupo  gestalt   fraca,  ao  passo  que  um  grupo  formado  de  personalidade  fracas  poderá     Outra  característica  que  deHine  um  grupo  é  a  interdependência  de  seus  membros  e  não   a  semelhança.   Dinâmica  de  Grupo  
  • 10. Dinâmica  de  Grupo   Um   grupo   não   é   uma   realidade   estática,   é   um   processo   em   desenvolvimento,   ou   conforme  designado  por  Lewin,  é  um  processo  quase-­estacionário.   Cada  vez  que  há  uma  mudança  em  seu  grupo,  há  um  balanceamento  no  equilíbrio,  o   que  o  torna  semi-­‐estacionário.   Albert   Carron   diz   que   para   se   compreender   um   grupo   esportivo   se   faz   necessário   saber   sua   natureza   e   operação,   bem   como   a   forma   como   seus   membros   se   inter-­‐ relacionam  dentro  e  fora  do  grupo.  
  • 11. Dinâmica  de  Grupo   Os  indivíduos  que  compõe  o  grupo  trazem  suas  características  psicológicas,  Hísicas  e   sociais,   a   partir   dessa   avaliação   podemos   avaliar   o   grau   de   heterogeneidade   e   compatibilidade.   A   coesão   é   o   principal   fator   de   inHluencia   em   um   grupo   esportivo,   bem   como   de   qualquer  outro  tipo  de  relação  grupal.    
  • 12. Dinâmica  de  Grupo   BIBLIOGRAFIA:     ANDRADE,   Suely   Gregori.   Teoria   e   prática   de   dinâmica   de   grupo   jogos   e   exercício.  São  Paulo:  Casa  do  Psicólogo,  2007.   ANGELO,  L.  F.&  RUBIO,  K.  Instrumentos  de  avaliação  em  Psicologia  do  Esporte.   São  Paulo:  Casa  do  Psicólogo,  2007.   SAMULSKI,   D.M.   Psicologia   do   esporte:   manual   para   a   educação   ?ísica,   psicologia  e  ?isioterapia.  Barueri,  SP:  Editora  Manole,  2002.   VALLE,   M.   P.   Dinâmicas   de   grupo   aplicada   à   Psicologia   do   Esporte.   São   Paulo:   Casa  do  Psicólogo,  2007.   WEINBERG,R.S.   &   GOULD,D.   Fundamentos   da   Psicologia   do   esporte   e   do   exercício.  Porto  Alegre:  Artemed  Editora,  2a.  ed,  2001.  
  • 13. OBRIGADA!   Contato:       anna.paula.fernandes@terra.com.br     aline.vallim@globo.com       9987-­‐1980