SlideShare uma empresa Scribd logo
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
                    AULA 11: EXERCÍCIOS (CONTINUAÇÃO)

11- (AFRE MG/ESAF 2005) Duas empresas coligadas avaliam seus investimentos
pelo método da equivalência patrimonial.
A primeira empresa tem Ativo Permanente de R$ 500.000,00, Patrimônio Líquido
de R$ 300.000,00, Capital Social de R$ 100.000,00
A segunda empresa tem Ativo Permanente de R$ 350.000,00, Patrimônio Líquido
de R$ 300.000,00, Capital Social de R$ 150.000,00
A primeira empresa possui 25% do capital social da segunda. A segunda
companhia teve lucro de R$ 50.000,00, e distribuiu dividendos no valor de R$
30.000,00.
Em conseqüência dos resultados e respectiva distribuição, ocorridos na segunda
companhia, a primeira empresa deverá contabilizar o aumento de

   a)   R$ 7.500,00 em receitas do período.
   b)   R$ 7.500,00 no ativo circulante.
   c)   R$ 7.500,00 no ativo permanente.
   d)   R$ 12.500,00 no ativo circulante.
   e)   R$ 12.500,00 no ativo permanente.

12- (AFRE MG/ESAF 2005) As demonstrações financeiras da Cia. Abaptiste
Comercial foram elaboradas com base nas contas e saldos abaixo:

Caixa e Bancos               R$ 200,00
Mercadorias                  R$ 620,00
Clientes                     R$ 400,00
Móveis e Máquinas            R$2.000,00
Depreciação Acumulada        R$ 180,00
Títulos a Receber a LP       R$ 200,00
Fornecedores                 R$1.150,00
Contas a Pagar               R$ 250,00
Empréstimos a Longo Prazo    R$ 430,00
Capital Social               R$1.400,00
Lucros Acumulados            R$ 100,00
Vendas de Mercadorias        R$5.120,00
Compras de Mercadorias       R$3.160,00
Despesas Administrativas     R$1.370,00
Despesas Financeiras         R$ 500,00
Encargos de Depreciação      R$ 180,00

Observações:
1. Desconsiderar quaisquer implicações fiscais ou tributárias.
2. O estoque final de mercadorias está avaliado em R$780,00.




                   www.pontodosconcursos.com.br                             1
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
Promovendo-se a análise das demonstrações financeiras elaboradas com base
nas informações supra, certamente, encontraremos um quociente percentual de
Liquidez Corrente ou Comum equivalente a

   a)   43%
   b)   70%
   c)   86%
   d)   87%
   e)   99%

Solução: Aparentemente uma questão fácil. Porém muitos caíram na “pegadinha”
da Esaf. O índice de Liquidez Corrente é um dos mais solicitados em prova e já
trabalhamos com ele nas aulas anteriores. Ele é igual ao Ativo Circulante/Passivo
Circulante. Qual a dificuldade, então?

Nas informações verificamos que o valor do estoque final é de R$ 780,00 e no
Balanço a conta Mercadorias vale R$ 620,00. Por que? Porque a empresa utiliza o
sistema de inventário periódico. Vejam que no balancete encontramos a conta
Compras. Já comentei que a conta Compras é utilizada apenas no inventário
periódico. Assim, a Conta Mercadorias indica apenas o valor do Estoque Inicial. É
uma conta estática. Seu valor só é alterado quando do encerramento do exercício
social, quando se apura o valor do Estoque Final e conseqüentemente do CMV.

Assim:

Caixa e Bancos                                            R$ 200,00
Mercadorias                                               R$ 780,00
Clientes                                                  R$ 400,00
Total do Ativo Circulante                                R$ 1.380,00

Fornecedores                                             R$ 1.150,00
Contas a Pagar                                            R$ 250,00
Total do Passivo Circulante                              R$ 1.400,00

Liquidez Corrente (AC/PC) (R$ 1.380,00/R$ 1.400,00)            99%

Gabarito – E

13- (AFRE MG/ESAF 2005) A empresa Anna Alisée S/A iniciou o exercício com
estoque de mercadorias avaliadas em R$ 12.000,00 e contabilizou, durante o
período, um custo de vendas no valor de R$ 81.000,00. Sabendo-se que o prazo
médio de rotação dos estoques alcançou oitenta dias, podemos afirmar que

   a) o giro do estoque teve quociente igual a quatro.
   b) o estoque inicial foi um terço do estoque médio.
   c) o estoque médio foi avaliado em R$ 24.000,00.


                   www.pontodosconcursos.com.br                                2
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
   d) o estoque que vai a balanço é o dobro do estoque inicial.
   e) não há dados suficientes para efetuar os cálculos.

Solução: Conforme já vimos em aulas anteriores, nas questões da Esaf análise de
demonstrações contábeis, a resolução é feita pela aplicação direta das fórmulas.
Como os dados se referem a Prazo Médio de Rotação de Estoques, vamos
lembrar da fórmula:

PMRE = Período/Giro

Giro = CMV/Estoque Médio

Alocando os dados em seus devidos lugares:

80 dias = 360 dias/Giro

Giro = 360 dias/80 dias = 4,5

4,5 = $ 81.000,00/Estoque Médio

Estoque Médio = $ 81.000,00/4,5

Estoque Médio = $ 18.000,00

Estoque Médio = (Estoque Inicial + Estoque Final)/2

$ 18.000,00 = ($ 12.000,00 + Estoque Final)/2

Estoque Final = $ 24.000,00

Gabarito - D

14- (AFRF 2000) Classificam-se como Reservas de Capital as Reservas

   a)   de Prêmios pela Emissão de Debêntures
   b)   de Doações e Subvenções, quando recebidas em entidades privadas
   c)   de Reavaliação de Bens do Ativo Imobilizado
   d)   Estatuárias, destinadas a Investimentos
   e)   por Ajuste de Investimentos em Sociedades- Controladas

Solução: Também já trabalhada nas questões anteriores. As Reservas de Capital
estão previstas no Artigo 182, §§ 1º e 2º. Desta forma, a resposta é a letra A.

