SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Transtornos Da
Personalidade
Histórico
Personalidade:

a

palavra

vem

do

latim

persona, significando as máscaras usadas
para definir os personagens no teatro grego
Hipócrates:melancólico (bile negra), colérico
ou

irritável

(bile

amarela

ou

atrabílis),

sangüíneo (sangue) e fleumático (fleuma)
Pinel (1801): "manie sans delire”
James
Cowles
Prichard
(1835):
"insanidade moral”
Morel(1857):
"doutrina
das
degenerações”
Início do século XX: nascem as teorias
psicodinâmicas,
pelas
mãos
de
Charcot, Janet, Freud e Karl Abraham
(1949)
Emil Kraepelin (1921): conceito de
espectro
Ernst Kretschmer (1927):
Temperamento
caráter
Constituição
Kurt Schneider (1927): desvio da
norma, tomado estatisticamente como
extremos do normal. Cria 10 tipos,
defendendo serem estes diferentes da
psicose
Conceito
Theodore
Millon:
"modos
de
funcionamento psicológico arraigados,
difusos, resistentes e habituais que
caracterizam o estilo de um indivíduo”
DSM III (1980): eixo II
CID 10: padrões de comportamento
arraigados,
duradouros,
estáveis.
Sofrimento subjetivo e problemas no
desempenho social
Diferença entre transtorno e alteração
da personalidade. Transtornos:
condições que se desenvolvem com
início na infância ou adolescência. Não
devem ser secundários a outro
transtorno psiquiátrico ou a doença
cerebral
Vários subtipos não-excludentes
Teorias De Interação Entre Personalidade E
Distúrbio Psiquiátrico

Predisposição
Subclínica
Patoplástica
De seqüela
Relevância E Epidemiologia
10 a 13% das populações urbanas
Taxa maior nas classes mais baixas e com
menor nível educacional
Maiores taxas de criminalidade, alcoolismo,
abuso de drogas, suicídios, acidentes,
divórcio
Resposta
reduzida
à
terapia
com
psicofármacos
Sintomas
Dificuldade em se relacionar com os outros. Pode ser
irritável, exigente, hostil, temeroso ou manipulador.
Os padrões de comportamento se desviam
acentuadamente das expectativas da sociedade e
permanecem consistentes ao longo do tempo.
O transtorno afeta o pensamento, emoções, relações
interpessoais e controle de impulso.
O padrão é inflexível e ocorre abrangendo uma
grande variedade de situações.
O padrão é estável ou de longa duração, começando
na infância ou adolescência.
Curso E Tratamento
Início na infância ou adolescência
Diagnóstico no início da idade adulta
(após os 17 anos em geral)
Curso persistente (não permanente)
Tratamento difícil, longo e polêmico
Divisão em três Clusters
Cluster A: Comportamento
estranho ou excêntrico
– Esquizóide, paranóide
Cluster B: comportamento
dramático, emocional ou errático
Narcisística, borderline, anti-social
Cluster C: ansiosa ou temerosa
Dependente, de evitação
Categorias Da Cid 10
Paranóide

Desconfiança e suspicácia na qual os motivos
dos outros são interpretados como malevolentes.

Esquizóide

Desapego a relações sociais e uma extensão
restrita de expressão emocional

Anti-social

Desprezo em relação a, e violação de direitos
dos outros.

EmocionalHumor instável e caprichoso. Explosões de raiva
mente instável e violência
Tipo impulsivo Desconsideração por conseqüências.
Incapacidade de planejar.
Tipo
borderline
(limítrofe)

Instabilidade em relações interpessoais,
autoimagem e afetos, e impulsividade marcada.
Risco de auto-dano ou suicídio.
Categorias Da Cid 10
Histriônica

Emotividade excessiva e busca
de atenção

Anancástica

Preocupação excessiva com
ordem, perfeição e controle.

Ansioso (de evitação)

Inibição social, sentimentos de
inadequação,
hipersensitividade a avaliação
negativa.

Dependente

Comportamento submisso e
aderente relacionado a uma
necessidade excessiva de ser
cuidado.

