••    ••     •••     -.....                                 ~ PREÇOS: DIFERENÇAS ENTRE SUPERMERCADOS CHEGAM A 110%. ".... ...
=                                             ea                       u, s            •   • ,   F • P • F • • • •   F •  ...
2E / /fORTALEZA-CE 181JUlHO/I994                :SEGUNDA-FEIRA,                                                           ...
c------------~ ~ - - - -                                                          -                                       ...
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
18 anos do Tetra
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

18 anos do Tetra

747 visualizações

Publicada em

18 anos da conquista do Tetra br

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
747
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
42
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

18 anos do Tetra

  1. 1. •• •• ••• -..... ~ PREÇOS: DIFERENÇAS ENTRE SUPERMERCADOS CHEGAM A 110%. ".... 3D • Encerrada ontem, As cadernetas de r-- no Crato, a 4 3 ~ Exposição Centro- Nordestina de Anim ai s e Prod utos Derivados. P ~M 7A I Forla lezo -CE, segv nda- fe ilO, 18 d e ju lho d e Xl 4 ANO l XV II _ N~ 22.668 R$ 0 ,70 pou pança con tinuam sendo a apl icaçO o ma is vanta josa, nestes tempos de Reo l. P CIM 2D Iii5co:uzco:ccI.U - j j- " A gente vive um mo- "Apro veit o pa ra dedi- -: ..~ me nto m uito especial. on- ca r esse tit ulo ao po vo :~ de o povo brasileiro preci - bra sileir o, qu e é muit o so-~ sa mai s d o que n unca de fri do e mer eci a es saCi5 um a a leg ria de verdade" . a legria" ."~ Parre ira Ram l rio...ezw~5...zwco:we...."..."zwU • O Brasil é o melhor do mundo. Mas foi dramático. O grito do tetra só vero na cobrança de pênaltis Depois de 24 anos, o Bra sil " p recisou de pêna ltis para sol- la r o gri to de tet raca mpe ão. A partida . di sputada no Rose Bowl , em Los A ngeles, term i- nou sem go ls no tempo nor ma l e na prorro gação. Nos pêna ltis. o s brasileir os vencera m por 3 x 2, conquistando o in édito título de tetracampeão mund ial invicto. Tão logo o italiano Bagg io chuto u para fora a úl- t ima cobran ça de pênalti da Itália, co meço u a festa ent re os jogad o res e memb ros da co - mis são técnica. No Brasil, as pessoas saira m às ruas para co - mem orar a conquista da Copa de 94, a quarta da Seleçã o Bra - sileira . Coderno Tetr. ÍNDICE • . . -; ~ O me io -campo Dung a. " ca pit ão" da Sel eção Brasileira. erg ue ·a Ta ça FIFA . após a vitória no s pênaltis sobre o selec io nado italiano· .I VAN /R ., ",l{() AFI PRESIDENTE Itamar Franco manda fax pa rabe niza ndo os jogadores e a co missão técnica Ca d erno Tetr. Em Fortaleza. as comemora- : cões do terra se concent ra- ram na avenida Beira-Mar _ _ _ _ _ _ Cad er no Tetr. " Senna. o tetra é nosso" : fa ixa ca rrega da por Bebe- to e Ald air em ociona o Brasil Ca d e rn o Tetr. Um rea l_Ie CR$ 2.750,00 I Política 2 AJ4 A Ci d ad~ 5 A e 7 AJ9 A O pini.io 6A Policia Internacional Vida & Arte...........•...... 1B1&8 lO A l1A - , Dinh eiro l D/4D l etra l E/l 2 E 34 PAGINAS • -Acompanha: Anúncios Populares eMPfleSA JORfljAUSTlCA o "OVo 5.A AV, AGLLlNAI,lBl. 282 - ~O Nf; 21-9666 Em todas as cl daoes ereeueeee. ontem. noite. m ilhares de pessoas seeem as rua s para com emorar a conquista do tetracampeon ato •
  2. 2. = ea u, s • • , F • P • F • • • • F • , •• •• ~ORTALEZA ~ORTALEZA T ~~TAS T ~~NTAS VOCÊ IMAGINA A COA E NÓS VOCÊ IMAGINA A COR E NOS FAlEMOS EM POUCOS MINUTOS FAZEMOS EM POUCOS MINUTOS SISTEMA COMPUTADORIZADO SISTEMA COMPUTADORIZADO CO RAL CO LOR SEA VICE CORAL COLOR SERVICE RUJ<. SEN AOOFl e.)IJ.P EU . 1u 1/. 5 RU A 5 EN AOOll P ()l~ PE u . 14 4 1/.5 F O N E : : ~6 2 .261 , FO NE: 26 2 . 2 6 1 1 I®l NA COPA TORCENDO COM VO CÊ. "Este titulo foi resultado de um trabalho ár.I:.JC, de mui - to tempo. Eu dedico esta Co- pa ao povo brasileiro, que so- freu com a gente e mereceu", """*kl. _ c l I o s.-.o ....... f O RTAl EZA-CE . SEGUN DA- FE IRA, 18/JUlHOJl994 CADERNO I" fq L J , e c o r a ao . [>./1./ <,-."10 I"" • A vib ração de TaHar el e o choro de Pagliuca apó s 8 grand e f inal ","IUT~ o gesto l ubllma de Romario beijando a Taça FIFA QUI ala ajudou a conquiste com l eu tal ento e nu. gol. decisivo. na Copa do Mundo o. br.tllelro. tomarem con ta das ruas de lo. Angeles apó. I partida DfSTA VEZ, PRO BRASIL • NAO ACABO U EM P IZZA! Torc ida de Am ig os . I
