VIII – Encontro de Psicopedagogia do Piauí        21 a 23 de Outubro de 2011
 Cajuina CAETANO VELOSO.mp3 Está entre as cem maiorespontes estaiadas do mundo                        Piripiri           ...
Professor o eterno aprendiz... De si mesmo Do outro Do mundo Da vida
Quantas vezes você já ouviu Professor, porque estamos aprendendo isso? Onde e quando vamos usar isso?
Para Giesecke 1997 Aprender é uma atividade individual do sujeito. O aprendente precisa ter motivo para aprender.
Aprendizagem é A probabilidade de incorporar o conhecimento  que é do outro, ao seu saber pessoal. Dinâmica. Construtiv...
 Escutar, copiar, reproduzir na prova. Assistir aula. Dar aula.   Isto não garante aprendizagem!
Então:Ensinar       significa mais que transmitir conhecimento.
Ensinar é: Intercambiar,   compartilhar, confrontar, debater  ideias, e mediante estas atividades, o sujeito  transcende ...
Questões importantes: De onde procedem historicamente as ideias que eu incorporo em minha prática de ensino? Como chegue...
Para Berbel 1998, p.58 A tarefa do professor e, num sentido mais amplo,  a do educador, é a de problematizar aos  educand...
De acordo com Moretto 2001 Ao propor um assunto a ser aprendido, cabe ao  professor organizar estratégias que permitam a ...
Vasconcelos 2002 afirma que O professor precisa se fortalecer a fim  de que possa se recusar a dar um  conteúdo no qual n...
Vasconcelos 2002 questiona Como poderá o professor mobilizar os alunos se nem ele está mobilizado para aquilo que ensina?
Vasconcelos 2002 afirma então: Esta exigência pedagógica é decorrência de um pressuposto        epistemológico      básic...
Aproximando a teoria da prática             Situação problema             Elemento desafiador
Perguntas que provocam o desejo    nos alunos em aprender:
 Por que? Para que? Como? Onde?
Para Oliva 1990 Compete ao professor desafiar, instigar a dúvida  dos alunos as certezas que os coloca em  situação tão c...
Metodologia do Arco Maguerez 1. Situação problema (provocação do desejo) 2. Hipótese de solução antes da teorização. 3....
Metodologia do Arco Maguerez 4. Hipótese de solução argumentada. 5. Compreensão e/ou reconstrução da realidade.
O ARCO DE CHARLES MAGUEREZ
Em sínteseSituação-problema.Hipóteses antes da teorização; momento do caos,da    necessidade    de    buscar   solução   o...
Se você deseja entrar nessa: Passo1.Selecione   um conteúdo do seu  componente curricular em determinada área,  série. P...
Se você deseja entrar nessa: Passo 3. Busque situações e problemas do contexto contemporâneo, onde esse conteúdo seja sig...
Para desenvolver uma práticapedagógica tendo com referênciao Arco de Maguerez:
 Passo 1. Selecione uma situação problema. Passo    2. Imagine   as   hipóteses   antes   da  teorização; Passo 3. Apon...
 Passo 4. Imagine que hipóteses teriam os alunos  agora depois da teorização. Passo 5. Planeja como levar os alunos a pr...
Ensinar é uma arte,e é na prática que o professor se faz artista.
O conhecimento do professor é geradoa partir de sua prática no cotidiano dasala de aula.
Por isso,O Professor é um eterno aprendiz ...
Eduardo Galeano in O livro do       abraços. Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descob...
Eduardo Galeano in O livro do       abraços. Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, esperando.
Eduardo Galeano in O livro do       abraços. Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia, depois de...
Eduardo Galeano in O livro do        abraços. E foi tanta a imensidão do mar, e tanto o seu fulgor, que o menino ficou mu...
Eduardo Galeano in O livro do      abraçosE quando finalmente conseguiu falar, tremendo, gaguejando, pediu ao pai:       ...
Eduardo Galeano in O livro do abraços)
Agradeço a atenção,e fiquem com tudo que acalma o coração.            Galeára Matos   Ms – Psicopedagoga/Psicanalista     ...
Viii – encontro de psicopedagogia  do piauí  19.10
Viii – encontro de psicopedagogia  do piauí  19.10
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Viii – encontro de psicopedagogia do piauí 19.10

1.029 visualizações

Publicada em

encontro pi

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Viii – encontro de psicopedagogia do piauí 19.10