Quanto às outras opções:




                   www.pontodosconcursos.com.br                               3
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
   - de Doações e Subvenções, quando recebidas em entidades privadas –
     Somente as Doações e Subvenções para investimento são Reservas de
     Capital. Como também existem as Subvenções para Custeio, não podemos
     adivinhar.
   - de Reavaliação de Bens do Ativo Imobilizado – É uma Reserva de
     Reavaliação – Artigo 182, § 3º
   - Estatuárias, destinadas a Investimentos – É uma Reserva de Lucros –
     Artigo 194
   - por Ajuste de Investimentos em Sociedades- Controladas – É, no máximo,
     um resultado de Equivalência Patrimonial, portanto conta de Receita ou
     Despesa

Gabarito - A

15- (AFRF 2000) Indique a opção correta.

   a) Os financiamentos para aquisição de bens do ativo permanente, vencíveis
      após o término do exercício social seguinte, são classificados no Ativo
      Realizável a Longo Prazo.
   b) Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas,
      vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo
      Circulante.
   c) Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas,
      vencíveis após término do exercício social seguinte, serão classificados no
      Passivo Exigível a Longo Prazo.
   d) Os financiamentos para aquisição de bens do Ativo Permanente, vencíveis
      após o término do exercício social seguinte, serão classificados no Passivo
      Circulante.
   e) Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas,
      vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo
      Realizável a Longo Prazo.

Solução: Comentando cada opção:

   - Os financiamentos para aquisição de bens do ativo permanente, vencíveis
     após o término do exercício social seguinte, são classificados no Ativo
     Realizável a Longo Prazo. – Se a empresa obteve um financiamento, ela
     tem uma divida, portanto Passivo Exigível a Longo Prazo - Falsa
   - Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas,
     vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo
     Circulante.- Da mesma forma, se a empresa obteve um empréstimo, tem
     uma dívida, portanto um Passivo – Falsa
   - Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas,
     vencíveis após término do exercício social seguinte, serão classificados no
     Passivo Exigível a Longo Prazo. – Verdadeira, sem comentário


                  www.pontodosconcursos.com.br                                   4
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
   - Os financiamentos para aquisição de bens do Ativo Permanente, vencíveis
     após o término do exercício social seguinte, serão classificados no Passivo
     Circulante. – Se a dívida vence após o término do exercício seguinte, deve
     ser classificada no Passivo Exigível a Longo Prazo – Falsa
   - Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas,
     vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo
     Realizável a Longo Prazo. - Se a empresa obteve um empréstimo, ela tem
     uma divida, portanto Passivo Exigível a Longo Prazo - Falsa

Gabarito - C

16- (AFRF 2000)A empresa Sol S.A. apresentou valores correntes ou circulantes,
com os seguintes saldos:

       Caixa                     40,00
       Bancos c/Movimento       100,00
       Valores Mobiliários      200,00
       Mercadorias              600,00
       Materiais de Consumo     120,00
       Duplicatas a Pagar       800,00
       Duplicatas Descontadas   300,00
       Duplicatas a Receber     500,00

      No encerramento do exercício, para promover os ajustes necessários ao
   Balanço, o Contador apurou que:
      1 - o extrato bancário indicava um cheque de R$ 20,00 emitido mas ainda
   não sacado pelo portador;
      2 - os valores mobiliários são mil ações da CSN, avaliadas a vinte e cinco
   centavos de real, no dia do balanço;
      3 - ainda faltam contabilizar R$ 40,00 de receitas antecipadas e R$ 150,00
   de despesas antecipadas.

   Feitas as atualizações contabilmente necessárias, o balanço patrimonial
   apresentará um Ativo Circulante no valor de:

  a)   R$ 1.150,00
  b)   R$ 1.300,00
  c)   R$ 1.320,00
  d)   R$ 1.410,00
  e)   R$ 1.370,00

Solução: Vejam que interessante. Diversas informações que não servem para
nada, somente para confundir o candidato. Comentarei cada fato.

1 - o extrato bancário indicava um cheque de R$ 20,00 emitido mas ainda não
sacado pelo portador – Apesar da péssima colocação do examinador, o que ele


                     www.pontodosconcursos.com.br                                  5
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
quis dizer foi o seguinte. A empresa emitiu um cheque e o portador ainda não
retirou o dinheiro da conta. Portanto, o saldo na conta corrente bancária está
com um valor superior ao saldo da conta contábil. Nenhum ajuste deve ser feito,
pois o momento de se contabilizar a saída do recurso da conta contábil é no
momento da emissão do cheque, e não no momento do saque. Este fato não
gera lançamento contábil.
2 - os valores mobiliários são mil ações da CSN, avaliadas a vinte e cinco
centavos de real, no dia do balanço – Aplicação do Princípio da Prudência. Na
contabilidade as ações estão registradas por R$ 200,00, ou seja, R$ 0,20 por
ação. No mercado estão avaliadas por R$ 0,25. Pelo Princípio da Prudência, só
faríamos ajuste se o valor de mercado fosse inferior.
3 - ainda faltam contabilizar R$ 40,00 de receitas antecipadas e R$ 150,00 de
despesas antecipadas – Reparem que a questão está dizendo que os fatos
narrados ainda não foram contabilizados. Então devemos faze-lo:

Caixa/Bancos
A Receitas Antecipadas – R$ 40,00

Vejam que o Ativo Circulante aumentou R$ 40,00 e o REF também.

Despesas Antecipadas
A Caixa/Bancos – R$ 150,00

Reparem que o Ativo Circulante aumentou e diminui, ao mesmo tempo, no
mesmo valor. Um fato permutativo. Não houve alteração no valor total do Ativo
Circulante.

A questão pede o valor do Ativo Circulante. Portanto:

Caixa/ Bancos c/ Movimento           30,00
(40,00 + 100,00 + 40,00 – 150,00)
Valores Mobiliários                 200,00
Mercadorias                         600,00
Materiais de Consumo                120,00
Duplicatas Descontadas            (300,00)
Duplicatas a Receber                500,00
Despesas Antecipadas                150,00
Total do Ativo Circulante         1.300,00

Obs.: Como a questão não informou que tipo de ativo foi movimentado (caixa
e/ou Bancos), somei os dois valores informados na questão e os ajustei de
acordo com os lançamentos efetuados.

Gabarito - B

17- (AFRF 2000) Na conversão de debêntures em ações, as parcelas que
ultrapassem o valor nominal da ação deverão ser registradas como


                  www.pontodosconcursos.com.br                                    6
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
   a) reserva de lucros que poderão amortizar prejuízos futuros ou ser
      distribuídas aos sócios no exercício social em que não forem apurados
      lucros
   b) reserva de lucros que poderá ser distribuída aos sócios, no próprio exercício
   c) reservas de capital
   d) reserva de lucros destinada, obrigatoriamente, a amortizar prejuízos
   e) receitas não-operacionais do exercício

Solução: Questão literal. Artigo 182, § 1º, letra “a”.

