A escola

5.736 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.736
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
166
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A escola

  1. 1. Trabalho de FilosofiaA (des) valorização da escola Escola Secundária Abel Salazar S.Mamede, 13 de junho de 2011 Trabalho realizado por: Carina Oliveira Nº7 David Coelho Nº13 Ricardo Santos Nº20 Tatiana Lopes Nº21 Ana Correia Nº28 1 1
  2. 2. Índice:Introdução………………………………………………………………...4A escola…………..……………………………………………………….5A escola de antigamente………………………………………………….6A escola actual……………………………………………………………7Conflitos de valores………………………………………………………8Conclusão………………………………………………………………..14Bibliografia………………………………………………………………15Netgrafia…………………………………………...................................16 2
  3. 3. Introdução: Este trabalho irá abordar a relação que as crianças e os jovens têm com a escola,comparando com a relação que estes possuíam antes da revolução de 25 de Abril.Pretendemos demonstrar que, nos dias de hoje, as crianças e os jovens vêem a escolacom outros olhos, para além disso, podemos verificar que houve também umaevolução de mentalidades, o sistema de educação sofreu alterações bem como aformação dos professores e os métodos de ensino. Para isso, iremos explicar como era a “escola de antigamente” e compará-la com a“escola actual”, para verificarmos as diferenças mais evidentes, pontos em comum evantagens e desvantagens de ambas as “escolas”. Este trabalho vai alertar para a atitude dos alunos perante a escola e os problemasque preocupam os encarregados de educação bem como todos os docentes da escola,isto devido a uma nova vaga de problemas. O nosso grupo escolheu este tema, pois consideramo-lo interessante visto quedevemos valorizar a escola, e considerarmo-nos sortudos uma vez que podemosfrequentá-la, ao contrário de vários países que se encontram em vias dedesenvolvimento, mas queremos alertar para o facto de, hoje em dia, as crianças e osjovens têm vindo a desvalorizar a escola e a figura do professor. 3
  4. 4. 1. A Escola: A escola é uma Instituição, algo que orienta e rege a vida de um indivíduo. Uma escola ou colégio é qualquer estabelecimento ou instituição de educação. Essaideia surgiu da filosofia dos gregos antigos, onde eles se reuniam em praças públicaspara praticar filosofia e trocar ideias. Uma escola é formada por diferentes pessoas, sendo o director aquele que dirige, oprofessor quem ensina e dá as aulas, e o aluno aprende e estuda os ensinamentos doprofessor. Podemos assim concluir que a Escola é uma instituição formada por tudo aquilo queela contém, os alunos, os professores (…) A finalidade da escola é orientar o indivíduo, neste caso prepará-lo para o mercadodo trabalho e definir metas e objectivos para que o mesmo tenha sucesso na sua vida! Constituída por: Alunos Professores 4
  5. 5. 1.1A escola de antigamente Deus, Pátria, Religião e também respeito e rigor - eram estes os valores da escola doantigamente, a escola velhinha dos tempos dos nossos avós e bisavós, o retrato do ensino dosanos 30 e 40. O rigor é a palavra de marca da chamada escola de antigamente, as “chamadas à pedra” eramvulgares bem como as palmatórias.Alguns acontecimentos narrados por alunos frequentadores de uma escola nessa época:“Os castigos também faziam parte do ensino naqueles tempos. O rigor era muito. «Nasala de aula era um silêncio absoluto», lembra-se Edmundo. «Se um aluno escrevessecom a letra muito pequena, se não soubesse a tabuada ou se erra-se a professora batia-lhe com a palmatória nas mãos e às vezes com uma cana na cabeça», conta, por suavez.”“Os ditados eram muitos. As contas e os deveres também. Se tínhamos 90 dias de férias,trazíamos 90 deveres para fazer, conta Edmundo. Também eram obrigados a saber decor os nomes dos rios e dos respectivos afluentes, os nomes das serras e das linhas doscomboios.”“Eram materiais simples: o livro de leitura, o caderno de ditados, o caderno deMatemática para resolvermos as contas e os problemas, um lápis de pau, um lápis depedra e um quadro de ardósia”. Podiam caracterizar um pouco mais… 5