Narcísico

Grandiosidade, necessidade
de admiração e falta de
empatia.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

2. aula psicopatologia ii ansiedade
2. aula psicopatologia ii   ansiedade2. aula psicopatologia ii   ansiedade
2. aula psicopatologia ii ansiedadePoliana Maton
 
117435947 psicopatologia-ii
117435947 psicopatologia-ii117435947 psicopatologia-ii
117435947 psicopatologia-iiSilvana Eloisa
 
Teoria do Esquema - Cognitivo-Comportamental
Teoria do Esquema - Cognitivo-ComportamentalTeoria do Esquema - Cognitivo-Comportamental
Teoria do Esquema - Cognitivo-ComportamentalNilson Dias Castelano
 
Introdução à Terapia cognitivo comportamental
Introdução à Terapia cognitivo comportamentalIntrodução à Terapia cognitivo comportamental
Introdução à Terapia cognitivo comportamentalVictor Nóbrega
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasLampsi
 
Depressão na terceira idade
Depressão na terceira idadeDepressão na terceira idade
Depressão na terceira idadeMax Suell Vitor
 
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...Dr. Icaro Alves Alcântara
 
Psicopatia a origem do mal material janaína lobo
Psicopatia    a origem do mal material janaína loboPsicopatia    a origem do mal material janaína lobo
Psicopatia a origem do mal material janaína loboJuliana Lobo
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeAroldo Gavioli
 
Documentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ PsicologiaDocumentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ PsicologiaCassia Dias
 
Neurociência da esquizofrenia
Neurociência da esquizofreniaNeurociência da esquizofrenia
Neurociência da esquizofreniaCaio Maximino
 

Mais procurados (20)

2. aula psicopatologia ii ansiedade
2. aula psicopatologia ii   ansiedade2. aula psicopatologia ii   ansiedade
2. aula psicopatologia ii ansiedade
 
Como Fazer o Diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline?
Como Fazer o Diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline?Como Fazer o Diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline?
Como Fazer o Diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline?
 
117435947 psicopatologia-ii
117435947 psicopatologia-ii117435947 psicopatologia-ii
117435947 psicopatologia-ii
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
Teoria do Esquema - Cognitivo-Comportamental
Teoria do Esquema - Cognitivo-ComportamentalTeoria do Esquema - Cognitivo-Comportamental
Teoria do Esquema - Cognitivo-Comportamental
 
Introdução à Terapia cognitivo comportamental
Introdução à Terapia cognitivo comportamentalIntrodução à Terapia cognitivo comportamental
Introdução à Terapia cognitivo comportamental
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
 
Depressão na terceira idade
Depressão na terceira idadeDepressão na terceira idade
Depressão na terceira idade
 
Aula 2 psicologia apostila
Aula 2   psicologia apostilaAula 2   psicologia apostila
Aula 2 psicologia apostila
 
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio -  dezembro 2014 - policia...
Palestra stress, ansiedade, depressão e suicídio - dezembro 2014 - policia...
 
Psicopatia a origem do mal material janaína lobo
Psicopatia    a origem do mal material janaína loboPsicopatia    a origem do mal material janaína lobo
Psicopatia a origem do mal material janaína lobo
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
 
Documentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ PsicologiaDocumentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ Psicologia
 
Transtornos de personalidade DSM 4 e TCC
Transtornos de personalidade DSM 4 e TCCTranstornos de personalidade DSM 4 e TCC
Transtornos de personalidade DSM 4 e TCC
 
Slide psiquiatria
Slide psiquiatriaSlide psiquiatria
Slide psiquiatria
 
A esquizofrenia
A esquizofreniaA esquizofrenia
A esquizofrenia
 
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
Anamnese e exame psíquico (Livia Castelo Branco)
 
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo NunesEsquizofrênia - Leonardo Nunes
Esquizofrênia - Leonardo Nunes
 
Neurociência da esquizofrenia
Neurociência da esquizofreniaNeurociência da esquizofrenia
Neurociência da esquizofrenia
 
