Historia Ayurveda

4.185 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.185
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
55
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia Ayurveda

  1. 1. História do AyurvedaAyus significa vida e veda significa conhecimentojuntas, traduz-se como “Ciência da Vida”. Mas, é sempre utilizada como “A Ciência da Medicina”.<br />
  2. 2. Índia<br />Os primeiros relatos escritos sobre a cultura, organização social e religiosa da Índia Antiga (2000 a.C.): Os “Vedas”<br />Possivelmente referentes a um período anterior: por volta de 3000 a.C. <br />A medicina ayurvédica é considerada a mais antiga ciência da saúde, originada na Índia há cerca de 5000 anos. <br />
  3. 3. Veda significa “conhecimento” ou “revelação” termo sânscrito equivalente a nossa concepção de ciência<br />A tradição milenar hindu diz que os textos foram revelado por Deus, não tendo um autor humano. <br />O conhecimento védico é eterno, mas neste universo manifestou-se primeiro no coração de Brahma, o primeiro ser vivo criado, dado pelo Senhor Krishna. Mais tarde, Brahma passou este conhecimento para grandes sábios e místicos que observavam o voto de celibato para poderem mantê-lo na memória e que o difundiram por todo o universo, inclusive no nosso planeta. <br />O conhecimento védico, tem sido, desde então, transmitido oralmente de mestre a discípulo, através de uma corrente de sucessão discípular (parampara), mas, com o começo da era actual (kali-yuga, há 5000 anos), sabendo que as pessoas em geral não teriam essa mesma capacidade de ouvir algo uma única vez e retê-lo na memória por toda a vida, Shrila Vyasadeva, uma encarnação literária de Deus, passou-o para a forma escrita.<br /> <br />Sri  Dhanvantaridev,  uma encarnação  de Sri Vishnu,  o  Senhor  Supremo,  revelou o conhecimento  sobre  os cuidados  com  o  corpo como  forma  de  amenizar  o  sofrimento  da humanidade  devido  às  doenças.  Esse conhecimento  foi   passado  para  Susruta  Rishi, que compilou  o  Susruta  Samhita, que  descreve métodos medicinais  de  cura  com  remédios  e mais precisamente  com  cirurgias. <br />As duas origens do Ayurveda   <br />
  4. 4.
  5. 5. O Ayurveda teve origem nos Vedas, a mais antiga literatura do mundo, onde eram registados todos os conhecimentos que pudessem ser úteis à humanidade: engenharia, física, astrologia, biologia, toxicologia, filosofia, teologia, etc.. <br />
  6. 6. Os Vedas/ os 4 Vedas Eram colecções de hinos ou canções escritos por videntes (rishis). <br />Rig-Veda “rig” significa “ verso”, no sentido de ser um verso sagrado recitado em homenagem a uma divindade específica.<br />Nele estão contidos hinos dispostos em métricas que devem ser cantados em voz alta.possui 10552 mantras que foram percebidos por 403 Rishis.<br />Yajur-Veda “Yajur”, tem como tradução “veneração ou sacrifício”.<br />É composto de hinos em prosa e os mantras são usados em sacrifícios.<br />Sama-Veda compendio de mantras (muitos retirados do Rig Veda), para serem cantados. A tradição diz que em cada Yagna (ritual) o Sama deve ser cantado. composto por 1875 mantras. <br />Atharva Veda :mantras que podem ser usados com propósitos especiais. O Arthava Veda possui 5977 mantras dos quais alguns tem aplicações “leves” e outros aplicações “pesadas”.Está intimamente ligado ao Tattva-Gyana e a seçãoBrahmana desse Veda contém os UpanishadsMundaka e Mandukya.<br />
  7. 7. Naquele tempo era comum o uso de encantamentos, de essência de plantas e animais, das forças naturais, como o sol, e até da energia criativa do homem para fins terapêuticos. As substâncias medicamentosas em geral eram usadas como amuletos.<br />
  8. 8. Índia<br />Os primeiros relatos escritos sobre a cultura, organização social e religiosa da Índia Antiga (2000 a.C.): Os “Vedas”<br />Possivelmente referentes a um período anterior: por volta de 3000 a.C. <br />Afirma-se que esta revelação vem de uma cultura muito antiga (não identificada pela ciência moderna), situada fora do tempo e de natureza divina.<br />
  9. 9. O povo de Harappa<br />É difícil ser exacto quanto ao começo da civilização na Índia e quanto às origens históricas do Ayurveda, visto que antes do tempo de Buda (563-483a.C.) as datas não eram registadas<br /><ul><li>A civilização mais antiga de que se tem notícia é a de Harappa, que surgiu por volta de 3000 anos a.C. e a sua cultura dominou o Vale Hindo por talvez 1500 anos. (autores crêem que o Ayurveda foi concebido nas sociedades super-desenvolvidas do vale do Rio Indo, há cerca de 5000 anos. As cidades desta civilização possuíam um avançado sistema de esgoto e drenagem, escrita pictografica e altos parâmetros de construção, alguns estudiosos apontam para origens relacionadas com o povo Dravídico, sobrevivente de Atlantida - o mítico continente que teria afundado).