  6. 6. 1.2 A escola actual Cada vez mais, os pais delegam quase integralmente na escola a educação dos filhos, limitandoa sua acção educativa a castigos por maus comportamentos. A forma como grande parte dospais portugueses educam os filhos incentiva nestes a falta de auto-confiança, a falta de iniciativae de responsabilidade. Deve reconhecer-se que o problema actual da educação das crianças e dos jovens é umproblema de toda a sociedade e de cada adulto.Temos toda uma responsabilidade com as gerações futuras. Compete-nos preparar os jovenspara a vida adulta, preparando-lhes um tipo de sociedade onde seja possível viver. Durante muito tempo, a escola foi vista como única fonte de saber, capaz de assegurarprestígio e posição social. Hoje, embora continue a ter um papel importante, ela já não tem o"monopólio" do saber exclusivo, ou seja, actualmente há já muitas outras fontes de informaçãoigualmente credíveis. Nestas novasfontes de informação estãoincluídas as novas tecnologias quesão excelentes meios para aconstrução do conhecimento. A escola já não deve ser encaradacomo um espaço fechado e triste,mas sim como um lugar de prazer ede aprendizagem. Para tal, ocontributo do professor éfundamental. O papel deste não sedeve resumir à transmissão deteorias muitas vezes já em desuso mas em estar aberto à imprevisibilidade e às constantesmutações socioculturais. O papel do professor não poderá limitar-se a uma comunicaçãounilateral entre este e os seus alunos. Este papel terá de ser activo e criativo, para que aeducação decorra numa acção cooperativa e onde haja espaço para a criatividade de alunos eprofessores. Hoje em dia existe novas formas de ensino e as grandes novidades são sem dúvida as novastecnologias, tal como o computador e a Internet. 6
  7. 7. 2.Conflitos de valores: Gostaríamos de explicitar o conflito de valores existente entre osvalores e o respeito adquiridos quer na escola quer em casa dos alunosde “antigamente” e entre os alunos de “hoje em dia”.2.1Valores da Escola Antiga: Os alunos da escola antiga poderiam não admirar a forma rigorosa como eram ensinados,porem eles adquiriam os valores e valorizavam-nos, eles tinham em conta o respeito, a seriedadee a responsabilidade. Para além disso os jovens eram menos superficiais, isto é davam muito mais valor á própriavida, uma vez que era difícil e sabiam desde cedo que era necessário muito trabalho e esforçopara conseguirem triunfar. Além disso eram severamente castigados caso não cumprissem as suas tarefas, mas o quepretendemos esclarecer é que antigamente os jovens tinham que se esforçar muito mais parapoderem ir á escola, não tinham acesso ao ensino como os jovens de hoje em dia.Se fizéssemos uma tabela de valores dos alunos da escola antiga com os seguintes valores:Escola; Trabalho e Diversão, seria semelhante a isto: Logo podemos concluir que para estes alunos os trabalho tinha que vir em primeiro lugar,muitos dos estudantes que frequentavam o ensino primário tinham que trabalhar para sustentaras suas familias, e claro por último lugar tinha que vir a diversão. 7
  8. 8. 2.2. Valores da escola actualmente:Actualmente, verifica-se um maior desrespeito pelos professores, aliado a um espantosodesinteresse escolar, bem como a falta de objectivos/ ambições.Qual será a razão? Existem várias teorias para explicar quem são os culpados por esta nova atitude, muitosadmitem que são os pais de estes jovens, que, sendo pouco autoritários, dão demasiadaliberdade aos seus filhos; outros defendem que os culpados são os professores, porqueadoptaram uma nova forma de ensino, são menos exigentes e severos; outros defendem que osjovens são assim devido às suas próprias personalidades e condutas, algo que já nasce com ojovem, a sua maneira de ser. Mas o facto é que a culpa é de toda a sociedade á nossa volta, incentivam á