A terapia cognitivo comportamental
A terapia cognitivo comportamentalA terapia cognitivo comportamental
A terapia cognitivo comportamental
 

Destaque

Transtornos da personalidade
Transtornos da personalidadeTranstornos da personalidade
Transtornos da personalidadeLu1zFern4nando
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineCamila
 
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaAroldo Gavioli
 
Transtorno de personalidade histriônica
Transtorno de personalidade histriônicaTranstorno de personalidade histriônica
Transtorno de personalidade histriônicaMaria Clara Teixeira
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineNilson Dias Castelano
 
Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem Júnior Maidana
 
Alterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - PsicopatologiaAlterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - PsicopatologiaSamara Amaral
 
Apresentação Para Psicologia
Apresentação Para PsicologiaApresentação Para Psicologia
Apresentação Para PsicologiaSNM
 
Psicoses
PsicosesPsicoses
PsicosesUNICEP
 
Transtorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderlineTranstorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderlineedugiannotti
 
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4Marcelo Zanotti da Silva
 
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Viii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo ViiiCóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Viii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo ViiiAntonio Luis Sanfim
 
Neuroses
NeurosesNeuroses
NeurosesUNICEP
 
PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29
PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29
PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29Alexandre Simoes
 
3º Tema: Que papo é esse de neurose?
3º Tema: Que papo é esse de neurose?3º Tema: Que papo é esse de neurose?
3º Tema: Que papo é esse de neurose?monnavasconcelos
 
Trastorno esquizotípico de la personalidad
Trastorno esquizotípico de la personalidad Trastorno esquizotípico de la personalidad
Trastorno esquizotípico de la personalidad Médico Psiquiatra
 

Destaque (20)

Transtornos da personalidade
Transtornos da personalidadeTranstornos da personalidade
Transtornos da personalidade
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade Borderline
 
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativaTranstornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
Transtornos mentais e comportamentais devido ao uso de substância psicoativa
 
Transtorno de personalidade histriônica
Transtorno de personalidade histriônicaTranstorno de personalidade histriônica
Transtorno de personalidade histriônica
 
Transtorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade BorderlineTranstorno de Personalidade Borderline
Transtorno de Personalidade Borderline
 
Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem Transtorno de humor - Enfermagem
Transtorno de humor - Enfermagem
 
Alterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - PsicopatologiaAlterações psiquicas - Psicopatologia
Alterações psiquicas - Psicopatologia
 
Todos somos um pouco psicopatas
Todos somos um pouco psicopatasTodos somos um pouco psicopatas
Todos somos um pouco psicopatas
 
Apresentação Curso de Enfermagem
Apresentação Curso de EnfermagemApresentação Curso de Enfermagem
Apresentação Curso de Enfermagem
 
Apresentação Para Psicologia
Apresentação Para PsicologiaApresentação Para Psicologia
Apresentação Para Psicologia
 
Esquizotipico
EsquizotipicoEsquizotipico
Esquizotipico
 
Psicoses
PsicosesPsicoses
Psicoses
 
Transtorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderlineTranstorno de personalidade borderline
Transtorno de personalidade borderline
 
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4
[Instituto Interage - Curso de Psicofarmacologia] Aula 4
 
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Viii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo ViiiCóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Viii
CóPia De Curso De Esquizofrenia MóDulo Viii
 
Neuroses
NeurosesNeuroses
Neuroses
 
PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29
PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29
PSICOSES - síntese da CID 10 F20 a F29
 
Neuroses
NeurosesNeuroses
Neuroses
 
3º Tema: Que papo é esse de neurose?
3º Tema: Que papo é esse de neurose?3º Tema: Que papo é esse de neurose?
3º Tema: Que papo é esse de neurose?
 
