Lição 9 Wicca
Nome moderno
para a velha
bruxaria
Introdução
Através de livros, desenhos animados e filmes, a bruxaria tem
adentrado nos lares em todo mundo. Estão inculcan...
1.

Histórico da Bruxaria
chamada Wicca

Popularizada por Gerald Brosseau
Gardner, nascido em 13 de junho de 1884,
na Ingl...
Antes de criar suas próprias doutrinas,
Gardner foi membro da Maçonaria,
membro da Rosa-cruz, fez parte de
grupos pratican...
Maçonaria, forma reduzida e usual
de francomaçonaria,1 é
uma sociedade discreta e por
discreta, entende-se que se trata de...
Rosa-cruz é uma confraria
de iluminados existente na Alemanha a partir
do século XVI e difundida pelos países vizinhos
no ...
1.1. O Termo “Wicca”

Gardner resgatou o termo
“Wicca”, porque em épocas
remotas os "Bruxos" eram
chamados de "wiccas" (os...
1.2. A Prática do Wiccanismo
. Há duas formas de se seguir um rito
wiccano: a primeira é sozinho, onde o
praticante é deno...
Ritos no Wiccanismo
Um exemplo de rito é
o círculo de adoração,
onde é traçada uma linha
com sal grosso, areia fina,
uma p...
1.3. A Iniciação ao
Wiccanismo

Para se tornar um wiccaniano, o
candidato passa por várias etapas, cada
uma delas com seus...
2. As Divindades Wiccas

Os Wiccanos celebram “o casal
divino”: a “deusa mãe” e o “deus
cornífero”. Esses dois possuem mui...
2.1. A “deusa mãe”

A “deusa” é retratada pelos wiccanos como
uma deusa tríplice: uma deusa virgem; uma
deusa-mãe; e uma d...
2.2. O “deus cornífero” ou
“deus chifrudo”

Mesmo com um nome que faz
referência a um “deus possuidor de
chifres”, os wicc...
2.3. A Bíblia condena as divindades
wiccanas

Estas divindades wiccanas, ao longo da
história, tiveram vários nomes. A “de...
Divindades Wiccanas e seus correlatos
Diana Cernutos Artemis Astarote

Osires
Associado à
vegetação e
a vida no Além

Quem...
3. Principais heresias Wiccas
Não existe nenhum tipo de
"livro sagrado" ou "revelação"
na Wicca. As fontes que
fundamentam...
3.1. Princípio Ético

O princípio ético que rege os
wiccanos diz: “Se não causar dano
a ninguém, faça o que quiser”.
Uma l...
3.2. Conceito de Bem e Mal

“O que é mal para uma pessoa, pode ser
um bem para outra”, este é o conceito do
bem e do mal q...
3.3. Ensino dos Sabás e Esbás.

Sabás, “A Roda do Ano” ou “mandala da
natureza”, como também é conhecida,
são celebrações ...
Os Esbás ou Esbaths são homenagens
voltadas à Deusa em seu aspecto lunar. É
celebrada na Wicca cada fase da
Lua, mais muit...
Mandala = significa círculo ou "aquilo
que circunda um centro"1 . É uma
representação geométrica da
dinâmica relação entre...
Conclusão

A seita Wicca vem ganhando um sólido espaço
entre as múltiplas religiões no Brasil. Embora ainda
carente de alg...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lição 9 wicca

