Zoonews Edição 4

635 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
635
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Zoonews Edição 4

  1. 1. jornal do 29˚ congresso brasileiro de zoologia 8 de março de 2012 – n. 4 – salvador /baA VIDA NO MAR Pesquisa a ser apresentada em mesa-redonda afirma que, apesar do alto grau degradação ambiental, recifes e corais têm se adaptado às mudanças bruscas de temperatura e se recuperado rapidamenteO impacto que Reefs at Risk Revi- A boa notícia, contu- e recuperando-se Com um o aumento da sited, a degradação do, é que nem todos rapidamente. ambiente tão temperatura completa de 75% dos os cenários possíveis Para demonstrar osglobal acarreta nos recifes de corais. são pessimistas. resultados do estudo rico quantoecossistemas terres- Outra pesquisa, Um levantamento sobre o branquea- às florestastres tem sido estuda- divulgada na revista nas águas baianas, mento dos corais, tropicais, ado exaustivamente Science Express, afir- coordenado pela com a metodologiae, por vezes, apre- ma que um terço dos pesquisadora Ph.D. do protocolo interna- biodiversidadesentando cenários recifes coralíneos em em Geologia Mari- cional AGRRA (Atlan- contida nosde destruição dignos todo o mundo estão nha Zelinda Leão tic and Gulf Rapid recifes de coraisde filmes hollywoo- ameaçados de extin- (UFBA), conclui Reef Assessment), adianos. Um dos mais ção, de acordo com que, embora tenha pesquisadora apre- sustenta toda aimportantes e frágeis o primeiro levanta- apresentado grande senta a Conferência cadeia alimentarecossistemas do mento em nível global grau de degradação, Magna Recifes de marinhaPlaneta não escapa para determinar seu os recifes de corais Corais e Mudançasdo catastrofismo, status de conserva- vêm se adaptando Climáticas Globais,uma vez que já foram ção, realizado em no às mudanças brus- entre 9h e 10h, noprevistos, no relatório ano de 2008. cas de temperatura Auditório Iemanjá. zelinda leão
  2. 2. editorial cbz cultural Neste quarto dia do 29º CBZ, espero Aprendizado é diversão! que todos os palestrantes, congressistas e visitantes sintam-se calorosamente “Aqui podemos ver um lindo es- acolhidos neste evento onde a programação pécime de Homo sapiens obser- marcadamente diversa e criativa, tanto em vando um Rotífera na 10ª Feira atividades como em temas, foi pensada dos municípios e 1ª Mostra de procurando propiciar-lhes oportunidades Iniciação Científica do Instituto de contato com interessantes cenários e Federal da Bahia, Campus de Catu. tendências das áreas da educação e da Nesta fase de vida, algumas cara- conservação da biodiversidade por meio de cterísticas importantes podem ser pesquisas básicas e aplicadas. destacadas: a curiosidade do in- Compartilho hoje com todos do sucesso divíduo e a descoberta de mundo. desta edição do congresso, onde tive a Ensinar é um dos laboratórios da incomum oportunidade de muito aprender vida. Quanto mais se vive mais se como presidente da Comissão Científica, aprende! Ensino de Zoologia tam- cabendo-me dessa forma trazer alguns bém é uma categoria do 29º CBZ!” números importantes do evento, que falam por si só: 309 palestrantes distribuídos em Gabriel Rocha, estudante do 6º 32 simpósios e 26 minicursos, oriundos Semestre do curso de Ciências de todas as regiões do país e de outros Biológicas da Universidade países como Austrália, Argentina, Áustria, Federal da Bahia e estagiário do Espanha, EUA, Portugal, Cuba e Bélgica. PIBID de Biologia Nesta quinta-feira, o dia começa com as imperdíveis conferências magnas dos cativantes Prof. Dr. Angelo Machado, que nos brindará com uma divertida viagem ao mundo da educação infantil e da premente necessidade de trabalharmos pela conservação da biodiversidade; e da Profa. Dra. Zelinda Leão, que apresentará o estado da arte do conhecimento dos recifes coralinos do Brasil, mais particularmente da Bahia, além de sua conectividade com outros ecossistemas costeiros. Vale lembrar que teremos hoje uma vasta programação, contemplando 17 simpósios das mais variadas áreas de estudo da fauna de invertebrados e de vertebrados, culminando, no fim da tarde, com o terceiro dia de apresentações de paineis e com o lançamento do livro “Paleontologia de Vertebrados: Relações entre América do Sul e África”, no louge do Centro de Convenções. Desejo aos mais de 3.400 inscritos Foto ou pintura? momentos de agradável convívio e um “Esta foto tirada às margens da Baía de Guanabara, no Piscinão de excelente dia! São Gonçalo, que faz parte do Parque Ambiental da Praia das Pe- drinhas, no Rio de Janeiro. Eu observava aves