Trastorno esquizotípico de la personalidad
Trastorno esquizotípico de la personalidad Trastorno esquizotípico de la personalidad
Trastorno esquizotípico de la personalidad
 

Semelhante a Transtornos da personalidade (2)

Artigo Entre o Desespero e o DESEJO
Artigo Entre o Desespero e o DESEJOArtigo Entre o Desespero e o DESEJO
Artigo Entre o Desespero e o DESEJOSilvia Azevedo
 
Transtorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalTranstorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalAngelo Magliani
 
5-Pert.-personalidade.pptx
5-Pert.-personalidade.pptx5-Pert.-personalidade.pptx
5-Pert.-personalidade.pptxlioMiltonPires1
 
Psicologia desenho;senso comum e a ciencia
Psicologia  desenho;senso comum e a cienciaPsicologia  desenho;senso comum e a ciencia
Psicologia desenho;senso comum e a cienciaRosana Melo
 
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)Darciane Brito
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia I
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia ICiulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia I
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia Iclinicaciulla
 
Síntese geral
Síntese geralSíntese geral
Síntese geralbr
 
Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social
Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social
Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social Laura Marcht
 
Alfred Adler
Alfred AdlerAlfred Adler
Alfred AdlerLuis C
 
O Equilíbrio Psicossomático
O Equilíbrio PsicossomáticoO Equilíbrio Psicossomático
O Equilíbrio PsicossomáticoRayanne Chagas
 
Setembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptx
Setembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptxSetembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptx
Setembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptxTelma Lima
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia Fenomenológica
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia FenomenológicaCiulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia Fenomenológica
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia Fenomenológicaclinicaciulla
 
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoSuicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoWashington Costa
 
Aula sobre Pinel e Esquirol
Aula sobre Pinel e EsquirolAula sobre Pinel e Esquirol
Aula sobre Pinel e EsquirolCiro Franco
 
Manejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de condutaManejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de condutaCláudio Costa
 

Semelhante a Transtornos da personalidade (2) (20)

Artigo Entre o Desespero e o DESEJO
Artigo Entre o Desespero e o DESEJOArtigo Entre o Desespero e o DESEJO
Artigo Entre o Desespero e o DESEJO
 
Psicologia-b Serial Killer
Psicologia-b Serial KillerPsicologia-b Serial Killer
Psicologia-b Serial Killer
 
Transtorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade finalTranstorno dissociativo de identidade final
Transtorno dissociativo de identidade final
 
5-Pert.-personalidade.pptx
5-Pert.-personalidade.pptx5-Pert.-personalidade.pptx
5-Pert.-personalidade.pptx
 
Psicologia desenho;senso comum e a ciencia
Psicologia  desenho;senso comum e a cienciaPsicologia  desenho;senso comum e a ciencia
Psicologia desenho;senso comum e a ciencia
 
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
O juízo da realidade e suas alterações (o delírio)
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia I
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia ICiulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia I
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Esquizofrenia I
 
Síntese geral
Síntese geralSíntese geral
Síntese geral
 
Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social
Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social
Psicopatia e transtorno de personalidade anti-social
 
Alfred Adler
Alfred AdlerAlfred Adler
Alfred Adler
 
Xenofobia
XenofobiaXenofobia
Xenofobia
 
O Equilíbrio Psicossomático
O Equilíbrio PsicossomáticoO Equilíbrio Psicossomático
O Equilíbrio Psicossomático
 
Setembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptx
Setembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptxSetembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptx
Setembro-Amarelo-Vamos-falar-sobre-suicídio.pptx
 
Psicopatias
PsicopatiasPsicopatias
Psicopatias
 
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia Fenomenológica
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia FenomenológicaCiulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia Fenomenológica
Ciulla Clínica Psiquiátrica - Psicopatologia Fenomenológica
 
PSICOPATOLOGIA.pptx
PSICOPATOLOGIA.pptxPSICOPATOLOGIA.pptx
PSICOPATOLOGIA.pptx
 
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevençãoSuicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
Suicídio: aspectos gerais e o papel da psicologia na sua compreensão e prevenção
 
Aula sobre Pinel e Esquirol
Aula sobre Pinel e EsquirolAula sobre Pinel e Esquirol
Aula sobre Pinel e Esquirol
 
Manejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de condutaManejo do adolescente com transtorno de conduta
Manejo do adolescente com transtorno de conduta
 
Psicopatologia Delirio 2
Psicopatologia   Delirio 2Psicopatologia   Delirio 2
Psicopatologia Delirio 2
 

Mais de Miriam Gorender

AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam GorenderAULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam GorenderMiriam Gorender
 
Transtornos de linhagem dissociativa
Transtornos de linhagem dissociativaTranstornos de linhagem dissociativa
Transtornos de linhagem dissociativaMiriam Gorender
 
Transtornos somatoformes
Transtornos somatoformesTranstornos somatoformes
Transtornos somatoformesMiriam Gorender
 
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análiseOs usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análiseMiriam Gorender
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeMiriam Gorender
 
Psicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é DiagnósticoPsicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é DiagnósticoMiriam Gorender
 

Mais de Miriam Gorender (9)

AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam GorenderAULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
AULA ABP SETEMBRO AMARELO Miriam Gorender
 
Transtornos de linhagem dissociativa
Transtornos de linhagem dissociativaTranstornos de linhagem dissociativa
Transtornos de linhagem dissociativa
 
Transtornos somatoformes
Transtornos somatoformesTranstornos somatoformes
Transtornos somatoformes
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análiseOs usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
Os usos e limites da psicofarmacologia e o paciente em análise
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
Psicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é DiagnósticoPsicopatologia é Diagnóstico
Psicopatologia é Diagnóstico
 
Psicoterapias miriam
Psicoterapias miriamPsicoterapias miriam
Psicoterapias miriam
 
Psicopatologia miriam 1
Psicopatologia miriam 1Psicopatologia miriam 1
Psicopatologia miriam 1
 

Último

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERCarlaDaniela33
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdClivyFache
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASArtthurPereira2
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfClivyFache
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxWenderSantos21
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfGustavoWallaceAlvesd
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxcontatofelipearaujos
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOMayaraDayube
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgeryCarlos D A Bersot
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptAlberto205764
 

Último (10)

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASERTERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE - ENDOLASER
 
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjdMedicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
Medicina Legal.pdf jajahhjsjdjskdhdkdjdjdjd
 
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICASAULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
AULA SOBRE SAMU, CONCEITOS E CARACTERICAS
 
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdfManual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
Manual_Gestao e Administracao_III__Julho13_FINAL..pdf
 
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptxCONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR 011.pptx
 
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdfSistema endocrino anatomia humana slide.pdf
Sistema endocrino anatomia humana slide.pdf
 
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptxENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
ENFERMAGEM - MÃ_DULO IV - ENFERMAGEM EM PACIENTES CRITICOS.pptx
 
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃOeMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
eMulti_Estratégia APRRESENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO
 
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery  after surgery in neurosurgeryEnhanced recovery  after surgery in neurosurgery
Enhanced recovery after surgery in neurosurgery
 
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.pptPSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
PSORÍASE-Resumido.Diagnostico E Tratamento- aula.ppt
 

Transtornos da personalidade (2)

