SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
Budismo




Romanos 1:25
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honram e serviram mais a criatura do
que o Criado, o qual é bendito eternamente. Amem.


I – Introdução
Budismo – Fundado por Sirdata Gautama, mais conhecido pelo nome de Buda, que
adotou mais tarde. Viveu no século XI, a.C.
Os paises que está manifesto em maior proporção - Ceilão, Tibete, China, Mongólia e
Japão.
       Religião oriunda do Bramanismo (diz deus único/mas obedecem a outros),
fundada por Sirdata Gautama, representado por uma reação antiga contra a religião
bramâmica.
       A importância do budismo reside não apenas pelo fato de está fortemente
enraizado na cultura dos povos orientais e de constituir, assim, a base da vida moral
dentro de uma filosofia. Não precisando da Doutrina de Deus como um fundamento
primordial. Desta forma os seus seguidores se justificam na sua própria paz interior, não
precisando da Bíblia, e nem tão pouco de qualquer recomendação deixada por Jesus
Cristo ou os seus apóstolos.
       De certa forma eles imitam o cristianismo para confundir a mente da
humanidade, apresentando as seguintes características.
    • Negam a existência de deuses (Endeusam o Buda)
    • Condenam a divisão da sociedade (vivem em Casta*), mas os seus seguidores
        descriminam aqueles que não os segue.
    • Pregam uma resignação, a meditação, o amor ao próximo, o respeito às leis, a
        tolerância (esse princípios foram recomendados por Deus muitos anos antes de
        Buda existir.
    • Condenam a ignorância, fonte de todas as desgraças e sofrimentos ( Romanos
        6:23 – Porque o salário do pecado é a morte. Mas o Dom gratuito de Deus é a
        vida eterna em Cristo Jesus).
            o Obs. – Casta * s. f /1. Classe social distintamente separada das outras por
                diferença de riquezas, posição social / 2. Qualidade, natureza, gênero.

         Buda, o fundador do budismo, era filho de um Rajá do Reino de Sequias; aos
vinte e nove anos renunciou à vida de prazeres, poder e riquezas e tornou-se um monge.
Ensinou que o homem é Nirvana (literalmente “soprar” ou “resfriamento” das chamas
da existência; termo usado no budismo para indicar a libertação final do ciclo do
nascimento, renascimento, por meio da extinção, que eles consideram ser suprema
felicidade).

Epistola aos Hebreus 9:27
E, como ao homem está ordenado morrer uma vez, vindo depois disto o juízo.

Salmo 8:4
Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o
visites?
        Buda morreu em 554 a.C, e uma doutrina foi redigida por seus discípulos
ASOKA, ume dos seus mais importantes soberano na Índia, que reinou de 274 a 232
a.C. Empenhado em unificar toda Índia sob o seu domínio; converteu-se ao Budismo,
reiniciou a guerra e tornou-se grande propagador da nova religião. Suas mensagens de
amor e paz expandiram-se por toda Índia.

Conceito Bíblico
Êxodo 20:03
Não terás outros deuses diante de Mim.

Mateus 22:37
E disse Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e
de todo o teu pensamento.


        Toda e adoração oferecida a imagens de escultura ou a deuses pagãos é um
pecado mortal. Lamentavelmente, ainda existem milhares de pessoas que buscam
subterfúgios em crenças hereges, que são um entrave para o crescimento material e
espiritual das mesmas.
        Podemos encontrar muitos que alienadamente trazem um vinculo de maldição
que foi impostas pelos seus pais, continuando um ciclo de condenação que consome
gerações futuras. Vejamos algumas crendices que estão expostas na atualidade.
    1. Pirâmides decorativas nas estantes
    2. Cristais para desmagnetizar o corpo do homem
    3. Imagem de Buda para dar sorte
    4. Imagem de elefante com a pata em cima de uma moeda para resolver as finanças
    5. Fitas decorativas de determinado padroeiro no braço, para receber uma benção.
    6. Mapa astral
    7. Ciclo de vidas passadas
    8. Búzio
    9. Carta de tarô
    10. Cartomancia
    11. Necromantes
    12. Missa por determinado evento

        Enfim, se fossemos enumerar, certamente usaríamos todas as paginas na
   internet, com crendices que ferem a Santidade de Deus.
       Chamo a sua atenção para lembrar que o Senhor só deixou uma Aliança que foi
   selada através do Sangue precioso de Jesus Cristo. Lembrando que Deus não leva
   ninguém à força para o céu. Mas, o diabo leva o pecador com toda violência para a
   condenação eterna.
A Bíblia é imperativa quando se refere às ações que levam o homem para a
destruição, não deixando que ninguém se perca sem antes saiba o que cada um vai
passas na eternidade. Vejamos alguns versículos que tratam do assunto.