  3. 3. 2E / /fORTALEZA-CE 181JUlHO/I994 :SEGUNDA-FEIRA, o povolESPORfES (.- Copa do Mur<Io O CARNAVAL BAIANO - o som dos trios elétricos relaxou os milhares de torcedo- .o FINAL NA EMBAIXADA - o embaixador Cla Itália. Oliviero Rossi, assistiu ao i~go res bai anos qu e se co ncentr aram no largo do Far ol da Barra para acompa nha r a decisão da Copa. [IDD&94 ...•.•.....__ _.._.._ - final da copa com uma torcida que vibrava em cada lance da Seleção Brasileira , fonn ada pelos. ~m- l . i " .N i ngu~m esperava um jo go ti o sofrido e de pois da co nfirmação do tetra na cob ra nça de pênalti s. a baíx adores do Llba no , Gnnw Chidiac: da Tunísia, Azouz Ennifar; da Índia , Yurdip Bedi , i. iuas alegria exploiliu e se transformou no segundo carnaval do ano , sem hora para terminar. No centro h istó rico . o Sllrinci pa is grupos a fro s de Salvador co mo o o lod um e O A fo xé Filho s e Ga nd hi anim a - • ram os baia no ; co m sarnba-reggae e ijexa. Ce rca de ~O mil pessoas. de aco rdo co m avaliação da ,~~ . . .. . s.~dQ a mulheres, e pela embaixado ra da França, Georgene Levequ e. Rossw reconbo-eu . no início do j o. go , que a dis puta se ria diflcil par a as duas seleções, mas que não deveria ser vista COJ;tlO um a Sce • slãc pa ra o Btavil se vingar ou apagar o pesadelo da der rota para a Itália na Copa d-: I Qg ; Há . . Pclícia Militar. fIZeram a festa no Far ol da Barra animad os por cinco trios der.ricos.. m uita evpcctariva e o espo rte deve ser encarado com mais seriedade" , afirmOl. " .- , - .• e tetracampeão com .a bênção de De~ . ~ empate no tempo normal e na prorrogação, os brasileiros ven ceram os italianos n os p ên a/.tis HlIfi " 4111 ·$<,1 1 . EclDlO S ERPA ~, . " ENIAADO ESPKIAL A lOS ANGEtES " "" o Brasil i O pri-• ,. ., B:rLúc10 meiro tetracam- TroCOM (lOPOVO peão de futebo l do ", ,. Houve tu do menos futebol mun do . O tü ulo - obt ido na co- &1»4 brança de pênalus, após um em" ,. I) Foi-se a décima-quinta Copa do Mundo e OBrasil que jogou pat e de OXO q ue durou os 90 mi- ." r.: todas e a Alemanhã que só falto u a duas conti nuam a não se enfrentar . nut os do tempo no rmal de jogo e perduro u pelos 30 da prorrogação . 2) Ha velange anda sorrindo co m o tempo só que como se pre- via fu tebol que i bom não aconteceu nos Estados Unidos. - veio com a bênção de Deus , que guiou o goleiro Ta ffarel na defe-. ... 3) Ess<> llistória de futebo l de resultados i a vovozinha. Futebol i espctáct;, o . A vitória i conseqüência . sa que fez do chute de Massaro na :c , quarta cobran ça pelos italianos. A i., 4 ) Futebol retran queiro i para euro peu. qu e usa a força flsica pr esença divina na Seleção Brasi- po r lhe faltar a criat ividade do sul-americano, quer dizer, argenti- leira foi ag radecida, minu tos de- ,. no, uruguaio e brasileiro. poi s de ter Robe rto Baggio - a ., S) Ainda espero ver como se portará a Seleção enfrentando gra nde estrela da Itália - ch uta- uma Argentin a numa fmal de Copa . " 6 ) Não se deve achar qu e Co pa enche barriga. Quan to muito. do po r cima o qui nt o e último pê- na lti: to dos os jogad ores e mais o quem rern o qu e comer, come na Copa. técnico Par reira , o auxiliar Zaga- AR_ta lo e os demais membr os da comís- Co:n os 16 da Copa norte-americana são 50 os campeões mun- c são técnica deram-se as mãos e, ., , diais brasileiros, contando-se apenas os que entrar am em cam po, nu m semicírculo rezaram, em al- ~ - . -.-..