O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Embalagens de Alimentos

40.947 visualizações

Publicada em

Embalagens de Alimentos

  1. 1. Embalagens de Alimentos DA PROTEÇÃO À EDUCAÇÃO
  2. 2. <ul><li>“ Ao criar o homem, Deus deu ao mundo, a primeira aula sobre tecnologia de embalagens, pois o corpo humano é um verdadeiro sistema de acondicionamentos rígidos e flexíveis, protegendo órgãos, tecidos, vasos e nervos.” </li></ul>
  3. 3. Histórico <ul><li>Anos 50 – as mercadorias eram comercializadas a granel. </li></ul><ul><li>Anos 70 – início da produção de embalagens. Aparecimento dos supermercados e sistemas self-service. </li></ul><ul><li>Anos 80 – as indústrias passam a colaborar com o desenvolvimento de embalagens, surgindo novos materiais e processos. </li></ul><ul><li>Anos 90 – predomínio dos sistemas de embalagens, ampliando e diversificando o setor. </li></ul><ul><li>Hoje – desenvolvimento baseado em proteção ambiental. </li></ul>
  4. 4. Funções da Embalagem <ul><li>As embalagens, anteriormente, usadas somente para a proteção física, hoje acumula diversas funções: </li></ul><ul><ul><li>Proteger o alimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>Favorecer os meios de conservação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Evitar contatos inconvenientes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Melhorar a apresentação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Possibilitar melhor observação do produto; </li></ul></ul><ul><ul><li>Favorecer o acesso ao produto; </li></ul></ul><ul><ul><li>Facilitar o transporte; </li></ul></ul><ul><ul><li>Educar o consumidor. </li></ul></ul>
  5. 5. Materiais de Embalagem <ul><li>Materiais Plásticos </li></ul><ul><ul><li>Ex.: PET. </li></ul></ul><ul><li>Metálicos </li></ul><ul><ul><li>Ex.: Flandres. </li></ul></ul><ul><li>Vidro </li></ul><ul><ul><li>Ex.: Copo de requeijão. </li></ul></ul><ul><li>Celulósico </li></ul><ul><ul><li>Ex.: Celofane, papéis cartonados. </li></ul></ul>
  6. 6. Tipos de Embalagens <ul><li>Embalagens encolhíveis </li></ul>                               
  7. 7. Tipos de Embalagens <ul><li>Embalagens “one-way” </li></ul>                               
  8. 8. Tipos de Embalagens <ul><li>Embalagens tipo família </li></ul>
  9. 9. Tipos de Embalagens <ul><li>Embalagens cortesia </li></ul>
  10. 10. Vernizes para Embalagens <ul><li>Nas embalagens metálicas, são aplicados vernizes orgânicos que evitam o contato entre o alimento e o metal. </li></ul><ul><li>Existem mais de 350 tipos de revestimentos. </li></ul><ul><li>Os vernizes são inócuos, por isso não devem: </li></ul><ul><ul><li>Trazer prejuízos à saúde; </li></ul></ul><ul><ul><li>Transferir odor, sabor ou cor ao produto; </li></ul></ul><ul><ul><li>Se degradar com o tempo. </li></ul></ul>
  11. 11. Rotulagem <ul><li>Existem diversas legislações específicas para rotulagem de alimentos, sendo as mais utilizadas: </li></ul><ul><ul><li>RDC n°259/02 – ANVISA </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Regulamentação sobre rotulagem em geral. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>RDC n°360/03 – ANVISA </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Regulamentação sobre rotulagem nutricional. </li></ul></ul></ul>
  12. 12. Rotulagem <ul><li>No rótulo deve conter: </li></ul><ul><ul><li>Denominação de venda : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Achocolatado em pó. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Lista de Ingredientes : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Açúcar, cacau, extrato de malte, sal, leite em pós desnatado, soro de leite em pó, vitaminas (A, B1, B2, B6, C, D3, PP), estabilizante lecitina de soja e aromatizantes. Contém glúten. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Conteúdo Líquido : </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>400g </li></ul></ul></ul>
  13. 13. Rotulagem <ul><ul><li>Identificação da origem (razão social, endereço do fabricante, produtor ou distribuidor, país e cidade de origem): </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>PEPSICO DO BRASIL LTDA </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Rod. Presidente Dutra, Km 219,6 – Guarulhos – SP </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>CNPJ 31.565.104/0276-10 </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Indústria Brasileira </li></ul></ul></ul>
  14. 14. Rotulagem <ul><ul><li>Número de registro no órgão competente: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Reg. MS 4.0334.0176 </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Identificação do Lote: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>L2 03:55 </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Prazo de Validade: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>01/03/06 </li></ul></ul></ul>
