Mrv book relacoes-humanas_trabalho-colaboradores_2014_parte2

634 visualizações

Publicada em

Book de Relações Humanas MRV Engenharia 2014

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
634
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mrv book relacoes-humanas_trabalho-colaboradores_2014_parte2

  1. 1. I' : :mL-m¡Iimcmdla-ynx-nnmgéjq» Qililiimhlnw oxoflonlíollíulíqc): MladIl-Ihm 01h *inifonlliloi
  2. 2. E necessário investir tempo e muito empenho para garantir a proteção à vida e ao bemvestar dos trabalhadores. Para isso, a MRV desenvolveu uma série de programas e campanhas que promovem é Urna a qualidade no naoalho. O Programa de Controle preocupação e Saúde prevê ações de proteção e prevenção Constante continua, desde a admissão do empregado ate' o termino do seu período funcional na empresa Regularmente e realizado monitoramento de frequência e gravidade de doenças e absenteísmo em busca de causas prováveis e medidas preventivas acertadas. Temas como alcoolismo, tabagismo, drogas, hipertensão, diabetes, DSTs e primeiros socorros são frequentes nas campanhas e palestras realizadas A área da saúde realizou ainda a imunização de cerca de 5 mil colaboradores, em apenas um ano Esta e uma forma de retribuir a sociedade o sucesso da empresa nos negócios, 59 60
  3. 3. MRV Engenharia . (64 . g ñ N ~ ~ vv' "" em evidência _ e; im? . .
  4. 4. là i. i . . i l _ w. r ~ , , i , . . i . N . i i '- N i N i A 1 4 r l l i n w l l ; . _~, _ i; 'l j! i: A"“J^ ¡ › A Ava-m i l i'll r ' 'ü . i ». _ C17» 4 Í , r l t' . 'à' " ' ; ' i i x 47.735 l A - "fik-F "Ti *i _ . i '-“. '.'-' avg* i ii m ' V _. v» _ ›. › . ;rvA . l _oq . es. ru_ _q_ _› a v* - e M** i - z l l 4a». ~ o _ i, yo x. _ ' * _ r s l¡ J' 6.a». . o rg I' - ~ _I H'J, _ . ,. _ q'. í; i1 “j, .. if . 7 É¡ ” Ç¡ ' _ i 'ã off¡ à». *x ' "ll ' ' “Mil . ..aff ' t "zilrf-, ÍÍJ ' a: - -i i eerzcí É: a : :""“í* "' 5-0 ÍÍE « E , V. Yogü] v) ^ i ' Í¡ v NTE? ) l . L 5 »v- Ma_ p à *É . I hlhú_ i i I I ÂÍIAÍKI! I 1 MRV iii iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ii iii iiiii i i nnnnnnnn i.
  5. 5. i i ' l i ' l l ' - Fioqvama d(- ginasxica laboral -Parque uam - UberláiidiafMú ' l i ' Ê . l i ' ' l . . l l . ~ 65 ee
  6. 6. 'q', ' “ »L x l "v - ' . xÁss z 1 ' ' ' ' T “°' ' ' , .o- _. 1 “ x ' / e. .. - - r #pf i _ / i' l ^« 27°'. _ A ____ l i¡ _ . z . -. -- I 'g3 a» i r. l l , i ' . i Í › à. .1 a N _< Todoso¡ cotlbulduu pnnm por uni-nes mndicm nniodiaos. sum- bucll e oetarivurinnt¡ pm um¡ vld¡ manu.
  7. 7. ?FT-TWT e iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiliiiii 'i “ õ ': _ A¡ A. . .e . lggr. )" . K . - _r illllllMMBMMMMÉMÉMIMHMÍMUMMMMMHMMilillii i l . .t _ nl. i , ff r “ ai" A w gil. w. » v t, . i i__ v i L i . ¡'. 'j______ . *x a i ; P j¡ 5;"? :s 1¡ JêÍ" 7 'LF s , I i” v' ' l í lllllillllllllillillilill dr) i l t3. l i l , li 7 «ser l i › 'Í-iii--líí-i-; i liíííardtwa? ! l
  8. 8. a Ju. *a* É l are-i LC . * _. ¡l_, l jV" 2. «' »fla vllvlêiiir fl: : ' âÍitjÍãlillãilíoh L : Íáíañiñjiok: àtaraiwoitáelargf-ir
  9. 9. Cuidadg Con] : O cuidado com a qualidade das instalações h ' d b' 100% d O trabalhador' e a igiene os am ientes em os alojamentos e áreas de vivência em obras da MRV são referência no mercado da construção civil brasileira e, ainda, nos sindicatos e no Ministério do Trabalho Os espaços destinados às refeições, lazer e descanso são equipados com ventiladores, armários individuais, televisão e microondas, entre outros itens, A higienização e feita pelo menos duas vezes ao dia, assegurando condições adequadas de salubridade e proporcionando conforto e comodidade ao trabalhador ; iqrw 73 7,, ;gnv EHgnllVIJViD íiignnhuri¡