- ,. os que jogaram . PS.: Esta coluna está sendo escrita antes do jogo de ontem . to e bom som , o "Pai Nosso " . o goleiro TaHarel cai no ca nto esque rdo e o ita lia no Rob e rto 8a gglo chuta o pên alti par a fo ra Portan to, se entrou em campo um dos seis reservas que não ti- Foi uma partida sob todos os ponte s-de-vista emocionant e, pr i- m ei o - c a m p o. italiano bem de - ricamente , o mesmo esq uema da nham jo gado ainda, é só acrescentar aos 50. meiro porque era uma final em tento u de rodas o JOGO finid o , com um fase inicial. Os brasileiros domi- LÚCIO BRASILEIRO q ue se jogava o titu lo inédito de as man eiras fa- BRASil esque ma seme- nando a posse da bo la. buscan- " tetracampeão do torneio da FI- zer o go l, mas o T a,el ; Jo9r>/M) lC.,...I. Ald. ... ali". lilll lhante em tu do do chances de atacar, e os ualla- FA: segundo , po rque os dois ad- a d v ersário, desta elO 5 .,,10$ e Baneo; M. ... o S~ "a. ao do Brasil. nos recuados , tentan do o conu a. Dung • . MU.....ho e Z" o IVtolaJ: Ao · versários sempre du elar am de vez, era um time """O , hbe lo. Tknlco: C..IH AI· Com uma di fe- ataque. A ti os 19 minutos. nào igual pa ra igua l em torneios in- ex pe ri me ntado bertO "-,,,i,•. rença: Robe rto acont eceu nada de perigoso . Foi CreamCracker ternacionais; terceiro, porqu e ha- em via dupla vo ntade - a italiana com j ogado res deci sõe s. de vinga r os 4:1 da fina l de valentes, a urêné- nUlA o "-glouc.a; M...n . IApoIon> l. BarW. Baggio, o cri a- quando Albertini acenou um dor e finaliza dor chut e fone . obrigand o Taffar el a da s jogad a s uma def esa outra vez difícil. No 1970, no México , quando o Bra- cos heróis - co- Mald." e Betl.. ,,<"O; Be,t•. Oino e. g· ofensivas d a mi nuto seguinte, foi o Brasil qu e g.o IEvatll l. Don..x.ni e Albe l";; Ro · sil conquistou .o ,tricampeonato : .mc Baresi, de 33 boI,fD 8agg>o e Mau..o. TKNeo ~ A, · "azzurra", esta - atacou com Romar io, O. atacan - e a brasileira de desforra;-.f "do ;><ano~. e ·M a ld l n i ,~ "fIO Sacç". .t .- -: .••• ~ - va lestc nado e te bras ileiro ent rou na área: e .... : ,. . .lI CIJerr laz o meta lllôICMão só plXIia Iinr do boo 0 _ _ revés _~J!9~tQ..Q9 ~tád io..dl:.Sar- .,q ue -fechar.un. O " ÇGfWI do M undo EUA ".... era visível O es- chutou na saida"óe Pagliuga. per- Data: 17.07.94; Loc.4I: Eslâ<l>o Rose ri á, na Espan ha na Copa de 82. setor direito do 6ow l llol Ange~.I , ÁItlIbo: SlIlftdOt forço que teve dendo excelente chance . O final teria de ser com o foi - ataqu e brasilei- Puhl IH...n g". I: P~ttl .: Aoml io. de fazer para jo- O Brasil teve a sua grande B,anco Oung. pe,. o Btu~; Albel"· na cobra nça de pênal tis, isto i, ro. frust rando as t .....; . EItlIOi peta .IIIIIa; MltcJO San · gar . E mesmo chanc e, ant es de termi nar o tem- na sorte. Foi ai qu e - definiti- in vest id as de tos tBtesitl. Mauto " Aobol n o lhg . assim foi perma - po reg ularnen tar: aos 40 minu tos. g,o UI"" des pedlÇ m: P UblIeo: .,. vamente - se revelou a presen- Jor ginho - qu e 94 m ~ 10tClKl otu . nentemen te um Cafu foi à linha de fundo e cru- ça de Deus abe nçoa ndo a Sele- só jogou 20 mi- perigo pa ra a zo u de bate-pronto. A bola pas- ção Brasileira . ne tos, saindo po r co ntusão -, defesa brasi leira . so u a um pa lmo da cabeça de A partida te ve amp lo domínio Bebeto , Mazinho e qu em mais Par a o segundo tempo, as duas Romári o. Em seguida . o juiz , _ _ -= ér gl~ RedOB _ S.::::: o :::=--- --I".. ba síleiro . A eq uipe de Ca rlos Al- qu e por ali remasse passar. O seleções voltar am com as mesmas húngaro Sendor Puhl , acabou .os , berto Parreira to mou co nta do pr imeiro tempo mostrou o time fo rmações. A pa rt ida seguiu, ta- prim eiros 90 minu tos. Resgatamos a auto-estima Prorrogação demonstra o o Brasil pintava como fa - vorito. Baresi e Roberto Bag- saúde, descaso q uanto à edu- cação e outras mazela s que cansaço do time italiano Na prcrrogacâo - q ue come- Brastl revc a melhor cha nce de to - gio de fora , Parecia q ue o s n o s enve rgonh am. N os últi- çou apó s um perlodo de cinco mi- Non ato Albuqu erqu e do o jogo para fazer o gol. Ca fu de Loa Angeles , CA . ve ntos so p ra va m a nosso fa - m os anos p as samo s a asso- nutos para o descanso qu e bendi- avançou Pela direita : cruzou. A vo r. N a p rá tica n ão é assim . ciar o no sso nacionalismo às d ou sobremaneira cs cansados bola passou pelo goleiro e pelos ita lianos - a seleção do Brasil A Itál ia veio co m p leta, e o jogo co m eçou . O Brasil na - gran des d errotas. O s exem- • pios se sucedia m : Di retas j á , manteve O mesmo ritmo , o mesmo defensores italian os, sobrando