1. Arrependimento, uma decisão
necessária.
O primeiro passo para superar o
sentimento de culpa é reconhecer o
erro (Pv 28....
Metanoia (do grego antigo μετανοε ν,ῖ
translit. metanoein: μετά, metá, 'além',
'depois'; νο ς,ῦ nous, 'pensamento',
'intel...
O arrependimento em vários contextos
Retórica
Em retórica é um artifício usado para retornar a uma afirmação feita, para r...
O sentimento que a culpa provoca afasta cada vez mais o
homem da presença de Deus. Por isso é necessário que haja
um novo ...
(lRs 21.27 Quando Acabe ouviu essas palavras,
rasgou as suas vestes, vestiu-se de pano de saco e
jejuou. Passou a dormir s...
Veja que há uma diferença entre a atitude de
Pedro, que se arrependeu de ter negado
Cristo, e a atitude de Judas que senti...
Quando há o conhecimento que um ser está
sendo atingido psicologicamente, deve-se
investigar as possíveis causas, afim de ...
(Hb 8.12 Porque eu lhes perdoarei a maldade
e não me lembrarei mais dos seus pecados”).
Para tanto, é fundamental que saia...
Idiossincrasia na religião
Entre os religiosos, idiossincrasia significa o
comportamento estranho ou diferente do
usual, d...
Espinho na carne: grego do NT (skolops te
sarki).
skolops (espinho) seja “estaca”, um bastão de
madeira afiado, este termo...
As lembranças das maldades cometidas feriam
intensamente Paulo, causando nele uma dor
intensa e profunda como que se um es...
A Graça é suficiente para nos curar de
todos os males, porque é superior a
qualquer culpa (Rm 5.20 A Lei foi
introduzida p...
Deus queria que ele fizesse a obra a ele destinada. O
reconhecimento, por sua parte, de que, na sua
fraqueza, era fortalec...
(2Co l2.15 Assim, de boa vontade, por amor de
vocês, gastarei tudo o que tenho e também me
desgastarei pessoalmente. Visto...
Podemos usar, nesse caso de Paulo, o termo
resiliência, este é aplicado na ciência dos materiais
que significa a proprieda...
Culpa emocional
Pensamentos do tipo “será que eu falhei?”, “o que eu poderia ter
feito?”, “onde errei?”, são todos pensame...
Como se livrar do sentimento de culpa
A melhor resposta seria a consciência de que todos nós somos
limitados. Podemos faze...
Todos os Domingo
as 8:30hs
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Lição 8   Complexo de culpa, o tormento da alma humana
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Lição 8 Complexo de culpa, o tormento da alma humana

1.157 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.157
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
58
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 8 Complexo de culpa, o tormento da alma humana