I Timoteo 1:3-4
    03 – Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasse em Éfeso, para
    advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina.
    04 – Nem se dêem a fabulas ou genealogias intermináveis, que mais produzem
    questões do que edificações de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora.

I Timoteo 4:7
Mas rejeitas as fábulas profanas e velhas, e exercita-se a ti mesmo em piedade.

II Timoteo 4:3-4
03 – Porque virá o tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas tendo comichões nos
ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;
04 – E desviarão os ouvidos da Verdade voltando às fabulas.

       Paulo foi enfático quando advertiu contra as doutrinas heréticas, especialmente o
Budismo, que a Bíblia contextualiza contra quem segue e obedece a tais ensinamentos.
Normalmente o homem natural deixa de acreditar na Verdade de Deus, para crê em
todas as mentiras do diabo.
       Existe um adágio popular que diz: “Não crê na Verdade de Deus, para acreditar
em mil mentiras do diabo”.

       No Antigo Testamento, o Senhor profetizou que acabaria o mundo com água;
ninguém acreditou. Mas, um dia aconteceu. Na atualidade, o Espírito Santo, através da
sua Igreja na terra, vive pregando que Jesus está voltando, e o povão continua
desacreditando. Entretanto, a ciência e os demais campos tecnológicos estão prevendo
que o universo passará pelo um grande evento.
       Enquanto isso os que não receberam a Jesus Cristo, preferem ficar brincando de:
   1. Yoga
   2. Zen budismo
   3. Holística
   4. Acumptura
   5. Meditação transcendental

      Novamente o apostolo Paulo escrevendo para Tito, advertiu contra todos os que
se apegam as praticas do paganismo, sem fala em uma religião tradicional responsável
pela degradação moral e espiritual de uma grande parte das pessoas na face da terra.

Tito 1:14
Não dando ouvidos as fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se
desviam da verdade.

       O apostolo Pedro endossa com grande autoridade pelo Espírito Santo:

II Pedro 1:16
Porque não fazemos saber a virtude e a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo
as fabulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade.
Transcrevo o que foi citado por muitos pregadores:

   a)   Buda morreu e está na sepultura
   b)   Confúcio morreu e continua no seio da terra
   c)   Gandi morreu e ainda permanecer no chão.
   d)   Mas, JESUS CRISTO, morreu e ressuscitou ao terceiro dia para nos outorgar a
        vitória eterna diante do Pai Celestial. Isso é real, e não uma fábula como nas
        religiões profanas. Esse fato mudou a história de toda humanidade que estava
        esperando a condenação eterna. Hoje, os seguidores de Cristo podem cantar o
        hino da vitória.

        Mas em contra partida, para os que são rebeldes ao Evangelho, e seguidores das
fábulas orientais; diante de Deus não existe coitado, nem perdoe, porque uma grande
oportunidade é outorgada durante a vida. E quando se parte para prestação de contas
diante do Senhor, o único advogado que nos defende é Jesus Cristo o justo.

Romanos 2:11-12
11 – Porque, para com Deus não há acepção de pessoas.
12 – Porque todos os que pecaram sem lei, sem lei perecerão; e todos os que sob a lei
pecaram, pela lei serão julgados.

      Em poucas palavras a Bíblia diz o seguinte: “Todos os que pecaram sem
conhecimento da Palavra, sem conhecimento Dela serão julgados; e aqueles que
pecaram tendo conhecimento, Neles serão julgados”.

Ponderando as Imagens
       O homem é um ser estritamente religioso, que de uma forma geral quer está
ligado a alguma coisa. Uma vez quando perdeu o elo com Deus no Éden, através de
Adão, procurou ligar-se novamente. Conquanto, que não houve mais essa
responsabilidade física de Deus para com a raça humana.
       De imediato o homem passou a fazer imagens de esculturas para expressar a
presença Divina. Mas, infelizmente ao invés de agradar ao Senhor, suscitou a sua ira.

Êxodo 20:4
Não farás para ti imagens de escultura, nem alguma semelhança que há em cima nos
céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra.

