Cap 16 comunicação

2.027 visualizações

Publicada em

AULA SOBRE COMUNICAÇÃO

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.027
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cap 16 comunicação

  1. 1. A SOCIOLOGIA E AS TEORIAS DA COMUNICAÇÃO
  2. 2. <ul><li>A O DESENVOLVIMENTO DA SOCIOLOGIA ESTEVE ASSOCIADO A UMA SÉRIE DE FATORES QUE CARACTERIZARAM A SOCIEDADE OCIDENTAL NA MODERNIDADE, ENTRE ELES: </li></ul><ul><li>A INDUSTRIALIZAÇÃO; </li></ul><ul><li>A URBANIZAÇÃO ; </li></ul><ul><li>O COLONIALISMO EUROPEU. </li></ul><ul><li>OUTRO ASPECTO IMPORTANTE FOI O ADVENTO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DE MASSA. </li></ul>
  3. 3. A TECNOLOGIA EMPREGADA NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO MUDOU A FORMA COMO O CONHECIMENTO PASSOU A SER PRODUZIDO, REGISTRADO, REPRODUZIDO E DISSEMINADO.
  4. 4. <ul><li>No século XIX, o telégrafo uniu vários povos. Era possível mandar um telegrama da China para a Austrália em 5 horas. O mundo foi se tornando aos poucos globalizado, as distâncias encolheram. </li></ul><ul><li>Os recursos visuais passaram a ser utilizados com mais frequência. A imagem se mostrou uma linguagem mais abrangente, compreensível e democrática do que o texto escrito . ( televisão, cinema, fotografia...) </li></ul>
  5. 5. A cultura, pensada como o conjunto de crenças, de valores e de significados que o homem compartilha com seu grupo, foi violentamente modificada pelo advento da sociedade midiática, que fez com que povos distantes e diferentes, sob muitos pontos de vista, passassem a dividir um imaginário comum. Obs.: esse processo de homogenização cultural serviu de base para a globalização
  6. 6. <ul><li>O advento da sociedade de massas </li></ul><ul><li>A sociedade sempre esteve dividida em grupos díspares formados por pessoas que compartilham as mesmas formas de comportamento, pensamento e atitudes que passam de geração para geração. Isso permitiu a formação a formação da identidade e da alteridade. </li></ul><ul><li>No século XIX, devido ao grande número de pessoas nos centros urbanos que pertenciam a várias etnias e grupos sociais eram vistos pela elite com preconceito, chamando-os de turba “selvagem”. </li></ul><ul><li>A sociologia passou a estudar o comportamento coletivo, rebelde e indisciplinado dessa “turba” ou “multidão” que aos poucos ficou sendo conhecida como “massa”. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Essa massa mesmo sem acesso aos bens da civilização burguesa foi se constituindo em fator de desenvolvimento para o comércio e a indústria. </li></ul><ul><li>Aos poucos essa “massa” foi “ganhando” conhecimento e instrução e começaram a lutar por um lugar mais digno na sociedade. Enfrentar essas massas passou a ser objeto de estudos que iam desde propostas socio-educativas até de controle e manipulação. </li></ul><ul><li>Obs.: essa massa era estudada como anomia, disfunção ou desorganização da sociedade. </li></ul><ul><li>* Foi o advento dos meios de comunicação de massa que tornaram as massas um assunto especial dentro das ciências sociais, envolvendo, ao mesmo tempo, o preconceito de que sempre foram vítimas as classes subalternas e a preocupação com a formação do público e o comportamento das multidões. </li></ul>
  8. 8. A importância da comunicação Do Presidente para o Diretor: Na próxima sexta-feira às 17 horas, o cometa Halley estará passando por esta área. Trata-se de um evento que ocorre a cada 76 anos. Assim, por favor, reúna os funcionários no pátio da fábrica, todos usando capacete de segurança, quando explicarei o fenômeno. Se chover, não veremos o raro espetáculo a olho nu.
  9. 9. Do Diretor para o Gerente: A pedido do Presidente, na sexta-feira às 17 horas, o cometa Halley vai aparecer sobre a fábrica. Se chover, por favor, reúna os funcionários, todos com capacete e os encaminhe ao refeitório, onde o raro fenômeno terá lugar, o que ocorre a cada 76 anos a olho nu.
  10. 10. Do Gerente para o Supervisor: A convite do nosso querido Presidente, o cientista Halley de 76 anos vai aparecer nu na fabrica, sexta-feira às 17 horas, usando apenas um capacete, irá explicar o fenômeno da chuva para os seguranças no pátio.
  11. 11. Do Supervisor para o Chefe: Todo mundo nu, na próxima sexta-feira, às 17 horas, pois a manda-chuva do presidente, Sr. Halley, estará lá para mostrar o raro filme Dançando na chuva. Caso comece a chover mesmo, o que ocorre a cada 76 anos, por motivo de segurança coloque o capacete.
  12. 12. Aviso a todos: Nesta sexta-feira o presidente fará 76 anos. A festa será às 17 horas no pátio da fabrica. Vão estar lá Bill Halley e Seus Cometas. Todo mundo deve estar nu e de capacete. O espetáculo vai rolar mesmo que chova, porque a banda e um fenômeno.
  13. 13. <ul><li>No século XIX, a partir da Revolução Industrial e da predominância das regras do mercado capitalista, as artes, a cultura e a mídia foram submetidas à ideologia da indústria cultural. </li></ul><ul><li>Segundo Walter Benjamin, filósofo alemão, afirma que as artes e a cultura perderam sua autenticidade, seu caráter único ou a beleza duradoura, que ele chama de aura. </li></ul><ul><li># da criação do belo, tornaram-se bens de consumo: </li></ul><ul><li># A indústria cultural massifica a cultura e as artes para o consumo rápido no mercado e na moda. </li></ul>
