O uso do computador no ensino fundamental
Maria de Fátima Moreira Peres
Tecnófobo
Ambiente escolar tradicional
Os professores não devem forçar cada aluno a tornar-se o que eles acreditam ser o
ideal mas r...
Ambiente virtual
Os computadores representam o oposto a um ensino mais humano.
O computador "trata" seu usuário como entid...
Atitudes em relação aos computadores
Se os seres humanos passarem a dedicar amor
às máquinas é possível atitudes sociais t...
Desenvolvimento humano
Leva-se muito tempo para uma pessoa jovem tornar-se plenamente
consciente de seus atos, podendo ent...
Desenvolvimento humano
Se o adulto não cumpre o papel de ensinar, as crianças e
jovens podem ficar frustrados e revoltados...
O computador na educação
Compreender a devida importância do computador e o que ele é numa
perspectiva adequada na educaçã...
O que se imagina com o uso intensivo de computadores
Há um temor de que os computadores usados cedo demais
contribuirão pa...
O que se quer para o futuro das crianças
As crianças do mundo de hoje têm sido
atacadas cada vez mais intensamente desde
a...
Bibliografia
Uma revisão de argumentos a favor do uso de computadores na
educação elementar
Valdemar W. Setzer/USP
Os comp...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atividade3mariadefatimamoreiraperes

85 visualizações

Publicada em

Atividade 3 do curso de Tecnologias e Práticas Educativas.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
85
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividade3mariadefatimamoreiraperes

  1. 1. O uso do computador no ensino fundamental Maria de Fátima Moreira Peres Tecnófobo
  2. 2. Ambiente escolar tradicional Os professores não devem forçar cada aluno a tornar-se o que eles acreditam ser o ideal mas reconhecer aquilo que o estudante necessita como individualidade única em desenvolvimento. Devem ter conhecimento do que é próprio para cada idade e cada grupo particular de alunos levando em consideração todos os aspectos da constituição humana, como ela se desabrocha de acordo com a idade da criança e do jovem (característica da Pedagogia Waldorf). Dirigir o ensino aos estudantes como individualidades completas, e não somente como cérebros intelectuais. A PW salienta o fato que, durante o ensino elementar (antigo 1° grau), o aprendizado deve ser primordialmente feito através de sentimentos, principalmente por meio de atividades artísticas e pela apresentação artística de cada matéria (incluindo Matemática)
  3. 3. Ambiente virtual Os computadores representam o oposto a um ensino mais humano. O computador "trata" seu usuário como entidades abstratas, como máquinas. Nenhuma máquina pode exercer o ensino de forma mais humana e ter amor e respeito pelo estudante. Se os computadores podem tornar crianças mais conscientes de seu próprio processo de pensar, isso significa que essas crianças são forçadas a se comportarem conscientemente como adultos. O computador e a Internet não respeitam idades; de fato não respeitam nenhum contexto. A Internet está sendo invadida por uma enorme quantidade de informação, grande parte da qual é lixo. O contexto tradicional conhecido por pais e mestres quando eles escolhem um livro, ou a maneira de introduzir um assunto, ou qualquer atividade para suas crianças ou alunos não existe em um computador.
  4. 4. Atitudes em relação aos computadores Se os seres humanos passarem a dedicar amor às máquinas é possível atitudes sociais terríveis, piores do que as presenciadas neste século. "Caso de amor com o computador" e "entre crianças e computadores" são manifestações de uma terrível visão do mundo.
  5. 5. Desenvolvimento humano Leva-se muito tempo para uma pessoa jovem tornar-se plenamente consciente de seus atos, podendo então atribuir-lhe liberdade e responsabilidade. Auto-consciência somente é exercida através do pensar, de modo que os computadores estariam fazendo aqui uma contribuição para a eliminação da infância e juventude. Portanto, crianças não devem ter o mesmo grau de consciência que adultos. Os adultos devem assumir a responsabilidade de guiar as crianças e jovens em decisões e atividades importantes de suas vidas.
  6. 6. Desenvolvimento humano Se o adulto não cumpre o papel de ensinar, as crianças e jovens podem ficar frustrados e revoltados. Crianças e jovens precisam aprender noção de limites. O acesso ilimitado a computadores não permite este aprendizado. A rede Internet traz informações difíceis de obter por outros meios. Mas essas informações são importantes e absolutamente essenciais? Será que ela traz algo para o processo de aprendizagem que não pode ser obtido por outros meios?
  7. 7. O computador na educação Compreender a devida importância do computador e o que ele é numa perspectiva adequada na educação ou na vida individual ou social Sua principal característica em termos de influência individual e social é o fato de ser uma máquina abstrata e não concreta (como por exemplo um torno ou uma bicicleta). Ele age num espaço virtual. Os pensamentos que podem ser inseridos dentro dele, são pré-determinados pelo homem. Ele pode acelerar precocemente o desenvolvimento de uma criança ou jovem. Jane Healey colocou que a aceleração do desenvolvimento dos neurônios pode prejudicar o funcionamento neuronal futuro. É preciso esperar até que o jovem tenha desenvolvido suas habilidades e capacidades mentais para forçar as abstrações e o autocontrole requeridos por qualquer uso de computadores.
  8. 8. O que se imagina com o uso intensivo de computadores Há um temor de que os computadores usados cedo demais contribuirão para criar adultos insensíveis e amorais, comportando-se e reagindo como máquinas, incapazes de sentir interesse e compaixão por outras pessoas e sem responsabilidade de agir socialmente. Isso significa a destruição de algumas de nossas mais essenciais caraterísticas humanas, que nos distinguem dos animais e das máquinas.
  9. 9. O que se quer para o futuro das crianças As crianças do mundo de hoje têm sido atacadas cada vez mais intensamente desde a década de 1950 (começando com a TV, depois os joguinhos eletrônicos e agora os computadores). Há um pensamento de que, apenas preservando-se a infância e a juventude deliciosa, simples, ingênua e semiconsciente pode-se educar futuros adultos equilibrados, criativos, socialmente integrados e com atuação positiva.
  10. 10. Bibliografia Uma revisão de argumentos a favor do uso de computadores na educação elementar Valdemar W. Setzer/USP Os computadores e a educação. Aspectos gerais A. S. Alves/Esc. Sec. da Quinta das Flores

×