Laudo do IPHAE

255 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Laudo do IPHAE

  1. 1. • • 81ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINIST"RIO PÚBLICO LAUDO DO IPHAE
  2. 2. Porto Alegre, 27 de novembro de 2002 .Parecer técnico IPHAE nO63 j")/{ '1 . .~ Ó' ~..~~ ~', ,~'?". .~ SECRETARIA DE ESTADO DA CULTURA ~. INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTíSTICO DO ESTADO Av. Borges de Medeiros. 1501, 21' andar- Porto AJegre-RS - Cep:90110-150 Fone/Fax: (051 )3225,31,76 - e-mail. iphae@via-rs.nel • Ref. Casas na rua Luciana de Abreu I' I .'_0"' • • i '. ü presente parecer refere-se ao valor histórico-cultural e paisagístico de imóveis à Rua Luciana de Abreu, tendo sido l;llaborado por solicitação do Ministério Público feita através do Of. N° 1617 - MA Este parecer foi realizado após vistorias e levantamento fotográfico na área . O prédio de número 21, próximo à esquina da rua Eng. Álvaro Nunes Vieira foi recentemente demolido; o conjunto formado pelas casas nO242, 250, 258, 262, 266 e 272, localizado à rua Luciana de Abreu entre as ruas Barão de Santo Ângelo e Padre Chagas, apresenta características que o tornam representativo em nível urbano. O conjunto é formado por seis casas com duas diferentes tipologias de implantação no lote urbano. Cinco delas são construções geminadas, caracterizando-se por apresentarem as paredes divisórias entre os lotes em comum, embora apresentem telhados individualizados, o que as toma visualmente distintas. Os lotes urbanos formados apresentam dimensões menores que os do entorno, sendo provavelmente formados pela subdivisão de um lote maior. A tipologia arquitetônica do conjunto apresenta como fator significativo a solução do programa de necessidade em um projeto compacto, tendo a garagem inserida no .corpo da casa, demonstrando assim a incorporação do novo meio de transporte (o automóvel) às habitações e às necessidades familiares. Mesmo sendo construções geminadas, apresentam recuos frontais de dimensões diferentes em função da curvatura da rua, o que provoca um interessante movimento às fachadas, criando também uma linha sinuosa no alinhamento predial de importante reflexo urbano, por modificar o encaminhamento do olhar às pessoas que transitam pela rua. Embora as casas apresentem elementos comuns como garagens, acesso ao primeiro pavimento por pequena escada, o mesmo número de pavimentos, coberturas com beirados em argamassa, as fachadas são individualizadas por elementos decorativos distintos, compostos de forma singela, demonstrando tendência,a uma arquitetura mais despojada. A casa de nO272, localizada ao lado das casas geminadas, apresenta implantação diferente das demais, sendo a construção centralizada no lote, com recuos tanto frontais como laterais. Construída em dois pavimentos, apresenta grande rebuscamento na fachada, com profusão de elementos decorativos em
  3. 3. ;..,.'.6-- .J." [I 'o (L~ massa e um pequeno frontão centralizado. Significativo também é o hall d z,,,_ acesso como corpo avançado sobre a fachada, apresentando porta em madeira 0'. esculturada. Sobre o hall de acesso existe uma cobertura plana em forma de terraço. Apresenta ainda jardins frontais e laterais, com muro em baixa altura apresentando gradis de ferro, trabalhados com elementos em curvas sinuosas. A óO • Pro garagem constitu! um bloco separad~ da c~sa..' ~ ( A Importancla do conjunto e significava por apresentar construções de !.XC'- épocas Istlntas co ormas e . n I lca oras a- evo uçao urbana da cidade. Por suas caracteristicas ró rias, este tipo e conjon ornan o raro na cidade, rinci almente neste bairro, o qua e sofren o cons antes altera - ervar ue as casas em q estão ocalizadas entre dois e " . vos. -'. u ro fator importante é a qualidade de vida que este conjunto preserva, permitindo, por apresentar baixa altura e baixa taxa de ocupação dos lotes, maior preservação no regime de ventos, permitindo melhor aeração urbana, garantindo também melhor insolação e conseqüentemente melhores condições de salubridade ao seu entorno. Também possibilita maior absorção das águas pluviais no solo devido às áreas livres, não construídas, diminuindo significativamente a quantidade de água destinada aos esgotos pluviais. Devido aos fatores mencionados, concluimos que a perda de um raro conjunto como este suprimiria mais um elemento importante para a leitura da Sv evolução urbana da cidade. , -;JJ''' t..:" C::"-"_~í. • '. Montagem fotográfica Casas nO242, 250, 258, 262, 266 e 272 Rua Luciana de Abreu
  4. 4. • • Vistas gerais da rua de ângulos opostos Detalhe de uma das casas geminadas QQcCQ.~'~ Alice S. Cardoso Arq. CREA 71.626 ~~D!bLDoris de Oliveira Diretora do IPHAE Detalhe da casa isolada Roberto Luiz Sawitzki Arq. CREA 55.439

×