O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Brasil colonia nativistas

7.434 visualizações

Publicada em

AULA SOBRE REVOLTAS NATIVISTAS

  • excellent source of information because it helps greatly Brazilian society hungry for knowledge.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Brasil colonia nativistas

  1. 1. <ul><li>1 - REVOLTAS NATIVISTAS: </li></ul><ul><li>Revolta de Beckman (1684) </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Causas: </li></ul><ul><li>As divergência entre fazendeiros e jesuítas quanto à escravização dos índios </li></ul><ul><li>Oposição ao monopólio da Cia de Comércio do Maranhão </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Desenrolar dos fatos: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>1621, foi criado o Estado do Maranhão ( Ceará, Piauí, Pará e Amazonas)  capitanias reais estava diretamente subordinado a metrópole. </li></ul><ul><li>1641, os holandeses ocuparam a região do Maranhão (expulsaram invasores). </li></ul><ul><li>A situação da região era de pobreza. </li></ul><ul><li>A economia baseava-se na agricultura de subsistência, criação de gado, cultivo da cana , cacau e fumo ( em escala modesta). </li></ul><ul><li>Faltava dinheiro para comprar escravos negros  Saída: índios (missões). </li></ul><ul><li>1682, foi criada a Cia de Comércio do Maranhão. </li></ul>
  2. 2. <ul><li>Líderes : </li></ul><ul><li>Manuel Beckman, Tomás Beckman e Jorge Sampaio </li></ul><ul><li>Aderiram ao movimento: latifundiários, comerciantes luso-brasileiros, mascates, padres contrários aos privilégios da Cia de Jesus. </li></ul><ul><li>Interessante: A revolta não era separatista. (elitista) </li></ul><ul><li>Movimento iniciou em 24/02/1684 </li></ul><ul><li>Revoltosos destituíram as autoridades e constituíram uma junta. </li></ul><ul><li>Organizou-se uma comissão representativa do comércio, da lavoura e do clero. </li></ul><ul><li>Maio de 1685, Portugal manda novo governador Gomes de Freire de Andrade e prende os revoltosos. </li></ul><ul><li>Manuel Beckman e Jorge Sampaio são executados. </li></ul><ul><li>Resultado: a maioria dos objetivos alcançados. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Guerra dos Emboabas (MG 1707 – 1709): </li></ul><ul><ul><li>Bandeirantes paulistas X Emboabas (forasteiros)*. </li></ul></ul><ul><ul><li>Capão da Traição : grande massacre de paulistas. </li></ul></ul><ul><ul><li>SP é separada de MG. </li></ul></ul><ul><ul><li>Paulistas retiram-se em sua maioria e descobrem novas jazidas de ouro em GO e MT. </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>Guerra dos Mascates (PE – 1710): </li></ul><ul><ul><li>Olinda X Recife </li></ul></ul><ul><ul><li>Causa básica: Recife obtém autonomia e Olinda não aceita. </li></ul></ul><ul><ul><li>Recife confirma sua autonomia e torna-se a capital de Pernambuco (1714). </li></ul></ul>Latifundiários Comerciantes portugueses Cidades de Olinda e Recife (fundo)
  5. 5. <ul><li>Revolta de Vila Rica ou de Filipe dos Santos (MG – 1720): </li></ul><ul><ul><li>Contra o estabelecimento das Casas de Fundição. </li></ul></ul><ul><ul><li>Líder: Filipe dos Santos . </li></ul></ul><ul><ul><li>Resultado: Filipe dos Santos é enforcado e esquartejado. </li></ul></ul>Condenação de Filipe dos Santos
  6. 6. <ul><li>2 - REVOLTAS EMANCIPACIONISTAS: </li></ul><ul><li>Século XVIII (final) e XIX (início). </li></ul><ul><li>Objetivo: separação de Portugal (independência). </li></ul><ul><li>Nacionalistas. </li></ul><ul><li>Influenciadas pelo iluminismo, independência dos EUA e Revolução Francesa. </li></ul><ul><li>Inconfidência Mineira (1789): </li></ul><ul><ul><li>Causas: esgotamento do ouro, crise econômica, exploração abusiva de POR (impostos, derrama, proibição de produção de manufaturados na colônia – Alvará de D. Maria I ). </li></ul></ul><ul><ul><li>Penetração de ideais