SlideShare uma empresa Scribd logo

Aula M1 (27/01/2012) - Bezerra de Menezes

1 de 14
Baixar para ler offline
Dr. Bezerra de Menezes
O Médico dos Pobres
Dr. Bezerra de Menezes
- Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti.
- 29 de Agosto de 1831 – Riacho do Sangue (CE).
- Família católica, com influência política.
- Antônio Bezerra de Menezes, capitão das antigas
milícias e tenente-coronel da Guarda Nacional.
- Treze anos, latim, substituição do professor.
Dr. Bezerra de Menezes
- Abolicionista e ecologista.
- Lutou contra preconceitos.
- Foi para o Rio de Janeiro
e formou-se médico.
- Fez da sua profissão um
meio de servir ao próximo.
- O unificador do
espiritismo no Brasil.
Dr. Bezerra de Menezes
- Bezerra de Menezes: Grande Referência Espírita.
[Histórias: Pedir ajuda a Dr. Bezerra].
- Casou-se aos 27 anos. Após 4 anos, sua mulher
desencarna, deixando-lhe um filho de 3 anos e outro
de 1 ano.
- Reforma íntima constante: Procurava a todo instante
arrancar de seu interior os maus instintos.
Dr. Bezerra de Menezes
- Era conhecido com o Médico dos Pobres.
- Ele sofria com o sofrimento de seus pacientes.
- Fazia mais do que prescrever um receituário.
- Era todo amor e bondade, sempre desejando ser útil.
[História: O anel de formatura]
- Conselhos, ternura, homeopatia, água fluídica e
passes.
Finalizava pedindo que cada um tivesse às mãos, no lar, o Evangelho Segundo o Espiritismo.
Dr. Bezerra de Menezes
- O doente deixava o consultório muito melhor, pois
deixava lá o seu peso, a sua tristeza, o que oprimia.
Melhora emocional e espiritual.
“Toda doença é uma mensagem direta dirigida a
você, dizendo-lhe que não tem amado quem
você é e nem se tratado com carinho, a fim de
ser quem você é”. Bárbara Ann Brennan. Mãos de Luz.
- As curas aconteciam com Dr. Bezerra.
Eram os remédios homeopáticos ou resultado dos
fluidos energéticos de amor que ele emanava?
[História da mãe que pede socorro a Dr. Bezerra].

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro ProfetaCaracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro Profetaigmateus
 
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de EspiritismoAula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de Espiritismoliliancostadias
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaRicardo Azevedo
 
O livro dos médiuns
O livro dos médiunsO livro dos médiuns
O livro dos médiunsAlfredo Lopes
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismopaikachambi
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasIzabel Cristina Fonseca
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)Jorge Luiz dos Santos
 
Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Henrique Vieira
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoHenrique Vieira
 
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º anoBem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º anoRoseli Lemes
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraSergio Menezes
 
Aula 97 evolução anímica ii
Aula 97  evolução anímica iiAula 97  evolução anímica ii
Aula 97 evolução anímica iiDenise Tofoli
 
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)Marcos Antônio Alves
 
Eae 97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
Eae   97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13Eae   97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
Eae 97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13Norberto Scavone Augusto
 

Mais procurados (20)

Aula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espiritaAula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espirita
 
Caracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro ProfetaCaracteres do Verdadeiro Profeta
Caracteres do Verdadeiro Profeta
 
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de EspiritismoAula 05 Curso Básico de Espiritismo
Aula 05 Curso Básico de Espiritismo
 
Biografia de bezerra de menezes
Biografia de bezerra de menezesBiografia de bezerra de menezes
Biografia de bezerra de menezes
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
 
Bezerra de Menezes
Bezerra de MenezesBezerra de Menezes
Bezerra de Menezes
 
O livro dos médiuns
O livro dos médiunsO livro dos médiuns
O livro dos médiuns
 
Princípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do EspiritismoPrincípios Básicos do Espiritismo
Princípios Básicos do Espiritismo
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
 