pa- ra Rom ário , qu e, embaixo do gol. Título in édito lava a alma , esquema tá tico e também as tenta- ch uto u para fora . No seg uinte mi- Deu cerro. O Brasil chego u lá. mund o tod o - a alma do Bra- . turalmente, respaldado na a m o rt e de Tancredo Neves, tivas de ataq ue. E ao s t rês min u - mnc , a Itália respondeu co m Mas- Somos tetra campeões. Outra sil iluminada - fico a pensar sua m elho r campanha e num o Impeachment de C ollor (as tos. Bebere apareceu sozinho saro , que. lançado pelo meio da vez, lavamos a alma. somos os nessa coisa impressionante qu e . melhor preparo físico, tomou pessoas vestiam preto o u usa- diante de Pagliuga e chutou pa ra uma defesa parcial do goleiro da zaga brasileira. qu ase cria uma si- don os da bola. A A m érica re- é o espo rte . Ele une as pessos as rédeas da partida, A difi - vam tarj as ne gras) e o recen- tua ção de perigo . Aos seis minu- conhecida festeja os ídolos bra- Itália, para cujo rebote chegou em torn o de um ideal. Faz com : cu ldade era ent rar no pode- te ac id ente d e Ai rt on Se nn a. tos, Viola - co mo !>C estivesse jo- sileiros. O futebol do nosso que as difere nças seja m esque- : tarde Romário . raso siste ma defensivo italia- nos acenavam co m uma es - gando pelo Co rinthian s no Par - pa ís resgata a sua soberania e cidas . E o Brasil que sonhamos ; no . Arrigo Sachi, com o nos- tranha vocação para as tra- que Antárt ica - saiu dr ibland o os prestigio, colocando na alma , se agigant á. , A Itália trocou, aos 5 minulos. so Parreira, são m est res n a gédias . N um ca so tl pico de defensores italianos , um po r um. de cada um de nós espera nça de o volanle Dino Baggio. que estava Qua ndo teve a cha nce de chula r, vencennos outras jornadas . . ane de se defenderem. O pri- humor negro, chegaram ao visivelmente cansa do . por E< i, an Nunca vou esquecer o ttu da : reforçando ainda mais o sislema já dentro da área. preferiu passar Cali fórnia lomado de fogos de : me iro tempo tennino u assim. ponto d e s ug eri r que se in - Aqui em Pasadena, onde o defensivo. Os ilalianos tiveram , par a Branco. E a jogada se per- anificios depoi s que o Brasil : N o segun do tempo n ão fo i corpo rasse o p reto às cores Brasil arrebatou o telracam- enlão, uma chance aos seis minu- deu . Nessa alt ura da prorrogação. chegou à vitória final. Nunca , : diferente, as equi pes repeti- da Bandeira nacional. A ver - a Itãlia estaa caindo pelas tabe- peonalo, tem o maior centro de tos , qua ndo Roben o Baggio - e vou esquecer qu e fui teslemu- : ram as atuaççoes dos primei- dade. é q ue, andávamos de sempre ele - .chutou de fora da las , ma s se u s jog a d o res pesquisas espaciais do mundo . nha acular disso. Principal- ; • ro s 45 minuto s e o jogo aca- moral baixa, e essa vitória es- área, obriga ndo Ta ffa rel a espal- mant inharp-se finnes em pi, lu- I: o da Nasa . Ontem, co nfesso mente, da união das pes.so3.i , : bou indo para a prorrogaçã o. portiva nos devol~ a auto es- mar a bola para escanleio. Na co- lando bra·amente co nrra um ad- a "oces, eu fui a Lua sem preci- do orgulho de sermos brasilei- : bran ça, o goleiro brasileiro - em yersário fisicamente superior, mas sar de foguete . Flutuei nas nu- ros. O mundo qu e se dividiu ; Thdo contin uou igual. Ro- tima. Esse fa tor é imponan- . larde inspiradissima - fez nova e sem inspiração para tr ansform ar vens de felicidade . entre american os e europe us, : mário e Ro ben o Baggio per- te! Me recordo d e um perío- boa defesa. em gol essa superio ridade. Boian - Cada lance perd ido por nossos ga nho u uma festa com a Copa . : .. d eram as cha nces de gol. S0- d o em que radicais de direi- do amor na chuteira e usando o joga do res era um so frimento . brou a d ecisão por pênaltis. ta e de esquerda consid era- coração para jogar , a Itália avan· Falta agora gan hannos o ca m- : Quando o squndo lempo da Qua ndo lennin.ou o tempo re- É loteria? C laro que não : vam o futebol e no ssas fes tas çou e qu ase faz o gol que lhe da ria peona to da co mpetcncia, da se-: prorrogação começou, o Brasil es- gulamentar e. a de9são passou Venceu a equipe que ainda ti- popu lkares