  15. 15. Rotulagem <ul><ul><li>Instruções sobre o preparo e uso dos alimentos, cuidados: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Modo de preparo: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Adicione 2 colheres (sopa) de Toddy (aproximadamente 25g) em 1 copo de leite (aproximadamente 200ml) frio ou quente. Adoce a gosto. </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Mantenha a embalagem sempre bem fechada em local fresco e arejado. </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Código de Barras </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>7894321711263 </li></ul></ul></ul>
  16. 16. Rotulagem
  17. 17. Informação Nutricional <ul><li>Assim como ocorre com os alimentos in natura , os alimentos industrializados não devem ser consumidos sem critério de seleção. </li></ul><ul><li>A informação nutricional é uma ferramenta eficiente para análise do nível de nutrientes no alimento, dando ao consumidor a oportunidade de escolher por um alimento mais “saudável” do que outro. </li></ul>
  18. 18. Informação Nutricional <ul><li>A legislação não permite o mascaramento do alimento, adicionando-se à ele nutrientes artificiais. </li></ul><ul><ul><li>Ex.: adicionar vitamina C em polpa de frutas, </li></ul></ul>
  19. 19. Informação Nutricional <ul><li>Como se determina a informação nutricional? </li></ul><ul><ul><li>Dois métodos: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Cálculo baseado na literatura; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Análise em laboratório. </li></ul></ul></ul>
  20. 20. Informação Nutricional <ul><li>Cálculo </li></ul><ul><ul><li>Cada ingrediente possui a sua informação nutricional independente; </li></ul></ul><ul><ul><li>Para se determinar a informação do produto, junta-se, proporcionalmente, a informação de cada ingrediente. </li></ul></ul>
  21. 21. Informação Nutricional - Cálculo
  22. 22. Informação - Rótulo
  23. 23. Informação Nutricional <ul><li>Análise Laboratorial </li></ul><ul><ul><li>Proteínas - Kjeldahl </li></ul></ul><ul><ul><li>Gorduras Totais - Extração </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gorduras Saturadas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gorduras Insaturadas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gorduras Monoinsaturadas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gorduras Poliinsaturadas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gorduras Trans </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Colesterol </li></ul></ul></ul><ul><ul><li>Fibra Alimentar - enzimático </li></ul></ul>
  24. 24. Informação Nutricional <ul><li>Análise Laboratorial </li></ul><ul><ul><li>Sódio e Potássio – Fotometria de Chama </li></ul></ul><ul><ul><li>Ferro – Espectrofotometria </li></ul></ul><ul><ul><li>Carboidratos – Diferença </li></ul></ul><ul><ul><li>Valor Calórico – Cálculo ou Calorímetro </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Valor Calórico = </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>9 x (teor de gordura) + 4 x (carboidrato) + 4 x (proteínas) </li></ul></ul></ul></ul>
  25. 25. Nutrição x Industrialização <ul><li>A industrialização de alimentos veio trazer praticidade e conveniência a sociedade. Proporcionando ao consumidor, todos os tipos de alimentos imagináveis durante todo o ano, acabando com as fronteiras do mundo. </li></ul><ul><li>Estes produtos, porém, vêm cada vez mais assumindo o lugar de alimentos in natura muito mais saudáveis do que os industrializados. </li></ul>
  26. 26. Nutrição x Industrialização <ul><li>O maior efeito negativo sobre os alimentos, mais especificamente sobre os nutrientes, é o processo térmico. </li></ul><ul><li>No tratamento térmico são empregadas altas temperaturas, dependendo do alimento, a fim de se eliminar os microrganismos presentes. </li></ul>
  27. 27. Nutrição x Industrialização <ul><li>Este tratamento, por muitas vezes, é tão drástico que acaba por eliminar grande parte dos nutrientes. </li></ul><ul><ul><li>Ex.: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Latas pequenas (121°C, 15min) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Latas grandes (140°C, 60min) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Leite Pasteurizado (72°C, 15s) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Leite UHT (105°C, 4s) </li></ul></ul></ul>
  28. 28. Fraudes em Rotulagem <ul><li>Valor declarado no rótulo </li></ul><ul><ul><li>Gorduras 6g/100g </li></ul></ul><ul><ul><li>Carboidratos 50g/100g </li></ul></ul><ul><ul><li>Calorias 288kcal/100g </li></ul></ul><ul><ul><li>Sódio 370mg/100g </li></ul></ul><ul><li>Valores Encontrados </li></ul><ul><ul><li>Gorduras 32g/100g </li></ul></ul><ul><ul><li>Carboidratos 85g/100g </li></ul></ul><ul><ul><li>Calorias 570kcal/100g </li></ul></ul><ul><ul><li>Sódio 10mg/100g </li></ul></ul>
  29. 29. Aditivos <ul><li>Os aditivos são muito utilizados, pois além de reduzir o tratamento térmico, contribui com outras funções. </li></ul>