Os Tudo De Paulo De Tarso
Os Tudo De Paulo De TarsoOs Tudo De Paulo De Tarso
Os Tudo De Paulo De Tarso
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento Indissolubilidade do casamento
Indissolubilidade do casamento
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º anoBem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
Bem aventurados os pacíficos - FEESP - Curso de Aprendizes do Evangelho - 1º ano
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
ESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADOESQUECIMENTO DO PASSADO
ESQUECIMENTO DO PASSADO
 
Aula 97 evolução anímica ii
Aula 97  evolução anímica iiAula 97  evolução anímica ii
Aula 97 evolução anímica ii
 
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
A crise dos valores na sociedade atual (Palestra Espírita)
 
Eae 97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
Eae   97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13Eae   97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
Eae 97 - evolução animica-ii_fase_humana - rev_19_10_13
 

Destaque

Conversando o Evangelho - Saber receber
Conversando o Evangelho - Saber receberConversando o Evangelho - Saber receber
Conversando o Evangelho - Saber receberFatoze
 
Bezerra de menezes slide
Bezerra de menezes   slideBezerra de menezes   slide
Bezerra de menezes slidebonattinho
 
Bezerra de menezes slide
Bezerra de menezes   slideBezerra de menezes   slide
Bezerra de menezes slidebonattinho
 
Edgard Armond Os Exilados Da Capela
Edgard Armond   Os Exilados Da CapelaEdgard Armond   Os Exilados Da Capela
Edgard Armond Os Exilados Da Capelajosyespirita
 
Պանթեոն
ՊանթեոնՊանթեոն
Պանթեոնrayushik
 
Plano espiritual
Plano espiritualPlano espiritual
Plano espiritualfmc83
 
Palestra Sobre Plano Espiritual
Palestra Sobre Plano EspiritualPalestra Sobre Plano Espiritual
Palestra Sobre Plano Espiritualcab3032
 
Pluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos HabitadosPluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos HabitadosFórum Espírita
 
Transição planetária exilados de capela
Transição planetária exilados de capelaTransição planetária exilados de capela
Transição planetária exilados de capelafmc83
 
Exilados de capela e transição planetária4
Exilados de capela e transição planetária4Exilados de capela e transição planetária4
Exilados de capela e transição planetária4Roberto Camargo
 

Destaque (17)

Conversando o Evangelho - Saber receber
Conversando o Evangelho - Saber receberConversando o Evangelho - Saber receber
Conversando o Evangelho - Saber receber
 
Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Bezerra de Menezes - O Médico dos PobresBezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
Bezerra de Menezes - O Médico dos Pobres
 
Bezerra de menezes slide
Bezerra de menezes   slideBezerra de menezes   slide
Bezerra de menezes slide
 
Bezerra de Menezes
Bezerra de MenezesBezerra de Menezes
Bezerra de Menezes
 
Bezerra de menezes slide
Bezerra de menezes   slideBezerra de menezes   slide
Bezerra de menezes slide
 
Bezerra de menezes
Bezerra de menezesBezerra de menezes
Bezerra de menezes
 
Onde estaria o espírito de hitler
Onde estaria o espírito de hitlerOnde estaria o espírito de hitler
Onde estaria o espírito de hitler
 
Edgard Armond Os Exilados Da Capela
Edgard Armond   Os Exilados Da CapelaEdgard Armond   Os Exilados Da Capela
Edgard Armond Os Exilados Da Capela
 
Պանթեոն
ՊանթեոնՊանթեոն
Պանթեոն
 
Bezerra de menezes - o médico dos pobres
Bezerra de menezes - o médico dos pobresBezerra de menezes - o médico dos pobres
Bezerra de menezes - o médico dos pobres
 
Plano espiritual
Plano espiritualPlano espiritual
Plano espiritual
 
Palestra Sobre Plano Espiritual
Palestra Sobre Plano EspiritualPalestra Sobre Plano Espiritual
Palestra Sobre Plano Espiritual
 
Pluralidade dos mundos habitados
Pluralidade dos mundos habitadosPluralidade dos mundos habitados
Pluralidade dos mundos habitados
 
Pluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos HabitadosPluralidade Dos Mundos Habitados
Pluralidade Dos Mundos Habitados
 
Transição planetária exilados de capela
Transição planetária exilados de capelaTransição planetária exilados de capela
Transição planetária exilados de capela
 
