Economia Empresarial            Unidade III – Teoria da ProduçãoMilton Henrique do Couto Neto     miltonh@terra.com.br
Teoria da Produção• Serve de base para análise das relações entre  produção e custos de produção;• Constitui-se no alicerc...
Produção• Transformação, pela empresa, dos fatores  adquiridos em produtos para a venda no  mercado.
Firma• Unidade técnica que produz bens e serviços.• Unidade de produção que atua  racionalmente, procurando maximizar seus...
Produção   Insumos                     Produto AcabadoAs empresas transformam insumos, também denominados      fatores de ...
Pouco Insumo                            Pouco Produto Acabado                      ProduçãoMuito Insumo                   ...
Fatores de ProduçãoMão de Obra       Materiais         Capital Trabalhadores    Matéria prima    Edificações especializado...
Função Produção• Relação entre a quantidade física dos fatores  e a quantidade física do produto;                     Ou.....
Tipos de Produção
• Processo de Produção                    Indica:  – Indica quanto de cada fator se    Várias formas    faz necessário par...
Função Produção - Matemática        q = f (X1, X2, X3, X4, ..., Xn)Onde q é a quantidade produzida do bem e X1,X2, X3, ......
Curto Prazo X Longo PrazoQuando nos referimos a produção:• CURTO Prazo refere-se ao período de tempo  no qual um ou mais f...
Função Produção - Economia• Quando pelo menos 1 fator é fixo e os  demais variáveis  – Abordagem Clássica ou de Curto Praz...
Função Produção  Com 1 Variável
Abordagem Clássica – Curto Prazo                            q = Quantidade de Produto;q = f (X1, X20)             X1 = Fat...
Produto Médio e Produto Marginal                                     q = Quantidade de Produto;  q = f (L, K)             ...
Produto Médio e Produto Marginal                                       q = Quantidade de Produto;  q = f (L, K)           ...
Produto Médio e Produto Marginal                                       q = Quantidade de Produto;  q = f (L, K)           ...
Produto Total, Médio e Marginal• Produto Total (PT)  – Volume total produzido de um determinado    produto;• Produto Médio...
Graficamente                    Produto Total                   Produto MédioProduto Marginal
q112                         D                                    Graficamente                 C                          ...
q112                         D                                         Graficamente                 C                     ...
q112                         D                                     Graficamente                 C                         ...
q112                         D                                           Graficamente                 C                   ...
q112                         D                                       Graficamente                 C                       ...
q112                         D                                     Graficamente                 C                         ...
Análise dos 3 Estágios• Estágio 1: RENDIMENTOS CRESCENTES   – Aumento da mão-de-obra provoca aumento no produto total, no ...
Lei dos Rendimentos Decrescentes “À medida que unidades de um recurso variável (como por exemplo mão de obra) são adiciona...
Custos de Produção• Custo Fixo (CFT)  – São os custos que não mudam com as variações    na quantidade produzida;• Custos V...
Custos de Produção                 Custo                VariávelCustoTotal          Custo Fixo
Custos de Produção                 Custo Fixo               Custo VariávelCusto Total       Custo Fixo
Custos de Produção• Custo Fixo Médio (CFM)        CFT  CFM =         Q• Custo Variável Médio (CVM)    Custos        CVT   ...
Custos de Produção• Custo Marginal (CMg)  – Representa o custo adicional ou extra da    produção de mais 1 unidade de prod...
Em contrapartida   • Produto Receita Marginal (PRMg)      – Representa a receita adicional ou extra da        produção de ...
Custo de Produção• Custo Marginal (CMg) x Produto Marginal (PMg)         W                         Onde:  CMg =           ...
Custo de Produção• Custo Marginal (CMg) x Produto Marginal (PMg)PMg                          CMg       L0                 ...
Formatos das Curvas de CustoCusto($ por         100  ano)                                                                 ...
Formatos das Curvas de Custo• Com relação à reta que                                  Custos                              ...
Formatos das Curvas de Custo• Custos unitários             Custo                              ($ por                      ...
