Artigo laís

323 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
323
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo laís

  1. 1. A repercussão da PEC das domésticas no Twitter Laís Lopes* Resumo: O presente trabalho visa verificar qual a participação da mídia social, especificamente o Twitter, na repercussão da PEC das domésticas, com comentários retirados dessa rede social, mostrando a importância da mídia tradicional e social para a sociedade. Como as ideias e opiniões de internautas crescem no Twitter, e a liberdade de expressão que é possível ter nos dias de hoje. Abordando também cada detalhe das novas leis das domésticas, com entrevistas exclusivas e artigos selecionados de algumas reportagens que apresentam detalhes sobre a regulamentação dessas leis. É realizado um estudo sobre esse caso, procurando compreender todos os lados e interações sociais. 1. Introdução Esse artigo apresenta o acompanhamento das notícias e a repercussão nas redes sociais, especificamente no Twitter, sobre as novas leis das empregadas domésticas, a PEC das domésticas, com a intenção de compreender toda a repercussão gerada nessa mídia social a partir dos comentários sobre essas novas regulamentações, sendo a favor ou contra. Pretende-se também mostrar quais mudanças estão acontecendo devido às novas regulamentações, quais as dúvidas que surgem com essas novas leis, explicando exatamente quais as leis aprovadas e quais aguardam a aprovação na Câmara dos Deputados. Com entrevistas exclusivas para entendermos ambos os lados, e também a partir da análise dos comentários no Twitter, pretendemos verificar tudo aquilo que nos é informado através da rede social. A regulamentação dos direitos das domésticas trata do seguro-desemprego, indenização em demissões sem justa causa, conta no FGTS, salário-família, adicional noturno, auxílio-creche e seguro contra acidente de trabalho. Nem todas as leis foram aprovadas ainda, mas enquanto aguardam, os empregadores precisam se adequar às leis já aprovadas. De abril para cá, apenas a regulamentação da jornada de trabalho de 44 horas semanais e 8 horas diárias alterou o cotidiano das domésticas. Com isso, as domésticas ainda não podem ser consideradas celetistas. Caso sejam equiparadas, o país passará a incluir cerca de 6,6 milhões de pessoas nas garantias legais. *Laís LOPES, estudante de jornalismo, na Faculdades Integradas Hélio Alonso – FACHA. laislbarreto@yahoo.com.br
  2. 2. Com essa nova proposta surgem várias dúvidas, como: O que já foi aprovado? Como funciona cada direito previsto na PEC? Como legalizar? A mídia tem um papel importante na divulgação desses novos direitos das domésticas, especialmente as redes sociais. Elas conseguem responder muitas dessas dúvidas. As redes sociais são compostas por pessoas ou organizações que partilham valores e objetivos comuns. E podem operar em diferentes níveis, como, por exemplo, redes de relacionamentos, que abrange Facebook, Twitter, MySpace e Badoo. Além, de redes profissionais como o Linkedin. Elas estão crescendo e com isso adquirindo importância na sociedade moderna, onde todos estão ligados simultaneamente. O conceito de rede social é difundido como “um conjunto de participantes autônomos, unindo idéias e recursos em torno de valores e interesses compartilhados”. (MARTELETO apud TOMAÉL; Alcará;Chiara 2005. p.93) Mas, as redes sociais cresceram e continuam a crescer por um motivo, a Globalização. Ela está presente em todos os países e atinge toda sociedade. A tecnologia é total e para todos, ela exige novos modos de pensar e enxergar a realidade. As coisas mudam muito rápido hoje em dia, ou seja, a vantagem de hoje pode não ser mais a de amanhã. “A comunicação no processo de globalização vive um cenário de informação e difusão de culturas, idéias e informatização, pois é assim que se procede à tônica das dinâmicas sociais da atualidade”. (CULAU 2000, p. 27) O Twitter, que é uma rede social e servidor para microblogging, que permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos, em textos de até 140 caracteres. Os textos são conhecidos como tweets, e podem ser enviados por meio do website do serviço, por SMS, por celulares e etc. Essa é a fonte de pesquisa desse artigo, para um melhor entendimento sobre toda a repercussão. A PEC das domésticas nessa mídia social foi e ainda é muito discutida entre as pessoas, algumas concordam outras não. Para muitos, as novas leis são justas, pois as empregadas domésticas são trabalhadoras como quaisquer outras. Porém, o que encontramos nas mídias são pessoas que acreditam que agora ter uma doméstica é como ter um artigo de luxo e que as famílias devem começar a refazer suas contas. Ou seja, sai a empregada e entra a lava-louça, pois muitos acreditam que com todas as leis aprovadas o custo para manter uma doméstica ficará muito elevado e com isso acreditase que o nível de demissões ficará muito alto. E pensando nisso, as indústrias estão investindo em equipamentos que ajudam na limpeza da casa, pois acreditam em uma