  • 2.
  • 3. Histórico Personalidade: a palavra vem do latim persona, significando as máscaras usadas para definir os personagens no teatro grego Hipócrates:melancólico (bile negra), colérico ou irritável (bile amarela ou atrabílis), sangüíneo (sangue) e fleumático (fleuma)
  • 4.
  • 5. Pinel (1801): "manie sans delire” James Cowles Prichard (1835): "insanidade moral” Morel(1857): "doutrina das degenerações” Início do século XX: nascem as teorias psicodinâmicas, pelas mãos de Charcot, Janet, Freud e Karl Abraham (1949)
  • 6. Emil Kraepelin (1921): conceito de espectro Ernst Kretschmer (1927): Temperamento caráter Constituição Kurt Schneider (1927): desvio da norma, tomado estatisticamente como extremos do normal. Cria 10 tipos, defendendo serem estes diferentes da psicose
  • 7. Conceito Theodore Millon: "modos de funcionamento psicológico arraigados, difusos, resistentes e habituais que caracterizam o estilo de um indivíduo” DSM III (1980): eixo II CID 10: padrões de comportamento arraigados, duradouros, estáveis. Sofrimento subjetivo e problemas no desempenho social
  • 8. Diferença entre transtorno e alteração da personalidade. Transtornos: condições que se desenvolvem com início na infância ou adolescência. Não devem ser secundários a outro transtorno psiquiátrico ou a doença cerebral Vários subtipos não-excludentes
  • 9. Teorias De Interação Entre Personalidade E Distúrbio Psiquiátrico Predisposição Subclínica Patoplástica De seqüela
  • 10. Relevância E Epidemiologia 10 a 13% das populações urbanas Taxa maior nas classes mais baixas e com menor nível educacional Maiores taxas de criminalidade, alcoolismo, abuso de drogas, suicídios, acidentes, divórcio Resposta reduzida à terapia com psicofármacos
  • 11.
  • 12. Sintomas Dificuldade em se relacionar com os outros. Pode ser irritável, exigente, hostil, temeroso ou manipulador. Os padrões de comportamento se desviam acentuadamente das expectativas da sociedade e permanecem consistentes ao longo do tempo. O transtorno afeta o pensamento, emoções, relações interpessoais e controle de impulso. O padrão é inflexível e ocorre abrangendo uma grande variedade de situações. O padrão é estável ou de longa duração, começando na infância ou adolescência.
  • 13. Curso E Tratamento Início na infância ou adolescência Diagnóstico no início da idade adulta (após os 17 anos em geral) Curso persistente (não permanente) Tratamento difícil, longo e polêmico
  • 14. Divisão em três Clusters Cluster A: Comportamento estranho ou excêntrico – Esquizóide, paranóide
  • 15.
  • 16. Cluster B: comportamento dramático, emocional ou errático Narcisística, borderline, anti-social
  • 17. Cluster C: ansiosa ou temerosa Dependente, de evitação
  • 18. Categorias Da Cid 10 Paranóide Desconfiança e suspicácia na qual os motivos dos outros são interpretados como malevolentes. Esquizóide Desapego a relações sociais e uma extensão restrita de expressão emocional Anti-social Desprezo em relação a, e violação de direitos dos outros. EmocionalHumor instável e caprichoso. Explosões de raiva mente instável e violência Tipo impulsivo Desconsideração por conseqüências. Incapacidade de planejar. Tipo borderline (limítrofe) Instabilidade em relações interpessoais, autoimagem e afetos, e impulsividade marcada. Risco de auto-dano ou suicídio.
  • 19. Categorias Da Cid 10 Histriônica Emotividade excessiva e busca de atenção Anancástica Preocupação excessiva com ordem, perfeição e controle. Ansioso (de evitação) Inibição social, sentimentos de inadequação, hipersensitividade a avaliação negativa. Dependente Comportamento submisso e aderente relacionado a uma necessidade excessiva de ser cuidado. Narcísico Grandiosidade, necessidade de admiração e falta de empatia.