Formatos das Curvas de Custo• Custos unitários             Custo                              ($ por                      ...
Deslocamentos das Curvas de Custos                  CFM          CVM         CTM        CMg Aumento do                 Aum...
Lei dos Rendimentos             Custo                                           DecrescentesCusto                         ...
Suponha que o preço de mercado seja de R$ 40,00   Custo                                                          55       ...
Custo                                                 55     CMg                                        40                ...
Função Produção  Com 2 Variáveis
Resumo• Até aqui a demanda cresce e, no curto prazo,  para atender ao aumento da demanda a empresa  contrata mais mão-de-o...
Isoquantas q = f (X1, X2)                                        Mão de Obra                         1          2         ...
IsoquantasCapital por ano                              Isoquanta é uma curva que                              representa t...
Taxa Marginal de Substituição TécnicaCapital por ano                  É a taxa pela qual um insumo pode ser               ...
Linhas de Isocusto• Se CX e CY forem os preços unitários dos  insumos X e Y, respectivamente, o custo total  C de uma dete...
Linhas de IsocustoCapital por ano                                                             Mão de Obra por ano         ...
Isoquantas e IsocustosCapital por ano                                                         Q3= 90                      ...
Capital   Minimização do Custo Totalpor ano                                              Região                           ...
Maximização da Produção TotalCapitalpor ano                       Mais                     produção                      P...
Critério Equimarginal• O PONTO ÓTIMO onde os custos totais serão  minimizados e a produção total será  maximizada é defini...
Rendimentos Constantes de Escala• Se a quantidade de insumos dobra, a  produção também dobra; o custo médio é  constante p...
Rendimentos Crescentes de Escala• Se a quantidade de insumos dobra, a  produção mais do que dobra; o custo médio  diminui ...
Rendimentos Decrescentes de Escala• Se a quantidade de insumos dobra, a  produção aumenta menos do que o dobro; o  custo m...
$                         Escala e Custos                                                              Custo Médio de     ...
Custo médio e custo marginal a longo prazo    Custo($ por unidade                                          O custo margina...
Economia e Deseconomia de Escala•   Economias de Escala    – O aumento da produção é maior do que o      aumento dos insum...
Medição da Economia de Escala    • Ec = variação percentual do custo resultante de um      aumento de 1% na produção      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Teoria da produção 2011_01

13.162 visualizações

Publicada em

Material da disciplina de Economia Empresarial
Prof. Milton Henrique
miltonh@terra.com.br

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.162
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
468
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • 38
  • 39
  • 41
  • 42
  • 85
  • Teoria da produção 2011_01

    1. 1. Economia Empresarial Unidade III – Teoria da ProduçãoMilton Henrique do Couto Neto miltonh@terra.com.br
    2. 2. Teoria da Produção• Serve de base para análise das relações entre produção e custos de produção;• Constitui-se no alicerce do estudo da determinação da procura da firma com relação aos fatores de produção de que necessita quando da realização do processo produtivo.
    3. 3. Produção• Transformação, pela empresa, dos fatores adquiridos em produtos para a venda no mercado.
    4. 4. Firma• Unidade técnica que produz bens e serviços.• Unidade de produção que atua racionalmente, procurando maximizar seus resultados relativos a produção e lucro.
    5. 5. Produção Insumos Produto AcabadoAs empresas transformam insumos, também denominados fatores de produção, em produtos acabados.
    6. 6. Pouco Insumo Pouco Produto Acabado ProduçãoMuito Insumo Muito Produto AcabadoRestrição financeira? Restrição econômica? Restrição técnica?
    7. 7. Fatores de ProduçãoMão de Obra Materiais Capital Trabalhadores Matéria prima Edificações especializados Trabalhadores Eletricidade, Equipamentos não água, etc. especializados Esforços Inventáriosempreendedores dosadministradores
    8. 8. Função Produção• Relação entre a quantidade física dos fatores e a quantidade física do produto; Ou...• Relação que indica quanto se pode obter de um ou mais produtos a partir de uma dada quantidade de fatores.