Viajantes das estrelas ppt
Viajantes das estrelas pptViajantes das estrelas ppt
Viajantes das estrelas ppt
 
Exilados de capela e transição planetária4
Exilados de capela e transição planetária4Exilados de capela e transição planetária4
Exilados de capela e transição planetária4
 

Semelhante a Aula M1 (27/01/2012) - Bezerra de Menezes

Rastros de luz 10
Rastros de luz 10Rastros de luz 10
Rastros de luz 10MRS
 
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan KardecFluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan KardecAlan Diniz Souza
 
Saúde e espiritualidade
Saúde e espiritualidadeSaúde e espiritualidade
Saúde e espiritualidadeLuciane Cruz
 
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Alberto Barth
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoAndySans 2008
 
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOguest9002b0
 

Semelhante a Aula M1 (27/01/2012) - Bezerra de Menezes (20)

Solidariedade
SolidariedadeSolidariedade
Solidariedade
 
Rastros de luz 10
Rastros de luz 10Rastros de luz 10
Rastros de luz 10
 
15 apostila [15]..
15 apostila [15]..15 apostila [15]..
15 apostila [15]..
 
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan KardecFluidoterapia, baseada em Allan Kardec
Fluidoterapia, baseada em Allan Kardec
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 15 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 15 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 15 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 15 doc
 
Até que a morte nos separe 4
Até que a morte nos separe 4Até que a morte nos separe 4
Até que a morte nos separe 4
 
Edição n. 38 do CH Noticias - Agosto/2018
Edição n. 38 do CH Noticias - Agosto/2018Edição n. 38 do CH Noticias - Agosto/2018
Edição n. 38 do CH Noticias - Agosto/2018
 
Medicina E Espiritismo
Medicina E EspiritismoMedicina E Espiritismo
Medicina E Espiritismo
 
Saúde e espiritualidade
Saúde e espiritualidadeSaúde e espiritualidade
Saúde e espiritualidade
 
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
 
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
 
A Verdadeira Cura
A Verdadeira CuraA Verdadeira Cura
A Verdadeira Cura
 
O passe e a ciência
O passe e a ciênciaO passe e a ciência
O passe e a ciência
 
Edição n. 21 do CH Noticias - Março/2017
Edição n. 21 do CH Noticias - Março/2017Edição n. 21 do CH Noticias - Março/2017
Edição n. 21 do CH Noticias - Março/2017
 
Medicina da alma
Medicina da almaMedicina da alma
Medicina da alma
 

Mais de Mocidade Espírita União Fraternal

Mais de Mocidade Espírita União Fraternal (20)

Aula m2 2211
Aula m2 2211Aula m2 2211
Aula m2 2211
 
Aula realidade x ilusão
Aula realidade x ilusãoAula realidade x ilusão
Aula realidade x ilusão
 
Aula m2 20121108 - auto-estima
Aula m2   20121108 -  auto-estimaAula m2   20121108 -  auto-estima
Aula m2 20121108 - auto-estima
 
Diferenças
DiferençasDiferenças
Diferenças
 
Inteligência Espiritual
Inteligência EspiritualInteligência Espiritual
Inteligência Espiritual
 
Desencarne
DesencarneDesencarne
Desencarne
 
Aula M1 (14 a 15) - Confiança e traição
Aula M1 (14 a 15) - Confiança e traiçãoAula M1 (14 a 15) - Confiança e traição
Aula M1 (14 a 15) - Confiança e traição
 
Aula M2 - Conhecer reconhecer e envolver
Aula M2 - Conhecer reconhecer e envolverAula M2 - Conhecer reconhecer e envolver
Aula M2 - Conhecer reconhecer e envolver
 
Aula M2 - Sexualidade
Aula M2 - SexualidadeAula M2 - Sexualidade
Aula M2 - Sexualidade
 
Aula M2 - Amor e paixao
Aula M2 - Amor e paixaoAula M2 - Amor e paixao
Aula M2 - Amor e paixao
 
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - AmorAula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
Aula M1 (14 e 15 anos) (26/07/12) - Amor
 
Aula M2 (2O exercício de amar
Aula M2 (2O exercício de amarAula M2 (2O exercício de amar
Aula M2 (2O exercício de amar
 
