Miudos 16 01-11 bruaa

1.285 visualizações

Publicada em

Página Miúdos da Pública de 16 de Janeiro de 2011. Blogue Letra pequena, de Rita Pimenta

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
162
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Miudos 16 01-11 bruaa

  1. 1. miúdos 2. m 187 rito e ro s, esc tugueses rles C por e Cha stradores poe ma d m co m ilu trou u da Bruaá a ilus éd a Lob laboraçãoAndr meira coÉ a pri Ruído na edição infantil Um professor e uma designer criaram uma editora de livros ilustrados. Chamaram-lhe Bruaá, para provocar “um ruído novo na edição infantil”. Já lançaram nove títulos. O mais recente, O Arenque Fumado, nem sequer é um livro. Texto Rita Pimenta
  2. 2. No segmento do livro ilustrado infanto-juvenil, existem imensas faltas em Portugal, historicamente falandoA té agora só são de grande qualidade e foram com a mala às costas, primeiro a falar de quê? “Do simples facto editaram livros bem acolhidos pelo público enquanto estudante, depois de os livros terem sido vendidos de que gostam. português, de várias idades. Este enquanto professor. Já estava e não serem pagos. Foram Começaram último título está esgotado. O farto. E, depois de alguns anos facturados e as facturas, que têm pelo autor Shel autor, Wolf Erlbruch, expôs aliás de casamento de fim-de-semana, 30 dias para ser pagas, demoram, Silverstein e uma série de originais na última decidimos que era altura de parar 60, 90, 120. Para nós, que temosA Árvore Generosa, em 2008. edição da Ilustrarte, no Museu da e pensar na possibilidade de oito títulos a rodar (começouCorreu bem. Venderam 6500 Electricidade (Lisboa). termos algo nosso, que nos desse agora um nono), qualquerexemplares e a quarta edição deve Mas todos os títulos do ainda muito prazer fazer e que aliasse quantia é muito importante.aparecer este ano. “São livros que pequeno catálogo da editora dão os saberes dos dois. E assim Enquanto ‘micro-micro-editora’,respeitam o leitor, que vão ao seu a conhecer talentos especiais. aconteceu a Bruaá.” faz muita falta. Porque 50 eurosencontro de uma forma sincera. É difícil uma criança ficar Cláudia Lopes, 34 anos, aqui, 20 acolá, 100 acoli… éTanto a nível de texto como de indiferente a O Livro Negro das designer, trabalhava para várias muito difícil de suportar.”ilustração. São obras de partilha e Cores (de Menena Cottin e Rosana empresas em Coimbra. Largou Miguel Gouveia tambémdescoberta”, diz Miguel Gouveia, Faría), que se espera seja lido com tudo e voltou às origens, à salienta (e agradece) o facto deque gere a Bruaá, Edição e Design as mãos, para que a experiência Figueira da Foz. É lá que mora haver “muitos bons livreiros ecom Cláudia Lopes. se aproxime da vivida pelo a Bruaá. “Estamos satisfeitos gente muito recta”. Observação Certos de que não estão a protagonista, um rapaz invisual, com este começo. Os resultados feita com sincero reconhecimento“explorar uma área virgem”, que “gosta de todas as cores começam a aparecer”, diz. E pelos bons profissionais comperceberam no entanto “que porque as ouve, cheira, toca e acrescenta: “É um privilégio não quem contacta.havia falta de publicação de saboreia”. As páginas são negras ter de fazer viagens. Aumenta Os resultados positivos doautores e ilustradores que nunca e as ilustrações em relevo, para se muito a qualidade de vida.” negócio irão permitir porchegaram a Portugal”. Uma falta sentir cada cor através do tacto. Quiseram montar um negócio exemplo a ida a uma ou outraque dizem ainda perdurar. Nesse Uma obra internacionalmente juntos e viver dele. Para já, está a feira internacional de edição,sentido, trabalham “com um muito premiada. ser possível. “É uma luta difícil, algo que até agora não aconteceu.espírito de quase obrigatoriedade Também o Popville (Anouck como todos os empresários Tudo se tem passado via Internet:de dar o melhor aos leitores”. Boisrobert e Louis Rigaud) tem lhe dirão, é assim que vai a escolhas, encomendas, contratos, O nome veio do “bruaá que sido muito bem recebido. Um pop- lengalenga. Mas consegue-se”, negociações de direitos.nasce das personagens, dos up que “surgiu contracorrente, prossegue o “aprendiz de editor”. Há