Gabarito - C
18- (AFRF 2000) Em 31 de dezembro o nosso Contador havia montado um
   rascunho da DOAR (Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos)
   com a seguinte estrutura:
   I - Origens                         1.800,00
   II - Aplicações                     2.600,00
   III - Redução de CCL                   800,00
quando descobriu que o lucro líquido do exercício ainda não fora computado
nessa demonstração. Referido lucro foi assim formado e distribuído:

  Resultado do Exercício:
  Receitas totais do período                               6.000,00
  Despesas do período (sem as depreciações)              (3.500,00)
  Encargos de depreciação do período                       (400,00)
  Lucro Líquido antes do Imposto de Renda                  2.100,00
  Provisão para o Imposto de Renda                         (300,00)
  Lucro Líquido do Exercício                               1.800,00

  Lucros ou Prejuízos Acumulados:
  Saldo inicial                                   0,00
  Lucro Líquido do Exercício                  1.800,00
  Dividendos Propostos                        (150,00)
  Saldo atual                                 1.650,00
Após o cômputo do resultado do exercício acima demonstrado, naquilo que
couber, a DOAR apresentará:

   a)   no item I: origens no valor de R$ 4.300,00
   b)   no item I: origens no valor de R$ 3.900,00
   c)   no item III: aumento no CCL no valor de R$ 1.250,00
   d)   no item II: aplicações no valor de R$ 3.000,00
   e)   no item II: aplicações no valor de R$ 3.150,00




                    www.pontodosconcursos.com.br                                 7
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR
Solução: As questões de DOAR da Esaf, nas provas para Auditor da Receita,
costumam ser bem simples. Aliás, se eu pudesse fazer um palpite, acharia que
neste prova não devemos ter questão de DOAR. Aposto mais na possibilidade de
termos questões de Fluxo de Caixa.

Conforme dados da questão, os efeitos que o Lucro Líquido têm sobre a DOAR
ainda não foram registrados. Portanto, a DOAR está incompleta. Sabendo que o
Lucro Líquido foi informado, temos que nos lembrar qual o efeito dele na variação
do Capital Circulante Líquido.

No artigo 188 da lei nº 6.404/76, inciso I, nas origens, a primeira informação diz
respeito, exatamente, ao Lucro Líquido do Exercício, ajustado pela depreciação,
amortização, exaustão e variação no REF. Pois bem, temos que pegar o Lucro
Líquido e ajusta-lo, para inclusão na DOAR e devemos soma-lo às demais
origens. Vejamos:


Lucro Líquido do Exercício    $ 1.800,00


+ Encargos de Depreciação     $ 400,00


Lucro Ajustado                $ 2.200,00


+ Demais Origens              $ 1.800,00


Total das Origens             $ 4.000,00


Com relação às aplicações, também sabemos que os Dividendos, que são
destinações do Lucro Líquido, diminuem o Capital Circulante Líquido. Logo temos
que incluir seu valor no total das Aplicações. Vejamos:




Dividendos Propostos    $ 150,00


+ Demais Aplicações     $ 2.600,00


Total das Aplicações    $ 2.750,00


Portanto:


                    www.pontodosconcursos.com.br                                 8
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR

Total das origens                       $ 4.000,00


Total das Aplicações                    $ 2.750,00


Aumento do Capital Circulante Líquido   $ 1.250,00


Gabarito - C

19- (AFRF 2000) Aumentam o Capital Circulante Líquido:

   a) os aumentos do Ativo Circulante e do Passivo Circulante
   b) os aumentos do Passivo Circulante e dos Investimentos
   c) a redução do Passivo Exigível a Longo Prazo e o aumento do Ativo
      Realizável a Longo Prazo
   d) o aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo e a redução do Ativo
      Permanente
   e) o aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo e a Contribuição para
      Reserva de Capital

Solução: Aumentam o Capital Circulante Líquido as Origens. Ou seja, basta
lembrarmos daqueles fatos que são considerados como Origens (artigo 188,
inciso I, Lei nº 6.404/76)

Gabarito - D

20- (AFTE - RN - 2004/2005) - Para calcular o capital circulante líquido a empresa
Méritos Homéricos S/A dispõe das seguintes informações.

                           Exerc. xxx1 Exerc.xxx2
Ativo Circulante               51.200     49.000
Ações de Coligadas              2.000       2.300
Máquinas e Equipamentos        13.000     11.500
Móveis e Utensílios             7.000       9.300
Depreciação Acumulada           1.700       2.100
Passivo Circulante             28.000     17.800
Capital Social                 40.000     44.100
Capital a Realizar              5.000       1.900
Reserva de Reavaliação          3.000       1.000
Reservas Estatutárias           2.000       3.000
Reserva Legal                   3.500       6.000

Após a elaboração da Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos –
DOAR, pode-se ver que o capital circulante líquido aumentou em:


                    www.pontodosconcursos.com.br                                9
CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS
                PROFESSOR ANTONIO CÉSAR

   a)   R$ 2.500,00.
   b)   R$ 3.500,00.
   c)   R$ 8.000,00.
   d)   R$ 5.000,00.
   e)   R$ 4.000,00.

Solução: Apesar de ser uma questão de DOAR, a sua solução é bastante simples.
Foi informado o valor do capital Circulante no início e no final do período. Como
lembramos que Capital Circulante Líquido é igual ao Ativo Circulante menos o
Passivo Circulante, a solução será:

Capital Circulante x1 - $ 51.200,00 - $ 28.000,00 = $ 23.200,00

Capital Circulante x2 - $ 49.000,00 - $ 17.800,00 = $ 31.200,00

Aumento do Capital Circulante Líquido = $ 31.200,00 - $ 23.200,00 = $ 8.000,00

Gabarito - C




                   www.pontodosconcursos.com.br                                  10

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Motivação intrínseca
Motivação intrínsecaMotivação intrínseca
Motivação intrínseca
Oficina Psicologia
 
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoTreinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Grupo E. Fabris
 
A importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipeA importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipe
Ligia Coppetti
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
MATARANGAS
 
Workshop Pilares da Liderança
Workshop Pilares da LiderançaWorkshop Pilares da Liderança
Workshop Pilares da Liderança
Juliana Feitosa Andrade
 
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles VisionInteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
Eduardo De Souza
 
Contabilidade razonetes resolvidos
Contabilidade razonetes resolvidosContabilidade razonetes resolvidos
Contabilidade razonetes resolvidos
razonetecontabil
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
University
 
Palestra Motivação - Vix
Palestra Motivação - VixPalestra Motivação - Vix
Palestra Motivação - Vix
Milton Henrique do Couto Neto
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
emagrecer
 
Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1
Daniel Itabaiana
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
Viviane Gonçalves
 
Estilos de liderança
Estilos de liderançaEstilos de liderança
Estilos de liderança
Jason Garcia
 
Liderança com foco em resultados palestra
Liderança com foco em resultados   palestraLiderança com foco em resultados   palestra
Liderança com foco em resultados palestra
Daniel de Carvalho Luz
 
Liderança
LiderançaLiderança
Equipes de Alta Performance
Equipes de Alta PerformanceEquipes de Alta Performance
Equipes de Alta Performance
Grupo E. Fabris
 
Escola cognitiva – A Formação Estratégica como Processo
Escola cognitiva – A Formação Estratégica como ProcessoEscola cognitiva – A Formação Estratégica como Processo
Escola cognitiva – A Formação Estratégica como Processo
Mario Gusman
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
Camilo Almendra
 
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Prof. Randes Enes, M.Sc.
 
O que é ser um lider
O que é ser um liderO que é ser um lider
O que é ser um lider
Ramon Gimenez
 

Mais procurados (20)

Motivação intrínseca
Motivação intrínsecaMotivação intrínseca
Motivação intrínseca
 
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoTreinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
 
A importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipeA importancia do trabalho em equipe
A importancia do trabalho em equipe
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Workshop Pilares da Liderança
Workshop Pilares da LiderançaWorkshop Pilares da Liderança
Workshop Pilares da Liderança
 
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles VisionInteligencia Emocional | Eagles Vision
Inteligencia Emocional | Eagles Vision
 
Contabilidade razonetes resolvidos
Contabilidade razonetes resolvidosContabilidade razonetes resolvidos
Contabilidade razonetes resolvidos
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Palestra Motivação - Vix
Palestra Motivação - VixPalestra Motivação - Vix
Palestra Motivação - Vix
 
Inteligencia emocional
Inteligencia emocionalInteligencia emocional
Inteligencia emocional
 
Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1
 
Inteligência emocional
Inteligência emocionalInteligência emocional
Inteligência emocional
 
Estilos de liderança
Estilos de liderançaEstilos de liderança
Estilos de liderança
 
Liderança com foco em resultados palestra
Liderança com foco em resultados   palestraLiderança com foco em resultados   palestra
Liderança com foco em resultados palestra
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Equipes de Alta Performance
Equipes de Alta PerformanceEquipes de Alta Performance
Equipes de Alta Performance
 
Escola cognitiva – A Formação Estratégica como Processo
Escola cognitiva – A Formação Estratégica como ProcessoEscola cognitiva – A Formação Estratégica como Processo
Escola cognitiva – A Formação Estratégica como Processo
 
Trabalho em Equipe
Trabalho em EquipeTrabalho em Equipe
Trabalho em Equipe
 
Gestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. RandesGestão e Liderança_Prof. Randes
Gestão e Liderança_Prof. Randes
 
O que é ser um lider
O que é ser um liderO que é ser um lider
O que é ser um lider
 

Semelhante a Contabilidade geral exerc 11

Contabilidade i exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonial
Contabilidade i   exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonialContabilidade i   exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonial
Contabilidade i exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonial
apostilacontabil
 
Aula 19 contabilidade
Aula 19 contabilidadeAula 19 contabilidade
Aula 19 contabilidade
contacontabil
 
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
simuladocontabil
 
Simulado fcc-10.08.2018
Simulado fcc-10.08.2018Simulado fcc-10.08.2018
Simulado fcc-10.08.2018
mattoso1970
 
127 exercicios resolvidos
127 exercicios resolvidos127 exercicios resolvidos
127 exercicios resolvidos
lili4321
 
Apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos
PC Net Informatica e Automação Ltda.
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
razonetecontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
cathedracontabil
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
contacontabil
 
Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)
BSuelly
 
Questionario contabilidade 01
Questionario contabilidade 01Questionario contabilidade 01
Questionario contabilidade 01
razonetecontabil
 
Va contabilidade intermediaria_aula_01_impressao
Va contabilidade intermediaria_aula_01_impressaoVa contabilidade intermediaria_aula_01_impressao
Va contabilidade intermediaria_aula_01_impressao
Carlos Campos - MBA,ADM.
 
Contabilidade geral exerc 10
Contabilidade geral exerc 10Contabilidade geral exerc 10
Contabilidade geral exerc 10
J M
 
Questionario contabil administrando custos
Questionario contabil administrando custosQuestionario contabil administrando custos
Questionario contabil administrando custos
razonetecontabil
 
CONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdf
CONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdfCONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdf
CONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdf
Beacarol
 
Adm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostasAdm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostas
Leandro Trelesse Vieira
 
Simulado AFTE - Rio Grande do Sul
Simulado AFTE - Rio Grande do SulSimulado AFTE - Rio Grande do Sul
Simulado AFTE - Rio Grande do Sul
Portal Silvio Sande
 
Exercicios contabilidade gabarito resolucao
Exercicios contabilidade gabarito resolucaoExercicios contabilidade gabarito resolucao
Exercicios contabilidade gabarito resolucao
capitulocontabil
 
Apostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidos
Apostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidosApostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidos
Apostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidos
omar pontes
 
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
NATA CURSOS
 

Semelhante a Contabilidade geral exerc 11 (20)

Contabilidade i exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonial
Contabilidade i   exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonialContabilidade i   exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonial
Contabilidade i exercício 06 - plano de contas e balanço patrimonial
 
Aula 19 contabilidade
Aula 19 contabilidadeAula 19 contabilidade
Aula 19 contabilidade
 
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
 
Simulado fcc-10.08.2018
Simulado fcc-10.08.2018Simulado fcc-10.08.2018
Simulado fcc-10.08.2018
 
127 exercicios resolvidos
127 exercicios resolvidos127 exercicios resolvidos
127 exercicios resolvidos
 
Apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 127 exercicios resolvidos
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
 
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rjExercicios resolvidos contabilidade   aula 09 cathedra icms-rj
Exercicios resolvidos contabilidade aula 09 cathedra icms-rj
 
Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)Prova exa.. (1)
Prova exa.. (1)
 
Questionario contabilidade 01
Questionario contabilidade 01Questionario contabilidade 01
Questionario contabilidade 01
 
Va contabilidade intermediaria_aula_01_impressao
Va contabilidade intermediaria_aula_01_impressaoVa contabilidade intermediaria_aula_01_impressao
Va contabilidade intermediaria_aula_01_impressao
 