  30. 30. Aditivos <ul><li>Tipos de aditivos: </li></ul><ul><ul><li>Acidulante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Antiespumante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Antioxidante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Antiumectante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Conservador; </li></ul></ul><ul><ul><li>Corante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Edulcorante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espessante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Espumífero; </li></ul></ul><ul><ul><li>Estabilizantes; </li></ul></ul><ul><ul><li>Aromatizante; </li></ul></ul><ul><ul><li>Umectante. </li></ul></ul>
  31. 31. Aditivos <ul><li>Acidulantes </li></ul><ul><ul><li>Torna o alimento ácido </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ácido Cítrico; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ácido Fosfórico; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ácido Lático. </li></ul></ul></ul>
  32. 32. Aditivos <ul><li>Antioxidante </li></ul><ul><ul><li>Retarda a oxidação de componentes do alimento. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ácido Ascórbico </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ácido Cítrico </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>BTH </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>BHA </li></ul></ul></ul>
  33. 33. Aditivos <ul><li>Conservador </li></ul><ul><ul><li>Evita crescimento de microrganismos, atividade enzimática. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Benzoato de sódio </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sorbato de Sódio </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Bissulfito de Sódio </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Metabissulfitos de Sódio e Potássio </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Nitratos e Nitritos </li></ul></ul></ul>
  34. 34. Aditivos <ul><li>Corantes </li></ul><ul><ul><li>Conferem cor ao alimento. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Orgânicos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Açafrão </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Caramelo </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Etc </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sintéticos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Amarelo crepúsculo </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Tartazina </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Etc. </li></ul></ul></ul></ul>
  35. 35. Aditivos <ul><li>Edulcorantes </li></ul><ul><ul><li>Conferem sabor doce ao alimento </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sacarina </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Ciclamato </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Aspartame </li></ul></ul></ul>
  36. 36. Aditivos <ul><li>Estabilizantes </li></ul><ul><ul><li>Asseguram as características físicas das emulsões e das suspensões. </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Agar </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Alginatos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Amido Modificado </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>CMC </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Citrato de Sódio </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Gomas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Lecitina </li></ul></ul></ul>
  37. 37. Aditivos <ul><li>Aromatizantes </li></ul><ul><ul><li>Conferem ou intensificam o sabor dos alimentos </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Essências artificiais </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Essências naturais </li></ul></ul></ul>
  38. 38. Aditivos <ul><li>“ Os aditivos aprovados pelo governo, foram amplamente testados em relação a seus graus de toxidez e em doses em larga margem de segurança.” </li></ul><ul><li>Com o consumo muito alto de alimentos industrializados, juntamente estamos consumindo uma grande quantidade de aditivos. Por isso, são necessários testes atuais sobre a quantidade ideal de consumo. </li></ul>
  39. 39. Aditivos <ul><li>Exemplos de reações adversas com o uso de aditivos: </li></ul><ul><ul><li>Corantes azóicos – possuem dupla ligação –N=N (altamente cancerígeno) </li></ul></ul><ul><ul><li>Corante azul brilhante – sarcômas e fibrosarcômas, podem ser produzidos na pele. </li></ul></ul><ul><ul><li>Brometo de potássio é cumulativo, ocupando o lugar do cloro que é eliminado pelo organismo. </li></ul></ul>
  40. 40. Conclusão <ul><li>A embalagem possui diversas funções, porém a mais importante para o consumidor é a informação que ela pode trazer do produto. </li></ul><ul><li>Por isso, devemos sempre ler o rótulo antes de adquirir o alimento. </li></ul><ul><li>Uso de produtos industrializados deve ser controlado, pois o excesso de aditivos químicos no organismo pode levar a diversas doenças, desde uma leve reação alérgica até a morte. </li></ul>
  41. 41. <ul><li>Obrigado! </li></ul>

×