Superando a Pedagogia da
Transmissão
Tecnologia ou Metodologia?
A Geração Digital
• Geração digital é a geração da Era do
Conhecimento, que navega na rede e está
conectada com o mundo. E...
O Mestre de Hoje
O mestre de hoje não cabe no formato
fechado da pedagogia da transmissão. Pois, a
geração digital tem à s...
Rompendo com a Pedagogia da
Transmissão
• Os novos recursos tecnológicos, os meios
audiovisuais permitem o rompimento com ...
Espaço Virtual
• No espaço virtual, na comunicação nos chats, por
exemplo, o usuário assume diversas identidades, o que
po...
Novos Desafios
• Para a educação da Era Digital há desafios cada
vez mais complexos e delicados. Mais do que
nunca a educa...
• Para tanto, é preciso que haja inclusão do
novo professor, conectando-o aos ambientes
on line e à cibercultura.
• É prec...
Conclusão
Nunca foi tão urgente humanizar os professores,
as salas de aula, o espaço escolar e o próprio
conhecimento.
A m...
Continuação
Portanto, resignificar a educação na cibercultura
seria superar essa dificuldade através da
participação colet...
BIBLIOGRAFIA
ARROYO, Miguel. Ofício de mestre: imagens e auto-
imagens. São Paulo: Vozes, 2008.
FREIRE, Paulo. Pedagogia d...
FIM
Curso: Pedagogia
Disciplina: EAD
Polo: Resende - Centro
Semestre: 2014.2
Alunas:
Mônica de Oliveira Silva Matrícula: 1...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Superando a pedagogia da transmissão

199 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
199
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Superando a pedagogia da transmissão

  1. 1. Superando a Pedagogia da Transmissão
  2. 2. Tecnologia ou Metodologia?
  3. 3. A Geração Digital • Geração digital é a geração da Era do Conhecimento, que navega na rede e está conectada com o mundo. Escolhendo seus grupos de interesse e interagindo com os mesmos em tempo real, como nos jogos on line, onde há conectividade e interatividade. Dinamizando a comunicação no sentido dialógico.
  4. 4. O Mestre de Hoje O mestre de hoje não cabe no formato fechado da pedagogia da transmissão. Pois, a geração digital tem à sua disposição mais informação do que já houve em toda a história da humanidade. Para dar conta de sua tarefa o professor precisa atender à difusão cultural da presente geração. E ainda, utilizar a cibercultura a seu favor, a favor da educação, da co-criação.
  5. 5. Rompendo com a Pedagogia da Transmissão • Os novos recursos tecnológicos, os meios audiovisuais permitem o rompimento com a pedagogia da transmissão. • As tecnologias de comunicação ajudam mestres e estudantes a descobrir e aumentar o conhecimento, ampliando seu campo de aprendizagens cognitivas.
  6. 6. Espaço Virtual • No espaço virtual, na comunicação nos chats, por exemplo, o usuário assume diversas identidades, o que pode fragmentá-la. Cerqueira Leite nos leva a refletir sobre e afirma que, “ um dos valores morais da cultura ocidental é a identidade individual, o caráter, a constância, a palavra dada. A própria honra e a honestidade estão fortemente ligadas a essa unicidade, a essa invariabilidade. Liberando o homem do seu superego, o computador dilui esse valor. Se cada cidadão pode assumir personalidades convenientes, muitas vezes uma multiplicidade delas simultâneas, então a identidade desaparece e o valor que surge será a adaptabilidade, a versatilidade. (...)”
  7. 7. Novos Desafios • Para a educação da Era Digital há desafios cada vez mais complexos e delicados. Mais do que nunca a educação cidadã se faz necessária e o novo professor precisará se valer da cibercultura para agregá-la á educação da Era Digital. • Superar a pedagogia da transmissão seria então instrumentalizar-se com os atrativos tecnológicos, centrar a educação no aprendiz e suas possibilidades na construção desse novo espaço educativo presencial ou EAD.
  8. 8. • Para tanto, é preciso que haja inclusão do novo professor, conectando-o aos ambientes on line e à cibercultura. • É preciso utilizar-se do potencial pedagógico dos meios tecnológicos dos quais dispomos, qualificando o professor à altura da complexidade que nos cerca.
  9. 9. Conclusão Nunca foi tão urgente humanizar os professores, as salas de aula, o espaço escolar e o próprio conhecimento. A medida que nos responsabilizamos socialmente pelo que criamos e co-criamos nos ciberespaços, nos espaços educativos e escolares, ampliamos as possibilidades da educação para cidadania. A nova ambiência comunicacional acarreta a dispensa da lei e da moral, e o anonimato como uma suspensão da responsabilidade e dos códigos sociais. Diante disso, é preciso que haja uma educação cidadã atenta.
  10. 10. Continuação Portanto, resignificar a educação na cibercultura seria superar essa dificuldade através da participação coletiva, dialógica e multidisciplinar, potencializando o ofício do mestre como arquitetos do conhecimento para atender o novo leitor, da Era Digital. O professor, conforme afirma Arroyo, precisa ser pedagogo de si mesmo, buscar seu crescimento pessoal, valer-se de seus direitos, construir e conquistar sua cidadania e a de seus pares para dar conta da educação global que requer a Era Digital.
  11. 11. BIBLIOGRAFIA ARROYO, Miguel. Ofício de mestre: imagens e auto- imagens. São Paulo: Vozes, 2008. FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido – São Paulo: 50ªEd. Distribuidora Record de Serviços de Imprensa, S.A, 2011. FRIGOTTO, Gaudêncio. A Cidadania Negada – Políticas de Exclusão na Educação e Trabalho. Rio de Janeiro: Cortez, 2001. LEITE, Rogério Cerqueira. O mediador inteligente e o fim dos princípios. Folha de São Paulo, 22, mar.,1998. Caderno mais. P.15
  12. 12. FIM Curso: Pedagogia Disciplina: EAD Polo: Resende - Centro Semestre: 2014.2 Alunas: Mônica de Oliveira Silva Matrícula: 11212080173 Cláudia S Matrícula: 11212080 E-mail: monica.baruch@yahoo.com.br schw_claudia@yahoo.com.br

×