grandecompetitividade que causa muito desconforto entre os jovens, isso por sua vez vai geraragressividade e ganância. Esta nova geração é assim devido a múltiplos factores, cada vez mais se esforçam menos paraobter bons resultados escolares contentando-se com resultados razoáveis, não têm qualquersentido de responsabilidade e não têm respeito para com os docentes nem para com os seusencarregados de educação. Se fizéssemos uma tabela de valores com os seguintes valores: Escola; Trabalho; Diversão;seria assim:Podemos assim concluir que os jovens poriam o trabalho em último lugar, uma vez que elespreferem se divertir e por isso é que grande parte dos jovens não sabe que a vida é dura. 8
  9. 9. A escola fica em segundo lugar, o que é uma grande preocupação e é verdade que se temverificado um grande desinteresse por parte dos jovens na educação. Dizem que a solução para muitos dos problemas do nosso país é a educação mas é um factoreconhecido que a educação tem vindo a ser desvalorizada pelos nossos jovens, mas não podemacusar os novos métodos de ensino de serem desinteressantes, visto que a utilização de novastecnologias procura com que as aulas sejam mais chamativas e que apelem á atenção dos alunos,mas este problema é talvez devido á desvalorização da educação, uma vez, que tem fácil acessoe não se impõem regras mais severas aos alunos incumpridores e que têm um maucomportamento, há um comportamento cada vez mais comum nos nossos jovens que é o de“Deixa andar”, isto é deixa lá chega para passar!3. Problemas que esta nova tabela de valores está a causar nanossa sociedade São muitos os problemas que esta tabela de valores está a causar, esta desvalorização da escolaestá a causar nos jovens dos nossos dias um grande impacto, há casos de violência extrema,gravidez na adolescência, jovens toxicodependentes ou que têm problemas com álcool. A escola serve para guiar e orientar os jovens, mas se eles não a frequentam, ou a frequentamapenas para passar o tempo ou para se vangloriarem, nunca desfrutarão dessa mesma orientação. A instituição escolar serve para disciplinar os jovens, criar rotinas e hábitos de trabalho, paraum dia mais tarde poderem ser alguém com sucesso na vida, com uma carreira brilhante, paraserem jovens instruídos e cultos, para não serem uns imbecis! Estes jovens são necessários para a construção de uma nova geração, uma geração mais culta einteligentes, não queremos regredir no tempo!Conclui-se que é um facto que esta nova tabela de valores está a pôr em causa valores muitoimportantes, como o respeito e a educação, bem como a necessidade de trabalhar para alcançaros nossos objectivos, é necessário sempre ter objectivos na vida, é que falta nestes jovens,espírito inovador e trabalho árduo, e para isso é necessário a orientação da escola e de toda asociedade! 9
  10. 10. 4. Vantagens e Desvantagens de Ambas as Escolas Escola Antiga: A verdade é que ambas as escolas têm vantagens e desvantagens, não podemos apenas olharpara uma das faces, temos que ver também a contra face. A escola antiga apesar de ser mais rigorosa e os professores serem mais severos, tinha porvezes métodos demasiado agressivos, para além disso o ensino não era acessível para toda asociedade, apenas os que tinham mais posses conseguiam ser pessoas instruídas e a educaçãonunca deve ser negada a ninguém! Uma das vantagens é que os alunos tinham uma educação mais rica, isto é sabiam variadascoisas com mais pormenor, algo que não acontece nos nossos dias e aprendiam também avalorizar o respeito pelos outros, que sem trabalho e esforço nada se alcança bem como todas asoutras regras morais.Escola Actual: A escola dos nossos dias, também tem vantagens e desvantagens, uma das suas desvantagensé a falta de rigor e de autoridade daí tantos actos de agressividade e de desrespeito até para comos docentes da escola. Deveriam de aplicar severos castigos aos alunos que não demonstrassem respeito para com osoutros, alunos que não demonstrassem qualquer esforço para conseguirem ser melhores ouainda aqueles alunos que têm um comportamento desadequado no estabelecimento de ensino. 10
