Verificação e validação de software no âmbito DO-178C - Rodrigo Pimenta Reis

340 visualizações

Publicada em

O desenvolvimento de software aeronáutico é guiado por uma norma da RTCA denominada DO-178C, essa norma apresenta os pontos necessários no ciclo de vida do sw demonstrando o que é necessário para a certificação do mesmo. Trata-se de critérios rigidos para a garatia da qualidade do software, dentro desse contexto a etapa de verificação e validação de software é de suma importância. Essa palestra tem o intuito de apresentar o contexto de verificação e validação de software aeronáutico, objetivos a serem realizados para cumprimento com a norma DO-178C e como isso é relevante para a qualidade de software. Entre as atividades/objetivos a serem apontados estão: Revisão de requisitos, testes unitários, padrões de teste, revisão de código objeto etc.

Publicada em: Software
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
340
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Verificação e validação de software no âmbito DO-178C - Rodrigo Pimenta Reis

  1. 1. 1 Verificação e validação de software no âmbito DO-178C Rodrigo Pimenta Reis
  2. 2. 2 Apresentação • Engenharia de Controle e Automação - UFMG • Mestrado em Engenharia de Computação - Vrije Universiteit Brussel • Concert Technologies e Mars. • Engenheiro de verificação e validação na Embraer. Rodrigo Pimenta Reis
  3. 3. 3 Sumário 1. Introdução 2. DO-178C 1. Planejamento 2. Desenvolvimento 3. Controle de Configuração 4. Garantia de qualidade 5. Certificação 3. Verificação 4. Suplementos DO-33x
  4. 4. 4
  5. 5. 5 Falha num componente de hardware Substituição por parte sobressalente
  6. 6. 6 Imperfeição no Software Erro no processo de desenvolvimento
  7. 7. 7
  8. 8. DO-178C 8
  9. 9. 9
  10. 10. 10 Nível Condição Objetivos Independência A Catastrophic 66 25 B Hazardous 65 14 C Major 57 2 D Minor 28 2 E No Effect 0 0
  11. 11. Planejamento 11
  12. 12. 12 Atividades Objetivos Planos PSAC SDP SVP SCM SQE
  13. 13. Desenvolvimento 13
  14. 14. 14 SysReq-1 HLR-1 LLR-1 LLR-2 HLR-2 LLR-3
  15. 15. 15 Rat-1 DLLR-10 Safety Assessment
  16. 16. 16 Código LLR-1 LLR-2 LLR-3
  17. 17. 17 Arquitetura
  18. 18. Verificação 18
  19. 19. Controle de Configuração 19
  20. 20. 20 Controle de configuração • SVN • Subversion Controle de Mudanças • Jira • Mantis • Bugzilla
  21. 21. Garantia de Qualidade 21
  22. 22. 22 Processo Atividades Transições
  23. 23. Certificação 23
  24. 24. 24 SOI1 SOI2 SOI3
  25. 25. Verificação 2 25
  26. 26. 26 Testes Data Coupling Control Coupling Robustez MC/DCEstrutural Decisão Requisitos Inspeção
  27. 27. 27 Teste de unidade Teste de integração
  28. 28. 28 Revisão Requisitos Código Testes Arquitetura Planos EOC
  29. 29. 29 • Revisão • Testes • Rastreabilidade • Tempo máximo de execução • Uso de memória Verificação
  30. 30. Suplementos DO-33x 30
  31. 31. 31 Tool Qualification PASS/FAIL Cobertura
  32. 32. 32 Model Based Design
  33. 33. 33 Object Oriented Technology
  34. 34. 34 Formal Methods
  35. 35. 35
  36. 36. 36

×