Metalização de sandálias e itens decorativos dos
calçados. Sabia que estávamos lá?
C
om uma linha de produtos
diversificad...
www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015
A maior da América Latina,
juntando qualidade e tradição.
O modelo RM 015 f...
Fonte: Internet Database www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015
Participamos de tudo, mesmo!
N
ós sabemos que o pr...
www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015
H
á pouco mais de um ano
publicamos na edição 218 do
nosso News uma pitada ...
NEWS 225: PÉ no Plástico, verão, Magneti Marelli, Beneficência Portuguesa, Laticinios Suaçuí e Grendene
NEWS 225: PÉ no Plástico, verão, Magneti Marelli, Beneficência Portuguesa, Laticinios Suaçuí e Grendene
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

NEWS 225: PÉ no Plástico, verão, Magneti Marelli, Beneficência Portuguesa, Laticinios Suaçuí e Grendene

551 visualizações

Publicada em

Saiba tudo sobre os projetos mais recentes da REFRISAT.
Tem projeto para Grendene, para a Magneti Marelli (mais uma vez!), para a Beneficencia Portuguesa e até para a Laticinios Suaçui

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
551
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
358
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

NEWS 225: PÉ no Plástico, verão, Magneti Marelli, Beneficência Portuguesa, Laticinios Suaçuí e Grendene