    9. 9. Tipos de Produção
    10. 10. • Processo de Produção Indica: – Indica quanto de cada fator se Várias formas faz necessário para obter certa de se produzir quantidade de produto. É diferente de...• Função Produção – Indica o máximo de produto que A forma mais se pode obter a partir de uma eficiente de dada quantidade de fatores, produção mediante a adequada escolha do processo de produção.
    11. 11. Função Produção - Matemática q = f (X1, X2, X3, X4, ..., Xn)Onde q é a quantidade produzida do bem e X1,X2, X3, ..., Xn identificam as quantidades utilizadasde diversos fatores, respeitado o processo deprodução mais eficiente escolhido. Microeconomia (simplificado) q = f (X1, X2) Onde: q>0; X1>0 e X2>0
    12. 12. Curto Prazo X Longo PrazoQuando nos referimos a produção:• CURTO Prazo refere-se ao período de tempo no qual um ou mais fatores de produção não podem ser modificados.• LONGO Prazo corresponde ao período de tempo necessário para tornar variáveis todos os insumos. Ou seja, não tem relação com o tempo específico (dia, mês, ano, etc.).
    13. 13. Função Produção - Economia• Quando pelo menos 1 fator é fixo e os demais variáveis – Abordagem Clássica ou de Curto Prazo da Teoria da Produção;• Quando todos os fatores são variáveis – Abordagem Moderna ou de Longo Prazo da Teoria da Produção.
    14. 14. Função Produção Com 1 Variável
    15. 15. Abordagem Clássica – Curto Prazo q = Quantidade de Produto;q = f (X1, X20) X1 = Fator Variável X20 = Fator Fixo Neste caso, a quantidade produzida, para que se possa variar, dependerá da variação da quantidade utilizada do fator variável associada à contribuição constante do fator fixo, em cada combinação dos fatores utilizados.
    16. 16. Produto Médio e Produto Marginal q = Quantidade de Produto; q = f (L, K) L = Mão de Obra - Variável K = Capital - FixoMão de Capital Produto TotalObra (L) (K) (q) 0 10 0 1 10 10 2 10 30 3 10 60 4 10 80 5 10 95 6 10 108 7 10 112 8 10 112 9 10 108 10 10 100
    17. 17. Produto Médio e Produto Marginal q = Quantidade de Produto; q = f (L, K) L = Mão de Obra - Variável K = Capital - FixoMão de Capital Produto Total Produto MédioObra (L) (K) (q) (q/L) 0 10 0 - 1 10 10 10 2 10 30 15 3 10 60 20 4 10 80 20 5 10 95 19 6 10 108 18 7 10 112 16 8 10 112 14 9 10 108 12 10 10 100 10
    18. 18. Produto Médio e Produto Marginal q = Quantidade de Produto; q = f (L, K) L = Mão de Obra - Variável K = Capital - FixoMão de Capital Produto Total Produto Médio Produto MarginalObra (L) (K) (q) (q/L) (∆q/∆L) 0 10 0 - - 1 10 10 10 10 2 10 30 15 20 3 10 60 20 30 4 10 80 20 20 5 10 95 19 15 6 10 108 18 13 7 10 112 16 4 8 10 112 14 0 9 10 108 12 -4 10 10 100 10 -8
    19. 19. Produto Total, Médio e Marginal• Produto Total (PT) – Volume total produzido de um determinado produto;• Produto Médio (PM) – Volume médio de produtos que foram produzidos com o fator de produção disponível;• Produto Marginal (PMg) – Volume de produção adicional ocasionado pelo acréscimo de uma unidade do fator de produção;
    20. 20. Graficamente Produto Total Produto MédioProduto Marginal
