Os Gunas e a Mente

4.054 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Os Gunas e a Mente

  1. 1. Medicina Ayurvedica<br />Os Gunas e a mente<br />Docente: Prof. Michele Pó<br />Discente: Marta Marques<br />3º A Naturopatia<br />
  2. 2. O que são os Doshas?<br /><ul><li>São a dinâmica das forças da combinação dos 5 elementos. São os nossos humores biológicos, onde através deles podemos definir algumas características físicas e psicológicas auxiliando assim na percepção dos desequilíbrios e na forma mais coerente de harmonizá-los.
  3. 3. São divididos de acordo com a predominância dos elementos na natureza das pessoas. As pessoas do tipo Vata são do ar, Pitta do fogo e Kapha da água.</li></li></ul><li>O que são os Doshas?<br /><ul><li>Vata- combinação dos elementos - ar + éter
  4. 4. são ágeis no pensamento; falantes; informados e intelectualizados mas falta-lhes profundidade; indecisos e inconstantes, sofrem com o sentimento de medo, uma reacção às coisas novas; não têm equilíbrio e aborrecem-se facilmente; vivem no mundo da lua; são criativos e bons professores, excelentes na comunicação de massa; geralmente são sociáveis, flexíveis e adaptáveis.
  5. 5. Pitta - combinação dos elementos - fogo + água
  6. 6. são inteligentes e perspicazes, possuem raciocínio agudo e de modo claro, mas podem ser dogmáticos, críticos ou hipócritas; propensos à raiva em situações novas e inesperadas; tendências a serem agressivos e dominadores; bons líderes mas podem ser fanáticos ou insensíveis; bons cientistas; raciocínio inquiridor, bons em pesquisa e em invenções; bons oradores e convincentes ao apresentarem seus argumentos, não gostam de ouvir a opinião alheia.</li></li></ul><li>O que são os Doshas?<br /><ul><li>Kapha – combinação dos elementos - terra + água
  7. 7. Kapha – são emotivos e amorosos, românticos e sentimentais, também podem ser possessivos ou gananciosos; mais lentos na aprendizagem do que os outros tipos, e nem tanto criativos, realizam coisas e tornam-se úteis; de comportamento e crenças convencionais, gostam de fazer parte de grupos e apegam-se à família, sendo bons pais e provedores.
  8. 8. Todos possuímos os 3 doshas, em medidas distintas e diferentes proporções. A organização destes humores é que traz equilíbrio, evitando o surgimento de doenças e o desenvolvimento e instalação das mesmas nos nossos tecidos.</li></li></ul><li>
  9. 9. O que são os Gunas?<br /><ul><li>Em conformidade com o Yoga e o Ayurveda a Natureza consiste em três forças fundamentais chamadas Gunas significando em sânscrito “o que ata”, pode também significar “laço, ou aquilo que junta”.
  10. 10. Os Gunas são o estado mental em que nos encontramos e são as nossas tendências e padrões de pensamento. Há vezes em que estamos numa vibração, com algum Guna predominante, enquanto noutros momentos podemos perceber uma mistura destes.
  11. 11. A qualidade das nossas acções depende dos Gunas que predominam em nós. Os três Gunas - sattva, rajas e tamas - são considerados como as qualidades fundamentais da natureza, ou prakriti.
  12. 12. Tudo o que existe no mundo material são combinações diferentes desses três modos, logo, essas forças permeiam toda a criação material.</li></li></ul><li>O que são os Gunas?<br /><ul><li>Sattva- é o estado mental tido como o mais equilibrado, com habilidade de adaptação, iniciativa para acções benéficas, entusiasta e compassivo para com os outros seres, flexível, boa comunicação, inteligência e clareza das percepções e sentidos. Manifesta-se em pessoas altruístas.
  13. 13. Rajas – é uma mente extremamente activa, ambiciosa, dominadora, ansiosa, superficial, irritada, impulsiva e controladora. Manifesta-se em pessoas com tendência manipuladora, pessoas egoístas e competitivas.