  1. 1. Metalização de sandálias e itens decorativos dos calçados. Sabia que estávamos lá? C om uma linha de produtos diversificada e com diversas marcas em seu portfólio, você provavelmente já colocou Grendene no pé da sua família toda! Das marcas Cartago, Ipanema e Grendha especial como a da Ivete Sangalo, a marca calça os pés da criançada com linhas especiais do Homem-Aranha, Barbie, Monster High, Angry Birds, Disney e diversas outras. Mas de onde vem a Grendene? Foi em 1971 que o acionista majoritário Alexandre Grendene Bartelle fundou em Farroupilha a gigante dos calçados! A empresa começou pequena na confecção de embalagens plásticas para garrafões de vinho, e depois se tornou a pioneira na utilização de nylon como matéria-prima para a fabricação de solados e saltos para calçados. Em 79 e 86 se consolidou com o lançamento da Melissa e da Rider, e depois disso expandiu seus negócios com fabricas em regiões estratégicas no nordeste do país. E quem não lembra ou não compra uma Melissa pelo prazer de sentir o cheirinho de chiclete? E qual foi o homem que não passou pelos anos 90 com um Rider no pé nas férias de verão? Participar do processo de produção dos calçados da Grendene é mais um motivo de orgulho da REFRISAT, que além de qualidade e liderança, ainda conta com clientes poderosos e que valorizam nossos esforços na criação de um produto de qualidade e que atenda processos específicos. Recentemente, a empresa procurou a REFRISAT para atender um novo equipamento de metalização adquirido. Sabe aquelas fivelinhas metálicas que você vê em seus chinelos e sandálias? Pois é, lá tem um pouquinho de REFRISAT também! No modelo da SAT 45 necessária para o processo em questão, algumas personalizações foram feitas. A instalação de um kit de by pass externo com válvula Globo que permitia que a pressão da água ficasse em 4.0 bar foi uma dessas personalizações. O aumento da pressão de água gelada era necessário para vencer as singularidades da tubulação e a perda da carga metalizadora, tudo isso garantindo qualidade no processo. Verão, praia, chinelos e sandálias, e pros mais espalhafatosos, vale pular Carnaval atrasado com muito adereço metalizado da Grendene! www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015 Fonte: Weg Grendene-Melissa Fonte: Grendene
  2. 2. www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015 A maior da América Latina, juntando qualidade e tradição. O modelo RM 015 foi fornecido, no entanto produzido com um controlador da nossa linha Technology. Ou seja, controle do equipamento para necessidades mais simples, tudo isso sempre personalizado e requisitado pelo cliente. Por possuirmos duplo circuito de refrigeração, temos também um controle de gradiente de temperatura durante a aquisição dos exames, o que auxilia bastante nos processos de nossos clientes. As necessidades foram supridas e mais uma vez, com um projeto especial e de tecnologia rebuscada, com conceitos de comando simples e inteligentes a REFRISAT se infiltrou no setor médico hospitalar. Sendo a marca mais conhecida do setor para equipamentos de resfriamento e colecionando clientes importantes e comprometidos, a REFRISAT mais uma vez se consolida no setor e auxilia na recuperação e diagnóstico dos que mais precisam. Fonte: Divulgação V ocê com certeza já ouviu o nome deste hospital tradicional de São Paulo. Pois bem, são mais de 155 anos e a Beneficência Portuguesa é a maior instituição hospitalar privada da América Latina. Como se não bastasse, em 2013 a instituição criou o Centro Oncológico Antônio Ermírio de Morais, já um dos maiores e mais completos núcleos para o tratamento de câncer no país. Contando com O Hospital São Joaquim, o Hospital São José e o Hospital Santo Antônio, o grupo investe para continuar forte e para melhorar seus mais de 1,5 milhões de atendimentos/ano. Sendo assim, após o investimento em novas máquinas de tomografia computadorizada com emissão de pósitrons (PET-CT), o próximo passo foi procurar a REFRISAT. Para o funcionamento dos painéis de operação e captação de imagens, assim como outros equipamentos, existe a necessidade de refrigeração, e aí que a gente entra! Além de darmos uma mãozinha nos processos de ressonância magnética e tomografia, o PET- CT é outro consumidor das nossas Unidades de Água Gelada RM. Fonte: Beneficencia Portuguesa TradiçãoQualidade
  3. 3. Fonte: Internet Database www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015 Participamos de tudo, mesmo! N ós sabemos que o processo de “fabricação” do leite é quase que um dos mais “naturebas” da indústria alimentícia, mas o trabalho é grande, e o cuidado nunca é pouco! Ao sair do produtor a temperatura de pré-resfriamento é de aprox. 10°C, tudo isso para evitar a proliferação de bactérias. Na expedição do leite pasteurizado a temperatura não passa dos 4°C e tudo isso deve ser feito em transporte com carroceria dotada de unidades frigorificas que garantam que ao chegarem aos pontos de venda a temperatura não excede os 7°C. Nessabuscapelaprecisãodetemperaturas a Laticínio Suaçuí Prime procurou a REFRISAT. O processo consiste em resfriar o leite de 10°C (temperatura inicial) para 4°C (temperatura desejada) pela passagem de água e propilenoglicol. Sendo assim, em busca de temperaturas especificas e com um projeto especial, a SAT 210 AR foi a solução definida por meio de cálculos que envolviam o volume de leite a ser resfriado, e o tempo ideal de acordo com as exigências dos nossos clientes. Aotodo,a empresa contoucomamãozinha da REFRISAT no fornecimento de uma SAT, um Trocador de Calor a placas Gaxetado e um Controlador de Fluxo, tudo isso funcionando em conjunto para um melhor resultado. Com um histórico muito respeitado no setoralimentício,maisumavezaREFRISATse destacou em um processo da área, contando com experiência, clientes importantes no setor e com uma equipe disponível para sanar duvidas técnicas e comerciais. Mais um motivo para você se lembrar da REFRISAT! Engenharia de ponta, projetos específicos e envolvimento com o processo de nossos clientes. Quaisquer processos de resfriamento de fluídos, inclusive alimentícios. Do leite ao ketchup, tálá tem REFRISAT. Fonte: Internet Database
  4. 4. www.refrisat.com.br - Ed. 225 - Jan/Fev - 2015 H á pouco mais de um ano publicamos na edição 218 do nosso News uma pitada do nosso trabalho técnico na Magneti Marelli, que nos solicitou uma revisão geral em alguns equipamentos antigos que estavam em sua oficina móvel. Clientes frequentes, a Magneti Marelli nos procurou agora para o processo de resfriamento do amortecedor em testes de durabilidade. No teste de durabilidade são feitos alguns canais no amortecedor nos quais a água controlada deve passar, em busca de uma temperatura constante para acompanhamento das variações da peça. Em condições normais de funcionamento, o amortecedor instalado no carro sofre com a refrigeração somente pela passagem do ar. Durante o teste, portanto, existe a simulação de situações de extremo e mínimo para confirmar a durabilidade da peça. Para o caso em questão, um resfriador de 20 TR foi fornecido com bomba de processo especial com vazão e pressão especificadas pelo cliente, atendendo assim os pré requisitos necessários para a conclusão dos testes. Demaneirainteligenteecomeficiência, os testes de durabilidade são feitos e vão para os carros que encontramos todos os dias nesse transito que ocupa as grandes cidades. Mais uma Magnetti Marelli, mais uma REFRISAT. Magneti Marelli, mais uma vez! Fonte imagens: Magneti Marelli Marelli Magneti

×