       Notoriamente, Deus não aceita esse tipo de ritual uma vez que o homem é
inclinado a colocar objetos banais no lugar Dele. Toda ação espiritual deve ser
entendida a luz da Bíblia e nunca com as filosofias de mortais que pecaram diariamente.
       No Novo Testamento encontramos um caso clássico para o que estamos lendo
agora. Foi quando o apostolo Tomé não estava no momento da primeira aparição aos
seu seguidores; de forma que não acreditou.
       Jesus por sua vez aparece novamente na hora que Tomé estava reunido com o
Ministério, e fala:

João 20:26-27
26 – E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé.
Chegou Jesus, estando às postas fechadas, e apresentando-se no meio, e disse: Paz seja
convosco.
27 – Depois disse a Tomé: Pões aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua
mão, e mete-a no meu lado; e não seja incrédulo, mas crente.

       Jesus Cristo, além de dar uma lição sobre o seu poder, também nos chamou a
atenção para o Adjetivo – Crente, (Seja crente). Notoriamente, Ele nunca mandou
alguém ser:
    1. Budista
    2. Espírita
    3. Católico
    4. Ateu

E sim, Crente.

        Outro episódio foi à alusão: Bem aventurado aqueles que não viram e creram.
Mostrando, que são felizes os que não precisam ver ou tocar qualquer imagem para
sentir a presença Divina. Isso porque é através da Fé; um substantivo feminino que está
a nossa disposição quando começamos a praticar confiantes em Cristo.
        Um atleta está apto para determinado evento quando pratica horas e mais horas
os exercícios que lhes são atribuídos. Assim acontece na vida espiritual de cada pessoa
que crê em Deus, e vai aprofundando nesse relacionamento dando credito natural e
sobrenatural a todos os eventos no mundo biológico.

       Conheço uma historia que conta o seguinte.

       Uma criança em certa ocasião fabricou um pequeno barco para brincar, logo
depois foi para o mar para testá-lo. Entretanto, veio uma grande onda e levou aquele
pequeno modelo para longe, deixando a criança abatida.
       Com o passa do tempo, aquela pequena criança ao passear pelas ruas da sua
cidade se deparou com o seu pequeno barquinho na vitrine de uma loja, e de imediato
recorreu ao gerente do estabelecimento mostrando que aquele pequeno modelo lhe
pertencia, mostrou até o seu nome gravado no casco do barco; e o administrado por sua
vez se mostrou irresoluto, dizendo que comprou aquele modelo de um pescador e não
poderia lhe devolver de graça.
       Significava que a criança teria que conseguir algumas finanças para comprá-lo
novamente. Porém, aquele jovem não se abateu; começou a trabalhar e juntar dinheiro
para recuperar o que havia perdido; chegando assim, o dia em que já tinha o suficiente
para comprar o que era seu por direito.
       Ao chegar à loja de brinquedos, pagou o seu barco, e tendo em suas mãos
começou a pular e a chorar dizendo: “É meu duas vezes, uma porque eu criei, a outra
porque comprei”.

        Deste modo acontece na vida daqueles se entregam a Jesus Cristo com fé. Ele se
alegra dizendo: “É meu duas vezes, uma porque Eu o criei, e outra porque Eu o comprei
com o Meu precioso Sangue”.

Epílogo
Se o homem reconhece-se o seu valor diante de Deus, não entraria no labirinto
de duvidas e amargura que a maioria enfrenta.
        Nós somos a coroa da criação de Deus, no qual temos acesso à faculdade do
saber (somos inteligentes), e muitas vezes deixamos de render gloria e louvores ao Ser
Divino que nos criou, para ficarmos diante de invenções humanas as quais levam a
destruição eterna.
        Com toda autoridade o apostolo João advertiu no Evangelho:


João 4:24
Deus é Espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e verdade.

       O Senhor não aceita que nada nem ninguém fiquem no seu lugar; a sua gloria
Ele não entrega a outrem, pois é Deus:

       Portanto, devemos está no “Centro da Vontade de Deus”, que é o lugar mais
seguro do universo. Sabendo que Ele é Absoluto e não relativo. Devemos adorá-lo em
Absoluto e nunca em relativo.

Jesus te ama.