por detrás das lentes quando me deparei com uma incrível cena de centenas de garças. Não pude deixar este momento passar em branco. Tive que registrar! Trata-se da Ardea alba, comumente conhecida com garça branca grande. Minha presença no 29º CBZ está confirmadíssima!” CARLA MENEGOLA MENEGOLA, MEMBRO DA COMISSÃO ORGANIZADORA DO 29º CBZ Marcela Chamberlain, estudante do 5º período de Biologia da Universidade Salgado de Oliveira, São Gonçalo, Rio de Janeiro Zn Zoo News Informativo oficial do XXIX Congresso Brasileiro de Zoologia Tiragem: 1000 exemplares Endereço: Rua Barão de Geremoabo, 147, Campus de Ondina, Instituto de Biologia. Cep.: 40.170-290 – Salvador/BA Tel.: (71) 3283-6549 E-mail: imprensacbz2012@gmail.com Site: www.cbz2012.com.br Blog: cbznabahia2012.wordpress.com Foto Capa: photobucket.com Presidente: Rejâne Maria Lira da Silva Presidente da Comissão Científica: Carla Menegola Presidente de Honra: ZOOnews Tania Kobler Brazil Primeira Secretária: Favízia Freitas de Oliveira Segunda Secretária: Rita Farani Assis Primeira Tesoureira: Marlene Campos Peso de Aguiar Segundo Tesoureiro: André Luís da Cruz Assessoria: Maria Dulcinéia Sales dos Santos Design gráfico: David Lira Marques Assessoria de Comunicação/Imprensa Jornalista responsável: Mariana Alcântara DRT-BA 2962 Estagiária de Jornalismo: Mariana Sebastião Monitores: Fernanda Barreto e Gabriel Rocha Webdesign: EXPEDIENTE Daniel Amorim Projeto Gráfico / Paginação: Jonas Santos Colaboração: Raíza Tourinho2
  3. 3. foto: divulgação entrevista Ângelo Machado P rofessor emérito da Universidade Federal de Minas Gerais, o neuroanatomista, escritor e dramaturgo Ângelo Barbosa Monteiro Machado formou-se em medici- na pela UFMG em 1958, mas tinha o hobby de estudar insetos. Depois, tornou- se professor de zoologia e encontrou um novo hobby: a literatura. Encantado por insetos desde garoto, foi nos animais que ele encontrou inspiração para a maioria dos seus 33 livros infanto-juvenis. Tanta dedicação lhe rendeu um Prêmio Jabuti em 1983, na categoria de Literatura Infantil. Já recebeu o Prêmio Adolfo Aizen da Academia Brasileira de Letras e o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil. O escritor entrou para a lista dos mais vendidos e, como se não bastasse, foi sucesso nas bilheterias do teatro. No 29º CBZ, ele apresenta, nesta quinta-feira (8/03), uma conferência magna sobre Conservação da Biodiversidade e Educação, além de ser um dos pesquisadores homenageados pela Sociedade Brasileira de Zoologia durante o evento. Confira a entrevista concedida à Web Rádio CBZ, disponível no blog cbznabahia2012.wordpress.com, e adaptada para o Zoo News! reprodução O senhor pode adiantar Na sua opinião, como deve alguns tópicos de sua ser o incentivo para que os Eu acho que o principal é conferência? jovens brasileiros se interes- tentar estimular nas crian- Eu vou falar sobre a sem por literatura e ciência? Eu acho que o principal é ças o hábito da leitura. A importância da conservação da biodiversidade. E aí eu tentar estimular nas crian- leitura é a base principal. entro no ponto central da ças o hábito da leitura. A E acima de tudo, tem que palestra: que a gente deve leitura é a base principal. desenvolver na criança um E acima de tudo, tem que desenvolver a criatividade relacionamento amistoso, desenvolver a criatividade. de amor à natureza, porque A qualidade maior do cientista é ser curioso. povo o conhecimento que ele está produzindo. Na área quem gosta protege. A biológica é mais fácil, na área de física ou matemática é maioria das crianças vive E a criança também é curiosa! Existe uma fase mais difícil, mas é uma obrigação do cientista. hoje isolada do contato direto com a natureza nas na educação das crianças em que os pais inibem esta Mas a opinião dos cientistas nem sempre foi essa, não é? grandes cidades. Eu vou Você tem razão. O cientista tem medo do jornalista. Mas analisar uma série de fatores curiosidade. Se o menino pergunta muito e mexe em nem todos. Eu classifico assim: tem cientista que tem que deturpam a imagem da pavor: “é jornalista? Não estou!”