  3. 3. grande procura nesses tipos de materiais. Já que por mais que as famílias mantenham as domésticas, já está aprovado umas das leis, a carga horária. E com isso, muitas empregadas, que trabalhavam muitas horas por dia, agora não podem passar das 8 horas trabalhadas. É o que informa a edição da Revista VEJA de 13 de abril de 2013. Portanto, muitas donas-de-casa não conseguirão fugir das tarefas de casa. A visão para essas novas leis são tantas, que empresas como Whirlpool, que agrupam marcas como Brastemp, Cônsul e KitchenAid, estão apostando em geladeiras que avisam quando o alimentos vão vencer e lavadoras que pesam a roupa e medem a quantidade de sabão e amaciante. Já a empresa brasileira Bombril, lançou mais de 30 produtos em três anos para potencializar o trabalho das domésticas, porém com as novas leis, nos próximos três anos, pelo menos mais 30 produtos chegarão ao mercado, e agora será para facilitar a limpeza da casa sem as domésticas. É o que informa a edição do Jornal O Globo de 05 de maio de 2013. A mídia social compreende em expor e publicar as redes sociais das pessoas. Sites com foco principal em deixar público todos os comentários das redes conectadas as pessoas. Como o Twitter, Facebook, Linkedin e vários outros. 2. PEC das domésticas No dia 02 de abril de 2013, foi promulgado pelo Congresso Nacional, a PEC n° 66/2012, que visa assegurar alguns direitos das empregadas domésticas. Muitas dessas leis são direitos já previstos atualmente aos outros trabalhadores celetistas. De acordo com a Cartilha do Ministério do Trabalho e Emprego, mesmo com essas novas leis, as empregadas domésticas não podem ser igualadas aos trabalhadores celetistas. Nem todas as leis são aprovadas automaticamente, precisando assim passar por regulamentação. A jornada de 44 horas semanais e o pagamento de horas extras já estão valendo, mas as leis que ainda precisam da regulamentação são muitas, como: conta no FGTS, salário-família, adicional noturno, auxílio-creche e seguro contra acidente de trabalho. Elas foram aprovadas pelo Senado, mas ainda precisam passar pela Câmara dos Deputados. Em entrevista exclusiva para essa pesquisa em 05 de novembro de 2013, a empregada doméstica, Nena Lopes Barreto, que trabalha a 20 anos na mesma família. Afirma:
  4. 4. “Para mim o mais importante ainda não está valendo, que é o FGTS, mas já foi um grande avanço para muitas domésticas que trabalhavam como escrava, que nunca foi meu caso.” E complementa: “Para mim não teve muita diferença, pois o que foi aprovado eu já tinha na casa onde trabalho.” Mesmo após seis meses de sua promulgação ainda há incertezas sobre as mudanças tanto entre os trabalhadores quanto entre os empregadores, principalmente pelo medo de um grande aumento de custos. Em entrevista exclusiva para essa pesquisa em 29 de outubro de 2013, a advogada Dra Maria Cristina Capanema, acha justíssima a aprovação das novas leis. “Como advogada acho justíssima a edição da lei, afinal não há motivo para uma classe de trabalhadores terem direitos diferenciados. Como empregadora, nada mudou na minha rotina domestica, a nossa empregada já cumpria jornada com horário de entrada e saída e pausa para almoço. Nos dias em que excepcionalmente eu solicitava serviço além do horário eu costumava pagar esse trabalho extraordinário com base em uma diária avulsa. Calculamos a hora extra e verificamos que a continuidade dessa prática seria mais benéfica para ela. Quanto ao pagamento de FGTS, aguardo a regulamentação da lei para iniciar o recolhimento.” E complementa “Na minha casa, eu insisto para que a Alvani faça uma pausa de 12 às 13h, respeitando o horário de almoço.” Finaliza. O que foi e ainda é muito comentado sobre a PEC, é o aumento dos gastos para o empregador. Na opinião de muitos por conta dessa elevação de custos, houve um grande aumento em números de demissões das empregadas, porém para a Dra Maria Cristina Capanema, essa afirmação não está correta. “Eu acho essa afirmação uma grande mentira. Não houve aumento de custo para mim, nem para ninguém! O respeito ao horário de trabalho é uma questão de civilidade e o