Presbítero Robson Colaço de Lucena




Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1
O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1
O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1Efraim Ben Tzion
 
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015Pr. Andre Luiz
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12Joel Silva
 
LIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulos
LIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulosLIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulos
LIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulosNatalino das Neves Neves
 
Lição 3 - A necessidade espiritual dos judeus
Lição 3 - A necessidade espiritual dos judeusLição 3 - A necessidade espiritual dos judeus
Lição 3 - A necessidade espiritual dos judeusNatalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticar
LIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticarLIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticar
LIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticarNatalino das Neves Neves
 
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...Pr. Andre Luiz
 
O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoRicardo Gondim
 
Não farás imagens de esculturas
Não farás imagens de esculturasNão farás imagens de esculturas
Não farás imagens de esculturasMoisés Sampaio
 
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé CristãApologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé CristãGustavo Zimmermann
 

Mais procurados (19)

Vivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santaVivendo de maneira santa
Vivendo de maneira santa
 
Descoberta final
Descoberta finalDescoberta final
Descoberta final
 
Romanos 1
Romanos   1Romanos   1
Romanos 1
 
O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1
O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1
O falso apostolo - DOSSIE - PARTE 1
 
Priorizando o discipulado
Priorizando o discipuladoPriorizando o discipulado
Priorizando o discipulado
 
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
 
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12E.b.d   jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
E.b.d jovens 4ºtrimestre 2016 lição 12
 
LIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulos
LIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulosLIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulos
LIÇÃO 12 - Uma séria advertência aos discípulos
 
Estudo 01 santos e servos
Estudo 01   santos e servosEstudo 01   santos e servos
Estudo 01 santos e servos
 
Lição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagraçãoLição 10 - O jovem e a consagração
Lição 10 - O jovem e a consagração
 
Lição 5 - A justificação pela fé
Lição 5 - A justificação pela féLição 5 - A justificação pela fé
Lição 5 - A justificação pela fé
 
Fiéis à verdade
Fiéis à verdadeFiéis à verdade
Fiéis à verdade
 
Necessidades financeiras
Necessidades financeirasNecessidades financeiras
Necessidades financeiras
 
Lição 3 - A necessidade espiritual dos judeus
Lição 3 - A necessidade espiritual dos judeusLição 3 - A necessidade espiritual dos judeus
Lição 3 - A necessidade espiritual dos judeus
 
LIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticar
LIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticarLIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticar
LIÇÃO 13 - A decisão crucial do discípulo ouvir e praticar
 
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
Apostasia, Fidelidade e Diligência no Ministério - Lição 05 - 3ºTrimestre de ...
 
O tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeitoO tabernáculo perfeito
O tabernáculo perfeito
 
Não farás imagens de esculturas
Não farás imagens de esculturasNão farás imagens de esculturas
Não farás imagens de esculturas
 
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé CristãApologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
Apologética (Aula 1): Bases da Fé Cristã
 

Destaque (20)

Business Card (front)
Business Card (front)Business Card (front)
Business Card (front)
 
Presentasjon sluttprodukt
Presentasjon sluttproduktPresentasjon sluttprodukt
Presentasjon sluttprodukt
 
AB PE
AB PEAB PE
AB PE
 
Graduation Certificate
Graduation CertificateGraduation Certificate
Graduation Certificate
 
skydrive_word_doc
skydrive_word_docskydrive_word_doc
skydrive_word_doc
 
Espanhol
EspanholEspanhol
Espanhol
 
Email-Lifecycle
Email-LifecycleEmail-Lifecycle
Email-Lifecycle
 
Seminar indesign
Seminar indesignSeminar indesign
Seminar indesign
 
smart card exp 2017
smart card exp 2017smart card exp 2017
smart card exp 2017
 
File0005.PDF
File0005.PDFFile0005.PDF
File0005.PDF
 
Test
TestTest
Test
 
Well Control Cert.
Well Control Cert.Well Control Cert.
Well Control Cert.
 
ESCRITOS SELETOS DE PADRE EYMARD - APRESENTAÇÃO
ESCRITOS SELETOS DE PADRE EYMARD - APRESENTAÇÃOESCRITOS SELETOS DE PADRE EYMARD - APRESENTAÇÃO
ESCRITOS SELETOS DE PADRE EYMARD - APRESENTAÇÃO
 
Curso de Gerenciamento de Informações pessoais na era mobile
Curso de Gerenciamento de Informações pessoais na era mobileCurso de Gerenciamento de Informações pessoais na era mobile
Curso de Gerenciamento de Informações pessoais na era mobile
 
Meain &eq company
Meain &eq companyMeain &eq company
Meain &eq company
 
trademart
trademarttrademart
trademart
 
Logistics coordinator
Logistics coordinatorLogistics coordinator
Logistics coordinator
 