iluministas. </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><ul><li>Líderes: elite mineira (Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto, Joaquim José da Silva Xavier – o “Tiradentes” ). </li></ul></ul><ul><ul><li>Objetivos: proclamação da República, fim do pacto colonial, estímulo ao desenvolvimento de manufaturas, criação de uma Universidade, bandeira com a inscrição “Libertas quae sera tamen” (Liberdade ainda que tardia) . </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><ul><li>Denunciada por Joaquim Silvério dos Reis. </li></ul></ul><ul><ul><li>Líderes presos e degredados para a África. </li></ul></ul><ul><ul><li>Tiradentes é enforcado e esquartejado (exemplo). </li></ul></ul>
  9. 9. <ul><li>Conjuração Baiana ou Revolta dos Alfaiates (1798): </li></ul><ul><li>Motivos: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Transferência da capital de Salvador para o Rio de Janeiro (1763) </li></ul><ul><li>Aumento das dificuldades econômicas (empobrecimento da maioria da população) </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Influências: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Idéias Iluministas  “Liberdade, Igualdade e Fraternidade” </li></ul><ul><li>Independência dos Estados Unidos </li></ul><ul><li>Maçonaria </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Objetivos: </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Criação de uma República </li></ul><ul><li>Independência </li></ul><ul><li>Fim da escravidão </li></ul><ul><li>Impostos mais eqüitativos </li></ul><ul><li>Aumento de salários das tropas </li></ul><ul><li>Eleições públicas </li></ul><ul><li>Luta contra o clero, o rei e as autoridades. </li></ul><ul><li>  Circulação de panfletos “subversivos” em 12/08/1798 </li></ul>Líderes:   Luiz Gonzaga das Virgens (soldado), Lucas Dantas de Amorim Torres ( soldado) João de Deus (alfaiate), Cipriano Barata ( Médico)  fundou o Jornal o Sentinela da Liberdade; Manuel Faustino dos Santos ( alfaiate); Hermógenes Pantoja ( militar); Agostinho Gomes ( padre)    
  11. 11. <ul><li>Loja maçônica: Cavaleiros da Luz ( padres, comerciantes e militares) </li></ul><ul><li>Movimento foi considerado de Lesa-majestade = crime contra a coroa </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Observação: o movimento não chegou a eclodir. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Cronistas da época chamavam de “associação de mulatos” </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>07/11/1799 foram condenados a forca e ao esquartejamento </li></ul><ul><li>João de Deus do Nascimento ; </li></ul><ul><li>Luiz Gonzaga das Virgens; </li></ul><ul><li>Lucas Dantas de Oliveira; </li></ul><ul><li>Manuel Faustino dos Santos ( o lira) </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Execução deveria servir de exemplo para inibir atos como do Haiti. </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  12. 12. <ul><li>COMPARAÇÃO ENTRE AS CONJURAÇÕES MINEIRA E BAIANA </li></ul>
  13. 13. <ul><li>3 - REVOLTAS DE NEGROS: </li></ul><ul><li>Contra a escravidão, maus tratos e humilhações. </li></ul><ul><li>Iniciativas individuais: fugas, suicídios, abortos, assassinato de senhores e feitores, sabotagens de máquinas, queima de plantações. </li></ul><ul><li>Iniciativas coletivas: fugas e quilombos (aldeamentos de escravos fugidos). </li></ul><ul><li>Quilombo de Palmares (AL – PE ): </li></ul><ul><ul><li>Maior e mais duradouro entre os quilombos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Federação de quilombos. </li></ul></ul><ul><ul><li>ZUMBI (último líder). </li></ul></ul>
  14. 14. <ul><li>Aproximadamente 30 mil habitantes. </li></ul><ul><li>Destruído por ataques liderados pelo bandeirante Domingos Jorge Velho. </li></ul><ul><li>20/11/1695 – Assassinato de Zumbi (Dia Nacional da Consciência Negra). </li></ul>Domingos Jorge Velho

×