. Tem também o segundo natureza. Vou mostrar que tudo, o menino é chato. Eu falo sobre isso numa grupo que acha importante e colabora com jornalista, há uma tendência que afasta e tem outro grupo que adora o jornalista porque quer a criança principalmente coleção de livros que tem o objetivo de manter a exaltar a sua pesquisa. Eu acho que temos que desen- pelo medo, medo de bicho, volver mais este segundo grupo. A gente vê, por exemplo, medo de floresta. curiosidade na fase em que ela é reprimida. na Ciência Hoje das Crianças, que o número de cientistas que consegue escrever pra criança é muito maior do que Grande parte de seu trabalho a gente imaginava. é voltado para divulgação e educação científicas. Qual Durante esses quase 35 anos como ambientalista, como o a sua visão sobre o papel senhor avalia as mudanças no cenário ambiental brasileiro? social dos cientistas frente à Hoje, não existe um governo que não tenha uma sociedade? Secretaria, um Ministério do Meio ambiente e todas as Eu acho que o cientista empresas que se prezem possuem algum setor ligado tem obrigação de colaborar à preocupação com o meio ambiente, mesmo que seja com a divulgação cientí- somente de fachada. A conscientização popular também fica. A maioria dos aumentou e isto é importante porque estamos num país pesquisadores brasileiros democrático e a opinião do povo é importante para ser le- tem a sua pesquisa paga vada aos legisladores. Em todo o mundo, há uma grande pelo povo. Então, ele tem movimentação sobre questões ambientais na internet. O obrigação de, na medida e-mail configurou-se como uma importante arma paraAngelo Machado recebeu o Prêmio Jabuti em do possível, retornar ao mobilizar as massas para esta causa.1983, na categoria Literatura Infantil 3
  4. 4. zoo dicas homenagem foto: fernanda barreto O que o tabuleiro da baiana tem? Tem acarajé, abará... fotos: solange rossini Estou muito contente em receber esta homenagem no 29º CBZ. Ainda mais de poder participar ativamente como presidente de honra deste evento. Só tenho a agradecer! tania kobler brazil Tania Kobler Brazil é mestre em Fisiologia Geral pela USP. Docente aposentada da UFBA, atualmente, é professora da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública. Desde 1998, é assessora do MEC e do INEP para avaliação de cursos de Ciências Biológicas e outros afins. Fundou, em 1987, o Laboratório de Animais Peçonhentos da UFBA, atual Núcleo Regional de Ofidismo e É natural vir a Salvador É nesse bairro que também está o Acarajé da Dinha, no Animais Peçonhentos da Bahia. É curadora e pensar em comer Largo de Santana, e o Acarajé da Regina, que também assistente da coleção de aracnídeos o famoso acarajé. serve um delicioso abará, outro tipo de bolinho, feito com do Museu de Zoologia do Ibio/UFBA e O bolinho feito de feijão a mesma massa do acarajé, porém cozida. O preço médio coordenadora da Rede Vital para o Brasil. fradinho e frito no óleo de um acarajé ou abará acompanhado de vatapá, salada e de dendê é patrimônio camarão é R$ 5,00. foto: divulgação nacional tombado pelo Paulo Nogueira-Neto Instituto do Patrimônio Importante lembrar: caso a baiana lhe pergunte se quer o prestou ao Brasil Histórico e Artístico acarajé quente, ela não está se referindo à temperatura, mas notável contribuição Nacional (Iphan). Diante da sim à quantidade de pimenta! É bom tomar bastante cui- científica, institucional importância desta iguaria, a dado para não ser pego de surpresa, uma picante surpresa! e administrativa. Possui Zoo Dica de hoje apresenta doutorado em Ciências um passeio gastronômico Além de acarajé e abará, o tabuleiro das Baianas também Biológicas (Zoologia) pelos principais tabuleiros possui outras delícias: bolinho de estudante, feito de pela Universidade de São das famosas Baianas. farinha de tapioca, açúcar, canela e outros ingredientes, Paulo (1963). Atualmente que é vendido por R$ 2,50 e as cocadas branca ou preta, é professor emérito da Um ponto especial da que custam R$ 3,00 a unidade. Com tantas opções, difícil é desta universidade e cidade merece atenção ficar somente no acarajé! presidente da Fundação redobrada. É o Bairro Rio Florestal. Vermelho, onde estão ZOO DICA DO DIA Tem experiência na área de ecologia, os melhores acarajés da com ênfase em conservação, atuando cidade. O Acarajé da Cira Acarajé da Cira principalmente nos seguintes temas: é localizado no Largo da Largo da Mariquita, s/n, Rio Vermelho abelhas sem ferrão, comportamento, Mariquita, próximo a diver- populações, sobrevivência e criação de sos restaurantes, bares e Acarajé da Dinha Largo de Santana, s/n, Rio Vermelho abelhas. Paulo Nogueira-Neto foi membro lanchonetes. Para saboreá- da Comissão Brundtland de Meio Ambiente lo, é possível sentar numa Acarajé da Regina e Desenvolvimento das Nações Unidas, das mesas próximas e Largo de Santana, s/n, Rio Vermelho que criou o conceito de desenvolvimento pedir alguma bebida para Preço: Varia de R$ 3,50 (sem camarão) sustentável. acompanhar. e R$ 5 (com camarão) REALIZAÇÃO: APOIO: ORGANIZADORA E OPERADORA DE TURISMO OFICIAIS:4

×