2.295 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação

Lição 9 wicca

  1. 1. Lição 9 Wicca Nome moderno para a velha bruxaria
  2. 2. Introdução Através de livros, desenhos animados e filmes, a bruxaria tem adentrado nos lares em todo mundo. Estão inculcando, tanto nas crianças como nos adultos, a existência de “bruxinhos do bem”. Crenças e rituais praticados pelos Wiccanos lembram as religiões pagãs, que buscavam “equilíbrio”, dizem eles, “entre o bem e o mal”. A sua adoração é dirigida a divindades composta por duas deidades: “a deusa mãe”, que para eles representa a parte feminina do poder; e o “deus cornífero” que é venerado por eles como poderoso pelo fato de possuir chifres. Conheça, através desta lição, um pouco dessa seita, que é atualmente a principal divulgadora da bruxaria moderna.
  3. 3. 1. Histórico da Bruxaria chamada Wicca Popularizada por Gerald Brosseau Gardner, nascido em 13 de junho de 1884, na Inglaterra, faleceu em 12 de fevereiro de 1964. Gardner era fascinado pelo ocultismo. Ocultismo (da palavra em latim occultus: "clandestino, escondido, secreto") é "o conhecimento do oculto".1 No uso comum da língua inglesa, oculto refere-se ao "conhecimento do paranormal "
  4. 4. Antes de criar suas próprias doutrinas, Gardner foi membro da Maçonaria, membro da Rosa-cruz, fez parte de grupos praticantes de bruxaria na Inglaterra e sofreu a influência do amigo Aleister Crowley, um homem conhecido pela prática e pela divulgação do culto satânico.
  5. 5. Maçonaria, forma reduzida e usual de francomaçonaria,1 é uma sociedade discreta e por discreta, entende-se que se trata de ação reservada e que interessa exclusivamente àqueles que dela participam.
  6. 6. Rosa-cruz é uma confraria de iluminados existente na Alemanha a partir do século XVI e difundida pelos países vizinhos no século XVII, quando ficou publicamente conhecida através de três manifestos. Insere-se na tradição esotérica ocidental. Esta confraria hermética é vista por muitos rosacrucianistas antigos e modernos como um "Colégio de Invisíveis" nos mundos internos, formado por grandes adeptos, com o intuito de prestar auxílio à evolução espiritualda humanidade.
  7. 7. 1.1. O Termo “Wicca” Gardner resgatou o termo “Wicca”, porque em épocas remotas os "Bruxos" eram chamados de "wiccas" (os sábios). A palavra wicca é oriunda do termo inglês Witchcraft (bruxaria).
  8. 8. 1.2. A Prática do Wiccanismo . Há duas formas de se seguir um rito wiccano: a primeira é sozinho, onde o praticante é denominado “bruxo solitário”; a segunda é a forma chamada “covens” (comunidade praticantes dos rituais Wiccanos), onde vários praticantes se reúnem para seus ritos.
  9. 9. Ritos no Wiccanismo Um exemplo de rito é o círculo de adoração, onde é traçada uma linha com sal grosso, areia fina, uma pequena bancada que serve de altar, onde se põem incenso e o material (dependendo do que se quer fazer)
  10. 10. 1.3. A Iniciação ao Wiccanismo Para se tornar um wiccaniano, o candidato passa por várias etapas, cada uma delas com seus rituais, que vão desde a prática do ato sexual entre o candidato e um alto sacerdote ou sacerdotisa Wiccana, conforme o sexo do candidato, até a prática homossexual.
  11. 11. 2. As Divindades Wiccas Os Wiccanos celebram “o casal divino”: a “deusa mãe” e o “deus cornífero”. Esses dois possuem muitas faces - faces representadas por diversos deuses e deusas em várias culturas espalhadas pelo mundo.
  12. 12. 2.1. A “deusa mãe” A “deusa” é retratada pelos wiccanos como uma deusa tríplice: uma deusa virgem; uma deusa-mãe; e uma deusa anciã. Cada uma tem associações diferentes, ou seja: a virgindade, a fertilidade e a sabedoria. Ela também é comumente descrita como a “deusa lua” ou simplesmente a “deusa mãe” por ser a figura da mãe a mais forte
  13. 13. 2.2. O “deus cornífero” ou “deus chifrudo” Mesmo com um nome que faz referência a um “deus possuidor de chifres”, os wiccanos desconversam, dizendo que um “deus chifrudo” simboliza poder e força, e não o diabo
  14. 14. 2.3. A Bíblia condena as divindades wiccanas Estas divindades wiccanas, ao longo da história, tiveram vários nomes. A “deusa mãe” foi chamada de: Artemes, Astarote, Diana, etc. O “deus chifrudo” foi conhecido como: Apoio, Cernutos, Lúcifer, Osires, etc. Essas divindades e os cultos a elas são práticas antigas, pois há relatos na Bíblia Sagrada que Deus abandonou o povo de Israel por prestar culto a Asterote, “a deusa mãe” (Jz 2.12-14).
  15. 15. Divindades Wiccanas e seus correlatos Diana Cernutos Artemis Astarote Osires Associado à vegetação e a vida no Além Quemos Moloque
  16. 16. 3. Principais heresias Wiccas Não existe nenhum tipo de "livro sagrado" ou "revelação" na Wicca. As fontes que fundamentam a crença e a prática desta seita são literaturas sobre a bruxaria...
  17. 17. 3.1. Princípio Ético O princípio ético que rege os wiccanos diz: “Se não causar dano a ninguém, faça o que quiser”. Uma liberdade sem limites que leva muitos a ações de total irresponsabilidade. (Ec 12.14).
  18. 18. 3.2. Conceito de Bem e Mal “O que é mal para uma pessoa, pode ser um bem para outra”, este é o conceito do bem e do mal que rege os wiccanos. Para eles, a existência do mal é fundamental para dar sentido ao bem. A Palavra de Deus, no entanto, condena veemente tal prática ao afirmar que “quem anda nas trevas não sabe para onde vai” (Jo 12.35).
  19. 19. 3.3. Ensino dos Sabás e Esbás. Sabás, “A Roda do Ano” ou “mandala da natureza”, como também é conhecida, são celebrações comemorativas que marcam as mudanças das estações do ano. É uma ocasião em que os bruxos celebram a natureza, dançam, cantam, deleitam-se com alimentos e honram as deidades, principalmente a “deusa” da fertilidade.
  20. 20. Os Esbás ou Esbaths são homenagens voltadas à Deusa em seu aspecto lunar. É celebrada na Wicca cada fase da Lua, mais muitos bruxos optam celebrar somente a Lua Cheia como símbolo da Deusa. A Deusa é a grande mãe, senhora da vida.
  21. 21. Mandala = significa círculo ou "aquilo que circunda um centro"1 . É uma representação geométrica da dinâmica relação entre o homem e o cosmo.
  22. 22. Conclusão A seita Wicca vem ganhando um sólido espaço entre as múltiplas religiões no Brasil. Embora ainda carente de algumas definições e bastante associada ao esoterismo, está sendo disseminada através da Internet, nos inúmeros títulos nas livrarias e mesmo em publicações populares distribuídas nas bancas de jornal, trazendo heresias que devem ser refutadas, visto que é uma crença baseada, principalmente, na magia, prática condenada por Deus.

×