  10. 10. MRV Engenharia MRV (Manim. . WP "l 'ii l ' 'l j. ? 'liiilll i ^ main. . l'. . ' i Para melhorar a eficiencia no monitoramento das condições de trabalho em seus mais de 300 canteiros, a MRV utiliza uma ferramenta corporativa semelhante a uma rede social, que permite a equipe de Segurança do Trabalho a visualização, em tempo real, do status dos alojamentos e áreas de vivencia Alem disso, permite também o registro de ocorrências, informações, envio de imagens, documentos e comentários Compartilhados lsso dá uma maror dinâmica na solução de demandas pontuais dos aloiamentos e areas de vivencia de cada obra, permitindo tambem ações de benchmark de melhores práticas entre as obras, estimulando a melhoria contínua do padrão de qualidade MRV na gestão do clima de trabalho, dos operários e dos canteiros de obras MRV Êngnnhnri¡
  11. 11. l . llllmllllhllll iglligjllnggglnllllungg; .llllugggy llllnmnrt l Hlillllllmhílljjgilll hilllmgrljglllm] ilililiiliiiltiweaiiif@limit @naum auf l 'r um . _ A ; panicipação Monitoramento diário de alojamentos. -¡ il l' 'l v ativa e Integrada das equipes responsáveis pelo monitoramento dos alojamentos da MRV Í Acesso às informações › de todos os _ Compartilhamento de imagens Cantam” das e arquivos de vídeo para o amas da MRV monitoramento constante das condições dos alojamentos u. ; l* *lili* tilmi 77 7a
  12. 12. O monitoramento diário proporciona controle na manutenção dos alojamentos e áreas de vivência, Puqtn Udon - Ubatuba/ MG Monitoramento constante: alojamentos em excelentes condições. : :tm ~ FM
  13. 13. Espaços planejados para a integração dos colaboradores. Espaços amplos e arejados proporcionam um ambiente confortável para os momentos de descanso. Relatorio a. :m: Parque um¡ - UhedAndh/ MG (ai : :rg
  14. 14. ^ '”i]'lJiÍlÍLJÍl ll l ll lllliiiillil lili l H n e _se t . _ v 'r a, _ _ . , 5 - l Ji_ l rr-í L. . à* [321 _vv x l l l “En” . -l. ,lw. l tVJNK-Fuuwxà H , p ' , í a N i r l . ¡ _l lr *Í
  15. 15. ?FT-TWT j jjjtuimuittittumtiwgigigngtlltu I nas"" p . a¡ &T7; É: - --» 4-7** ' 'a r *s e 4_ I 4 v 'i V _ w 'w Ill _ l HJ 'ill li ill Hill ll 'lili lêiiiittitit”*ilrlil l i w o r l ; l l . l ll í A ÍàÍ. ;, ..: É= . I “e i Ei? " *C É: mn. ; -_4 l l ss se
  16. 16. | ¡lililllllli l MRV nnnnnnnn u lili Hi7: ll N xl ; ser , H l l i' g' e" l l iv' A: [KV xlxrí' l munnmium| mlInmImumm| mnnnm1 , ll lili ill! llllllll Im mm ill ll ill! Hill l 1 88 l ' l : j*irriseie+«iiêêj *“ I l l l l 'l', m¡ l_lliÍslÍiilÍll. .li_ í' r ” e t* t , à l . . x x sx. ~ x s_ - nnnnnnnn l¡
  17. 17. ;W lñ~1~1l~ : :ami ? Escola _ . * V l l. l l r s" SmmHvmNJMrr-nbr
  18. 18. Ed u C o ' A MRV Engenharia acredita no conhecimento, y _ na imensurável capacidade humana de aprender, l l l l l l l de se adaptar e de crescer Desde 2011, a empresa l desenvolve em seus canteiros de obras, o garantia Programa Escola Nota 10, que oferece cursos de futuro. de alfabetização, inclusão digital e qualificação profissional em 90 escolas, atendendo mais de 1.500 trabalhadores de diversas áreas. Os principais objetivos são: resgate da cidadania e autoestima do trabalhador, na medida em que melhora sua escolaridade; formação de mão de obra qualificada para a empresa e, concomitantemente, para o setor da construção: melhoria dos niveis de produtividade, formando equipes que entendem melhor os processos e metodos construtivos, contribuição para programas públicos de desenvolvimento social E o projeto continua sendo ampliado, em parceria com o Serviço Social da Industria - SESI, Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - SENAI, Sindicato dos Trabalhadores e Prefeituras locais 91 92 tt 'RV Ertgnnhuri¡