  14. 14. Segundo Marilena Chauí : “ A indústria cultural vende cultura. Para vendê-la, deve seduzir e agradar o consumidor. Para seduzi-lo e agradá-lo, não pode chocá-lo, provocá-lo, fazê-lo pensar. Fazê-lo ter informações novas que perturbem, mas deve devolver-lhe, com nova aparência, o que ele já sabe, já viu, já fez.”
  15. 15. <ul><li>A expressão máxima da indústria cultural são os meios de comunicação de massa, ou mídia escrita ou eletrônica. Aqui vale destacar o poder da mídia enquanto: </li></ul><ul><li>manipulação; </li></ul><ul><li>formação de opinião; </li></ul><ul><li>infantilização </li></ul><ul><li>condicionamento de mentes </li></ul><ul><li>produção cultural do grotesco para despolitização </li></ul>
  16. 16. Dois efeitos produzidos pela mídia em nossas mentes: # a dispersão # a infantilização Ex.: para atender os interesses econômicos dos patrocinadores, a mídia divide a programação em blocos que duram entre 7 e 10 minutos. Os blocos são interrompidos pelos comerciais, forçando-nos a prestar atenção durante esses minutos. A publicidade é o momento de “relaxamento”. 0bs.: estimula a dispersão das pessoas. Uma pessoa é “infantil” quando não consegue suportar a distância temporal entre seu desejo e a satisfação dele. A criança é infantil porque não tolera o intervalo entre o desejo e a satisfação desse desejo. Ex.: controle remoto da televisão.
  17. 17. A programação é dirigida ao que já sabemos e gostamos, e como toma a cultura sob a forma de lazer e entretenimento, a mídia satisfaz imediatamente nossos desejos porque não exige de nós atenção, pensamento, reflexão, crítica, perturbação de nossa sensibilidade e de nossa fantasia. Em suma, não nos pede o que as obras de arte e de pensamento nos pedem: trabalho sensorial e mental para compreendê-las, amá-las, criticá-las, superá-las. A cultura nos satisfaz se tivermos paciência para compreendê-la e decifrá-la. Exige maturidade.
  18. 18. A interferência da mídia na sociedade se faz através da manipulação: Ex.: Cada telejornal tem sua linha editorial e segue seus princípios. O caso das Eleições de 1989. O Jornal Nacional fez uma edição favorável a Collor.
  19. 19. Para o sociólogo Pierre Bourdieu, o poder da mídia está também na geração de opiniões de senso comum ou formação de opiniões ou padrões de consumo. Essa “docilidade” e “passividade” serve para a “inculcação” de valores, idéias e hábitos. Esse processo de infantilização reflete no processo de aprendizagem. Vejamos algumas frases retiradas do ENEM e os comentários dos professores: “ O sero mano tem uma missão...” ( A minha, por exemplo, é ter que ler isso !!!) “ O Euninho já provocou secas e enchentes calamitosas...” ( Levei uns minutos para identificar El Niño...)
  20. 20. &quot;O problema ainda é maior se tratando da camada Diozanio!&quot; (Eu não sabia que a camada tinha esse nome bonito) &quot;Enquanto isso os Zoutros... tudo baixo nive...&quot; (Seja você mesmo!!) &quot;A situação tende a piorar: os madeireiros da Amazónia destroem a Mata Atlântica da região&quot;. (E, além de tudo, viajam prá caramba, heim?) &quot;O que é de interesse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém individualmente&quot;. (Entendeu?) &quot;Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele&quot;. (Faz sentido.)
  21. 21. &quot;O grande problema do Rio Amazonas é a pesca dos peixes.&quot; (Achei que fosse a pesca dos pássaros.) &quot;E um problema de muita gravidez.&quot; (Com certeza... se seu pai usasse camisinha, não leríamos isso!) &quot;A AIDS é transmitida pelo mosquito AIDES EGIPSIO.&quot; (Sem comentário.) &quot;Já está muito de difícel de achar os pandas na Amazónia.&quot; (Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá.) &quot;Já está muito de difícel de achar os pandas na Amazónia.&quot; (Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá.)
  22. 22. &quot;A natureza brasileira tem 500 anos e já está quase se acabando&quot;. (Foi trazida nas caravelas, certo?) &quot;O cerumano no mesmo tempo que constrói, também destrói, pois nós temos que nos unir para realizarmos parcerias juntos&quot;. (Não conte comigo.) &quot;Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um bom benefïcácio para o Brasil&quot;. (Vamos trocar as fumaças pelas moto-serras.) &quot;Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros&quot;. (Com algumas diferenças básicas.) &quot;... provocando assim a desolamento de grandes expecies raras&quot;. (Vocês não sabiam que os animais também têm depressão?)
  23. 23. &quot;Nesta terra ensi plantando tudo dá&quot;. (Isto deve ser o português arcaico que Caminha escrevia...) &quot;Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia&quot;. (Meu Deus... Haja pára-raio!) &quot;Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado&quot; (Quem teria sido o fabricante? Compac? Apple? IBM?) &quot;Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre o araras azuis que ficam sob voando as matas&quot;. (Talvez por terem complexo de urubus!) &quot;... são formados pelas bacias esfereográficas&quot;. (Imaginem as bacias da BIC!) &quot;Eu concordo em género e número igual&quot;. (Eu discordo!)

×