  1. 1. VIII – Encontro de Psicopedagogia do Piauí 21 a 23 de Outubro de 2011
  2. 2.  Cajuina CAETANO VELOSO.mp3 Está entre as cem maiorespontes estaiadas do mundo Piripiri Delta do Parnaíba
  3. 3. Professor o eterno aprendiz... De si mesmo Do outro Do mundo Da vida
  4. 4. Quantas vezes você já ouviu Professor, porque estamos aprendendo isso? Onde e quando vamos usar isso?
  5. 5. Para Giesecke 1997 Aprender é uma atividade individual do sujeito. O aprendente precisa ter motivo para aprender.
  6. 6. Aprendizagem é A probabilidade de incorporar o conhecimento que é do outro, ao seu saber pessoal. Dinâmica. Construtiva – reconstrutiva, de dentro para fora.
  7. 7.  Escutar, copiar, reproduzir na prova. Assistir aula. Dar aula. Isto não garante aprendizagem!
  8. 8. Então:Ensinar significa mais que transmitir conhecimento.
  9. 9. Ensinar é: Intercambiar, compartilhar, confrontar, debater ideias, e mediante estas atividades, o sujeito transcende seus conhecimentos adquiridos gerando novas estruturas mentais. ( La Torre ,1993 p. 58)
  10. 10. Questões importantes: De onde procedem historicamente as ideias que eu incorporo em minha prática de ensino? Como cheguei a apoiar-me nelas?
  11. 11. Para Berbel 1998, p.58 A tarefa do professor e, num sentido mais amplo, a do educador, é a de problematizar aos educandos os conteúdos que mediatiza, e não a de dissertar sobre eles, de dá-los, de entendê- los, de entregá-los como se tratasse de algo já feito, elaborado, acabado, terminado.
  12. 12. De acordo com Moretto 2001 Ao propor um assunto a ser aprendido, cabe ao professor organizar estratégias que permitam a manifestação das concepções prévias dos alunos.
  13. 13. Vasconcelos 2002 afirma que O professor precisa se fortalecer a fim de que possa se recusar a dar um conteúdo no qual não vê sentido.
  14. 14. Vasconcelos 2002 questiona Como poderá o professor mobilizar os alunos se nem ele está mobilizado para aquilo que ensina?
  15. 15. Vasconcelos 2002 afirma então: Esta exigência pedagógica é decorrência de um pressuposto epistemológico básico: para conhecer, o sujeito precisa querer (caso contrário, não libera representação prévia, matéria-prima para o conhecimento).
  16. 16. Aproximando a teoria da prática Situação problema Elemento desafiador
  17. 17. Perguntas que provocam o desejo nos alunos em aprender:
  18. 18.  Por que? Para que? Como? Onde?
  19. 19. Para Oliva 1990 Compete ao professor desafiar, instigar a dúvida dos alunos as certezas que os coloca em situação tão confortável.
  20. 20. Metodologia do Arco Maguerez 1. Situação problema (provocação do desejo) 2. Hipótese de solução antes da teorização. 3. Teorização.
  21. 21. Metodologia do Arco Maguerez 4. Hipótese de solução argumentada. 5. Compreensão e/ou reconstrução da realidade.
  22. 22. O ARCO DE CHARLES MAGUEREZ
  23. 23. Em sínteseSituação-problema.Hipóteses antes da teorização; momento do caos,da necessidade de buscar solução oucompreensão.Teorização; momento de luz para a solução oucompreensão.Hipóteses pós-teorização: momento de reflexãofundamentada na teoria.Compreensão, reconstrução da realidade, momentodo sentido mais pleno do ato de estudar, pois ateoria mostra-se útil, significativa.
  24. 24. Se você deseja entrar nessa: Passo1.Selecione um conteúdo do seu componente curricular em determinada área, série. Passo 2. Investigue o contexto, as situações os problemas que deram origem a esse conteúdo.
  25. 25. Se você deseja entrar nessa: Passo 3. Busque situações e problemas do contexto contemporâneo, onde esse conteúdo seja significativo para seus alunos.
  26. 26. Para desenvolver uma práticapedagógica tendo com referênciao Arco de Maguerez:
  27. 27.  Passo 1. Selecione uma situação problema. Passo 2. Imagine as hipóteses antes da teorização; Passo 3. Aponte o conteúdo que será abordado.
  28. 28.  Passo 4. Imagine que hipóteses teriam os alunos agora depois da teorização. Passo 5. Planeja como levar os alunos a produzir e demonstrar sua capacidade de compreensão e ou capacidade de solução de problemas
  29. 29. Ensinar é uma arte,e é na prática que o professor se faz artista.
  30. 30. O conhecimento do professor é geradoa partir de sua prática no cotidiano dasala de aula.
  31. 31. Por isso,O Professor é um eterno aprendiz ...
  32. 32. Eduardo Galeano in O livro do abraços. Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descobrisse o mar. Viajaram para o Sul..
  33. 33. Eduardo Galeano in O livro do abraços. Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, esperando.
  34. 34. Eduardo Galeano in O livro do abraços. Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia, depois de muito caminhar, o mar estava na frente de seus olhos.
  35. 35. Eduardo Galeano in O livro do abraços. E foi tanta a imensidão do mar, e tanto o seu fulgor, que o menino ficou mudo de beleza.
  36. 36. Eduardo Galeano in O livro do abraçosE quando finalmente conseguiu falar, tremendo, gaguejando, pediu ao pai: - Me ajuda a olhar!
  37. 37. Eduardo Galeano in O livro do abraços)
  38. 38. Agradeço a atenção,e fiquem com tudo que acalma o coração. Galeára Matos Ms – Psicopedagoga/Psicanalista galeara@uol.com.br (85)88241951

×