  19. 19. U nqa parceri a : Ern setembro de 2014, a MRV ampliou sua ta pa ra parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem capacitação de OPÔráFÍOS. todos os estados onde está presente. O contrato foi o primeiro do genero firmado entre o SENAI Industrial, fumando um contrato de abrangência nacional para capacitação de seus operários, em e uma construtora residencial, vigora em todo o país e prevé a realização de cursos de qualificação e aperfeiçoamento profissional em diversas ocupações, como mestre de obras, pedreiro de alvenaria, carpinteiro, gesseiro e montador de andaimes, entre outras Com a ampliação da parceria, a MRV dá um passo importante, não apenas no sentido de melhorar a qualificação de seus próprios profissionais, como também no de contribuir para o aperfeiçoamento da mão de obra no pais e, acima de tudo, para a valorização do trabalhador brasileiro, proporcionando a ele novas perspectivas de crescimento profissional e social ; qrw 93 94 ; gnv grrrnjriia Enga/ tiraria
  20. 20. i i iiliiilllliiili , , , i . i ii ix il dá_ i : 'i; IN - 5,--** , ,»- " V"s', .“1[-'Í”*¡si; '”" . i . .w '. r 3 'A , l i ^; vm”5“' lt - , ~ s . s. i e iii iii iliiiliiiiiiiiiliiiiiliiiiliiiiiiliiilliiliiiliiiiiiiiiiiiiililiiiiililiiiiliiiiiiiiiiiiliiiiAi i V _ . . , i"lili"iiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiliii , , u í - . ' sff** . . i _ “ii/ ii i to i; “ r _Mig . _v4.1 , ã-“ãzf 'i
  21. 21. Aula inaugural da Escola Nota 10, com a presença Aula inaugural da Escola Nota 10, com a presença do Prefeito Paulo Altomani, na cidade de São Carlos - SP. de autoridades da Prefeitura em Joinville - SC. hhnvnynu uu w -- ~- W-A” . lvíqaçv. _ta SrIriiIrKKOrr N ¡ 5 ' ' H “* ' l . i Puma Mont Rcyll - Slo curas/ sv obra spn-ic Jardim do Sot - Joinville/ SC
  22. 22. Sala de aula preparada para receber as primeiras turmas do projeto Equipamentos de excelente qualidade disponibilizados para os cursos de Escola Nota 10, no canteiro de obras do Parque Ubatã - Uberlândia - MG. inclusão digital, na obra do Top Life Condominio Resort, em Taguatinga - DF. / inauguração do promo Excola Nota : o lridusao digital em Taguatinga/ DF. com a presença do Ministro Gilberto de Carvalho.
  23. 23. x l i n l l_ x ' . i ~. E n g e n h a ri a Av. Raja Gabaglia ,2720 Estoril - CEP 30494-170 Belo Horizonte - MG (31) 3348-7100 Diretoria Executiva Presidência: Rafael Menin Teixeira de Souza Eduardo Fischer Teixeira de Souza Diretor Executivo de Finanças: Leonardo Guimarães Corrêa Diretor Executivo Comercial: Eduardo Paes Barretto. Diretor Executivo de Prod ução: Homero Aguiar Paiva Diretora Executiva de Administração e Centro de Serviços Compartilhados: Júnia Maria de Sousa Lima Galvão Diretor Executivo de Crédito Imobiliário: José Adib Tomé Simão Diretora Executiva de Relações com Investidores: Mónica Freitas Guimarães Simão. Diretor Executivo de Desenvolvimento Imobiliário: Hudson Gonçalves Andrade Diretora Executiva Juridica: Maria Fernanda Menin Maia Ficha técnica: Realização: Diretoria de Relações Institucionais da MRV Engenharia Coordenação Técnica: Sérgio Lavarin¡ e Simone Maia Execução e Edição de Arte: Impacto Comunicação Fotografia: Acervo MRV Engenharia Novembro de 2014 101
  24. 24. n f M» É; «Lv a Í? " T *s v: : ? na : g

×