alguns casos em que aruídos das histórias e também numa verdadeira lição de rara Por vezes, há aquilo a que chama facilidade de negociação até oscomo resposta ao bruaá existente sobriedade e elegância gráfica”. “o livreiro-obstáculo”, que surpreende: “O Popville, que tevena edição infantil, na tentativa lhes torna a vida muito difícil. um sucesso extraordinário emde criar um bruaá novo”. Têm O livreiro-obstáculo “Dependemos do bom trabalho todo o mundo e foi relativamenteconseguido. Miguel Gouveia, 35 anos, era e do bom relacionamento com o fácil publicar. Foi impresso na Livros como Eu Espero... professor de Português e Inglês livreiro e às vezes não é fácil. É a Ásia, uma co-edição, mas foi fácil.(Davide Cali e Serge Bloch) ou A em Carcavelos, mas cansou- única coisa de que me queixo.” O Eu Espero..., como já tinha sidoGrande Questão (Wolf Erlbruch) se. “Desde os 18 anos que ando Em termos práticos, estamos publicado há dois ou três anos, c
  3. 3. miúdosO Arenque Fumado Popville A Árvore Generosa A Grande Questão Eu Espero...Texto Charles Cros; Texto Joy Sorman; Texto e ilustração Texto e ilustração Texto Davide Cali;tradução Miguel ilustração Anouck Shel Silverstein; Wolf Erlbruch; ilustração Serge Bloch;Gouveia e Helder Boisrobert e Louis tradução Miguel tradução Miguel tradução MiguelGuégués; ilustração Rigaud; tradução Helder Gouveia; €13,93 Gouveia; €15,09 Gouveia; €13,73André da Loba; €9,90 Guégués; €16,50também não deu problemas. E poema e essa foi a intenção inicial,admiramo-nos como ‘ninguém lhe mas não se pode chamar um livropegou’. Para nós, óptimo!” na sua definição técnica.” Gostariam de publicar a autora A verdade é que resultoucheca Kveta Pacovská, mas os muito bem e a Bruaá inicia assimlivros são caros de produzir, a colaboração com ilustradores“há muitos custos extra”. No portugueses. “Há mais umsegmento em que trabalham, projecto para lançar este anoo livro ilustrado, infanto- para um conjunto de históriasjuvenil, “existem imensas faltas, e poemas de um autor russo.historicamente falando, e é muito Vai ser um acontecimentodifícil para nós escolher um livro, editorial e acho que encontrámosporque significa uma escolha o ilustrador certo. É uma Lágrimas O Pontoentre tanta coisa passível de experiência nova porque até de Crocodilo Texto e ilustraçãopublicar e que nós gostaríamos, aqui comprámos coisas já feitas. Texto e ilustração Peter Reynolds;mas o nosso tamanho não nos E estamos agora a aventurar-nos André François; tradução Miguelpermite fazê-lo”. Ainda. “Por neste plano mais criativo.” Não dá tradução Miguel Gouveia; €13,12isso, vamos primeiro ‘aos grandes pormenores, é preciso deixar o Gouveia; €16,15amores’, para depois passarmos calendário avançar.‘aos amores seguintes’. Temos Certo é que vão continuarmuitos amores ‘à primeira vista’ um percurso de descobertaque se tornam possíveis.” que querem “partilhar com No entanto, também lhes o máximo de honestidade eacontece encomendar 20 livros respeito com os leitores, sejamque os apaixonaram apenas pela adultos ou crianças”. Mas nãoavaliação da capa e, no final, só se são líricos: “Isto é um negócio.aproveitar um ou dois: “Há capas Se temos de sobreviver à custaque enganam.” Mas preferem de alguma coisa, que seja comsempre arriscar. algo de que realmente gostamos. Agora, algo completamente Produzir o melhor para oferecerdiferente: O Arenque Fumado. o melhor. Em teoria, era o quePela primeira vez, não se trata de todos deveríamos fazer. Se todaum livro “pré-fabricado” que se a gente fizesse bem o que faz,compra, traduz e publica. Mas de não precisaríamos de heróis aum poema “antigo” acompanhado querer salvar o mundo... ” Por Quem Quer Um O Livro Negro das Corescom o trabalho de um ilustrador isso, repetem: “Tentamos fazer o Rinoceronte Barato? Texto Menena Cottin;português, André da Loba. melhor e dar o melhor aos nossos Texto e ilustração Shel ilustração Rosana O Arenque Fumado é um livro? leitores e aos nossos amigos. Silverstein; tradução Faría; tradução Miguel“Não. É um objecto-livro, um É só.” Não parece pouco. a Miguel Gouveia; €13,63 Gouveia; €19,68livro-objecto. Um objecto queentra num jogo com o próprio rpimenta@publico.pt

×