    21. 21. q112 D Graficamente C Produto Total B60 A L 2 3 4 8 q/L Acima de 8 unidades de mão de obra os volumes de produção não30 M são tecnicamente eficientes.20 Produto Médio10 Produto Marginal L
    22. 22. q112 D Graficamente C Produto Total B60 A L 2 3 4 8 q/L “RENDIMENTOS CRESCENTES” PT está aumentando a uma taxa crescente;30 M20 Produto Médio10 Produto Marginal L
    23. 23. q112 D Graficamente C Produto Total B60 A Ponto de Rendimento Marginal Máximo L 2 3 4 8 q/L30 M20 Produto Médio10 Produto Marginal L
    24. 24. q112 D Graficamente C Produto Total B60 A L 2 3 4 8 q/L ”RENDIMENTOS M DECRESCENTES”30 PT está crescendo a uma taxa decrescente20 Produto Médio10 Produto Marginal L
    25. 25. q112 D Graficamente C Produto Total B60 A Ponto de Produto Total Máximo L 2 3 4 8 q/L30 M20 Produto Médio10 Produto Marginal L
    26. 26. q112 D Graficamente C Produto Total B60 A L 2 3 4 8 q/L ”RENDIMENTOS NEGATIVOS” M PT está diminuindo3020 Produto Médio10 Produto Marginal L
    27. 27. Análise dos 3 Estágios• Estágio 1: RENDIMENTOS CRESCENTES – Aumento da mão-de-obra provoca aumento no produto total, no produto marginal e no produto médio• Estágio 2: RENDIMENTOS DECRESCENTES – Aumento da mão-de-obra provoca aumento do produto total, diminuição dos produtos marginal e médio• Estágio 3: RENDIMENTOS NEGATIVOS – Aumento da mão-de-obra provoca diminuição nos produtos totais, marginal e médio
    28. 28. Lei dos Rendimentos Decrescentes “À medida que unidades de um recurso variável (como por exemplo mão de obra) são adicionadas a um recurso fixo (como capital ou terra), a partir de algum ponto, o produto marginal ou extra atribuído a cada unidade adicional do recurso variável irá se reduzir.”Se mais empregados forem adicionados numa empresa comuma quantidade de equipamentos constante, a produçãodeverá aumentar em proporções cada vez menores.
    29. 29. Custos de Produção• Custo Fixo (CFT) – São os custos que não mudam com as variações na quantidade produzida;• Custos Variáveis (CVT) – São os custos que variam com o nível de produção;• Custo Total (CT) – É a soma do custo fixo e do custo variável.
    30. 30. Custos de Produção Custo VariávelCustoTotal Custo Fixo
    31. 31. Custos de Produção Custo Fixo Custo VariávelCusto Total Custo Fixo
    32. 32. Custos de Produção• Custo Fixo Médio (CFM) CFT CFM = Q• Custo Variável Médio (CVM) Custos CVT Médios ou CVM = Q Unitários• Custo Total Médio (CTM) CT CTM = = CFM + CVM Q
    33. 33. Custos de Produção• Custo Marginal (CMg) – Representa o custo adicional ou extra da produção de mais 1 unidade de produto. ∆CT CMg = ∆Q – Por conseguinte representa também o custo que pode ser economizado ao não se produzir mais 1 produto.
    34. 34. Em contrapartida • Produto Receita Marginal (PRMg) – Representa a receita adicional ou extra da produção de mais 1 unidade de produto. ∆RT PRM g = ∆Q Nível Ótimo de Insumo PRMg=CMgPRMg<CMg  A receita a cada unidade produzida é menor que o custo; Prejuízo Vale a pena produzir menos...PRMg>CMg  A receita a cada unidade produzida é maior que o custo. Lucro Vale a pena produzir mais...