como fato res d e o telr a: Ba!!gio. sempre ele, inya· • riedad e, da cidada nia. do res- : teve com Viola no lugar de Zinho , para mais 30 minutos, vocês diu a área do Brasil - num dos n ha cond ição d e se manter alienação. Penso q ue o tem- que trabalhou muilo no meio-de- senliram o que eu senti. E nos peilo; onde os homens que ; pouquí ~imos lanCf;s de desa ten· em pé e bater os pênaltis. po e as experiências humanas ca mpo, mas sem nenhum lampejo pênailis, o jeito foi ir so espaço e:ercem alguma fonna de po-: ção da defesa brasileira - e chu· Somos te tra campeões: Se r acabaram por desprezar es- criativo. Par reira aten deu. com de novo . Aga rrar·se com anjos der possam dignificar o povo : tou quase da pequena área. O brasileiro, para o m undo, vi- ses concei tos . A conquista do essa mudan ça, um apelo ant igo chUle saiu fraco e Taffarel fez se- e sanlos. Uma vez mais. Deus com dias melhor es. Afinal. foi: dos comentaristas espttializados e gura defesa. Em seguida. Barcsi provou ser brasileiro. Prin ci- do seio dessa gente simples que ; nha send o sinôni mo de cor- futebol brasileiro repercute da torcida, que desejavam sempre caiu no ca mpo senlindo cãi mbras. palmenle naquele pêna lli que nasceram os heróis que fesleja- : ru pção, malança de aianças, em todo o P laneta, e reina u- o Brasil jog a ndo co m tr~s Depois. a prorrogação tenn inou . Baggio perdeu. E no que Taf· mos. Gente que precisou apc- : nas d~ uma bola nos pis. para : grupo s de e:xtermlnia, d ese- gura em cada co raçã o a al e- at acanl es. fareI defendeu. jo de levar vantagem em tu· gria e o orgulho de se r Foi uma final digna de Brasil e colocar a bola do mundo cm : do. p recárias co nd ições d e brasileiro . Deu cen o a mod ificação, por . Itália. (Egidio Serpa . enviado es· Titul o conquistado , festa no suas (nossas) mãos. qu e logo aos quatr o minulos O pecial a L 0 5 " " gele<;) I
  4. 4. c------------~ ~ - - - - - • - .. . . -3 E / OOTALEZA-CE SEGUNDA-fE IRA, 18 /J Ul H0/ 1994 o 1001l/ESPORrFS o ADEUS DE BERETO - Bebere realizou O seu sonho, E agora acabou : Seleção • BRIZOLA vlt SEMELHANÇAS - O ca ndida te à pr~W;lçnçia pelo PDr . Leonel Bri- • Brasileira, nun ca mais. Em ocionado com a co nq uista ~ com o rosto mar cado pelo cho ro ~ po r um zo la , d estaco u três po ntos q ue levaram a Seleção Brasileira â vit ória : a presen ça de 11 m líder obsl i. ârran hAo abaixo do o lho esqu erdo . o atacante brasileiro parecia ter tirado um peso enorme das cos- _._..__.._- .. o las após a vit ória d ram álica de hoje con tra os italia nos . no Rose Bcwl. Parecia na verdade mais ali- nado - O técnlcc Parreira -. a uniAo da ~ u i.De e um grupo represcmmlvo da pooul:t·Jo do ~i... .... - Q Ele nào se comparou ao técn ico Parreira, mas viu muitas sem elhanças enue a Seleção c o povo bra- viado que feliz quando chegou ao ,~t íário brasileiro para continuar a festa com os companheiros. •• a Q ~~ Antes de subir no palanque pa ra a entrevista .coletiva, rec ebeu o cumprimenlo significativo de sileiro , " que q uando tem o po rtunidade , vence". Leonel Bnzola assistiu o jogo na C.lS.1 de um ami- Franco Baresi, o ca pitão italia no . que acabao u c ho rando no gramado do Rose Bo", 1po r ler perdi- go, o comandante aposentado da Vari" Souza Lima. E evh ou a impren sa , "p.eferi IOr.. tr do o primeiro pênalti pri vadamen te . -- ..,., . - IFA escolhe Romário . como melhor da Copa F , o atacante dis se ter cala do a b oca d os criticos e d e ex-jog adores que ( falaram b esteira,s fez um lançamento, deu um c~ re a gol, defendido po r Pagliuca, a- beceou uma bola q ue o BO 10 " A Copa foi YAllAC u O também segUIOU e deu um chute minha . Eu fui o fi OPOVO " para f ora. Romário tentou scm ~rC • melh o r ." Esta.s l ~ we 1 . ~~~~~ ~A ~ dribles, mas foi infeliz na.~ fi~" roram as primei- v r, liza çêes, Nas duas pr m ci is las palavras de chances que d esperdiçou, d i .oC Romário ao deixar o vesuarío do que que erro u po r "fração de _ Brasil, o r nem, duas horas após a guncos". . O atacante garantiu ~ue _..I . final ccmra a lIàlia. Mesmo sem não guarda rancor de ningUéf saber que linha sido eleito .....la .