  11. 11. Esta falta de rigor faz ainda com que o aproveitamento escolar não seja o espectável pelo factode haver um profundo desinteresse pela parte da maioria dos jovens. Ainda assim esta escola apresenta vantagens, uma delas é que hoje em dia todos os jovens têmum acesso facilitado aos estabelecimentos de ensino e têm também mais apoios por parte doEstado, e para além disso os professores dispõem de métodos mais interessantes e que cativam aatenção dos alunos.5. Solução para a Desvalorização da Escola A solução para este problema passa pela responsabilização de toda a sociedade e parachamar a atenção da Escola para ter um papel mais activo na vida dos jovens, estesjovens são, por vezes, jovens carentes e que precisam de atenção! A solução passa ainda pela intervenção do Estado, para criar formas de apoio aosjovens, para poder incentivá-los a serem pessoas melhores, pessoas com valoresintrínsecos, pessoas com objectivos na vida, que têm vontade de bater novos recordes,de criar novas coisas para conseguirem ser reconhecidos. A desvalorização da escola terá fim quando os jovens se perceberem que realmentepodem ser alguém se conseguirem bons resultados, para isso é necessária a colaboraçãode todos. 11
  12. 12. Com a ajuda de toda a sociedade a gravidez na adolescência irá diminuir, isto sepassarem mais informação nas escolas, os problemas com o tabaco e drogas terão umfim, visto que os jovens serão mais apoiados e sentir-se-ão mais seguros de si próprios,e os casos de violência nas escolas, porque os jovens serão menos competitivos eestarão mais estáveis emocionalmente! Acabando assim por os jovens de envolverem mais e se esforçarem por obterresultados fantásticos e começarem novamente a valorizar o papel da escola nas suasvidas! 12
  13. 13. Conclusão:Com este trabalho podemos concluir que grande parte dos jovens desvaloriza imenso aescola, primeiro porque toma tudo por garantido, visto que tem um acesso fácil aosestabelecimentos de ensino, depois, porque têm uma grande liberdade para poderemfazer aquilo que querem, visto que os professores têm uma postura menos autoritárioassim como os encarregados de educação, e depois porque este jovens não têmquaisquer objectivos nas suas vidas. De facto muitos nem reconhecem a sorte de poderem ir á escola em vez de terem detrabalhar como antigamente o faziam, aliás antigamente muitas pessoas iam á escola eainda iam trabalha para poderem ajudar a sua família. Hoje em dia isso já não acontece,os jovens têm a possibilidade de estudar e ainda receber um pouco de apoio por parte doEstado, mas não demonstram qualquer interesse em ser pessoas intuídas ou muitomenos pessoas com valores morais, visto que na escola não se limitam a adquirirconhecimentos, mas também a ser pessoas mais civilizadas e que saibam estar nasociedade. Chegamos também a uma conclusão de que a escola de antigamente também não eraextremamente vantajosa, mas ainda assim incutia mais valores morais nos jovens. Concluímos também que os jovens dos dias de hoje têm uma pirâmide de valoresdiferente das dos jovens de antigamente, muito se deve á nova mentalidade e á épocaem que vivemos e claro á nossa sociedade, que está sem qualquer rumo e tem váriosproblemas, muitos deles relacionados com os jovens, como a gravidez na adolescência,as drogas e o tabaco e o desinteresse escolar, e este são problemas que podem serresolvidos com a ajuda escola!Desta forma podemos afirmar que a solução passa pela capacidade da escola conseguirenvolver os alunos e fazer-lhes crer que a Escola tem um papel fundamental nas suasvidas! 13
  14. 14. Bibliografia:TAVARES, Rodrigues, Filosofia 10. Porto: Porto editora, 2010.Netgrafia: 14
  15. 15.  Google; www.artigos.com/.../a...valores...escola.../artigo; Wikipédia; Infopédia; www.eb1-cidai.rcts.pt/caracterizacao.htm. 15
  16. 16. 16

×