Contabilidade geral exerc 10
Contabilidade geral exerc 10Contabilidade geral exerc 10
Contabilidade geral exerc 10
 
Questionario contabil administrando custos
Questionario contabil administrando custosQuestionario contabil administrando custos
Questionario contabil administrando custos
 
CONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdf
CONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdfCONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdf
CONTABILIDADE_PARA_CONCURSOS_E_EXAME_DE.pdf
 
Adm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostasAdm capital de giro - questões com respostas
Adm capital de giro - questões com respostas
 
Simulado AFTE - Rio Grande do Sul
Simulado AFTE - Rio Grande do SulSimulado AFTE - Rio Grande do Sul
Simulado AFTE - Rio Grande do Sul
 
Exercicios contabilidade gabarito resolucao
Exercicios contabilidade gabarito resolucaoExercicios contabilidade gabarito resolucao
Exercicios contabilidade gabarito resolucao
 
Apostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidos
Apostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidosApostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidos
Apostila contabilidade-geral-200-exercicios-resolvidos
 
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
Contabilidade em Exercícios ESAF _ Bateria 1
 

Mais de J M

Português 2008
Português   2008Português   2008
Português 2008
J M
 
Português 2011
Português   2011Português   2011
Português 2011
J M
 
Classes das palavras
Classes das palavrasClasses das palavras
Classes das palavras
J M
 
Unprotected apostila-matematica
Unprotected apostila-matematicaUnprotected apostila-matematica
Unprotected apostila-matematica
J M
 
Unprotected apostila português
Unprotected apostila portuguêsUnprotected apostila português
Unprotected apostila português
J M
 
Unprotected apostila conhecimentos gerais
Unprotected apostila conhecimentos geraisUnprotected apostila conhecimentos gerais
Unprotected apostila conhecimentos gerais
J M
 
Unprotected apostila conhecimentos bancários
Unprotected apostila conhecimentos bancáriosUnprotected apostila conhecimentos bancários
Unprotected apostila conhecimentos bancários
J M
 
Tecnicas de redacao
Tecnicas de redacaoTecnicas de redacao
Tecnicas de redacao
J M
 
Raciocinio lógico exercícios resolvidos
Raciocinio lógico   exercícios resolvidosRaciocinio lógico   exercícios resolvidos
Raciocinio lógico exercícios resolvidos
J M
 
Raciocínio lógico aula 6-6 - diagramas lógicos
Raciocínio lógico   aula 6-6 - diagramas lógicosRaciocínio lógico   aula 6-6 - diagramas lógicos
Raciocínio lógico aula 6-6 - diagramas lógicos
J M
 
Raciocínio lógico aula 5-6 - estruturas lógicas 2
Raciocínio lógico   aula 5-6 - estruturas lógicas 2Raciocínio lógico   aula 5-6 - estruturas lógicas 2
Raciocínio lógico aula 5-6 - estruturas lógicas 2
J M
 
Raciocínio lógico aula 3-6 - lógica de argumentaçao
Raciocínio lógico   aula 3-6 - lógica de argumentaçaoRaciocínio lógico   aula 3-6 - lógica de argumentaçao
Raciocínio lógico aula 3-6 - lógica de argumentaçao
J M
 
Raciocínio lógico aula 1-6 - conceitos iniciais 1
Raciocínio lógico   aula 1-6 - conceitos iniciais 1Raciocínio lógico   aula 1-6 - conceitos iniciais 1
Raciocínio lógico aula 1-6 - conceitos iniciais 1
J M
 
Raciocínio lógico aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabarito
Raciocínio lógico   aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabaritoRaciocínio lógico   aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabarito
Raciocínio lógico aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabarito
J M
 
Prova senado (raciocínio lógico)
Prova senado (raciocínio lógico)Prova senado (raciocínio lógico)
Prova senado (raciocínio lógico)
J M
 
Ministério público (12 anos de provas em concurso)
Ministério público (12 anos de provas em concurso)Ministério público (12 anos de provas em concurso)
Ministério público (12 anos de provas em concurso)
J M
 
Matemática para concursos provas gabaritadas
Matemática para concursos   provas gabaritadasMatemática para concursos   provas gabaritadas
Matemática para concursos provas gabaritadas
J M
 
Manual do desempregado
Manual do desempregadoManual do desempregado
Manual do desempregado
J M
 
Estatistica concursos esaf
Estatistica concursos esafEstatistica concursos esaf
Estatistica concursos esaf
J M
 
Direito constitucional provas receita federal - 130 ques
Direito constitucional   provas receita federal - 130 quesDireito constitucional   provas receita federal - 130 ques
Direito constitucional provas receita federal - 130 ques
J M
 

Mais de J M (20)

Português 2008
Português   2008Português   2008
Português 2008
 
Português 2011
Português   2011Português   2011
Português 2011
 
Classes das palavras
Classes das palavrasClasses das palavras
Classes das palavras
 
Unprotected apostila-matematica
Unprotected apostila-matematicaUnprotected apostila-matematica
Unprotected apostila-matematica
 
Unprotected apostila português
Unprotected apostila portuguêsUnprotected apostila português
Unprotected apostila português
 
Unprotected apostila conhecimentos gerais
Unprotected apostila conhecimentos geraisUnprotected apostila conhecimentos gerais
Unprotected apostila conhecimentos gerais
 
Unprotected apostila conhecimentos bancários
Unprotected apostila conhecimentos bancáriosUnprotected apostila conhecimentos bancários
Unprotected apostila conhecimentos bancários
 
Tecnicas de redacao
Tecnicas de redacaoTecnicas de redacao
Tecnicas de redacao
 
Raciocinio lógico exercícios resolvidos
Raciocinio lógico   exercícios resolvidosRaciocinio lógico   exercícios resolvidos
Raciocinio lógico exercícios resolvidos
 
Raciocínio lógico aula 6-6 - diagramas lógicos
Raciocínio lógico   aula 6-6 - diagramas lógicosRaciocínio lógico   aula 6-6 - diagramas lógicos
Raciocínio lógico aula 6-6 - diagramas lógicos
 
Raciocínio lógico aula 5-6 - estruturas lógicas 2
Raciocínio lógico   aula 5-6 - estruturas lógicas 2Raciocínio lógico   aula 5-6 - estruturas lógicas 2
Raciocínio lógico aula 5-6 - estruturas lógicas 2
 