    35. 35. Custo de Produção• Custo Marginal (CMg) x Produto Marginal (PMg) W Onde: CMg = W = Salário por unidade de PMg trabalho ou mão de obra Por exemplo: Se um trabalhador custa R$ 400,00 por semana e aumenta a produção em 10 unidades, então seu custo marginal é de R$ 40,00; Se um trabalhador custa R$ 400,00 por semana e aumenta a produção em 2 unidades, então seu custo marginal é de R$ 200,00;
    36. 36. Custo de Produção• Custo Marginal (CMg) x Produto Marginal (PMg)PMg CMg L0 Q0 Trabalho por Produto por período período
    37. 37. Formatos das Curvas de CustoCusto($ por 100 ano) CMg 75 50 CTMe CVMe 25 CFMe Produção 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 (unidades/ano)
    38. 38. Formatos das Curvas de Custo• Com relação à reta que Custos CT parte da origem e 400 tangencia a curva de CV custo variável: 300 – Inclinação = CVMe – A inclinação da curva de CV num ponto = CMg 200 – Logo, CMg = CVMe para A 7 unidades de produção 100 CF (ponto A) 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Produção
    39. 39. Formatos das Curvas de Custo• Custos unitários Custo ($ por ano) – CFMe diminui 100 continuamente CMg – Quando CMg < CVMe ou 75 CMg < CTMe, CVMe & CTMe diminuem 50 CTMe – Quando CMg > CVMe ou CVMe CMg > CTMe, CVMe & 25 CTMe aumentam CFMe 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Produção (units/ano.)
    40. 40. Formatos das Curvas de Custo• Custos unitários Custo ($ por ano) – CMg = CVMe,CTMe 100 nos pontos de mínimo CMg 75 de CVMe e CTMe – O CVMe mínimo 50 CTMe ocorre num nível de CVMe produção mais baixo 25 que o CTMe mínimo, CFMe devido ao CF 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Produção (units/ano.)
    41. 41. Deslocamentos das Curvas de Custos CFM CVM CTM CMg Aumento do Aumenta Inalterada Aumento Inalterada Custo Fixo Aumento do Inalterada Aumenta Aumenta AumentaCusto VariávelDiminuição do Diminui Diminui Diminui Diminui Custo FixoDiminuição do Diminui Diminui Diminui DiminuiCusto Variável CMg CTM CVM CFM
    42. 42. Lei dos Rendimentos Custo DecrescentesCusto 55 40 CMg 245 24 25 30 16 20 190 Produção Q 150 1 2 3 4 5 6 7 120 95 75 Custo Variável 59 Custo Marginal 35 Custo Fixo 0 1 2 3 4 5 6 7 Produção Q
    43. 43. Suponha que o preço de mercado seja de R$ 40,00 Custo 55 CMg 40 Preço de Mercado 24 25 30 16 20 Lucro Prejuízo 1 2 3 4 5 6 7 Produção QAté 6 unidades produzidas:CMg < Preço → Lucro Ponto de Equilíbrio para a EmpresaAcima de 6 unidades produzidas: LUCRO MÁXIMO!CMg > Preço → Prejuízo
    44. 44. Custo 55 CMg 40 Preço de Mercado 24 30 25 Preço de Mercado 20 Preço de Mercado 16 1 2 3 4 5 6 7 Produção QA R$ 40,00 o ideal é produzir 6 unidades;A R$ 30,00 o ideal é produzir 5 unidades;A R$ 25,00 o ideal é produzir 4 unidades;Etc. Curva da OFERTA!
    45. 45. Função Produção Com 2 Variáveis
    46. 46. Resumo• Até aqui a demanda cresce e, no curto prazo, para atender ao aumento da demanda a empresa contrata mais mão-de-obra, mesmo que isso signifique a produção ultrapassar a capacidade eficiente das suas fábricas e equipamentos.• Se o aumento da demanda persistir então com o passar do tempo a empresa ampliará sua capacidade para atender à demanda mais eficientemente. Menor custo! LONGO Tempo necessário para isso PRAZO
    47. 47. Isoquantas q = f (X1, X2) Mão de Obra 1 2 3 4 5 1 20 40 55 65 75 2 40 60 75 85 90 Capital 3 55 75 90 100 105 4 65 85 100 110 115 5 75 90 105 115 120 Exemplo: 2 unidades de mão de obra por ano e 3 unidades de Exemplo capital por ano resultam em 75 unidades de produto por anoExistem outras formas de obter 75 unidades de produto por ano!