recolhimento de FGTS ainda não iniciou. No mais, férias e etc, os direitos já estavam implementados. Não vi esse aumento de custos.” Afirma. Para a ex-empregada doméstica e atual Ministra do Tribunal Superior do Trabalho, Delaíde Miranda Arantes, não há motivo para alardes e não haverá necessidade de demissões, pois empregada e patrões podem entrar em um acordo, onde não prejudicará nenhum dos dois lados. Foi o que afirmou em entrevista à TV Brasil. Algumas pessoas acreditam que essas leis não protegem em nada os patrões somente as empregadas domésticas, esse também é um dos motivos para essa afirmação de que muitas domésticas estão sendo demitidas. Em entrevista exclusiva para essa
  5. 5. pesquisa em 01 de novembro de 2013, a empregadora Grace Marapodi Filippo, a lei protege aos dois lados e não somente a um. “Nos reguarda de futuras ações trabalhistas, principalmente por causa do contrato de trabalho especificando carga horária e tarefas.” Comenta. O programa Vida Melhor, da Rede Vida, apresentado por Cláudia Tenório, trouxe uma entrevista com a Diretora do Sindicato das Empregadas Domésticas, Sindoméstica-SP, Eliana Gomes Menezes. Ela responde muitas dúvidas de ambos os lados, empregadas e empregadores. A Diretora explica todas as leis garantidas a empregada doméstica e dá ideias de como a empregada e a empregadora conseguem adequar essas leis para atender bem em ambos os lados. E alerta que qualquer problema deve procurar o Sindicato, pois ele está sempre pronto para orientar e resolver o problema. http://www.youtube.com/watch?v=jmB4i2gvmu4 É possível que muitos passem a substituir as empregadas domésticas pelas diaristas, já que o custo é bem mais baixo, e elas não têm direito a férias, 13º salário, hora-extra, elas são autônomas. Em relação a esse tipo de trabalho, é bom o empregador ter um recibo assinado pela profissional, somente para um controle de pagamento pelo dia de trabalho. Para alguns juízes, duas vezes na semana não constitui vínculo empregatício entre o empregador e a diarista, porém se o trabalho na mesma casa for acima de duas vezes semanais não será mais uma empregada autônoma e sim empregada doméstica. 2.1. Muitas empresas investem em produtos para famílias sem domésticas
  6. 6. Após a aprovação das novas leis, muitos afirmam que empregada doméstica agora é um serviço de luxo, pois acreditam que o gasto, por conta dessas novas regulamentações, aumente muito. Por esse motivo, grandes empresas não foram pegas de surpresa já que investem em produtos de praticidade, porque para muitos fabricantes como a Whirlpool, que agrupa grandes marcas como Brastemp e Cônsul, acredita que muitas casas não possuem mais tanto trabalho das empregadas domésticas e assim investem em inovações como geladeiras que avisam quando os alimentos vencem e lavadoras que pesam as roupas e medem a quantidade correta tanto de sabão quanto de amaciante. (Jornal O Globo, edição do dia 05 de março de 2013). "O consumidor brasileiro quer ter a opção de, se não tiver empregada — que agora é mais cara e a oferta é menor —, encontrar produtos práticos, inovadores que vão facilitar o dia a dia. Se a dona de casa precisar colocar a mão na massa, ela sabe que o produto está ali para ajudar”, afirma Rafael Bonjorno, diretor de Marketing e Inovação da Electrolux. A empresa brasileira Bombril, está investindo em produtos inovadores também. Nos últimos três anos já foram 34 itens lançados, mas pretendem inserir no mercado mais de 30 novos produtos. E segundo pesquisas, os produtos que apresentam mais facilidades ao dia a dia é o que mais vendem no mercado. Mas, não é somente para caso de demissões, mas como uma das leis é a jornada de 44 horas semanais, com isso as famílias não terão mais a sua disposição as empregadas domésticas. E com isso, acabam tendo menos mordomia e assim são obrigados a realizarem trabalhos domésticos que antes não faziam. Sendo assim buscam facilidades nos serviços domésticos. O produto que mais vende e ajuda nas tarefas de casa é a lava-louça, elas são caras e podem ultrapassar o preço de uma geladeira bem sofisticada. Porém, é um produto bem prático que adianta e economiza o tempo de muitas pessoas. E é desejo de muitos com essas novas mudanças nas leis. Muitas famílias estão investindo na colaboração de toda família, como o número de mulheres que trabalham fora aumenta cada vez mais, a organização da casa não fica mais por conta só delas. É muito importante que as famílias refaçam suas contas e veja o qual é sua realidade para manter ou não uma empregada e assim facilitarem o seu dia a dia.