  10. 10. Nos primeiros textos védicos escritos entre 2000 e 1500 a c., há referências a doenças, ervas, curas, regras de conduta e higiene, tudo em prol da longevidade e da promoção da saúde.</li></li></ul><li>séc III a.C., Ashoka, imperador do norte da Índia, converteu-se ao Budismo<br /><ul><li> Motivado pelos ensinamentos de Buda, construiu hospitais, com sectores de cirurgia, obstetrícia e problemas mentais, por todo o reino, não somente para seres humanos, como também para animais.
  11. 11. Enviou emissários para países vizinhos-ajudou muito a difundir o Budismo e o Ayurveda: provavelmente foi desta forma que a ciência médica indiana chegou ao Sri Lanka.
  12. 12. Durante os dois reinados posteriores, houve grande incentivo à medicina: o governo patrocinava hortos de plantas medicinais, construía hospitais e maternidades </li></li></ul><li>A civilização de Harappa desapareceu há cerca de 1500 anos a.C. <br />O povo Ariano trouxe consigo os Vedas, os seus antigos livros que continham toda a sabedoria e rituais de sacrifício. <br />Do mais recente dos Vedas, o Atharva-Veda, desenvolveu-se o Ayurveda; <br />Gerou 6 grandes tratados médicos, em épocas distintas; <br />Escritos inicialmente para treinar médicos de reis e princesas.<br />Sushruta Samhita<br />(tratado de cirurgia) Charaka Samhita (tratado <br /> de medicina interna) <br />O Ayurveda já estava bastante desenvolvido no tempo de Buda (563-483 a.C.), mas a medicina ayurvédica viveu uma fase grandiosa pois o próprio Buda era um grande estimulador da sua prática e estudo. <br />O grande desenvolvimento desta ciência médica decorreu também de interesses políticos: nesta época a saúde do rei reflectia a saúde do Estado, assim os serviços médico-reais eram essenciais para a manutenção da estabilidade política. <br />
  13. 13. O Ayurveda<br />Ramificação, mas não parte integrante dos Vedas<br />Compreender a relação da mente com o mundo exterior e o corpo onde se encontra<br />Representado pelos tratados médicos chamados Samhitas: “Charaka Samhita” e o “Susruta Samhita”<br />
  14. 14. O Ayurveda<br />Ramificação, mas não parte integrante dos Vedas<br />Compreender a relação da mente com o mundo exterior e o corpo onde se encontra<br />Representado pelos tratados médicos chamados Samhitas: “Charaka Samhita” e o “Susruta Samhita”<br />
  15. 15. Sushruta Samhita<br />Associado ao médico Susruta (por volta de 200–100 a.C.)<br />Apresenta uma compreensão mais sistemática do conhecimento cirúrgico e anatómico da época<br />A Importância da prática de dissecação como aperfeiçoamento do conhecimento do corpo humano e de suas partes<br />
  16. 16. Toda essa Era foi intelectualmente fértil. <br /><ul><li>Os budistas apoiavam todas as formas de aprendizagem; construíram verdadeiras universidades onde eram ensinados, além do Budismo e da ciência védica, história, geografia, gramática, literatura sânscrita, drama, poesia, leis, filosofia, matemática, astrologia, astronomia, comércio, artes bélicas e medicina.