Raciocínio lógico aula 3-6 - lógica de argumentaçao
Raciocínio lógico   aula 3-6 - lógica de argumentaçaoRaciocínio lógico   aula 3-6 - lógica de argumentaçao
Raciocínio lógico aula 3-6 - lógica de argumentaçao
 
Raciocínio lógico aula 1-6 - conceitos iniciais 1
Raciocínio lógico   aula 1-6 - conceitos iniciais 1Raciocínio lógico   aula 1-6 - conceitos iniciais 1
Raciocínio lógico aula 1-6 - conceitos iniciais 1
 
Raciocínio lógico aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabarito
Raciocínio lógico   aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabaritoRaciocínio lógico   aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabarito
Raciocínio lógico aula 0-6 - orientaçoes iniciais - questoes sem gabarito
 
Prova senado (raciocínio lógico)
Prova senado (raciocínio lógico)Prova senado (raciocínio lógico)
Prova senado (raciocínio lógico)
 
Ministério público (12 anos de provas em concurso)
Ministério público (12 anos de provas em concurso)Ministério público (12 anos de provas em concurso)
Ministério público (12 anos de provas em concurso)
 
Matemática para concursos provas gabaritadas
Matemática para concursos   provas gabaritadasMatemática para concursos   provas gabaritadas
Matemática para concursos provas gabaritadas
 
Manual do desempregado
Manual do desempregadoManual do desempregado
Manual do desempregado
 
Estatistica concursos esaf
Estatistica concursos esafEstatistica concursos esaf
Estatistica concursos esaf
 
Direito constitucional provas receita federal - 130 ques
Direito constitucional   provas receita federal - 130 quesDireito constitucional   provas receita federal - 130 ques
Direito constitucional provas receita federal - 130 ques
 