  7. 7. 3. A importância do Twitter como mídia social “O Twitter é uma rede social que permite aos usuários enviar e receber atualizações pessoais de outros contatos, em textos de até 140 caracteres. É um site popularmente denominado de um serviço de microblogging” (JAVA et al., 2007; HONEYCUTT & HERRING, 2009). Os textos são conhecidos como tweets, e podem ser enviados por meio do website do serviço, por SMS, por celulares e etc. Ele foi criado em 2006 por Jack Dorsey e logo ganhou popularidade por todo o mundo. As redes sociais espalham notícias através de links que são postados, fazendo com que os leitores cheguem à página de um jornal online por exemplo. Segundo Rafa Barbosa, um dos pontos positivo de redes sociais como o Twitter é a urgência com que as informações são propagadas. Elas são exibidas em tempo real no perfil de usuário e automaticamente quem lhe segue consegue visualizar as informações e assim acontece a propagação das notícias, pois é possível retweetar, ou seja, replicar a mensagem. Ele consegue uma conexão com outras redes sociais, como o Facebook, o usuário querendo ele consegue passar a mesma notícia tanto no Twitter quanto no Facebook. Barabási (2003) credita a difusão epidêmica de informações observada na Web como consequência da existência de conectores, ou seja, indivíduos extremamente bem conectados em uma ou várias redes sociais. São esses fatores que distinguem as mídias sociais das mídias tradicionais (jornal, televisão, rádio, entre outros), já que as mídias sociais dependem da interação entre as pessoas. É uma rede social que você tem voz ativa, pode expressar ideias, fica conectado com o mundo, além de manter o contato com os amigos, sendo eles virtuais ou não. Também é uma forma de relacionamentos afetivos e profissionais, compartilhamentos de ideias, interesses e objetivos. E ter seguidores é algo muito importante no Twitter, pois assim suas ideias serão espalhadas mais facilmente, então para conseguir bastante seguidores é legal ser útil para os outros, ter sempre o perfil atualizado e é muito bom criar um hábito de sempre compartilhar/twittar links e assuntos relevantes. ## O Twitter é o brinquedinho que promove qualquer um à função mais importante da sociedade da informação: a função de editor (Ricardo Freire)
  8. 8. As empresas precisam estar onde o público está, e com o crescimento dessa rede social, as empresas começam a investir para divulgação de produtos e conhecimentos de suas marcas, tornando-a mais acessível ao seu consumidor, informando seus lançamentos, suas promoções e atualizações. Estando em contato real com seus clientes, que podem dar suas sugestões e fazer suas reclamações. A mídia social faz com que a relação entre empresa e consumidor se torne uma relação social. Como a Globo, que interage com os internautas em tempo real. A novela termina entre 22:20/22:30, logo após a novela a emissora já tweetou uma forma de um Quiz para seu seguidores, e assim foi replicado por várias pessoas. O Twitter consegue manter os internautas ligados em tudo, o que acontece no Brasil e no mundo. Informações importantes ou apenas curiosidades sobre os famosos. Essa rede social é bem interessante em relação ao meio artístico, já que se pode seguir o perfil de vários artistas e assim é possível está por dentro de tudo que o famoso posta. Muitas empresas pedem o perfil de seus candidatos a vaga disponível nela, para verificarem sobre o que a pessoa fala, sobre o que conversa, que assuntos aborda. Por esse motivo, nessa época de tantas tecnologias é muito importante se preocupar com o que irá tweetar. Começam a surgir vagas de emprego para analista de mídias sociais, que nada mais é que interagir com os consumidores, realizando promoções, respondendo a sugestões e reclamações. Ou seja, o Twitter possui uma grande importância na sociedade, todos estão cada vez mais conectados, essa inovação é por conta da Globalização. Ela está presente em todos os países e atinge toda sociedade. A tecnologia é total e para todos, ela exige
  9. 9. novos modos de pensar e enxergar a realidade. As coisas mudam muito rápido hoje em dia, ou seja, a vantagem de hoje pode não ser mais a de amanhã. “A comunicação no processo de globalização vive um cenário de informação e difusão de culturas, idéias e informatização, pois é assim que se procede à tônica das dinâmicas sociais da atualidade”. (CULAU 2000, p. 27) 4. A repercussão da PEC no Twitter Muitas críticas, muitos elogios, a PEC das domésticas chegou dividindo opiniões, e em mundo onde a tecnologia é super avançada e temos contatos diretos tanto para mídias sociais quanto para mídias tradicionais, não há nenhuma outra forma melhor para divulgar suas opiniões e ideias. As redes sociais não se delimitam em um só âmbito, elas ganham espaço nas mais diversas esferas. Conseguindo aglutinar pessoas com objetivos específicos com a simples vontade de trazer a tona um determinado assunto ou formar uma rede de troca de conteúdos e informações. (TOMAÉL, 2005, p.35) Nas mídias tradicionais, foi divulgado diariamente noticias sobre as novas leis, porém para alguns não foi muito explicado cada lei ou como legalizar. É o caso da empregadora Grace Filippo. “Acho que foi tudo muito confuso e às pressas. Poderia ter sido feito de outra forma, evitando essas preocupações tanto dos patrões quanto dos funcionários.” A mídia tem um papel importante perante a sociedade, através dela muitos têm acesso a informações do dia a dia, e a PEC não foi diferente. Para a advogada Maria Cristina Capanema, a mídia fez um bom trabalho. “Acho q o assunto foi muito falado, divulgado e esclarecido. A mídia exerceu bem o papel de esclarecer as dúvidas da população.”