  14. 14. Tamas: é uma mente obscura, depressiva, com tendências suicidas e destrutivas. É obtusa, sem a menor percepção, ou uma percepção completamente negativa das coisas. Normalmente manifesta-se em pessoas atormentadas, letárgicas.</li></li></ul><li>O que são os Gunas?<br /><ul><li>Os Gunas não são entidades distintas, mas três formas de uma mesma existência. Podemos usar o exemplo da água para explicar melhor: gelo, líquido e vapor são três manifestações de uma mesma essência, que é a água. No estado líquido, onde a água pode fluir livremente manifesta-se a forma “rajásica” da essência. Como gelo, essa essência perde sua mobilidade, representando a acção de tamas. O vapor seria a forma “sáttvica”, pois escapa dos limites de forma; nessa forma a essência está mais próxima da sua natureza.</li></li></ul><li>O que são os Gunas?<br /><ul><li>São às vezes descritos como energias, outras vezes como qualidades ou forças. Eles representam um triângulo de forças simultaneamente opostas e complementares que governam tanto o universo físico quanto a nossa personalidade e padrões de pensamento na vida do dia-a-dia, dando origem às nossas realizações ou fracassos, alegrias ou infelicidade, saúde ou doença.
  15. 15. A Ayurveda ensina-nos que, quando trabalhamos em harmonia, os três Gunas permitem-nos evoluir espiritualmente, saindo do estado de doença. Se formos influenciados pela ignorância e/ou o medo (onde tamas predomina) ou turbulência (onde rajaspredomina), o que causa distorção da percepção, afastamo-nos da nossa verdadeira essência, e a doença encontra um campo fértil para se instalar.</li></li></ul><li>Os Doshas e a mente<br /><ul><li>Vata
  16. 16. Típico do Vata ficar com raiva a qualquer hora do dia ou da noite
  17. 17. Gosta da excitação e da mudança constante
  18. 18. Apresenta arrancos emocionais que duram pouco e são rapidamente esquecidos
  19. 19. Fala sem chegar a uma conclusão e torna-se cronicamente insatisfeito
  20. 20. Qualidade mais importante é que o Vata lidera os outros doshas
  21. 21. Ou seja, é o primeiro a ficar desequilibrado, causando os estados iniciais da doença.
  22. 22. Função mais importante: controlar o sistema nervoso central. </li></li></ul><li>Os Doshas e a mente<br /><ul><li>Pitta
  23. 23. Tem um carácter empreendedor
  24. 24. Gosta de desafios
  25. 25. Intelecto aguçado
  26. 26. Tendência para a irritabilidade sob stress e raiva
  27. 27. Discurso preciso e articulado, argumentativo
  28. 28. É ambicioso, de compreensão aguçada, franco, arrojado e ciumento</li></li></ul><li>Os Doshas e a mente<br /><ul><li>Kapha
  29. 29. Tem uma personalidade tranquila e relaxada
  30. 30. Não sente raiva facilmente
  31. 31. O sono dos Kapha é pesado e longo
  32. 32. É lento a captar nova informação, mas possui boa memória de retenção
  33. 33. É afectuoso, tolerante e perdoador
  34. 34. Ponderam as coisas por muito tempo antes de tomarem uma decisão
  35. 35. Respeitam muito os sentimentos das outras pessoas com as quais sentem uma enorme empatia, procuram conforto emocional no acto de comer
  36. 36. O tema básico do tipo Kapha é «relaxado».
  37. 37. A principal advertência para os Kapha é progredir.</li></li></ul><li>Os cinco Elementos<br /><ul><li>Existem dois tipos de Elementos, os subtis a que se dá o nome de tan-matras, e os grosseiros a que se dá o nome de Mahabhutas. É a união destes que origina o corpo humano.
  38. 38. A importância destes cinco Elementos (Mahabhutas) também passa pelo facto da interacção entre os Gunas e os elementos compor o jogo da Criação. Os cinco Elementos combinam-se entre si sob a lei dos três Gunas e sob o olhar da Consciência Una, interagindo com o objectivo de criarem todo o Universo, conduzindo à energia subtil – Prana – que ajuda na condensação do corpo físico.