Contabilidade geral exerc 11

  • 1. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR AULA 11: EXERCÍCIOS (CONTINUAÇÃO) 11- (AFRE MG/ESAF 2005) Duas empresas coligadas avaliam seus investimentos pelo método da equivalência patrimonial. A primeira empresa tem Ativo Permanente de R$ 500.000,00, Patrimônio Líquido de R$ 300.000,00, Capital Social de R$ 100.000,00 A segunda empresa tem Ativo Permanente de R$ 350.000,00, Patrimônio Líquido de R$ 300.000,00, Capital Social de R$ 150.000,00 A primeira empresa possui 25% do capital social da segunda. A segunda companhia teve lucro de R$ 50.000,00, e distribuiu dividendos no valor de R$ 30.000,00. Em conseqüência dos resultados e respectiva distribuição, ocorridos na segunda companhia, a primeira empresa deverá contabilizar o aumento de a) R$ 7.500,00 em receitas do período. b) R$ 7.500,00 no ativo circulante. c) R$ 7.500,00 no ativo permanente. d) R$ 12.500,00 no ativo circulante. e) R$ 12.500,00 no ativo permanente. 12- (AFRE MG/ESAF 2005) As demonstrações financeiras da Cia. Abaptiste Comercial foram elaboradas com base nas contas e saldos abaixo: Caixa e Bancos R$ 200,00 Mercadorias R$ 620,00 Clientes R$ 400,00 Móveis e Máquinas R$2.000,00 Depreciação Acumulada R$ 180,00 Títulos a Receber a LP R$ 200,00 Fornecedores R$1.150,00 Contas a Pagar R$ 250,00 Empréstimos a Longo Prazo R$ 430,00 Capital Social R$1.400,00 Lucros Acumulados R$ 100,00 Vendas de Mercadorias R$5.120,00 Compras de Mercadorias R$3.160,00 Despesas Administrativas R$1.370,00 Despesas Financeiras R$ 500,00 Encargos de Depreciação R$ 180,00 Observações: 1. Desconsiderar quaisquer implicações fiscais ou tributárias. 2. O estoque final de mercadorias está avaliado em R$780,00. www.pontodosconcursos.com.br 1
  • 2. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR Promovendo-se a análise das demonstrações financeiras elaboradas com base nas informações supra, certamente, encontraremos um quociente percentual de Liquidez Corrente ou Comum equivalente a a) 43% b) 70% c) 86% d) 87% e) 99% Solução: Aparentemente uma questão fácil. Porém muitos caíram na “pegadinha” da Esaf. O índice de Liquidez Corrente é um dos mais solicitados em prova e já trabalhamos com ele nas aulas anteriores. Ele é igual ao Ativo Circulante/Passivo Circulante. Qual a dificuldade, então? Nas informações verificamos que o valor do estoque final é de R$ 780,00 e no Balanço a conta Mercadorias vale R$ 620,00. Por que? Porque a empresa utiliza o sistema de inventário periódico. Vejam que no balancete encontramos a conta Compras. Já comentei que a conta Compras é utilizada apenas no inventário periódico. Assim, a Conta Mercadorias indica apenas o valor do Estoque Inicial. É uma conta estática. Seu valor só é alterado quando do encerramento do exercício social, quando se apura o valor do Estoque Final e conseqüentemente do CMV. Assim: Caixa e Bancos R$ 200,00 Mercadorias R$ 780,00 Clientes R$ 400,00 Total do Ativo Circulante R$ 1.380,00 Fornecedores R$ 1.150,00 Contas a Pagar R$ 250,00 Total do Passivo Circulante R$ 1.400,00 Liquidez Corrente (AC/PC) (R$ 1.380,00/R$ 1.400,00) 99% Gabarito – E 13- (AFRE MG/ESAF 2005) A empresa Anna Alisée S/A iniciou o exercício com estoque de mercadorias avaliadas em R$ 12.000,00 e contabilizou, durante o período, um custo de vendas no valor de R$ 81.000,00. Sabendo-se que o prazo médio de rotação dos estoques alcançou oitenta dias, podemos afirmar que a) o giro do estoque teve quociente igual a quatro. b) o estoque inicial foi um terço do estoque médio. c) o estoque médio foi avaliado em R$ 24.000,00. www.pontodosconcursos.com.br 2
  • 3. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR d) o estoque que vai a balanço é o dobro do estoque inicial. e) não há dados suficientes para efetuar os cálculos. Solução: Conforme já vimos em aulas anteriores, nas questões da Esaf análise de demonstrações contábeis, a resolução é feita pela aplicação direta das fórmulas. Como os dados se referem a Prazo Médio de Rotação de Estoques, vamos lembrar da fórmula: PMRE = Período/Giro Giro = CMV/Estoque Médio Alocando os dados em seus devidos lugares: 80 dias = 360 dias/Giro Giro = 360 dias/80 dias = 4,5 4,5 = $ 81.000,00/Estoque Médio Estoque Médio = $ 81.000,00/4,5 Estoque Médio = $ 18.000,00 Estoque Médio = (Estoque Inicial + Estoque Final)/2 $ 18.000,00 = ($ 12.000,00 + Estoque Final)/2 Estoque Final = $ 24.000,00 Gabarito - D 14- (AFRF 2000) Classificam-se como Reservas de Capital as Reservas a) de Prêmios pela Emissão de Debêntures b) de Doações e Subvenções, quando recebidas em entidades privadas c) de Reavaliação de Bens do Ativo Imobilizado d) Estatuárias, destinadas a Investimentos e) por Ajuste de Investimentos em Sociedades- Controladas Solução: Também já trabalhada nas questões anteriores. As Reservas de Capital estão previstas no Artigo 182, §§ 1º e 2º. Desta forma, a resposta é a letra A. Quanto às outras opções: www.pontodosconcursos.com.br 3
  • 4. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR - de Doações e Subvenções, quando recebidas em entidades privadas – Somente as Doações e Subvenções para investimento são Reservas de Capital. Como também existem as Subvenções para Custeio, não podemos adivinhar. - de Reavaliação de Bens do Ativo Imobilizado – É uma Reserva de Reavaliação – Artigo 182, § 3º - Estatuárias, destinadas a Investimentos – É uma Reserva de Lucros – Artigo 194 - por Ajuste de Investimentos em Sociedades- Controladas – É, no máximo, um resultado de Equivalência Patrimonial, portanto conta de Receita ou Despesa Gabarito - A 15- (AFRF 2000) Indique a opção correta. a) Os financiamentos para aquisição de bens do ativo permanente, vencíveis após o término do exercício social seguinte, são classificados no Ativo Realizável a Longo Prazo. b) Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas, vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo Circulante. c) Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas, vencíveis após término do exercício social seguinte, serão classificados no Passivo Exigível a Longo Prazo. d) Os financiamentos para aquisição de bens do Ativo Permanente, vencíveis após o término do exercício social seguinte, serão classificados no Passivo Circulante. e) Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas, vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo Realizável a Longo Prazo. Solução: Comentando cada opção: - Os financiamentos para aquisição de bens do ativo permanente, vencíveis após o término do exercício social seguinte, são classificados no Ativo Realizável a Longo Prazo. – Se a empresa obteve um financiamento, ela tem uma divida, portanto Passivo Exigível a Longo Prazo - Falsa - Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas, vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo Circulante.- Da mesma forma, se a empresa obteve um empréstimo, tem uma dívida, portanto um Passivo – Falsa - Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas, vencíveis após término do exercício social seguinte, serão classificados no Passivo Exigível a Longo Prazo. – Verdadeira, sem comentário www.pontodosconcursos.com.br 4
  • 5. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR - Os financiamentos para aquisição de bens do Ativo Permanente, vencíveis após o término do exercício social seguinte, serão classificados no Passivo Circulante. – Se a dívida vence após o término do exercício seguinte, deve ser classificada no Passivo Exigível a Longo Prazo – Falsa - Os empréstimos recebidos de sociedades coligadas ou controladas, vencíveis no curso do exercício social seguinte, serão classificados no Ativo Realizável a Longo Prazo. - Se a empresa obteve um empréstimo, ela tem uma divida, portanto Passivo Exigível a Longo Prazo - Falsa Gabarito - C 16- (AFRF 2000)A empresa Sol S.A. apresentou valores correntes ou circulantes, com os seguintes saldos: Caixa 40,00 Bancos c/Movimento 100,00 Valores Mobiliários 200,00 Mercadorias 600,00 Materiais de Consumo 120,00 Duplicatas a Pagar 800,00 Duplicatas Descontadas 300,00 Duplicatas a Receber 500,00 No encerramento do exercício, para promover os ajustes necessários ao Balanço, o Contador apurou que: 1 - o extrato bancário indicava um cheque de R$ 20,00 emitido mas ainda não sacado pelo portador; 2 - os valores mobiliários são mil ações da CSN, avaliadas a vinte e cinco centavos de real, no dia do balanço; 3 - ainda faltam contabilizar R$ 40,00 de receitas antecipadas e R$ 150,00 de despesas antecipadas. Feitas as atualizações contabilmente necessárias, o balanço patrimonial apresentará um Ativo Circulante no valor de: a) R$ 1.150,00 b) R$ 1.300,00 c) R$ 1.320,00 d) R$ 1.410,00 e) R$ 1.370,00 Solução: Vejam que interessante. Diversas informações que não servem para nada, somente para confundir o candidato. Comentarei cada fato. 1 - o extrato bancário indicava um cheque de R$ 20,00 emitido mas ainda não sacado pelo portador – Apesar da péssima colocação do examinador, o que ele www.pontodosconcursos.com.br 5