~ mas acha que 35 crilkas for 11 , ; FIFA o craque da Co pa. o aracan- exacerbadas em alguns mom n- te eslava tão confiante na escolha t05. "Poderiam lei confiado m 15 q ue falou o tempo todo como o oa Setec õc e resocnado mats o, o- r melhor do mundo . " Nem sei 5(" a gad o res." A tensão da "".rlida FIFA já escolheu, mas essa c a natural," segundo Romano . " ra verdade e ningu ém pode tirar", uma final, ninguém podia erra ., .. · • • .. : ~ A le cém· nas cid a Denlsla ne co m a mi e Denis e Maria S ilva da Crul J an&lna co m a mi e Maria de tcurdes dâ Silva na maternidad a a firmou. Tranqiiilo, depois de ter feito o exame amido ping e perdi- do a maior parte da co memo ração Rom.ário disse que linha cen " de q ue o Brasil vencen a a part lVa no tempo no rma l. " O nosso ti f no vesti ário do Brasil, o atacant e foi sempre superior e merecia n _ disse que concretizou um sonho lhcr sorte." Para o jogador. a . S Estudante ganha bebê Janaína nasce quando a ao conquistar o tiIU "Calei a O. boca de muitos crüicos e de ex- lcçâo realizo u uma atu a ção segl a e correta . "Nó~ praticamente nl" jogadores que falaram besteiras". oferecem os )hanco aos Ilal . durante a prorrogação Seleção chega ao tetra desabafou. " A minha geração ê ven....edc ra e eu posso falar isso. nos" , observa. "Eles ficaram o.> tempo lodo na retranca. PIl)CU . Na proerogac êo do jo go de escolheria entre dois nomes de Maria de u rdes da Sil08. Fe- ICIrOS. Lurdes fica va com O co- mas muit a gente não pode." Com ram explora r os contra-ataqu s, .o mem emre lirasil e Itália, 0.3 . jogadores que integram a sete- lipe, 29, dona-de-casa rem d uas ração na mão quando a bola ad- a medalha de campeão do mundo mas não conseguiram passai o lamente as IQh3Omin, nascia cão brasileira, Raí o u Romário. razões para estar feliz. A primei. versána cheeeva próxima a nos- exposta no peito, Rornário admi- nosso sistema de marcação. q e Denisiane, de pan o no rmal , Rai, por ser o número um da Iis- ra. o ntem ela foi mãe pela se- sa trave. Eslá ai a razão para a riu que não gosta de ba ter pênal- foi sempre muito eficiente: R _ com 54 cenumereos. 3 q uilos e la das rorcedoeas femininas. Ro- escolha da posiçio de goleiro. lis, mas que não tremeu diante da mari o saiu do está.dio apr0sa40 Bunda a., nasceu Janaína. com 410 gramas, na t:llcrnidadc Es- mario, bem, esse por já ser co- mlssâ n de cobrar logo após o pê- para chegar ao hOIC1 da Seleçã~ . S3 cenumeros. 3 qu ilos c 320 Ela deseja que na próxima co- cola Assis Cbarcaubriand. A nhecido como São Romário du- nalti desperd içado pelo zagueiro onde comemoraria o t üulo co=" mãe, Denise Maria Silva da gramas" na Maternidade Assis pa te nhamos a chance de pen- rante os jogos disputados pelo Marcia Santos. " Nas ho ras difi- irmão Ro naldo e com 05 amiã$ , C ruz, IS, est uda nte, con fessa Brasil d u ran te a Copa. Chateaubriand. na hora do io- sa rmo s em sermo s ga do Brasil x h.ália. A outra. c pentacampeões . ceís. os grandes têm de ass u mi r a num pagode. Sobre 0 planos ~- - que eslá euforica pol ,er ganho responsabilidade. Eu sou grande, ra o fUluro , dis.se que pretende fi. bebe pela primeira u e pol ser Depois do nervosismo ter da· tílulo de letra campeão para o Co ntudo. a alegria de lorltt- eu sou letra, o reslo que se dane." car um mês delocansando no Rit.>, dUf3n1e um jogo que o Brasil dispulao3 o lilU de letra. Io • do lugal a calma, a t:s.Sa mari- nheira de JWimeira viaageffi. De - Brasil. TolIXdora de aco mpa- dora deu lugar a felicidade in- nhar a maioria dos jO(tos da se- comPará!:1de ser mãe. Ela diz Para Rom.ário , o jogo com a It.ália foi o maIS dlfid l. E-el!-frnt-~ JO andf fUlCVÔlci e " matando S).u(bd~ t!õ ctnlrra..ro7"", j () .5 .,. I It ~ . lUse diz que t("( as primeiras l~ brasilcira na copa , Lurdes .que lij,o imPàrÜ qUe~ seja a se· AAtCS.dÍJl r, .~.ra a ,~!~} de par. _ ~ cQnua.;õcs na ultima quana· diz que se 1ÍU5C nascido um ga. ugunda - ou a primeira~ · ez_ A lógica P!ÓJ>Ii!l ~~, ~tWC!Ja"i :.)