Notas do Editor

  1. CHECKLIST DE SINTOMAS PARA DOENÇAS MENTAIS - CID 10 (1994) 21 MÓDULO F6: TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE a) Quais dos seguintes sintomas estão presentes? 1. desvio consistente e estável de traços de personalidade ou comportamentos em relação às normas culturalmente aceitas de forma estável e permanente 2. comportamento inflexível, desadaptado ou, sob outros aspectos, disfuncional numa ampla gama de situações pessoais e sociais 3. desconforto pessoal ou impacto adverso sobre o ambiente social b) Quais das seguintes características e comportamentos estão presentes? 1. paranóide: sensibilidade excessiva a contratempos e rejeições incapacidade de perdoar ofensas e injúrias desconfiança combativo e obstinado no que se refere a direitos pessoais propensão a ciúme patológico tendência a experimentar excessiva autovalorização preocupação com explicações “conspiratórias” não comprovadas sobre eventos 2. esquizóide: incapacidade de experimentar prazer (anedonia) frieza emocional, distanciamento ou afetividade embotada indiferença tanto para elogios quanto para críticas pouco interesse em ter experiências sexuais preferência por fantasias, atividades solitárias e introspecção falta de amigos íntimos dificuldade em reconhecer e aderir a convenções sociais (comportamento excêntrico) 3. anti-social: falta de capacidade de empatia irresponsabilidade e desrespeito por normas sociais incapacidade de manter relacionamentos persistentes baixa tolerância à frustração e baixo limiar para descarga de Agressão incapacidade de experimentar culpa propensão para culpar os outros irritabilidade persistente 4. emocionalmente instável: tendência a agir inesperadamente e sem consideração das conseqüências tendência a comportamento beligerante e a ter conflitos com os outros facilidade para ter explosões de raiva ou violência incapacidade evidente de planejar adiante ou prever acontecimentos futuros que têm grande chance de ocorrer dificuldade em persistir em qualquer tarefa que não ofereça gratificação imediata humor instável e caprichoso perturbações e incerteza sobre auto-imagem e preferências Internas (incluindo a sexual) propensão a se envolver em relacionamentos intensos e instáveis ameaças ou atos recorrentes de dano a si próprio 5. histriônico: autodramatização, teatralidade sugestionabilidade afetividade superficial e lábil egocentricidade busca contínua de apreciação necessidade de excitação ou de ser o centro das atenções comportamento manipulativo para adquirir necessidades próprias 6. anancástico: indecisão perfeccionismo consciencioso, escrupuloso pedantismo e convencional rigidez e teimosia intrusão de pensamentos ou impulsos insistentes e indesejáveis planejamento a longo prazo de todas as atividades e com detalhes imutáveis
  2. 7. ansioso (de evitação): sentimentos de tensão e apreensão autoconsciência e sentimentos de insegurança e inferioridade desejo de ser querido a aceito hipersensibilidade a rejeição e críticas recusa em se envolver com pessoas, a não ser com garantias de aceitação sem críticas propensão habitual a exagerar o potencial de perigo ou riscos em situações cotidianas estilo de vida restrito devido à necessidade de certeza e segurança 8. dependente: permitir que outros assumam responsabilidades em áreas principais da vida subordinação de suas próprias necessidades àquelas dos outros dos quais é dependente relutância em fazer exigências, ainda que razoáveis, às pessoas das quais depende perceber a si mesmo como desamparado, incompetente e sem vigor medo de ser abandonado e necessidade constante de se assegurar contra isso sentimentos de ruína e desamparo quando um relacionamento íntimo termina transferir responsabilidades para outros c) Qual a duração da síndrome? em anos d) Qual dos seguintes estados pode ser excluído? 1. desvio resultante de outra doença mental adulta 2. desvio resultante de doença ou dano cerebral orgânico e) Quais dos seguintes estados estão associados? 1. abuso de álcool ou drogas CASO SIM, CONSIDERAR SÍNDROMES DECORRENTES DO USO DE SUBSTÂNCIA PSICOATIVA. 2. sintomas afetivos CASO SIM, CONSIDERAR SÍNDROME AFETIVA. 3. sintomas psicóticos CASO SIM, CONSIDERAR SÍNDROME PSICÓTICA. 4. sintomas neuróticos CASO SIM, CONSIDERAR SÍNDROME NEURÓTICA. f) Qual dos seguintes diagnósticos está presente? 1. transtorno de personalidade paranóide (F60.0) 2. transtorno de personalidade esquizóide (F60.1) 3. transtorno de personalidade anti-social (F60.2) 4. transtorno de personalidade emocionalmente instável: tipo impulsivo (F60.30) tipo borderline (F60.31) 5. transtorno de personalidade histriônica (F60.4) 6. transtorno de personalidade anancástica (F60.5) 7. transtorno de personalidade ansiosa (de evitação) (F60.6) 8. transtorno de personalidade dependente (F60.7) 9. outros transtornos de personalidade especificados (F60.8) SE ALGUM SIM, CODIFICAR A CATEGORIA F NA FOLHA DE ROSTO.