A construção da identidade em ambientes digitais

852 visualizações

Publicada em

Material apresentado no SIDIS - III Simpósio Nacional e I Simpósio Internacional Discurso, Identidade e Sociedade
Pesquisa realizada para trabalho de conclusão de curso do DIGICORP - Curso de Gestão Integrada da Comunicação Digital nas Empresas

Publicada em: Educação
2 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
852
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
2
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A construção da identidade em ambientes digitais

  1. 1. A construção da identidade em ambientes digitais III Simpósio Nacional e I Simpósio Internacional Discurso, Identidade e Sociedade Dilemas e Desafios na Contemporaneidade Marina Sathler Unicamp, Fevereiro de 2012
  2. 2. O que é a pós-modernidade? O que é modernidade líquida?Quem é o homem pós-moderno? Como ele se comporta? Salvador Dali, A persistência da memória, 1931
  3. 3. Sociedade em Rede?
  4. 4. Pós-Modernidade, Pós-Humano e daí?“Um tipo diferente de mudança estrutural está transformando as sociedadesmodernas no final do século XX. Isso está fragmentando as paisagensculturais de classe, gênero, sexualidade, etnia, raça e nacionalidade, que nopassado, nos tinham fornecido sólidas localizações como indivíduos sociais.”(HALL, 2006, p.9)“Estar inacabado, incompleto e subdeterminado é um estado cheio deriscos e ansiedade, mas seu contrário também não traz um prazer pleno, poisfecha antecipadamente o que a liberdade precisa manter em aberto.(BAUMAN, 2001, P. 74)“É claro que a tecnologia não determina a sociedade. (...) Na verdade, odilema do determinismo tecnológico é, provavelmente, um problemainfundado, dado que a tecnologia é a sociedade, a sociedade não pode serentendida ou representada sem suas ferramentastecnológicas.”(Castells, 2010, p. 43)Grifos nossos
  5. 5. Esquizofrenia Digital Esquizofrenia: palavra “composta de dois termos de origem grega: ‘skhizein’, que significa fender, rasgar, dividir, separar e ‘phrên’, ‘phrênos’, que quer dizer pensamento.” (STERIAN, 2001) Papel Social x Identidade: Em temos mais genéricos, pode-se dizer que identidades organizam significados, enquanto papéis organizam funções. (BAUMAN, 2008, p.23) Loucura vs. Sanidade: como são administradas as múltiplas identidades? Esquizofrenia digital não é uma doença, mas a manifestação de um comportamento que pode ser tanto individual quanto coletivo
  6. 6. Palavras-Chavefragmentação
  7. 7. Perfis analisados @rafinhabastos @oqoshpensam @princesakate @depressiveguy @pergunteaourso @claroronaldo
  8. 8. Critérios Fragmentação Linguagem Interação Publicidade Se declara fake ou Elementos histórico- RT e Replies Faz publicidade personagem sociais abertamenteDiscurso fragmentado Ironia Convida à conversa Menciona marcasDiscurso profissional Expressões próprias Posta vídeos e fotos Atualizações e pessoal automáticasDiscurso em 1ª PS e Opinião Hashtags Patrocinado 3ª PP Localidade física Gírias do Twitter Responde críticas Menciona marcas indiretamente
  9. 9. Conclusões  A fragmentação é um elemento que constitui a identidade do homem pós-moderno;  A identidade pode e deve ser analisada com mais profundidade em nosso tempo;  A esquizofrenia digital não é uma consequência ruim do avanço tecnológico e é uma característica presente não apenas nas gerações de 1990 em diante bem como é aceita em certos contextos;  É também é um elemento da identidade pós-moderna, que se faz presente na construção da mesma em ambientes digitais;  A identidade e a esquizofrenia digital nos ajudam a entender o momento que vivemos e podem nos ajudar a compreender as pessoas.
  10. 10. Obrigada!Contatos: @msathler mvsathler@gmail.com

×