  39. 39. Os Elementos são éter (espaço), ar, fogo, água, e terra, e cada um é gerado do outro. Estes, existem em todas as coisas incluindo nós próprios</li></li></ul><li>Os cinco Elementos<br /><ul><li>O éter corresponde aos espaços no corpo: a boca, as narinas, o tórax, o abdómen, o tracto respiratório e as células.
  40. 40. O ar é o elemento do movimento, pelo que representa o movimento muscular, a pulsação, a expansão e a contracção dos pulmões e intestinos, até movimentos celulares.
  41. 41. O fogo controla o funcionamento enzimático: mostra-se como inteligência, alimenta o sistema digestivo e regula o metabolismo.
  42. 42. A água está no plasma, sangue, saliva, sucos digestivos, membranas mucosas, e citoplasma.
  43. 43. A terra manifesta-se nas estruturas sólidas do corpo: as unhas, os dentes, músculos, cartilagens, tendões, pele e cabelo.</li></li></ul><li>Os cinco Elementos<br /><ul><li>“O vata tem a mobilidade do éter e do ar, o pitta a energia do fogo e o kapha a estabilidade e solidez da terra.”
  44. 44. Num corpo saudável, os cinco Elementos actuam em harmonia, mas o desequilíbrio num deles provoca mudanças nos outros. O desequilíbrio dos Elementos pode ser causado por mudanças nos Gunas.</li></li></ul><li>Caracteristicas mentais dos três Gunas<br /><ul><li>É importante sabermos distinguir entre a constituição de uma pessoa e o Guna que predomina na mente
  45. 45. A qualidade das nossas acções depende dos Gunas que perdominam em nós
  46. 46. A nossa alma possui um corpo de acordo com os Gunasem que a mesma agiu em tempos passados
  47. 47. Visto que os Gunasdeterminam a ressonância da nossa consciência, e a ressonância da nossa consciência determina nossa "realidade, " este é o conhecimento mais importante da ciência dos Gunas.</li></li></ul><li>Caracteristicas mentais dos três Gunas<br /><ul><li>Geralmente a constituição mental segue a física, porém, em alguns casos a actividade mental pode ser mais forte do que o corpo.
  48. 48. No que diz respeito à acção, sattva é a força criativa, a essência da forma que precisa de se concretizar
  49. 49. Tamas é a inércia, o obstáculo a esta concretização
  50. 50. Rajas é a energia ou o poder por meio do qual o obstáculo é removido e a forma torna-se manifesta.
  51. 51. Os Gunas manifestam-se no homem da seguinte maneira:
  52. 52. - Sattva como pureza e sabedoria;
  53. 53. - Rajas como atividade e movimento;
  54. 54. - Tamas como preguiça e inercia.</li></li></ul><li>Mente Sattvica<br /><ul><li>Sattva representa a pureza, a luz, a inteligência, o conhecimento, a satisfação, a clareza mental, a bondade, a compaixão, e a cooperação.
  55. 55. A calma e a paz prevalecem numa pessoa ou numa disposição de ânimo sattvica.
  56. 56. As qualidades da pessoa na qual sattva predomina incluem coragem, integridade, pureza, capacidade de perdoar e ausência da paixão, raiva e ciúme. Esta pessoa é calma e feliz.
  57. 57. A mente sattvica é harmoniosa. Sattva representa um estado de flexibilidade mental. A pessoa sattvica é flexível e reage aos acontecimentos no momento em que eles acontecem.</li></li></ul><li>Mente Sattvica<br /><ul><li>A pessoa sattvica é aberta às coisas novas e não tem apego às próprias opiniões; é pacífica e não gosta de entrar em conflitos
  58. 58. Sente-se igualmente à vontade sozinha, e junto a outras pessoas; gosta da natureza e tem a mente em paz. Por isso dorme bem e não se deixa abalar nem pelo passado, nem pelo futuro.
