ALOGÍSTICA PARA OSPEQUENOSFrancisco MorenoGuiaLog4 de Março de 2001O crescimento da logística noBrasil esta intimamente li...
indústria aeronáutica outelecomunicações, envolvemgrandes projetos logísticos noentanto estas indústrias que játerceirizar...
3º artigo   a logística para os pequenos
3º artigo   a logística para os pequenos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

3º artigo a logística para os pequenos

427 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
427
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3º artigo a logística para os pequenos

  1. 1. ALOGÍSTICA PARA OSPEQUENOSFrancisco MorenoGuiaLog4 de Março de 2001O crescimento da logística noBrasil esta intimamente ligado acompetitividade causada pelaglobalização e continua buscapela redução de custos atravésda otimização de processos. Nocaso específico de pequenasempresas, estas sãofornecedoras e compradoras deinúmeras Cias entre elasgrandes corporações e, porconta de fatos como aconcorrência, perpetuação donegócio e desenvolvimento demercado, se vêem obrigadas adar atenção aos conceitoslogísticos. Pequenas empresas,preocupadas com a produção,muitas vezes não avaliam deforma correta o custo total dasua logística ou seja daaquisição / produção /armazenagem e distribuição dosseus produtos, permitindo queempresas do mesmo porte esegmento, mais atentas asnecessidades de mercado e aosconceitos logísticos coloquemos produtos no mercado commenor custo interno e externono que diz respeito aos canaisde distribuição em função dalocalização dos seus principaismercados.A importância da logística hojepara o Brasil é fundamental paraa continuidade dodesenvolvimento, inúmerasempresas estão se instalandofora da região Sul e Sudeste e,em um país com territórioextenso passa a ser estratégico oabastecimento do mercadoconsumidor e o reabastecimento( aquisição da matéria-prima )da unidade fabril. É estratégicoporque a política comercial deuma empresa, após definir omercado de atuação, definirátambém se irá possuir centrosde armazenagem e distribuiçãopróprios em outras cidades, ouarmazenagem e distribuição apartir da fábrica, ou parceriacom operador logístico, ouainda uma operação dearmazenagem e distribuiçãomista, indústria mais operadorou CD próprio mais operador.Qualquer que seja a opção, elacarece de um estudo apurado atéporque é sabido que adistribuição é o item que maiscontribui para o custo final doproduto.A visão que os empresários temhoje a respeito dacompetitividade, demonstra aevolução da logística no país.Observamos também que aprocura por mais informaçõesatravés da literatura, sites, pós-graduação, MBA, cursos deeducação continuada, eventosligados a logística, são bemmais freqüentes que a quatroanos atrás. Existem ainda outrosfatores que servem comoindicativo de crescimento e umbom exemplo é o investimentodos governos em estradas,melhoria e privatização dosportos, construção de novosterminais aeroportuários,implementação de outrosprojetos para a rede fluvial ,privatização das ferrovias.Embora sejam situações jáexploradas, e focadas em infraestrutura, é inegável que fazerlogística sem estas melhorias,mesmo que tímidas, dificultariaa logística.Em 1994 quando a logística eravista ainda por multinacionais epoucos brasileiros como cenárioirreversível, algumas empresase pessoas passaram a difundi-lacom maior intensidade. Fazerentender que a logística não erapassageira, e como disseanteriormente trata-se dacontinuação dos negócios,focados no cliente e no clientedo cliente. Portanto é umacadeia que exige conhecimentosde todos, haja visto queatualmente diversas indústriasestão voltadas única eexclusivamente para produção,deixando setores comocompras, armazenagem,transportes, emissão dedocumentos, distribuição, enfimquase tudo aquilo que nãoagregava ou não era o foco donegócio, para especialistas eisso gerou economia para asempresas, melhor nível deatendimento e prazos menorespara entrega .Como resultado, a logística noBrasil e no mundo tende aaplicar, sempre, novastecnologias e novos conceitosem busca da otimização deprocessos. Particularmente alogística tem crescido comgrande intensidade no setor deserviços e, sem sombra dedúvida o incremento do e-commerce e B2B são âncoras epuxam outros setores queorbitam ao redor destesegmento.O fato é que sempre alguém éfornecedor e este por sua vez ecliente. Observe osfornecedores de peças paramontadoras automobilísticas ou
  2. 2. indústria aeronáutica outelecomunicações, envolvemgrandes projetos logísticos noentanto estas indústrias que játerceirizaram parte de suasnecessidades de materiais eserviços, sabem que estesterceirizados quarteirizaramparte destas atividades,mantendo a qualidade ecronograma.Na verdade manter a qualidadee a transparência de atitudesvoltadas para novas tecnologias,os pequenos, ganham de formacontinua e uniforme.Acho interessante salientar queas dificuldades das pequenasindústrias, seja de que segmentofor, esta na possibilidade deformar associações para quejuntas tenham o custo logísticoatenuado e sua competitividadeaumentada em relação aos quenão participam deste evento.Hoje as exigências de mercadosão muito maiores que em anosanteriores e seguramente serãonos próximos. E é interessanteporque pouco se fala dalogística reversa ou da logísticade meio ambiente e, quandoelas se integrarem no cotidianode empresas que jádesenvolvem projetos na área,será um novo nível de exigênciapara aquelas que nãovisualizam, neste momento, estapossibilidade no futuropróximo.Na indústria de transportes,onde a logística desenvolveparte de sua estratégia,empresas prestadoras desteserviço precisam entender omercado e suas exigências,agregar controles e serviçosespecíficos a indústria detransportes, adquirir excelênciana prestação de serviçoscandidatando-se a parceiros deoperadores logísticos ou aparceiros de grandes empresasde transportes.Anteriormente falamos emespecialistas e esta palavradefine tudo. Vou fazer o quefaço de melhor, deixando asoutras atribuições para outrosmelhor preparados (especialistas ).Francisco Moreno, Especialista emLogística, tel. (011) 9137 4955,frmoreno@ig.com.br

×