Test
TestTest
Test
 
saraswathi traders & printers catalogue
saraswathi traders & printers cataloguesaraswathi traders & printers catalogue
saraswathi traders & printers catalogue
 
20150820095607500
2015082009560750020150820095607500
20150820095607500
 

Semelhante a Budismo

Budismo
BudismoBudismo
Budismolucena
 
O Cristão e o Mundo Pós-Moderno
O Cristão e o Mundo Pós-ModernoO Cristão e o Mundo Pós-Moderno
O Cristão e o Mundo Pós-ModernoSilvio Dutra
 
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos ReligiososLição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos ReligiososAndrew Guimarães
 
2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOSNatalino das Neves Neves
 
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS Flavio Luz
 
As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]ayrtonslides
 
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososLição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Quinto relatório de missões bruno da montanha missoes em em sp e rj
Quinto relatório de missões bruno da  montanha missoes  em em sp e rjQuinto relatório de missões bruno da  montanha missoes  em em sp e rj
Quinto relatório de missões bruno da montanha missoes em em sp e rjBruno Da Montanha
 

Semelhante a Budismo (20)

Budismo
BudismoBudismo
Budismo
 
Doutrinas existentes
Doutrinas existentesDoutrinas existentes
Doutrinas existentes
 
O Cristão e o Mundo Pós-Moderno
O Cristão e o Mundo Pós-ModernoO Cristão e o Mundo Pós-Moderno
O Cristão e o Mundo Pós-Moderno
 
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos ReligiososLição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
 
As falsa doutrinas
As falsa  doutrinasAs falsa  doutrinas
As falsa doutrinas
 
2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
2016 3 TRI LIÇÃO 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
 
Incomparável
IncomparávelIncomparável
Incomparável
 
Nenhuma condenação
Nenhuma condenaçãoNenhuma condenação
Nenhuma condenação
 
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
Lição 8 - A EVANGELIZAÇÃO DOS GRUPOS RELIGIOSOS
 
A Verdadeira Religião
A Verdadeira ReligiãoA Verdadeira Religião
A Verdadeira Religião
 
As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]As fundações do_cristianismo[1]
As fundações do_cristianismo[1]
 
Religião
ReligiãoReligião
Religião
 
Espiritismo Miscigenado
Espiritismo  MiscigenadoEspiritismo  Miscigenado
Espiritismo Miscigenado
 
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiososLição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
Lição 8 - A evangelização dos grupos religiosos
 
Quinto relatório de missões bruno da montanha missoes em em sp e rj
Quinto relatório de missões bruno da  montanha missoes  em em sp e rjQuinto relatório de missões bruno da  montanha missoes  em em sp e rj
Quinto relatório de missões bruno da montanha missoes em em sp e rj
 
O Arrebatamento
O ArrebatamentoO Arrebatamento
O Arrebatamento
 
Entenda a origem de toda confusão
Entenda a origem de toda confusãoEntenda a origem de toda confusão
Entenda a origem de toda confusão
 
Espiritismos
EspiritismosEspiritismos
Espiritismos
 
Mente e vontade
Mente e vontadeMente e vontade
Mente e vontade
 
Evangelho de escândalo
Evangelho de escândaloEvangelho de escândalo
Evangelho de escândalo
 

Mais de Pastor Robson Colaço

Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfPastor Robson Colaço
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfPastor Robson Colaço
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdfPastor Robson Colaço
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfPastor Robson Colaço
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfPastor Robson Colaço
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfPastor Robson Colaço
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfPastor Robson Colaço
 
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfDevaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfPastor Robson Colaço
 
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfAdoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfPastor Robson Colaço
 
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfAmor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfPastor Robson Colaço
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfVisto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfPastor Robson Colaço
 
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdfNovo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdfPastor Robson Colaço
 
Curso de Evangelismo e Missões Grátis. Gpdf
Curso de Evangelismo e Missões Grátis. GpdfCurso de Evangelismo e Missões Grátis. Gpdf
Curso de Evangelismo e Missões Grátis. GpdfPastor Robson Colaço
 
Os Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdf
Os Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdfOs Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdf
Os Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdfPastor Robson Colaço
 
Romantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdf
Romantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdfRomantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdf
Romantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdfPastor Robson Colaço
 
Troca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdf
Troca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdfTroca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdf
Troca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdfPastor Robson Colaço
 
