Cap4 a emergencia do pensamento sociologico

9.895 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.895
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
107
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap4 a emergencia do pensamento sociologico

  1. 1. Cap. 4 - A Emergência do pensamento social em bases científicas <ul><li>Pensamento Social com bases científicas dependeu de condições objetivas, entre elas temos: </li></ul><ul><li>Revolução Gloriosa; </li></ul><ul><li>Independência dos Estados Unidos; </li></ul><ul><li>Revolução Francesa. </li></ul><ul><li>Revoluções burguesas que lançaram dúvidas sobre as questões : </li></ul><ul><li>de liberdade; </li></ul><ul><li>dos direitos; </li></ul><ul><li>legitimidade dos movimentos de contestação. </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Darwinismo Social </li></ul><ul><li>Cenário: </li></ul><ul><li>Velha ordem substituída (absolutismo) pela nova ordem (capitalismo); </li></ul><ul><li>Capitalismo: </li></ul><ul><li>Século XIX - Fase Monopolista e Monopolista Financeiro; </li></ul><ul><li>( Trustes - Cartéis - Holdings ) </li></ul>
  3. 3. <ul><li>A partir da segunda metade do século XIX – o capitalismo </li></ul><ul><li>entra em sua fase imperialista . </li></ul><ul><li>Justificativas : </li></ul><ul><li>Busca de mercados consumidores e matérias primas baratas; </li></ul><ul><li>Levar tecnologias ; </li></ul><ul><li>missão civilizadora; </li></ul><ul><li>levar a fé cristã; </li></ul><ul><li>superioridade do homem europeu. </li></ul><ul><li>Objetivo: transformar as colônias em territórios dependentes. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>É nesse contexto que entra a teoria de Darwin, pois os cientistas sociais transplantam para a sociedade aspectos estudados para a evolução biológica. </li></ul><ul><li>O homem é visto com um ser em evolução , transformando –se continuamente com a finalidade de se aperfeiçoar e garantir a sobrevivência. </li></ul><ul><li>ideia de que as sociedades se desenvolvem de forma semelhante, seguindo um modelo de um estágio inferior a um superior. </li></ul><ul><li>Cientista sociais estudavam sociedades da África e Ásia como se fossem verdadeiros “fósseis vivos”. </li></ul><ul><li>Essa explicação científica justificava a intervenção européia em outros continentes. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Uma visão critica do darwinismo social - ontem e Hoje </li></ul><ul><li>A transposição de conceitos físicos e biológicos para o estudo das sociedades e do comportamento humano promoveu desvios interpretativos. </li></ul><ul><li>ações motivadas por preconceitos; </li></ul><ul><li>ações motivadas por interesses particulares. </li></ul><ul><li>Muitas vezes não se levava em conta as diferenças culturais ( no passado) </li></ul><ul><li>Atualmente estudamos essa complexidade cultural (limita a seleção natural) </li></ul><ul><li>Questão da adaptabilidade do ser humano ao meio </li></ul><ul><li>A regra darwinista da competição e da sobrevivência do mais forte é aplicada as leis de mercado ( serve aos interesses capitalistas ) </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Duas formas de avaliar as mudanças sociais </li></ul><ul><li>Forma positiva – via as contradições do capitalismo como um estágio da evolução da própria sociedade. ( proletários X burgueses/ latifundiários X camponeses) </li></ul><ul><li>Surgiu o positivismo que tentava responder aos questionamentos sobre e reivindicações da sociedade capitalista com as noções de “ordem e progresso” </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Ideia de que havia dos movimentos na sociedade: </li></ul><ul><li>movimento evolutivo – transformação da sociedade da forma mais simples a mais complexa; </li></ul><ul><li>movimento de ajuste - ajustar o indivíduo a sociedade; </li></ul><ul><li>Esses dois movimentos levariam a sociedade ao progresso. </li></ul><ul><li>Atenção : os movimentos reivindicatórios deveriam ser contidos. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Comte chamou esses dois movimentos de : </li></ul><ul><li>Dinâmico – passagem das formas mais simples a mais complexas; </li></ul><ul><li>Estático – preservação da organização social ( família, religião, propriedade, linguagem, direito </li></ul><ul><li>Atenção : Comte privilegiava o movimento estático. </li></ul><ul><li>Assim justificava-se a intervenção na sociedade sempre que fosse </li></ul><ul><li>necessário assegurar a ordem ou promover o progresso. </li></ul>
  9. 9. ORGANICISMO Cientista : Albert Schäffle Ideia de “tecido social” - Identificava as diferentes sociedades existentes, alusão a biologia. Hebert Spencer – Alfred Espinas – os princípios da biologia são aplicáveis a todos os seres vivos. ( leis estariam expressas na vida comunitária de todos os seres vivos, desde as espécies mais simples até o ser humano. Todos esses cientistas partem do princípio de que existem caracteres universais presentes nos mais diversos organismo vivos, dispostos sob a forma de órgãos e sistemas- partes independentes cuja função primordial é a preservação de todo ser social.
  10. 10. <ul><li>SOCIOLOGIA </li></ul><ul><li>Augusto Comte é considerado o “pai” da sociologia. Foi o primeiro a sistematizar o pensamento sociológico. </li></ul><ul><li>definição do objeto de estudo; </li></ul><ul><li>estabelecer conceitos; </li></ul><ul><li>aplicar uma metodologia de estudo; </li></ul><ul><li>definiu a especificidade do estudo científico da sociedade. </li></ul><ul><li>Nome “positivismo” tem sua origem no adjetivo “positivo”, que significa certo, seguro, definitivo. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>A razão prevalece em detrimento de explicações místicas. </li></ul><ul><li>Respeito aos princípios do mundo físico ( acontecimentos externos ao homem) </li></ul><ul><li>Respeito aos princípios do mundo social ( questões humanas ) </li></ul><ul><li>Observação: o próprio Comte antes de criar o termo sociologia usava o termo “física social” </li></ul><ul><li>Física social – explicação da vida natural (organicismo – mecanicismo) </li></ul><ul><li>A simples postura de que a vida em sociedade era passível de estudo e compreensão; que o homem possuía – além de seu corpo e sentimentos- uma natureza social; que as emoções , os desejos e as formas de vida de contingências históricas e sociais foi um avanço significativo. </li></ul>

×