  59. 59. Tem muita confiança nas outras pessoas, mas tem também a intuição bastante afiada e uma inteligência brilhante.
  60. 60. A mente sattvica pode ser desenvolvida pela prática espiritual, pela meditação, pela oração, e pela prática de boas obras em favor do próximo.
  61. 61. É necessário um estilo de vida que promova o Gunasattva associado a uma dieta alimentar que elimine as substâncias rajásicas e tamásicas.</li></li></ul><li>Mente Sattvica<br />
  62. 62. Mente Rajasica<br /><ul><li> A pessoa com rajas dominante nunca fica em paz. Rajas provoca explosões de raiva e gera um desejo intenso. Torna a pessoa inquieta e descontente, e dá origem a uma contínua actividade.
  63. 63. Não consegue permanecer sentada, nem quieta; necessita de ter sempre algo para fazer, com a qual se mantenha ocupada
  64. 64. A grande paixão é rajas, assim como a agressividade, a ganância e a raiva também o são.
  65. 65. A pessoa rajásica adora o poder e os objectos dos sentidos. Apresenta-se em constante ansiedade e anseia sempre por mais poder, para ser capaz de dominar os outros; é também uma pessoa muito apegada às coisas materiais</li></li></ul><li>Mente Rajasica<br /><ul><li>Rajas representa um estado activo da mente. A pessoa rajásica tende a ter o pensamento rígido e aferra-se tenazmente às suas opiniões
  66. 66. Tende a reagir às situações com emoções que não se encaixam no contexto. Mentalmente é brilhante e agressiva. É activa e enérgica, mas muitas vezes não sabe quando parar ou ir mais devagar
  67. 67. Precisa de uma forte motivação para viver. No geral, vive ocupada com alguma coisa; considera o descanso uma perda de tempo ou associa-o à depressão
  68. 68. A pessoa rajásica é capaz de fazer qualquer coisa para se curar, desde que tenha a certeza que isso vai beneficiá-la e não vai reduzir-se a uma simples perda de tempo e energia. </li></li></ul><li>Mente Rajasica<br /><ul><li>Tem a capacidade de motivar os outros mas nem sempre sabe como usar essa capacidade. O sono costuma ser perturbado, pois a pessoa tem dificuldade em colocar um freio ao processo de pensamento.</li></li></ul><li>Mente Tamasica<br /><ul><li>Quando Tamas prevalece na nossa mente e há ânimo e disposição, exteriorizamos algumas das nossas piores características: preguiça, burrice, obstinação e um enorme desespero, forte e profundo.
  69. 69. Tamas é frequentemente descrito como a escuridão e a inércia. O desamparo, a confusão, a resistência, e a ignorância são algumas das características de Tamas.
  70. 70. A pessoa dominada por Tamas pode parecer-se mais com um animal do que propriamente com um ser humano, visto que, sem poder fazer-se um julgamento claro, ela pode deixar de distinguir entre o certo e o errado.
  71. 71. Como um animal, viverá para si mesma e poderá ferir os outros para satisfazer os seus desejos. Na sua ignorância e cegueira ela poderá praticar acções perversas.</li></li></ul><li>Mente Tamasica<br /><ul><li>Tamas representa um estado de estagnação mental, sendo a pessoa tamásica obtusa e com pouca inteligência. Não tem motivação e não é capaz de fazer nada se não for forçada e tal (forçando-se por vezes a si mesma).
  72. 72. Dorme demais, come demais e tende a exceder-se em tudo. Sofre muitas vezes de depressão emocional, pode sugar as pessoas à sua volta e tornar-se uma companhia indesejável.
  73. 73. Não têm opiniões, seguem as massas e a opinião popular. Geralmente, alguém tem de levá-los ao terapeuta pois raramente a pessoa tamásica tomará a iniciativa de ir. Por isso o tratamento de qualquer pessoa tamásica é bastante difícil, a menos que Rajas esteja lá em quantidade suficiente para provocar mudança.</li></li></ul><li>Mente Tamasica<br /><ul><li>Os alimentos tamásicosproduzem a preguiça e a indolência. Todos os produtos farmacêuticos são tamásicos,assim como a carne e o álcool</li></li></ul><li>Acções para incrementar Sattva<br /><ul><li>Para incrementar Sattva e gerar mais equilíbrio, harmonia e clareza devemos procurar modificar os nossos hábitos em direcção a essa harmonia que procuramos.
