Helicoverpa armigera: Como identificar?

7.350 visualizações

Publicada em

Helicoverpa armigera: Como identificar?

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.360
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
292
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Helicoverpa armigera: Como identificar?

  1. 1. As diferenças entre os Gêneros Heliothis e Helicoverpa Cecilia Czepak Karina Cordeiro Albernaz Escola de Agronomia/UFG
  2. 2. As diferenças entre os Gêneros Heliothis e Helicoverpa: Procurar no primeiro, segundo e oitavo segmento abdominal: Tubérculos escuros e com pelos Tubérculos “escuros” e sem pelos Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG Foto: J. Guedes Heliothis virescens Foto: J. Guedes Helicoverpa spp. 1 Cecilia Czepak
  3. 3. 2 Helicoverpa spp. Heliothis virescens Mandíbula sem placa dentada na face interna Mandíbula com placa dentada na face interna Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG 3 Helicoverpa spp. Cecilia Czepak Heliothis virescens
  4. 4. Sugestões para identificação da H. armigera no campo
  5. 5. ...a partir do quarto instar... 4 Tegumento levemente coriáceo 5 Protuberância em forma de sela 6 Cecilia Czepak Inúmeros pelos brancos Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG
  6. 6. Helicoverpa armigera Spodoptera sp. 7 Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG Fábio Santos Fábio Santos
  7. 7. Ao ser perturbada enrola a cabeça até o primeiro par de falsas pernas Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG Cecilia Czepak 8
  8. 8. Na versão “tubérculos claros”!! 9 Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG Fábio Santos
  9. 9. Diversidade de cores Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG 10 Fotos: Cecilia Czepak
  10. 10. Fábio Santos Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG
  11. 11. Adultos de H. armigera Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG 11 Cecilia Czepak Macho Fêmea
  12. 12. Vale ressaltar que, mesmo após essas sugestões, é importante coletar e enviar as lagartas e/ou adultos para um taxonomista capacitado na identificação dessa espécie. Cecilia Czepak Escola de Agronomia/UFG

×