Ataque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdf
Ataque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdfAtaque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdf
Ataque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdfPastor Robson Colaço
 

Mais de Pastor Robson Colaço (20)

Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
 
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfDevaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
 
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfAdoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
 
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfAmor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfVisto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
 
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdfNovo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
 
Curso de Evangelismo e Missões Grátis. Gpdf
Curso de Evangelismo e Missões Grátis. GpdfCurso de Evangelismo e Missões Grátis. Gpdf
Curso de Evangelismo e Missões Grátis. Gpdf
 
Os Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdf
Os Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdfOs Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdf
Os Quatro Fundamentos do Pecado Nos Dias Atuais.pdf
 
Romantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdf
Romantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdfRomantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdf
Romantizando com o diabo - Um Amor Roxo.pdf
 
Troca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdf
Troca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdfTroca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdf
Troca de Casais Swing. - Um prazer proibido.pdf
 
Ataque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdf
Ataque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdfAtaque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdf
Ataque e Síndrome de Pânico na Atualidade .pdf
 

Último

Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoFabioLofrano
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 

Último (14)

Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 

Budismo

  • 1. Budismo Romanos 1:25 Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honram e serviram mais a criatura do que o Criado, o qual é bendito eternamente. Amem. I – Introdução Budismo – Fundado por Sirdata Gautama, mais conhecido pelo nome de Buda, que adotou mais tarde. Viveu no século XI, a.C. Os paises que está manifesto em maior proporção - Ceilão, Tibete, China, Mongólia e Japão. Religião oriunda do Bramanismo (diz deus único/mas obedecem a outros), fundada por Sirdata Gautama, representado por uma reação antiga contra a religião bramâmica. A importância do budismo reside não apenas pelo fato de está fortemente enraizado na cultura dos povos orientais e de constituir, assim, a base da vida moral dentro de uma filosofia. Não precisando da Doutrina de Deus como um fundamento primordial. Desta forma os seus seguidores se justificam na sua própria paz interior, não precisando da Bíblia, e nem tão pouco de qualquer recomendação deixada por Jesus Cristo ou os seus apóstolos. De certa forma eles imitam o cristianismo para confundir a mente da humanidade, apresentando as seguintes características. • Negam a existência de deuses (Endeusam o Buda) • Condenam a divisão da sociedade (vivem em Casta*), mas os seus seguidores descriminam aqueles que não os segue. • Pregam uma resignação, a meditação, o amor ao próximo, o respeito às leis, a tolerância (esse princípios foram recomendados por Deus muitos anos antes de Buda existir. • Condenam a ignorância, fonte de todas as desgraças e sofrimentos ( Romanos 6:23 – Porque o salário do pecado é a morte. Mas o Dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus). o Obs. – Casta * s. f /1. Classe social distintamente separada das outras por diferença de riquezas, posição social / 2. Qualidade, natureza, gênero. Buda, o fundador do budismo, era filho de um Rajá do Reino de Sequias; aos vinte e nove anos renunciou à vida de prazeres, poder e riquezas e tornou-se um monge. Ensinou que o homem é Nirvana (literalmente “soprar” ou “resfriamento” das chamas da existência; termo usado no budismo para indicar a libertação final do ciclo do nascimento, renascimento, por meio da extinção, que eles consideram ser suprema felicidade). Epistola aos Hebreus 9:27
