OS MEIOS DE PERSUASÃO DA RETÓRICA: 
O ETHOS 
Trabalho realizado por: 
Filipa Cunha nº11 
Lia Fernandes nº17 
Milena Martin...
A RETÓRICA SEGUNDO ARISTÓTELES 
• A definição mais comum da 
retórica afirma que retórica é a 
arte da persuasão. 
• Pode ...
EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS O APELO DO ETHOS É 
PERSUASIVO? 
• Obtêm-se a persuasão quando o próprio discurso causa no auditório...
DE QUE MEIOS SE PODE SERVIR O ORADOR PARA TORNAR 
CREDÍVEIS OS SEU ARGUMENTOS? 
• O orador deve transmitir a ideia de ser ...
Deverá evitar: 
• O argumento contra o homem ( ad hominem ) que consiste 
em atacar a pessoa ( o seu caracter, etnia, ideo...
RELAÇÃO ENTRE O ETHOS COMO MEIO DE PERSUASÃO 
• É a forma como o orador convence o público de que está 
qualificado para f...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ethos

173 visualizações

Publicada em

Os meios de persuasão da retórica. O Ethos mais concretamente.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
173
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ethos

  1. 1. OS MEIOS DE PERSUASÃO DA RETÓRICA: O ETHOS Trabalho realizado por: Filipa Cunha nº11 Lia Fernandes nº17 Milena Martins nº20 Soraia Pereira nº25
  2. 2. A RETÓRICA SEGUNDO ARISTÓTELES • A definição mais comum da retórica afirma que retórica é a arte da persuasão. • Pode entender-se por retórica a arte de argumentar, de bem falar, cujo objectivo é persuadir e convencer um auditório, levando-o a aceitar uma tese ou opinião. • Foi Aristóteles quem primeiro utilizou os termos pathos, ethos e logos para designar as diferentes dimensões da comunicação.
  3. 3. EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS O APELO DO ETHOS É PERSUASIVO? • Obtêm-se a persuasão quando o próprio discurso causa no auditório a impressão de que o orador é digno de confiança ou de fé. Ora para inspirar confiança o orador deve ter: 1. Inteligência prática; 2. Um caracter virtuoso; 3. Boa vontade em relação ao auditório e ao adversário; 4. Inspirar confiança de ser uma pessoa que sabe, entende e tem experiencia no assunto em questão.
  4. 4. DE QUE MEIOS SE PODE SERVIR O ORADOR PARA TORNAR CREDÍVEIS OS SEU ARGUMENTOS? • O orador deve transmitir a ideia de ser um entendido ou uma autoridade no assunto em questão. • Para convencer o auditório (pathos), o orador (ethos) terá de tornar credíveis os seus argumentos, podendo basear-se assim: na sua autoridade na autoridade de outros
  5. 5. Deverá evitar: • O argumento contra o homem ( ad hominem ) que consiste em atacar a pessoa ( o seu caracter, etnia, ideologia, religião… ) e não o argumento. • O orador deve evitar recorrer “a golpes baixos” e mostrar-se como “uma autoridade” nos assunto em questão.
  6. 6. RELAÇÃO ENTRE O ETHOS COMO MEIO DE PERSUASÃO • É a forma como o orador convence o público de que está qualificado para falar sobre o assunto, o seu carácter ou autoridade podem influenciar a audiência. Pode ser feito de duas maneiras: • por ser uma figura notável no domínio em causa • por ser relacionado com o tema em questão.

×