    48. 48. IsoquantasCapital por ano Isoquanta é uma curva que representa todas as possíveis 5 combinações de insumos, que resultam no mesmo volume 4 de produção 3 Q3= 90 2 Q2= 75 1 Q1= 55 1 2 3 Mão de Obra por ano
    49. 49. Taxa Marginal de Substituição TécnicaCapital por ano É a taxa pela qual um insumo pode ser substituído por outro no processo de produção, enquanto o produto total permanece constante. 5 ∆Y TMST = 4 ∆X 3 2 TMST = = 1 2 2 Pode-se substituir 1 unidade de capital por 1 unidade de 1 mão de obra que o produto total não irá se modificar. 1 2 3 Mão de Obra por ano
    50. 50. Linhas de Isocusto• Se CX e CY forem os preços unitários dos insumos X e Y, respectivamente, o custo total C de uma determinada combinação de insumos será: C = C X . X + CY .Y Resolvendo a equação para Y: C CX Equação das Retas Y= − .X C Y CY de Isocusto “C”
    51. 51. Linhas de IsocustoCapital por ano Mão de Obra por ano C1 = R$ 200,00 C2 = R$ 350,00 C3 = R$ 450,00
    52. 52. Isoquantas e IsocustosCapital por ano Q3= 90 Q2= 75 Q1= 55 Mão de Obra por ano C1 = R$ 200,00 C2 = R$ 350,00 C3 = R$ 450,00
    53. 53. Capital Minimização do Custo Totalpor ano Região Factível Ponto Ótimo Menos Q3= 90 custo Mão de Obra por ano C3 = R$ 450,00
    54. 54. Maximização da Produção TotalCapitalpor ano Mais produção Ponto Ótimo Q3= 90 Região Factível Mão de Obra por ano C3 = R$ 450,00
    55. 55. Critério Equimarginal• O PONTO ÓTIMO onde os custos totais serão minimizados e a produção total será maximizada é definido por: PMg X PMgY = CX CY
    56. 56. Rendimentos Constantes de Escala• Se a quantidade de insumos dobra, a produção também dobra; o custo médio é constante para todos os níveis de produção.+ 10% + 10% ProdutosInsumos Mesma eficiência Acabados
    57. 57. Rendimentos Crescentes de Escala• Se a quantidade de insumos dobra, a produção mais do que dobra; o custo médio diminui com o aumento da produção.+ 10% + 20% ProdutosInsumos Melhora a eficiência Acabados
    58. 58. Rendimentos Decrescentes de Escala• Se a quantidade de insumos dobra, a produção aumenta menos do que o dobro; o custo médio se eleva com o aumento da produção.+ 10% + 8% ProdutosInsumos Piora a eficiência Acabados
    59. 59. $ Escala e Custos Custo Médio de Longo Prazo Ou Custo Unitário A B Qtd.Insumos (I) Produção (Q) Proporção I/Q Custo por unidade ($) 24 8 3 30 48 24 2 20 I 96 48 2 20 Cunitário = P. 192 60 3,2 32 Q Considere o preço de cada insumo = R$ 10,00
    60. 60. Custo médio e custo marginal a longo prazo Custo($ por unidade O custo marginal de longo de produção prazo determina a evolução do custo médio de longo prazo: CMgLP CMeLP A Se CMgLP < CMeLP, CMeLP está diminuindo Se CMgLP > CMeLP, CMeLP está aumentando Logo, CMgLP = CMeLP no ponto de mínimo do CMeLP Produção
    61. 61. Economia e Deseconomia de Escala• Economias de Escala – O aumento da produção é maior do que o aumento dos insumos.• Deseconomias de Escala – O aumento da produção é menor do que o aumento dos insumos.
    62. 62. Medição da Economia de Escala • Ec = variação percentual do custo resultante de um aumento de 1% na produção Ec = (∆C / C ) /( ∆Q / Q) Ec = (∆C / ∆Q) /(C / Q) = CMg/CMe EC < 1: CMg < CMe Economias de Escala$ CMgLP EC = 1: CMg = CMe CMeLP Economias Constantes de Escala EC > 1: CMg > CMe A Deseconomias de Escala Qtd

    ×