  • 2. E, como ao homem está ordenado morrer uma vez, vindo depois disto o juízo. Salmo 8:4 Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? Buda morreu em 554 a.C, e uma doutrina foi redigida por seus discípulos ASOKA, ume dos seus mais importantes soberano na Índia, que reinou de 274 a 232 a.C. Empenhado em unificar toda Índia sob o seu domínio; converteu-se ao Budismo, reiniciou a guerra e tornou-se grande propagador da nova religião. Suas mensagens de amor e paz expandiram-se por toda Índia. Conceito Bíblico Êxodo 20:03 Não terás outros deuses diante de Mim. Mateus 22:37 E disse Jesus: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Toda e adoração oferecida a imagens de escultura ou a deuses pagãos é um pecado mortal. Lamentavelmente, ainda existem milhares de pessoas que buscam subterfúgios em crenças hereges, que são um entrave para o crescimento material e espiritual das mesmas. Podemos encontrar muitos que alienadamente trazem um vinculo de maldição que foi impostas pelos seus pais, continuando um ciclo de condenação que consome gerações futuras. Vejamos algumas crendices que estão expostas na atualidade. 1. Pirâmides decorativas nas estantes 2. Cristais para desmagnetizar o corpo do homem 3. Imagem de Buda para dar sorte 4. Imagem de elefante com a pata em cima de uma moeda para resolver as finanças 5. Fitas decorativas de determinado padroeiro no braço, para receber uma benção. 6. Mapa astral 7. Ciclo de vidas passadas 8. Búzio 9. Carta de tarô 10. Cartomancia 11. Necromantes 12. Missa por determinado evento Enfim, se fossemos enumerar, certamente usaríamos todas as paginas na internet, com crendices que ferem a Santidade de Deus. Chamo a sua atenção para lembrar que o Senhor só deixou uma Aliança que foi selada através do Sangue precioso de Jesus Cristo. Lembrando que Deus não leva ninguém à força para o céu. Mas, o diabo leva o pecador com toda violência para a condenação eterna.
  • 3. A Bíblia é imperativa quando se refere às ações que levam o homem para a destruição, não deixando que ninguém se perca sem antes saiba o que cada um vai passas na eternidade. Vejamos alguns versículos que tratam do assunto. I Timoteo 1:3-4 03 – Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasse em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina. 04 – Nem se dêem a fabulas ou genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificações de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora. I Timoteo 4:7 Mas rejeitas as fábulas profanas e velhas, e exercita-se a ti mesmo em piedade. II Timoteo 4:3-4 03 – Porque virá o tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas tendo comichões nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; 04 – E desviarão os ouvidos da Verdade voltando às fabulas. Paulo foi enfático quando advertiu contra as doutrinas heréticas, especialmente o Budismo, que a Bíblia contextualiza contra quem segue e obedece a tais ensinamentos. Normalmente o homem natural deixa de acreditar na Verdade de Deus, para crê em todas as mentiras do diabo. Existe um adágio popular que diz: “Não crê na Verdade de Deus, para acreditar em mil mentiras do diabo”. No Antigo Testamento, o Senhor profetizou que acabaria o mundo com água; ninguém acreditou. Mas, um dia aconteceu. Na atualidade, o Espírito Santo, através da sua Igreja na terra, vive pregando que Jesus está voltando, e o povão continua desacreditando. Entretanto, a ciência e os demais campos tecnológicos estão prevendo que o universo passará pelo um grande evento. Enquanto isso os que não receberam a Jesus Cristo, preferem ficar brincando de: 1. Yoga 2. Zen budismo 3. Holística 4. Acumptura 5. Meditação transcendental Novamente o apostolo Paulo escrevendo para Tito, advertiu contra todos os que se apegam as praticas do paganismo, sem fala em uma religião tradicional responsável pela degradação moral e espiritual de uma grande parte das pessoas na face da terra. Tito 1:14 Não dando ouvidos as fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. O apostolo Pedro endossa com grande autoridade pelo Espírito Santo: II Pedro 1:16 Porque não fazemos saber a virtude e a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo as fabulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade.
  • 4. Transcrevo o que foi citado por muitos pregadores: a) Buda morreu e está na sepultura b) Confúcio morreu e continua no seio da terra c) Gandi morreu e ainda permanecer no chão. d) Mas, JESUS CRISTO, morreu e ressuscitou ao terceiro dia para nos outorgar a vitória eterna diante do Pai Celestial. Isso é real, e não uma fábula como nas religiões profanas. Esse fato mudou a história de toda humanidade que estava esperando a condenação eterna. Hoje, os seguidores de Cristo podem cantar o hino da vitória. Mas em contra partida, para os que são rebeldes ao Evangelho, e seguidores das fábulas orientais; diante de Deus não existe coitado, nem perdoe, porque uma grande oportunidade é outorgada durante a vida. E quando se parte para prestação de contas diante do Senhor, o único advogado que nos defende é Jesus Cristo o justo. Romanos 2:11-12 11 – Porque, para com Deus não há acepção de pessoas. 