Numa tarde de sol, enquanto José Saramago tirava notas no seu caderno…<br />
observou uma família, que parava o seu carro junto de uma árvore. Saíram do carro, o pai e o filho. <br />O pai arrancou u...
Essa mesma família era constituída por três<br />pessoas: o pai Francisco, a mãe Maria e o filho<br />Henrique. O Henrique...
seguindo o besouro e sem se aperceber, entrou numa floresta, passou por um rio, por flores, entre árvores e avistou uma co...
O Henrique sem conseguir controlar a sua curiosidade subiu à colina e viu uma flor murcha, lembrando-se que essa flor esta...
Henrique desceu e subiu vezes sem conta a colina e atravessou a floresta para trazer a máxima quantidade de água para salv...
Henrique voltou para casa nos ombros do seu pai e pelo caminho encontrou o seu amigo besouro, olharam-se nos olhos e agrad...
Pais e vizinhos ficaram admirados como um ser<br />humano tão pequeno conseguiu fazer um<br />enorme milagre: transformar ...
Apresentação 4ºano
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação 4ºano

632 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
632
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
211
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação 4ºano

  1. 1.
  2. 2. Numa tarde de sol, enquanto José Saramago tirava notas no seu caderno…<br />
  3. 3. observou uma família, que parava o seu carro junto de uma árvore. Saíram do carro, o pai e o filho. <br />O pai arrancou uma árvore pequena que fazia sombra a uma flor, enquanto o seu filho avistou um pequeno besouro que o chamou à atenção, indo este parar a uma caixa que o mesmo tinha dentro do carro. <br />
  4. 4. Essa mesma família era constituída por três<br />pessoas: o pai Francisco, a mãe Maria e o filho<br />Henrique. O Henrique era um miúdo pequeno, mas,<br />era muito esperto, aventureiro, curioso e gostava<br />muito de coleccionar pequenos insectos. <br />Quando chegaram a casa, o besouro conseguiu<br />escapar da caixa onde o Henrique o tinha guardado.<br />O Henrique saiu disparado atrás do besouro e nem<br />reparou numa placa que dizia PERIGO.<br />O Henrique andou…andou… <br />
  5. 5. seguindo o besouro e sem se aperceber, entrou numa floresta, passou por um rio, por flores, entre árvores e avistou uma colina.<br />
  6. 6. O Henrique sem conseguir controlar a sua curiosidade subiu à colina e viu uma flor murcha, lembrando-se que essa flor estava murcha, porque há uns minutos atrás o seu pai tinha arrancado a árvore que lhe fazia sombra.O Henrique desesperado, só pensava em salvar a flor, olhou à sua volta e não viu pinga de água, apenas lembrou-se do rio que ficava no inicio da floresta. <br />
  7. 7. Henrique desceu e subiu vezes sem conta a colina e atravessou a floresta para trazer a máxima quantidade de água para salvar a flor.<br />De cada vez que as gotas caiam na raiz da flor esta crescia, crescia e crescia…tornando-se na Maior Flor Do Mundo.<br />Quanto ao herói da nossa história, o Henrique adormeceu no pé da flor, que grata pelo esforço e carinho do Henrique cobriu-o com uma das suas pétalas, perfumando tudo à sua volta.<br /> Pais e vizinhos estavam desesperados com o desaparecimento misterioso do Henrique.<br />Os pais avistaram no alto da colina uma enorme flor, correram até lá e encontraram o seu querido filho, junto do pé da flor e coberto por uma pétala.<br />
  8. 8. Henrique voltou para casa nos ombros do seu pai e pelo caminho encontrou o seu amigo besouro, olharam-se nos olhos e agradeceram um ao outro as suas aventuras vividas, despedindo-se com um adeus.<br />
  9. 9. Pais e vizinhos ficaram admirados como um ser<br />humano tão pequeno conseguiu fazer um<br />enorme milagre: transformar uma pequena flor<br />na maior flor do mundo.<br />Terminamos esta história acreditando que se<br />todos os dias fizermos pequenas coisas estas<br />irão transformar-se em grandes milagres.<br />

×