Aula M1 (16 e 17) (19/07/12) - Caridade
Aula M1 (16 e 17) (19/07/12) - CaridadeAula M1 (16 e 17) (19/07/12) - Caridade
Aula M1 (16 e 17) (19/07/12) - Caridade
 
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - GratidãoAula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
 
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - GratidãoAula M2 (12/07/12) - Gratidão
Aula M2 (12/07/12) - Gratidão
 
Aula M1 (14 a 15) (12/07/12) - Gratidão
Aula M1 (14 a 15) (12/07/12) - GratidãoAula M1 (14 a 15) (12/07/12) - Gratidão
Aula M1 (14 a 15) (12/07/12) - Gratidão
 
Aula M1 - 14 e 15 anos - Setimentos Fé
Aula M1 - 14 e 15 anos - Setimentos FéAula M1 - 14 e 15 anos - Setimentos Fé
Aula M1 - 14 e 15 anos - Setimentos Fé
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Aula m2 20120703 - sentimento fé
Aula m2   20120703 - sentimento féAula m2   20120703 - sentimento fé
Aula m2 20120703 - sentimento fé
 
Aula M1 - 16 a 17 anos - Gratidão
Aula M1 - 16 a 17 anos - GratidãoAula M1 - 16 a 17 anos - Gratidão
Aula M1 - 16 a 17 anos - Gratidão
 

Último

Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Prime Assessoria
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Prime Assessoria
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...apoioacademicoead
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...excellenceeducaciona
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxColmeias
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...excellenceeducaciona
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoMariaJoão Agualuza
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da MulherMary Alvarenga
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...excellenceeducaciona
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...assessoriaff01
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptxAndreia Silva
 

Último (20)

Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
Vários modelos foram propostos para estudar os determinantes sociais e a tram...
 
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
Recentemente, um artigo publicado em uma revista renomada relatou um caso de ...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
Considerando a Teoria da Autodeterminação abordada no livro da disciplina, de...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptxUm círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
Um círculo de Leitura Fada Oriana. Colmeias.pptx
 
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
Explique o modelo de determinação social da saúde proposto por Dahlgren e Whi...
 
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO         _
SANTO AMARO NO LAR VALE FORMOSO _
 
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º anoReprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
Reprodução nos Animais - 2.º ciclo 5.º ano
 
08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher08 de março - Dia Internacional da Mulher
08 de março - Dia Internacional da Mulher
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
MAPA - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 51/2024 (ENGENHARIA DE PRODUÇÃO) 2...
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
01_Apresentacao_25_CIAED_2019_Ambientação_GRAD.pptx
 