  1. 1. 1. Arrependimento, uma decisão necessária. O primeiro passo para superar o sentimento de culpa é reconhecer o erro (Pv 28.13) Quem esconde os seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia.). Arrependimento: Metanoia = mudança de mentalidade.
  2. 2. Metanoia (do grego antigo μετανοε ν,ῖ translit. metanoein: μετά, metá, 'além', 'depois'; νο ς,ῦ nous, 'pensamento', 'intelecto'), no seu sentido original, significa mudar o próprio pensamento, mudar de ideia.
  3. 3. O arrependimento em vários contextos Retórica Em retórica é um artifício usado para retornar a uma afirmação feita, para refazê-la em seguida, corrigindo-a, enfatizando-a ou atenuando-a. Religião No contexto da religião, significa arrependimento ou o processo de conversão, tanto intelectual como moral e espiritual. É uma mudança contínua que começa a acontecer no momento em que o homem aceita a fé que lhe foi pregada. Então o motivo dessa metanóia (mudança da mente) é aprender a pensar segundo diz a sua fé, pensar em uniformidade com os demais que já aderiram à fé há mais tempo. Psicologia Em psicologia, segundo Carl Jung denota um processo de reforma da psique, como forma de auto cura, e uma proposta de explicação para o fenômeno do surto psicótico. Ao surto, seguir-se-ia uma reconstrução psicológica positiva ou "cura". Assim, a metanoia seria um processo potencialmente produtivo. Por essa razão, episódios psicóticos dos pacientes não deveriam ser necessariamente impedidos. Organização Peter Senge liga o conceito de metanoia à mudança organizacional, sendo uma das práticas que preconiza, no âmbito da aprendizagem organizacional. Segundo o autor, para se proceder a uma mudança nas empresas, é necessário promover "alterações nas mentes dos colaboradores". Caso isso não ocorra, mesmo havendo novas máquinas, ferramentas, novos softwares, etc., não se produz qualquer efeito inovador.
  4. 4. O sentimento que a culpa provoca afasta cada vez mais o homem da presença de Deus. Por isso é necessário que haja um novo encontro com o Senhor, afim de que se possa desenvolver uma nova vida sem culpa e totalmente restaurada (Mt 11.28).
  5. 5. (lRs 21.27 Quando Acabe ouviu essas palavras, rasgou as suas vestes, vestiu-se de pano de saco e jejuou. Passou a dormir sobre panos de saco e agia com mansidão.). A princípio, Acabe não demonstrou culpa, pois sua ganância era tamanha que não percebeu o mal que havia cometido, talvez possa ter pensado que a culpa pela morte de Nabote era de Jezabel. No entanto, ao perceber seu erro através das palavras do profeta Elias, foi tomado de intensa dor e sofrimento causados pelo complexo de culpa.
  6. 6. Veja que há uma diferença entre a atitude de Pedro, que se arrependeu de ter negado Cristo, e a atitude de Judas que sentiu remorso por ter traído Cristo. O arrependimento produz alívio e salvação com pleno perdão (Rm 8.1) enquanto o remorso provoca desarranjo mental, resultando no suicídio ou na morte (Mt 27.5).
  7. 7. Quando há o conhecimento que um ser está sendo atingido psicologicamente, deve-se investigar as possíveis causas, afim de buscar o tratamento adequado. Dando-lhe a oportunidade de um novo direcionamento. Nesses casos, a busca pela mudança é imprescindível, pois é encarando a verdade que o indivíduo encontrará libertação do complexo de culpa.
  8. 8. (Hb 8.12 Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados”). Para tanto, é fundamental que saiamos da nossa idiossincrasia e caminhemos em direção à verdade para que a Palavra se cumpra em nós (lJo 1.7) Idiossincrasia (do grego διοσυγκρασία (idiosynkrasía),ἰ “temperamento peculiar”, composto de διος (idios)“peculiar” eἴ σύγκρασις (synkrasis) “mistura”) é uma característicacomportamental ou estrutural peculiar a um indivíduo ou grupo.
  9. 9. Idiossincrasia na religião Entre os religiosos, idiossincrasia significa o comportamento estranho ou diferente do usual, diferente daquele que geralmente é visto como comum, todavia também como comportamento social diverso que podemos ver nas variedades de cultos. As pessoas têm comportamentos estranhos e criticam aqueles que não se comportam da forma como se acha que seja correta.
  10. 10. Espinho na carne: grego do NT (skolops te sarki). skolops (espinho) seja “estaca”, um bastão de madeira afiado, este termo é usado principalmente na Septuaginta (Nm 33.35; Ez 28.24; Os 2.6) e nos papiros como espinho, estilhaço ou lasca. Não sabemos e nem podemos saber a que o apóstolo estava se referindo ao mencionar o seu espinho na carne.
  11. 11. As lembranças das maldades cometidas feriam intensamente Paulo, causando nele uma dor intensa e profunda como que se um espinho o estivesse ferindo, podemos aqui exemplificar as palavras do emissário de Satanás em seu ataque ao Apóstolo. “Veja só, agora fica aí dando uma de bom moço, pregando a esse Jesus, andando lado a lado desse povo que se diz povo escolhido. Já se esqueceu de que fostes um dos maiores algozes deles?” Isso se o espinho na carne de Paulo se tratasse disso.
  12. 12. A Graça é suficiente para nos curar de todos os males, porque é superior a qualquer culpa (Rm 5.20 A Lei foi introduzida para que a transgressão fosse ressaltada. Mas onde aumentou o pecado, transbordou a graça,).
  13. 13. Deus queria que ele fizesse a obra a ele destinada. O reconhecimento, por sua parte, de que, na sua fraqueza, era fortalecido pelo Espírito fez com que sentisse força para lutar contra o seu complexo de culpa. Podemos concluir que a libertação do complexo se deu pelo fato de Paulo ter permanecido em comunhão com os irmãos; não dando ouvidos ao emissário de Satanás. A comunhão é também um eficaz remédio para cura das doenças apresentadas com enfermidades da alma.
  14. 14. (2Co l2.15 Assim, de boa vontade, por amor de vocês, gastarei tudo o que tenho e também me desgastarei pessoalmente. Visto que os amo tanto, devo ser menos amado?). Ironicamente a culpa que lhe era imposta pelas lembranças trazidas a sua mente pelo emissário de Satanás agora funcionava como combustível para realização de seu trabalho em prol do Reino de Deus.
  15. 15. Podemos usar, nesse caso de Paulo, o termo resiliência, este é aplicado na ciência dos materiais que significa a propriedade de um corpo de recuperar a sua forma original após sofrer choque ou deformação. Atualmente as ciências humanas têm feito uso desse termo para explicar a capacidade que o indivíduo desenvolve para se recuperar das adversidades, transformando o mal sofrido ou praticado em força contrária em busca de uma nova realidade.
  16. 16. Culpa emocional Pensamentos do tipo “será que eu falhei?”, “o que eu poderia ter feito?”, “onde errei?”, são todos pensamentos de indicam forte culpa. A culpa pode ser muito irracional, tem gente que sente culpa porque alguém que estava à sua frente na calçada tropeçou, “Como não adivinhei que esta pessoa precisaria de mim?”. Ela só não percebe que não adivinhou porque não existe bola de cristal. Culpa concreta Um exemplo de culpa concreta seria uma pessoa que de fato lesou alguém física, financeira ou moralmente. Para superar esta culpa só há um caminho: fazer de tudo para reparar o erro. Custe o que custar. Vença a preguiça e a vergonha e faça o máximo para minimizar o prejuízo causado. Peça desculpas, ajude a pessoa lesada, ajude outras pessoas em situações parecidas, faça o que for possível,
  17. 17. Como se livrar do sentimento de culpa A melhor resposta seria a consciência de que todos nós somos limitados. Podemos fazer o nosso melhor, mas mesmo o melhor dos melhores tem seus limites humanos. Saber que tudo tem um preço, toda decisão faz parte de um processo de escolhas, se queremos X temos que abrir mão de Y. Se tivermos consciência da importância da preservação do meio ambiente vamos gastar mais tempo na separação do lixo, por exemplo. A culpa aparece quando temos essa consciência, mas não conseguimos separar um tempo para dedicar ao que sabemos ser importante. Se deixarmos nosso perfeccionismo de lado, esse perfeccionismo que não aceita fazer escolhas, que quer o melhor dos dois mundos, poderemos perceber que temos o direito do desfrute de nossa própria vida.
  18. 18. Todos os Domingo as 8:30hs

×