O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Energia das Ondas André Paulino 12ºF Data de apresentação: 1.Março.2010
Ideias gerais <ul><li>As ondas como recurso renovável; </li></ul><ul><li>Alguns países Europeus começam agora a explora-lo...
Porquê? <ul><li>Mudança é necessária e fundamental. </li></ul><ul><li>A escassez das energias fósseis obriga à substituiçã...
História da utilização da água <ul><li>Começou com a Nora, datando o primeiro registo do séc. I a.C. </li></ul><ul><li>Apó...
Monjolo
História da utilização da água <ul><li>O intenso progresso da conversão da energia das ondas deu-se em 1973, quando divers...
Barragem – outra forma de aproveitar o recurso água
União Europeia como impulsionadora <ul><li>Ficou claro desde o início que a extracção desta energia é uma tarefa difícil e...
ZONAS DO GLOBO ONDE É MELHOR A EXPLORAÇÃO DA ENERGIA DAS ONDAS
Estruturas Shoreline <ul><li>Fixas perto da costa, têm uma maior facilidade de instalação e manutenção.  </li></ul><ul><li...
ESTRUTURA SHORELINE
Estruturas Offshore <ul><li>Explora as ondas com maior potência, em águas profundas.  </li></ul><ul><li>Exemplos: </li></u...
 
Estrutura Offshore <ul><li>Tipo Pelamis – utilizado no Parque de Ondas da Aguçadora </li></ul>
Quadro-Resumo  
COMO VAI FICAR PORTUGAL?
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Energia Das Ondas Final Apresentaçao

5.845 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Energia Das Ondas Final Apresentaçao

  1. 1. Energia das Ondas André Paulino 12ºF Data de apresentação: 1.Março.2010
  2. 2. Ideias gerais <ul><li>As ondas como recurso renovável; </li></ul><ul><li>Alguns países Europeus começam agora a explora-lo, com progressos na sua investigação e desenvolvimento. </li></ul><ul><li>Muitas destes projectos só saem do papel através de apoios fundamentais, nacionais ou comunitários, que criam estímulos para o progresso desta energia. </li></ul>
  3. 3. Porquê? <ul><li>Mudança é necessária e fundamental. </li></ul><ul><li>A escassez das energias fósseis obriga à substituição pelas energias renováveis. </li></ul><ul><li>Tecnologia é relativamente nova e ainda não é economicamente competitiva com outras tecnologias mais maduras como o caso da energia eólica </li></ul>
  4. 4. História da utilização da água <ul><li>Começou com a Nora, datando o primeiro registo do séc. I a.C. </li></ul><ul><li>Após o séc. X, as referências são muito maiores, sendo relatado que “... o registo do Domesday Book mostra que, para 3000 comunidades, havia no país 5.624 moinhos d’água”. </li></ul><ul><li>Engenhos como este foram importantes na Revolução Industrial, segundo vários autores. </li></ul><ul><li>Um outro dispositivo primitivo e bem distinto foi o monjolo.  </li></ul>
  5. 5. Monjolo
  6. 6. História da utilização da água <ul><li>O intenso progresso da conversão da energia das ondas deu-se em 1973, quando diversos países optaram por este recurso. </li></ul><ul><li>Importantes programas de investigação com apoio estatal e privado começaram a surgir, principalmente na Irlanda, Noruega, Portugal, Suécia e no Reino Unido, desenvolvendo tecnologias de conversão industrial da energia das ondas a médio e longo prazo. </li></ul>
  7. 7. Barragem – outra forma de aproveitar o recurso água
  8. 8. União Europeia como impulsionadora <ul><li>Ficou claro desde o início que a extracção desta energia é uma tarefa difícil e as diversas experiências realizadas assim o têm demonstrado. </li></ul><ul><li>A Comissão Europeia tornou-se numa entidade importante com o objectivo de ajudar o desenvolvimento de tecnologias, financiando projectos, tentando proporcionar a estimulação da actividade. </li></ul>
  9. 9. ZONAS DO GLOBO ONDE É MELHOR A EXPLORAÇÃO DA ENERGIA DAS ONDAS
  10. 10. Estruturas Shoreline <ul><li>Fixas perto da costa, têm uma maior facilidade de instalação e manutenção. </li></ul><ul><li>Não requerem grandes “extras” </li></ul><ul><li>Uma das estruturas shoreline mais conhecidas é o OWC (oscillating water column - coluna de água oscilante). </li></ul>
  11. 11. ESTRUTURA SHORELINE
  12. 12. Estruturas Offshore <ul><li>Explora as ondas com maior potência, em águas profundas. </li></ul><ul><li>Exemplos: </li></ul><ul><ul><li>Archimedes Wave Swing - criada pela empresa holandesa Teamwork Technology BV, esta estrutura é submersa e funciona devido a variações de pressão hidrostática provocada pela passagem das ondas. Potência de 2 MW. </li></ul></ul>
  13. 14. Estrutura Offshore <ul><li>Tipo Pelamis – utilizado no Parque de Ondas da Aguçadora </li></ul>
  14. 15. Quadro-Resumo  
  15. 16. COMO VAI FICAR PORTUGAL?

×