Aula M1 (27/01/2012) - Bezerra de Menezes

  • 1. Dr. Bezerra de Menezes O Médico dos Pobres
  • 2. Dr. Bezerra de Menezes - Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcanti. - 29 de Agosto de 1831 – Riacho do Sangue (CE). - Família católica, com influência política. - Antônio Bezerra de Menezes, capitão das antigas milícias e tenente-coronel da Guarda Nacional. - Treze anos, latim, substituição do professor.
  • 3. Dr. Bezerra de Menezes - Abolicionista e ecologista. - Lutou contra preconceitos. - Foi para o Rio de Janeiro e formou-se médico. - Fez da sua profissão um meio de servir ao próximo. - O unificador do espiritismo no Brasil.
  • 4. Dr. Bezerra de Menezes - Bezerra de Menezes: Grande Referência Espírita. [Histórias: Pedir ajuda a Dr. Bezerra]. - Casou-se aos 27 anos. Após 4 anos, sua mulher desencarna, deixando-lhe um filho de 3 anos e outro de 1 ano. - Reforma íntima constante: Procurava a todo instante arrancar de seu interior os maus instintos.
  • 5. Dr. Bezerra de Menezes - Era conhecido com o Médico dos Pobres. - Ele sofria com o sofrimento de seus pacientes. - Fazia mais do que prescrever um receituário. - Era todo amor e bondade, sempre desejando ser útil. [História: O anel de formatura] - Conselhos, ternura, homeopatia, água fluídica e passes. Finalizava pedindo que cada um tivesse às mãos, no lar, o Evangelho Segundo o Espiritismo.
  • 6. Dr. Bezerra de Menezes - O doente deixava o consultório muito melhor, pois deixava lá o seu peso, a sua tristeza, o que oprimia. Melhora emocional e espiritual. “Toda doença é uma mensagem direta dirigida a você, dizendo-lhe que não tem amado quem você é e nem se tratado com carinho, a fim de ser quem você é”. Bárbara Ann Brennan. Mãos de Luz. - As curas aconteciam com Dr. Bezerra. Eram os remédios homeopáticos ou resultado dos fluidos energéticos de amor que ele emanava? [História da mãe que pede socorro a Dr. Bezerra].
  • 7. Dr. Bezerra de Menezes - Recebemos energia vital, da alimentação, da respiração e da irradiação das outras pessoas e para elas imprimimos a energia gerada por nós mesmos. Assim, somos responsáveis por emitir boas ou más energias às outras pessoas. [Desenho] “Assim como o corpo físico pode ingerir alimentos venenosos que lhe intoxicam os tecidos, também o organismo perispiritual absorve elementos que lhe degradam, com reflexos sobre as células materiais”. André Luiz. Nos Domínios da Mediunidade. - O controle das energias através dos pensamentos e dos sentimentos.
  • 8. Dr. Bezerra de Menezes - A doença não é uma causa, é uma conseqüência. Consequência das energias negativas dos organismos espiritual e material. - Bem como a saúde é reflexo da harmonia espiritual. - Causas físicas de doenças: Acidente, excesso de esforço ou exagero alimentar... - Causas de espirituais doenças: Pensamentos, sentimentos, geram a auto-intoxicação fluídica. Criam campo energético propício para doenças. Doenças que afetam todos os órgãos vitais, como coração, fígado, pulmões, estômago, etc. [Desenho]. - Doenças espirituais de reencarnações anteriores. Que se mantêm no perispírito enfermo enquanto não são drenadas.
  • 9. Dr. Bezerra de Menezes “Quanto mais auxiliar os outros, mais amplo auxílio receberá da Vida Mais Alta”. Bezerra de Menezes. - Fé e confiança em Deus. [História Bezerra de Menezes: Faculdade, aluno que nunca mais apareceu]. [História Bezerra de Menezes: Família ganhou mantimentos]. [História: Fé, passos na escada, quem abre a porta?].
  • 10. Dr. Bezerra de Menezes - Todos os trabalhos espirituais relacionados à saúde, cura, estão sob a orientação de Bezerra de Menezes. - Recursos: Palestras, sessões de desobsessão, passes e magnetização de água. - Centro espírita: Encontrar condições para o amadurecimento e equilíbrio espiritual. Como conseqüência: bem-estar e saúde física. - Jamais será recomendado a suspensão do acompanhamento médico.
  • 11. Dr. Bezerra de Menezes Cura Espiritual – Mediunidade de Cura - Existem médiuns que possuem o organismo em condições mais propícias para a doação de fluidos para a manutenção da vitalidade física. - Existem, também, aqueles que curam através da mediunidade de incorporação.
  • 12. Dr. Bezerra de Menezes - Bezerra de Menezes tinha a crença em Deus e a existência da alma. Tinha no início, formação católica. - Um dia, um amigo seu lhe trouxe um exemplar da Bíblia. Leu toda a Bíblia. Mas não conseguia firmar sua crença. Uma força interior o levou a procurar mais. - Um outro amigo, Dr. Joaquim Carlos Travassos, presenteou-o com o Livro dos Espíritos. - Ele nunca havia lido qualquer obra espírita, no entanto, era como já tivesse lido e ouvido tudo. [História: A busca pelo espiritismo].
  • 13. Dr. Bezerra de Menezes - Com 55 anos tornou-se espírita. - Em uma palestra falou sobre o Espiritismo. - Em 1895, com a maioria absoluta dos votos, Bezerra de Menezes foi presidente da FEB. - Durante toda a sua presidência (1895-1900) trabalhou ativamente e jamais esmoreceu na luta a bem da unificação geral, mantendo campanha sistemática em favor do estudo da nossa Doutrina.
  • 14. Dr. Bezerra de Menezes Encerramento Dr. Bezerra de Menezes e o homem desempregado.