Redes Locais
Atividade Prática Redes Locais – Packet Tracer
Edenilton Michael de Jesus

Criando uma rede WLAN e configuran...
Passo 2

Deve-se Desligar o computador para trocar a placa ethernet pela wireless para que
possa ser utilizada a rede sem ...
Agora Entramos na configuração do roteador 192.168.0.1 com os seguintes parâmetros:
1 – O SSID ou nome da rede, identifica...
Passo 5

Após todos esse procedimentos podemos observar cada nó conectado na rede.

Passo 6

Testando a conectividade dos ...
Criando uma infraestrutura de rede configurando o
servidor DNS e HTTP.

Passo 1

Temos os equipamentos necessários para a ...
Passo 2

Configurando o ip do servidor. Seu ip é 192.168.0.1.Máscara de sub-rede classe C.
Estamos na Aba de DHCP do servidor. Como estamos trabalhando estaticamente, deve
ser marcada a opção off em Service, no ca...
Passo 4

Habilitar a opção HTTP e HTTPS no servidor.
Passo 5






Configuração do DNS:
Primeiramente deve-se habilitar a opção on em DNS Service
Em name colocamos o nome ...
Entramos aqui na configuração de cada cliente, observa-se a opção static marcada.
Caso a opção DHCP estivesse marcada o cl...
Passo 7

Testando o ping no servidor e com sucesso!
Passo 8

Acessando o servidor pelo browser do cliente. Sucesso na operação!
Solicitação Do cliente para saber qual é o ip
daquele nome enviado.

Resposta do servidor com o respectivo IP
solicitado
Agora que o cliente sabe qual ip consta naquele nome ele faz mais uma requisição agora com o ip
e recebe a resposta do ser...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer

26.249 visualizações

Publicada em

Criando e Configurando uma simples rede Wireless e SERVIDOR DNS E HTTP no Cisco Packet Tracer

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
27 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
26.249
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
119
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
27
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criando rede WLAN e SERVIDOR DNS E HTTP no Packet Tracer

  1. 1. Redes Locais Atividade Prática Redes Locais – Packet Tracer Edenilton Michael de Jesus Criando uma rede WLAN e configurando o roteador Passo 1 Primeiramente Colocamos os equipamentos em posição. No caso temos um roteador, um computador desktop, um notebook e um tablet.
  2. 2. Passo 2 Deve-se Desligar o computador para trocar a placa ethernet pela wireless para que possa ser utilizada a rede sem fio,Observando que primeiramente se desliga o equipamento para depois realizar a troca. Procedimento se repete para o notebook, porém não é necessário para o tablet. Botão Desligar – Necessário desligá-lo na hora de trocar as placas de rede Placa de rede Ethernet Placa de rede Wireless
  3. 3. Agora Entramos na configuração do roteador 192.168.0.1 com os seguintes parâmetros: 1 – O SSID ou nome da rede, identificador Passo 3 2 – O Tipo de segurança utilizada 3 – A palavra chave ou senha para se conectar à rede 4 – Tipo de criptografia utilizada 1 2 3 4 Configuração de cada estação, a tela abaixo é do computador. Observe os parâmetros SSID , WPA2-PSK e PassPhrase, iguais aos parâmetros do roteador. Nota-se também Passo 4 em IP configuration a configuração estática do ip, no caso 192.168.0.2 com máscara de sub-rede classe C. Isso se aplica aos demais dispositivos na rede variando o final do ip, no caso 192.168.0.3 e 192.168.0.4.
  4. 4. Passo 5 Após todos esse procedimentos podemos observar cada nó conectado na rede. Passo 6 Testando a conectividade dos nós podemos observar o sucesso na entrega dos pacotes de cada origem para cada destino fazendo todos os testes de envio de mensagem.
  5. 5. Criando uma infraestrutura de rede configurando o servidor DNS e HTTP. Passo 1 Temos os equipamentos necessários para a tarefa. Um servidor, um hub e três computadores.
  6. 6. Passo 2 Configurando o ip do servidor. Seu ip é 192.168.0.1.Máscara de sub-rede classe C.
  7. 7. Estamos na Aba de DHCP do servidor. Como estamos trabalhando estaticamente, deve ser marcada a opção off em Service, no caso desabilitando a utilização de DHCP. Se fosse utilizado o serviço, deveríamos marcar a opção on e atentar aos seguintes detalhes: Passo 3  DNS Server é o ip o servidor  Start Ip Adress é o ip de início.  Maximum number of Users: número máximo de usuários que podem se conectar
  8. 8. Passo 4 Habilitar a opção HTTP e HTTPS no servidor.
  9. 9. Passo 5     Configuração do DNS: Primeiramente deve-se habilitar a opção on em DNS Service Em name colocamos o nome do servidor Em Adress colocamos o endereço ip, no caso o endereço do servidor E após tais procedimentos clicamos em add
  10. 10. Entramos aqui na configuração de cada cliente, observa-se a opção static marcada. Caso a opção DHCP estivesse marcada o cliente iria obter os parâmetros automaticamente, para isso a opção DHCP também deveria estar habilitada no servidor. Então vamos aos passos de configuração estática:  IP ADRESS: endereço do cliente Passo 6  SUBNET MASK: máscara de sub-rede  DNS SERVER: o servidor DNS, no caso o que já configuramos. E isso se aplica aos demais clientes na rede.
  11. 11. Passo 7 Testando o ping no servidor e com sucesso!
  12. 12. Passo 8 Acessando o servidor pelo browser do cliente. Sucesso na operação!
  13. 13. Solicitação Do cliente para saber qual é o ip daquele nome enviado. Resposta do servidor com o respectivo IP solicitado
  14. 14. Agora que o cliente sabe qual ip consta naquele nome ele faz mais uma requisição agora com o ip e recebe a resposta do servidor, no caso após isso a página é carregada!

×