  74. 74. Devemos evitar o uso de bebidas alcoólicas, de substâncias psico-estimulantes ou que alterem o nosso estado de consciência, gerando confusão e distorção dos sentidos.
  75. 75. Devemos procurar locais para lazer, onde possamos realmente descansar os nossos sentidos: locais silenciosos, que estimulem a renovação da energia vital. Devemos evitar locais poluídos e barulhentos, música muito alta e agitada, grande profusão de luzes, cores e imagens. Todos estes factores causam um desgaste nos nossos sentidos, que estão sempre hiper-estimulados e por isso acabam por conduzir ao colapso das nossas energias.</li></li></ul><li>Acções para incrementar Sattva<br /><ul><li>Devemos procurar actividades que elevem o nosso espírito, actividades que nos propiciem um mergulho no nosso Ser, como o Yoga, técnicas de concentração e meditação, canto de mantras, orações, técnicas de relaxamento, leitura de material voltado para a evolução espiritual e o sentido do nosso Ser.
  76. 76. As práticas espirituais, as actividades físicas orientadas com intuito de manter a saúde do corpo e da mente, os momentos de encontro connosco mesmos e com pessoas que gostamos: esses são alguns dos passos que podemos utilizar para diminuir a acção de Rajas e Tamas, e incrementar Sattva.
  77. 77. Há que lembrar que, embora todos os Gunas tenham o seu valor e actuem em vários momentos das nossas vidas, Sattva faz-nos descobrir um local de força, quietude, harmonia e equilíbrio dentro de nós, e seremos honestos, equilibrados, bondosos e harmoniosos.</li></li></ul><li>Os Gunas e a alimentação<br /><ul><li>Alimentação Sattvica é recomendada:
  78. 78. Soja, cereais, pão integral, frutas e legumes frescos, sumo natural, manteiga, castanhas, mel e chá de ervas.
  79. 79. Alimentação rajasica deve ser evitada:
  80. 80. Alimentos muito quentes, amargos, azedos, secos, salgados, café, chá e chocolate devem ser evitados porque são super estimulantes, tornando a mente inquieta.
  81. 81. Alimentação tamásica deve ser evitada: Baixam a energia - carne, álcool</li></li></ul><li>Mitologia dos Gunas<br /><ul><li>Segundo diversas filosofias, Brahma, Vishnu e Shiva são considerados os senhores dos Gunas, conhecidos como Guna-Avataras, os controladores dos modos da natureza material. Ressalte-se que como os Guna-Avataras não pertencem ao mundo material e sim ao espiritual
  82. 82. Vishnu mantém o universo e controla o modo da bondade Sattvaguna. É o poder de manutenção do universo. A sua natureza é lila ,ou a representação. Assume diferentes formas à sua vontade. Ele está em pé sobre um lotus de mil pétalas com uma concha, um disco, uma massa e um lotus nas mãos. Estes quatro instrumentos são essenciais para a diversão da vida.
  83. 83. Brahma é o criador do universo material e controla o modo da paixão RajaGuna. É o criador do universo, é a inteligência criadora, representa a mente cósmica. Brahma tem quatro cabeças e está sentado num cisne.</li></li></ul><li>Shiva é o poder de destruição ou transformação. A palavra destruição aqui pode ser mal interpretada. Devemos entender que somente será destruído aquilo que for possível de ser destruído. O Eu, ser absoluto é sempre existente, é Brahma, este não é destruído por nada. A destruição de Shiva é a destruição daquilo que é aparente e que encobre a realidade absoluta, é a destruição da nossa ignorância. Shiva é o Deus da disciplina<br />Brahma, Vishnu e Shiva<br />

×