  17. 17. A universidade mais famosa era a de Nalanda (equiparando-se na época, em status, ao que representa hoje a Universidade de Harvard), que fechou as portas por volta do século XII d.C., após quase 800 anos de funcionamento, </li></li></ul><li><ul><li>A Era de Ouro acabou entre os séculos X e XII;</li></ul>quando o norte da Índia sofreu repetidas e violentas invasões dos muçulmanos, assassinando monges budistas, destruindo universidades e queimando bibliotecas. Aqueles que conseguiram escapar fugiram para o Nepal e para o Tibete levando poucos textos ayurvédicos; alguns destes são preservados hoje apenas na tradução tibetana. <br /><ul><li>Os conquistadores muçulmanos trouxeram para a Índia o seu próprio sistema médico, mas o Ayurveda mesmo assim sobreviveu. </li></ul>No século XVI, Akbar, o maior imperador mongol, notavelmente esclarecido, ordenou que todo o conhecimento médico indiano fosse compilado, contribuindo ainda mais para a preservação do Ayurveda.<br />
  18. 18. A “queda” do Ayurveda <br /><ul><li>Durante os séculos XVI e XVII, quando foram abertas as rotas para o Oriente, os europeus, além de levarem novas doenças para a Índia, como a sífilis, desferiram golpes que foram quase fatais para o Ayurveda, difamando a sabedoria tradicional, fazendo o povo acreditar que ela seria causa de atraso no desenvolvimento da Índia.
  19. 19. Após 1835, só a medicina ocidental tinha reconhecimento legítimo nas zonas de domínio inglesas.
  20. 20. A cultura e a medicina indianas foram activamente desencorajadas entre o próprio povo indiano; a tradição do ensinamento oral de mestre para discípulo perdia-se os mestres morriam, e o seu valioso conhecimento, deixou de ser transmitido, partia com eles. </li></li></ul><li>Ayurveda na actualidade<br />No início do século XX, com a ascensão do nacionalismo indiano, a arte e a ciência indianas ressurgiram e o Ayurveda voltou a renascer. <br />Actualmente é um dos seis sistemas médicos reconhecidos na Índia: Ayurveda, alopatia, homeopatia, naturopatia, Unani, Siddha (variedade de Ayurveda praticada ao sul da Índia).<br />
  21. 21. Voltando ao Ayurveda<br />O ser humano como composto pelos mesmos cinco elementos básicos citados antes<br />Associação dos elementos com as partes do corpo e com o funcionamento<br />
  22. 22. Bibliografia<br />Introdução à filosofia Védica,Satsvarupa Dasa Goswani, The Bhaktivedanta Book Trust International,1999<br />A cura pelo Ayurveda, Angela Hope-Murray & Tony PicKup, Publicações Europa América <br />NASCIMENTO, M. C. “Da Panacéia Mística a Especialidade Médica. A Construção do Campo da Acupuntura no Brasil”. Tese de Mestrado, Programa de Pós-Graduação em Saude Colutiva. IMS, UERJ, Março de 1997. <br />Revista natural, nº 75 / Dezembro de 2007 – pág 11-20<br />Internet<br />http://www.archaeologyonline.net/artifacts/aryan-invasion-history.html<br />http://www.vedanet.com/index.php?option=com_content&task=view&id=187&Itemid=2<br />http://lactovegetarianismo.blogspot.com/2008/06/o-que-so-os-vedas.html<br />http://www.ayurveda.com.br/ayurveda/home/default.asp?cat=210&desc=Temas<br />www.divinity.cam.ac.uk/CARTS/dhiir/default.html - TheDharamHindujaInstituteofIndicResearch, da Universidade de Cambridge<br />www.ayurveda.org.br - Associação Brasileira de Medicina Ayurvédica )<br />www.ayurveduniversity.com - GujaratAyurvedUniversity, a única <br />E-Book<br />UpanishadVahini por Bhagavan Sri Sathya Saí Baba; Fundação Bhagavan Sri Sathya Saí Baba; Brasil; 2008<br />Sutra Vahinipor Bhagavan Sri Sathya Saí Baba; Fundação Bhagavan Sri Sathya Saí Baba; Brasil; 2008<br />

×