*mai~ aJW.i. 4r: I omcr aconl,- - 10 ~mse :onta Que ienlaôl " Eu nl 0 consegui marcar gol" . da brasileira." O Plojeto de ~" feira_ JU no dia em que Bca· 5l0 roto, leria 9Oi. de chances de ser aco mpanha o jogo pelO <.l ue emoção C única. A malernida· Ele destacou a at uaçào do libero :ur o fUlebole a Seleclo depois dI) si! jogou com S u~a. c nós u - balizado como Taffarel. o uvia de ulna TV no primeiro nhamos de I :t O E mas Denise . Mas. nasceu uma garota e ela de. para Lurdes deixa a mulher Franco Baresi. um de seus marca- final do seu COlllralo com o B.1I&- confessa. nomes como Bebet:a mais ~ iC 1. AD falar que já andar da maternidade. Claro. na não acred ita~8. que a filha fos.sc: do res. " Além do Baresi, que é lona , demro de dois ano~ , conii- hora das dom. do pan o d a COIl - ou Romária não ficam bem pa- havia amamenlado a filha no - , nasa:r quatro dias depois. No craque, havia sempre mais dois nuam firmes. "O fuluro pcrIent e ra uma menina. Lurdes recorda mesmo dia do nascimenlO, dei- fes!>a que o.5Queccu do jogo e dia marcado para a dispula en- perto de mim" , rt:s.Sahou . Embo- à geraçào do Ro naldo " , d i~t , que duranle a gravidez pem3o3 :tOULurdes com um imenso SOI- concenlro u lodas as fo ~ no tredois uicampeôe$. BtaSll e Itá.- ate qual a posiçáo q ue O futuro riso. Significado de uma espera ra sem repetir-as aluaÇÓes dos úhi- Iderindo-se ao aiacante de 11 nascimento de Dcnisiane que foi lia e que a seleÇãô brastletra ga- filho jogaria num lime. como ._ d e nove meses de muila mos jogos. Romario deu constao- anos da Seleção Brasileira . " Na, norm al. Se fosse: garolo, DeOl <,t nhasse o l et ra ~m penaltl. B oieiro. Igual a lodos os brasi- ansiedade. le lrabalho para os zagueiros ila- Copa de 98 ele ai esur a mma lianos. Ele locou 61 ezes na bola, c.amisa." I , • " F oi um Slh."csso " - disse ele. li da dos jornalisr85. PõJrc.l.:ia ha- : ®Jillú® Icr mais policiais - fOfa do ~ - : --- tá dio - d o qu e /OICl,d orCS. O cs- I ®1~ (~JQ):P j rad onamento de Iek v lo ) dos 1 io rnaJis/as, qu e a/ é CI1 ljo "ra : bem pró.imo à emrada d(l Ro)c : Egídio Serpa 804/, foi mudado JXlfa qUlI.~c I EnV1ado eIIIpec1al a Loa AngelM uma millla de distancia. Os r e- pónercs americanos protCS /a· II ram , mas não hou o·C j eito. Na · O Somos tetracampeões, tílulo innação de frustr ação. O Brasil véspera , q uando jogaram Suécia l que pela primeira vez na hislória da competição eo de Parreira - e B ulgán"a, AI Gorc já pro nxani do futebol mundial c conquisla- telra campeào mundial. Nin- um a co nf usão ig ual . do . A vilória foi diflcil, penosa, gucm no mundo é tetra . Só o sofrida - como tem sido a vida Brasil. Brasil!, ril, ziJ !!! O Muitos brasileiros C italianos do poO brasileiro, j udiado por abraçuam·sc, ontem, nas arqui - maus goemant es. Bcbeto pro- O Ninguém segurou a emoção bancadas do Rose 8 041, amcs duziu uma frase que de e ser no momCmo em quC Dunga lC- bem refk1ida pelas elites polili- vamou a taça da FIFA. Chora- de a panida final ~Omt.·j( . Foi quando o s mais dC mil alunos caso emp...:sariais e culturais do ram jornalistas. radialistas, fotó- das CSl:olas publi~a 5 da Arca Me- · nosso Pais. Disse o valenle ata - gra fos, tO reNores. Choro u rodo tropo litana de Los Angelcs - canle da Seleção letracampeão: mundo. A mdhor lágrima ~ a d o numa coreografia quC mc:r CC1JC " Eu espero que esla conquista choro da felicirh de. Foi essa a aplausos de todo o cslMio - •. sem prco:dentcs possa conlr ibuir I~ma que choramos todos, abriram as bandCiras do Brasil e" para melhorar as coisas no Bra- OnlCRJ. aqui em Los Angdes e ai da Itália. O alfofaJanlC. nesse . · sil" . Quem sabe se, agora, em · no Brasil . momento , anu ll...io u en á rios : . balado por esle importanle com - O E o vice-presidente AI Gore? idiom as: " O f utebol ~ o n-pone : ponenle psicossocial, não possa Vai estar hoje em todas as pri- , r , r q ue une os pa"os de roda!