  • 6. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR quis dizer foi o seguinte. A empresa emitiu um cheque e o portador ainda não retirou o dinheiro da conta. Portanto, o saldo na conta corrente bancária está com um valor superior ao saldo da conta contábil. Nenhum ajuste deve ser feito, pois o momento de se contabilizar a saída do recurso da conta contábil é no momento da emissão do cheque, e não no momento do saque. Este fato não gera lançamento contábil. 2 - os valores mobiliários são mil ações da CSN, avaliadas a vinte e cinco centavos de real, no dia do balanço – Aplicação do Princípio da Prudência. Na contabilidade as ações estão registradas por R$ 200,00, ou seja, R$ 0,20 por ação. No mercado estão avaliadas por R$ 0,25. Pelo Princípio da Prudência, só faríamos ajuste se o valor de mercado fosse inferior. 3 - ainda faltam contabilizar R$ 40,00 de receitas antecipadas e R$ 150,00 de despesas antecipadas – Reparem que a questão está dizendo que os fatos narrados ainda não foram contabilizados. Então devemos faze-lo: Caixa/Bancos A Receitas Antecipadas – R$ 40,00 Vejam que o Ativo Circulante aumentou R$ 40,00 e o REF também. Despesas Antecipadas A Caixa/Bancos – R$ 150,00 Reparem que o Ativo Circulante aumentou e diminui, ao mesmo tempo, no mesmo valor. Um fato permutativo. Não houve alteração no valor total do Ativo Circulante. A questão pede o valor do Ativo Circulante. Portanto: Caixa/ Bancos c/ Movimento 30,00 (40,00 + 100,00 + 40,00 – 150,00) Valores Mobiliários 200,00 Mercadorias 600,00 Materiais de Consumo 120,00 Duplicatas Descontadas (300,00) Duplicatas a Receber 500,00 Despesas Antecipadas 150,00 Total do Ativo Circulante 1.300,00 Obs.: Como a questão não informou que tipo de ativo foi movimentado (caixa e/ou Bancos), somei os dois valores informados na questão e os ajustei de acordo com os lançamentos efetuados. Gabarito - B 17- (AFRF 2000) Na conversão de debêntures em ações, as parcelas que ultrapassem o valor nominal da ação deverão ser registradas como www.pontodosconcursos.com.br 6
  • 7. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR a) reserva de lucros que poderão amortizar prejuízos futuros ou ser distribuídas aos sócios no exercício social em que não forem apurados lucros b) reserva de lucros que poderá ser distribuída aos sócios, no próprio exercício c) reservas de capital d) reserva de lucros destinada, obrigatoriamente, a amortizar prejuízos e) receitas não-operacionais do exercício Solução: Questão literal. Artigo 182, § 1º, letra “a”. Gabarito - C 18- (AFRF 2000) Em 31 de dezembro o nosso Contador havia montado um rascunho da DOAR (Demonstração de Origens e Aplicações de Recursos) com a seguinte estrutura: I - Origens 1.800,00 II - Aplicações 2.600,00 III - Redução de CCL 800,00 quando descobriu que o lucro líquido do exercício ainda não fora computado nessa demonstração. Referido lucro foi assim formado e distribuído: Resultado do Exercício: Receitas totais do período 6.000,00 Despesas do período (sem as depreciações) (3.500,00) Encargos de depreciação do período (400,00) Lucro Líquido antes do Imposto de Renda 2.100,00 Provisão para o Imposto de Renda (300,00) Lucro Líquido do Exercício 1.800,00 Lucros ou Prejuízos Acumulados: Saldo inicial 0,00 Lucro Líquido do Exercício 1.800,00 Dividendos Propostos (150,00) Saldo atual 1.650,00 Após o cômputo do resultado do exercício acima demonstrado, naquilo que couber, a DOAR apresentará: a) no item I: origens no valor de R$ 4.300,00 b) no item I: origens no valor de R$ 3.900,00 c) no item III: aumento no CCL no valor de R$ 1.250,00 d) no item II: aplicações no valor de R$ 3.000,00 e) no item II: aplicações no valor de R$ 3.150,00 www.pontodosconcursos.com.br 7
  • 8. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR Solução: As questões de DOAR da Esaf, nas provas para Auditor da Receita, costumam ser bem simples. Aliás, se eu pudesse fazer um palpite, acharia que neste prova não devemos ter questão de DOAR. Aposto mais na possibilidade de termos questões de Fluxo de Caixa. Conforme dados da questão, os efeitos que o Lucro Líquido têm sobre a DOAR ainda não foram registrados. Portanto, a DOAR está incompleta. Sabendo que o Lucro Líquido foi informado, temos que nos lembrar qual o efeito dele na variação do Capital Circulante Líquido. No artigo 188 da lei nº 6.404/76, inciso I, nas origens, a primeira informação diz respeito, exatamente, ao Lucro Líquido do Exercício, ajustado pela depreciação, amortização, exaustão e variação no REF. Pois bem, temos que pegar o Lucro Líquido e ajusta-lo, para inclusão na DOAR e devemos soma-lo às demais origens. Vejamos: Lucro Líquido do Exercício $ 1.800,00 + Encargos de Depreciação $ 400,00 Lucro Ajustado $ 2.200,00 + Demais Origens $ 1.800,00 Total das Origens $ 4.000,00 Com relação às aplicações, também sabemos que os Dividendos, que são destinações do Lucro Líquido, diminuem o Capital Circulante Líquido. Logo temos que incluir seu valor no total das Aplicações. Vejamos: Dividendos Propostos $ 150,00 + Demais Aplicações $ 2.600,00 Total das Aplicações $ 2.750,00 Portanto: www.pontodosconcursos.com.br 8
  • 9. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR Total das origens $ 4.000,00 Total das Aplicações $ 2.750,00 Aumento do Capital Circulante Líquido $ 1.250,00 Gabarito - C 19- (AFRF 2000) Aumentam o Capital Circulante Líquido: a) os aumentos do Ativo Circulante e do Passivo Circulante b) os aumentos do Passivo Circulante e dos Investimentos c) a redução do Passivo Exigível a Longo Prazo e o aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo d) o aumento do Passivo Exigível a Longo Prazo e a redução do Ativo Permanente e) o aumento do Ativo Realizável a Longo Prazo e a Contribuição para Reserva de Capital Solução: Aumentam o Capital Circulante Líquido as Origens. Ou seja, basta lembrarmos daqueles fatos que são considerados como Origens (artigo 188, inciso I, Lei nº 6.404/76) Gabarito - D 20- (AFTE - RN - 2004/2005) - Para calcular o capital circulante líquido a empresa Méritos Homéricos S/A dispõe das seguintes informações. Exerc. xxx1 Exerc.xxx2 Ativo Circulante 51.200 49.000 Ações de Coligadas 2.000 2.300 Máquinas e Equipamentos 13.000 11.500 Móveis e Utensílios 7.000 9.300 Depreciação Acumulada 1.700 2.100 Passivo Circulante 28.000 17.800 Capital Social 40.000 44.100 Capital a Realizar 5.000 1.900 Reserva de Reavaliação 3.000 1.000 Reservas Estatutárias 2.000 3.000 Reserva Legal 3.500 6.000 Após a elaboração da Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos – DOAR, pode-se ver que o capital circulante líquido aumentou em: www.pontodosconcursos.com.br 9
  • 10. CURSOS ON-LINE – CONTABILIDADE GERAL EM EXERCÍCIOS PROFESSOR ANTONIO CÉSAR a) R$ 2.500,00. b) R$ 3.500,00. c) R$ 8.000,00. d) R$ 5.000,00. e) R$ 4.000,00. Solução: Apesar de ser uma questão de DOAR, a sua solução é bastante simples. Foi informado o valor do capital Circulante no início e no final do período. Como lembramos que Capital Circulante Líquido é igual ao Ativo Circulante menos o Passivo Circulante, a solução será: Capital Circulante x1 - $ 51.200,00 - $ 28.000,00 = $ 23.200,00 Capital Circulante x2 - $ 49.000,00 - $ 17.800,00 = $ 31.200,00 Aumento do Capital Circulante Líquido = $ 31.200,00 - $ 23.200,00 = $ 8.000,00 Gabarito - C www.pontodosconcursos.com.br 10