E. E. ”Dr. Cesário Coimbra”                                             Língua Portuguesa e LiteraturaAlunos: 1..............
—Acho que é porque eles são um povo menos corrupto, filha.—Então o povo também é corrupto, mãe?—E você acha que tinha tant...
03. De acordo com a definição de crônica, esse gênero geralmente tem a intenção de fazeruma critica ao comportamento das p...
09. Uma das características da linguagem mais formal, principalmente escrita, é a de evitarrepetições. Reescreva as frases...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Crônica cada pergunta

2.152 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.152
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
256
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Crônica cada pergunta

  1. 1. E. E. ”Dr. Cesário Coimbra” Língua Portuguesa e LiteraturaAlunos: 1.............................nº.... série ...... 2.............................. nº.... série ...... Você leu contos e relatos de jornal. Nos contos prevalece a imaginação, e nos relatosjornalísticos – notícias e reportagens – predomina a intenção de informar. A crônica é um gênero textual em que, geralmente, um fato do cotidiano, verídico ounão, é narrado de forma humorística. Normalmente a crônica tem também a intenção defazer alguma crítica ao comportamento das pessoas ou à sociedade. Vamos descobrir comoa crônica a seguir desenvolve tudo isso. Crônica: CADA PERGUNTA! A menina brinca no tapete, parecendo nem ouvir o jornal, mas, quando começa ointervalo, levanta a cabeça.—Pai, que que é corrupção? O pai e a mãe se olham, o pai suspira, diz bem, corrupção..—... Não é coisa pra gente da sua idade, né.Claro que é, diz a mãe:—Responde direito, que se a criança pergunta, é porque quer resposta.Bem, pigarreia ele, corrupção é...—... por exemplo roubar dinheiro do governo, que é dinheiro de todo mundo.—E como é que a corrupção rouba dinheiro do governo?O pai explica que quem rouba não é a corrupção, é o corrupto, e alguém, ou melhor, é muitagente que rouba o governo.—Por exemplo, o funcionário que desvia dinheiro do governo. Ou deputado que vendo o voto delelá no Congresso. Ou um juiz que emprega os parentes deles. Ou o empresário que paga paraganhar concorrência das obras do governo. Ih, filha, tem tanto jeito de roubar o governo, não é,mulher?—É, e o seu pai também rouba o que pode quando faz declaração de imposto de renda.Volta o telejornal e menina volta a brincar, eles voltam a ver as notícias. Novo intervalo, ela denovo ergue a cabeça.—Por que o dólar sempre sobe e o real sempre cai?O pai suspira fundo, e com voz monótona compara os Estados Unidos e o Brasil às diferenças decolonização, Inglaterra e Portugal, e as diferenças geográficas, climáticas, culturais! Mas a mãediz que não é por nada disso:
  2. 2. —Acho que é porque eles são um povo menos corrupto, filha.—Então o povo também é corrupto, mãe?—E você acha que tinha tanta corrupção se o povo não fosse corrupto?Você vai fundir a cabeça da menina, diz o pai:—Isso não é conversa pra criança. E, além disso, hem, cada pergunta!—Por isso mesmo é preciso responder. Volta o telejornal, e depois no intervalo a menina volta a perguntar:—E o que que é impunidade?—Essa eu mato fácil—o pai esfrega as mãos. —Impunidade é quando você comete um crime enão é preso.—E só tem tanta corrupção—emenda a mãe—porque tem muita impunidade, ninguém denuncia,entendeu?Ela de novo volta a brincar, mas antes de mais um intervalo vai até diante da mãe:—Então você acha que, pra acabar a corrupção, a gente tinha de contar que o pai rouba noimposto?O pai pula da poltrona:—Tá vendo?! Criança delatando pai só mesmo na Alemanha nazista! Eu falei que isso não eraconversa boa! Mas você e sua educação moderna!...Sai batendo a porta, a mãe solta longos suspiros.—Que que eu falei de errado, mãe?—Nada, filha, nada. Mas você faz cada pergunta!.. Questões01. Releia o que foi dito sobre a crônica no início desta avaliação:A crônica é um gênero textual em que, geralmente, um fato do cotidiano, verídico ou não, énarrado de forma humorística. Normalmente a crônica tem também a intenção de fazeralguma crítica ao comportamento das pessoas ou à sociedade.Qual é o cotidiano expresso na crônica “Cada pergunta”? Explique.________________________________________________________________________________________________________________________________________02. Qual é o aspecto humorístico do fato apresentado na crônica?____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
  3. 3. 03. De acordo com a definição de crônica, esse gênero geralmente tem a intenção de fazeruma critica ao comportamento das pessoas ou à sociedade.Indique a (s) provável (eis) crítica (s) que pode (m) ser percebida (s) nesse texto:( ) O autor faz uma crítica à falta de educação das crianças que acaba incomodando osadultos.( ) O autor faz uma crítica à programação da televisão que não respeita a idade dascrianças.( ) O autor faz uma crítica ao comportamento contraditório das pessoas que defendem umaidéia e agem de forma contrária ao que defendem.( ) O autor faz uma critica à situação do Brasil.04. Explique a (s) alternativa (s) escolhida (s) no exercício anterior.____________________________________________________________________________________________________________________________________________________05. Pelo contexto apresentado, o que “inspira” as perguntas da menina?____________________________________________________________________________________________________________________________________________________06. “Sai batendo a porta, a mãe solta longos suspiros.”Você concorda com o comportamento dos pais da criança? Explique e argumente parajustificar sua opinião.07. Que uso da língua predomina na crônica: formal ou informal? Explique e justifique08. Localize no texto e transcreva dois usos da língua que são próprios da língua falada.
  4. 4. 09. Uma das características da linguagem mais formal, principalmente escrita, é a de evitarrepetições. Reescreva as frases a seguir, substituindo os termos grifados por pronomespessoais que evitem a repetição e tornem a frase mais formal:A) Voltam as notícias, a menina volta a brincar, eles voltam a ver as notícias.B) A menina brinca no tapete. Ao perguntar o que é corrupção, os pais olham a menina e seolham com surpresa.C) Impunidade é quando você comete um crime e não é preso. O corrupto garante aimpunidade pagando a outros corruptos para que não o denunciem.10. O emprego da palavra gente no lugar de nós é um uso próprio da linguagem coloquial.Em qual das frases a seguir pode ser identificado esse uso?( ) “...não é coisa pra gente da sua idade, né.”( ) “O pai explica que quem rouba não é a corrupção, é o corrupto, e alguém, ou melhor, émuita gente que rouba o governo...”( ) “Então você acha que, pra acabar a corrupção, a gente tinha de contar que o pai roubano imposto?”

×