> L< .: : a elile brasileira cuidar mais e meiras páginas dos jornais ame- melhor de dar ordem e ~ogrcsso ricanos. E não C hUlou nenhu ma cio Sanlos foi uma grata surpre- rorcedores q ue entrara m no CSlá · Naç&s. i à nossa Naçio ti o rica tm tudo? bola sequer_ 58.; a Bulgária , outra; Romário dio após o inicio da partida. O Os italianos er3m, no Rose , O Brasil é letracampcão mund ial O M ichel Platiru . lembram-se nAo foi assim uma surpresa tio 80 " ". minon·a . , Ias uma mino- : de futebol. é campeão olímpico e delC? Foi o grande nome da Se/C- grande, porque de já vinha jo- O O técnico da Seleção dos Es- riaatre.i da. No) jardins do CSlá- : mundial de võleibol, é campeão çJo da França na Copa de 86. no Sando l>em" . lad os Unidos advertia. anles de dia . cinco i /alianos - b.2!ançan· : mun dial de basq uete feminino M é:ci co . Agora, ele é o Presiden- O E o suof onista Kenny O.• começar o joso de am em, que a do uma bandeir,J com a inS4.Tição I - mas. infelizmenle. sq: ue sen- te do Co mite Organizador da hein ? Um dos agudos que s0- Il.ália. com todos 05 problemas, " Baggio , ma: Voa , &uio· - do, lambém e ainda. o campeão Co pa dC 1998, sobre a q ual de"- prou na e. cuçAo estilizAda do u seria wn adv~rsârio duríssimo encararam 50 brasileiros. que tam ~m ag,i,a·am bandeiras . I mundiaJ da impunidade c da cor - clarou omem , f alando no Cen- Hino Nacional dos Estados Uni- para o Brasil. " Numa rmal de rupção . Temos lodas as condi· tro de Imprensa do Rose 80"" 1: dO$, ontem , durou eu:t os 4(} ~ Copa do Mu ndo . não há Mas mdo term inou bem. A PoIi - , . . : ções objeti vas para mudar isso Nós faremos Ufll Mundial ain· çundO$. confonne aonometrou favoritos". aa amcncana esla .d por pen o. , I - e Rio cabe aqui dcsaflá -Ias. O da mais o rganizado do q ue esre o comp utad or da ABC Td evi- O O Presidente da Conftder3 - O Sábado, o lécn.ico do São O Era enlUsiasmanle ver os que falia são homem de carál er dO$ Estados Unidos ·, Os japo- sion••. O CvJal 15 da T V Los çJo B nJSileira de Vóld, Artur Pau lo . Tdi! Santana. jantava no gru pos de me. i.:anos, vestidos , e de personalidade - como Car- neses, que dC"enJo flJHr a Copa Angdes. que mio mostra outra Guzman, a.ssistiu pessoalmente. " By Brasil" . bem perto da praia com a camiSCIa amarela do Bra- los Alben o Paneira, o técnico dC 2002 , nào dCi:cJun por mCnos: im agem na Ida a nio SiCf a da rC- .li mulher e rllhos. aO$ jogos do de SalUa Mônica. Eou-ê um pe- sil, grilando : " Merricol Bra. il! I da equipe verde-amarda. que, "Faremos da primeinJ Copa do dC de Vias expressas da Áres MC- Brasil n a Copa -94. Omen . an les daçO e oulr o de picanha assada . Mérrico! Br3Ssill" . : dispetuan do as filigranas e o exi· ano 2000 a melhor de lod;u as bicionismo que m~reoem aplau- Co pas " - anunciam 0$ pros- sos e não nos deram Ululas , pre- pect os qu e d es disrribufram Cn- tropolitana de Los Angdes, já adVN1ia ontem, às 8 ho ras: "Orande c:ongestiOn llmClJlO na da partida final com a Italia. ele se m ostralll otimista . E m ais ali- mista , ainda, esla va com reJaçAo de comenlou a performance da Sclcç!o do Brasil nesta Copa do Mundo: " O Brasil jogou bem, O Aló. Brasil. Apronta a cervc- jinhli que já estamos VOltandO" ! feriu o caminho maU difTciI. Fez tre os j ornalistas, durame coq uC- lJ4 &sr. EvirN " . A 114 Leste ao Torneio da Uga Mundial de mas poderia ter jogado bem Valeu todo (I C$ forço. Foram 40 no futebo l brasileiro, contra lu- td q ue ofcr«enJJ1l q uinta .feira t a via q ue liga mais fad/mentea V61ei, q~e será disp utado em se- melhor " . dias de muito trMb. l1ho . .Árduo , do ~ comra todos, tom ando-se para divulgar o ~ento , zona ocsre de Los Angdes ao tem bro , na Itália . G uzman trabalho.."I as LI jomali~n1o " li I >, impopularfssimo por isso, a re- O Opiniões de Pele, amem, fa· Rose Bowl, Cm Pasad;:na , A in· referiu-se com muita alegria ao O A anunciada presem,ll do " unic,1 pr o fissAo do m und" QU ( forma fiscal nccess.ária para a lando anles d.. começar a final fonnaçào era co~a : a viagem sucesso q ue f oi a a~ntaçJo Vice- Presidente dos Esta do s contém amor ( 1"ü ão perDl,1-1 conquisla do titulo lao sonhado . entre Brasil e Itália: " Tive mui- que nonnaimente leva 25 minu - d os m eninos de o uro do v" /ei em Unidos, AI Gore, na final de on - nente. Vú a o jornalismo , il<l a _ O Brasil da exibiÇllo só produziu tas surpresas nesla Copa. Már- to s foi f eita em d uas hr:vas. Ouve Fortaleza, na semana passada . tem , transfonnou nu m inferno ,1 repor/agem. L- ----, /.. I 00_0- _ _ _ _ zrt ._---_ ._ .....

×