12 – Porque todos os que pecaram sem lei, sem lei perecerão; e todos os que sob a lei pecaram, pela lei serão julgados. Em poucas palavras a Bíblia diz o seguinte: “Todos os que pecaram sem conhecimento da Palavra, sem conhecimento Dela serão julgados; e aqueles que pecaram tendo conhecimento, Neles serão julgados”. Ponderando as Imagens O homem é um ser estritamente religioso, que de uma forma geral quer está ligado a alguma coisa. Uma vez quando perdeu o elo com Deus no Éden, através de Adão, procurou ligar-se novamente. Conquanto, que não houve mais essa responsabilidade física de Deus para com a raça humana. De imediato o homem passou a fazer imagens de esculturas para expressar a presença Divina. Mas, infelizmente ao invés de agradar ao Senhor, suscitou a sua ira. Êxodo 20:4 Não farás para ti imagens de escultura, nem alguma semelhança que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Notoriamente, Deus não aceita esse tipo de ritual uma vez que o homem é inclinado a colocar objetos banais no lugar Dele. Toda ação espiritual deve ser entendida a luz da Bíblia e nunca com as filosofias de mortais que pecaram diariamente. No Novo Testamento encontramos um caso clássico para o que estamos lendo agora. Foi quando o apostolo Tomé não estava no momento da primeira aparição aos seu seguidores; de forma que não acreditou. Jesus por sua vez aparece novamente na hora que Tomé estava reunido com o Ministério, e fala: João 20:26-27
  • 5. 26 – E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando às postas fechadas, e apresentando-se no meio, e disse: Paz seja convosco. 27 – Depois disse a Tomé: Pões aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e mete-a no meu lado; e não seja incrédulo, mas crente. Jesus Cristo, além de dar uma lição sobre o seu poder, também nos chamou a atenção para o Adjetivo – Crente, (Seja crente). Notoriamente, Ele nunca mandou alguém ser: 1. Budista 2. Espírita 3. Católico 4. Ateu E sim, Crente. Outro episódio foi à alusão: Bem aventurado aqueles que não viram e creram. Mostrando, que são felizes os que não precisam ver ou tocar qualquer imagem para sentir a presença Divina. Isso porque é através da Fé; um substantivo feminino que está a nossa disposição quando começamos a praticar confiantes em Cristo. Um atleta está apto para determinado evento quando pratica horas e mais horas os exercícios que lhes são atribuídos. Assim acontece na vida espiritual de cada pessoa que crê em Deus, e vai aprofundando nesse relacionamento dando credito natural e sobrenatural a todos os eventos no mundo biológico. Conheço uma historia que conta o seguinte. Uma criança em certa ocasião fabricou um pequeno barco para brincar, logo depois foi para o mar para testá-lo. Entretanto, veio uma grande onda e levou aquele pequeno modelo para longe, deixando a criança abatida. Com o passa do tempo, aquela pequena criança ao passear pelas ruas da sua cidade se deparou com o seu pequeno barquinho na vitrine de uma loja, e de imediato recorreu ao gerente do estabelecimento mostrando que aquele pequeno modelo lhe pertencia, mostrou até o seu nome gravado no casco do barco; e o administrado por sua vez se mostrou irresoluto, dizendo que comprou aquele modelo de um pescador e não poderia lhe devolver de graça. Significava que a criança teria que conseguir algumas finanças para comprá-lo novamente. Porém, aquele jovem não se abateu; começou a trabalhar e juntar dinheiro para recuperar o que havia perdido; chegando assim, o dia em que já tinha o suficiente para comprar o que era seu por direito. Ao chegar à loja de brinquedos, pagou o seu barco, e tendo em suas mãos começou a pular e a chorar dizendo: “É meu duas vezes, uma porque eu criei, a outra porque comprei”. Deste modo acontece na vida daqueles se entregam a Jesus Cristo com fé. Ele se alegra dizendo: “É meu duas vezes, uma porque Eu o criei, e outra porque Eu o comprei com o Meu precioso Sangue”. Epílogo
  • 6. Se o homem reconhece-se o seu valor diante de Deus, não entraria no labirinto de duvidas e amargura que a maioria enfrenta. Nós somos a coroa da criação de Deus, no qual temos acesso à faculdade do saber (somos inteligentes), e muitas vezes deixamos de render gloria e louvores ao Ser Divino que nos criou, para ficarmos diante de invenções humanas as quais levam a destruição eterna. Com toda autoridade o apostolo João advertiu no Evangelho: João 4:24 Deus é Espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e verdade. O Senhor não aceita que nada nem ninguém fiquem no seu lugar; a sua gloria Ele não entrega a outrem, pois é Deus: Portanto, devemos está no “Centro da Vontade de Deus”, que é o lugar mais seguro do universo. Sabendo que Ele é Absoluto e não relativo. Devemos adorá-lo em Absoluto e nunca em relativo. Jesus te ama. Presbítero Robson Colaço de Lucena Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com