  10. 10. A mídia social permite aos usuários uma troca de ideias e informações, especificamente o Twitter, que em uma pesquisa mais aprofundada dessa mídia, permite conhecer toda a repercussão da Pec das domésticas. Na era da informação – na qual vivemos – as funções e processos sociais organizam-se cada vez mais em torno de redes. Quer se trate das grandes empresas, do mercado financeiro, dos meios de comunicação ou das novas ONGs globais, constatamos que a organização em rede tornou-se um fenômeno social importante e uma fonte crítica de poder. (CAPRA 2002, p.267) É possível encontrar dúvidas, opiniões contra e a favor, piadas sobre esse assunto, ou seja, o Twitter é um lugar que é possível detectar todos os tipos de ideias. Logo após a aprovação das novas leis o compartilhamento que ficou em evidência foi do governador tucano, Beto Richa, que teria demitido sua empregada por conta das novas leis das domésticas. E assim, através desse comentário é possível ter confiança que o tema proposto nesse artigo tem fundamento. Após uma longa pesquisa por comentários que pudessem ser destacados, foi detectado um muito interessante. Foi feito uma ironia por um internauta que ao tweetar sua ideia que foi rebatida por outra pessoa. O que acontece muito nas redes sociais.
  11. 11. As novas leis trouxeram diversas opiniões e é bem interessante notar como as pessoas estão interagindo cada vez mais com assuntos do Brasil e do mundo. As redes sociais estão ajudando no desenvolvimento do país, onde as pessoas têm direito de expressar suas opiniões, com tudo é importante frisar que o respeito deve prevalecer, mesmo tendo uma opinião contra. É muito importante como as pessoas visam as noticias e como elas interpretam seus significados. No Twitter foi encontrado um compartilhamento de um internauta sobre um comentário, que enxerga a PEC das domésticas como uma segunda abolição da escravatura. Transparecendo como uma forma de escravidão o trabalho das domésticas antes da aprovação PEC. A PEC teve grande repercussão também entre os alunos que prestaram vestibulares, pois muitos tweetaram que por ser um tema atual, seria provável que a redação seguisse esse tema. Ou seja, as novas leis tiveram uma grande repercussão em todos os tipos de mídia, principalmente no Twitter, pois permite que você troque ideias e opiniões com outras pessoas. Está mais que provado que a PEC das domésticas chegou para mexer com todos, seja empregados ou empregadores, ou mesmo pessoas que não estão dentro de nenhuma dessas categorias, ainda mais agora que muitos dizem que empregada é um serviço de luxo. Através das pesquisas no Twitter é possível verificar até aonde vai a voz da população, já que até sobre um governador foi encontrado comentários. Com algumas leis aprovadas já temos todas essas repercussões, mas ainda terá muito mais quando as novas leis que estão aguardando apenas a liberação da Câmara dos Deputados forem regulamentadas.
  12. 12. 5. Conclusão As novas leis das domésticas foi um grande avanço para essa categoria de trabalhadoras(es), já que trabalhavam sem nenhuma estabilidade. Mas há muito para fazer já que nem todas as leis foram aprovadas ainda e por enquanto somente carga horária e hora extra estão valendo. Mesmo que todas as leis sejam aprovadas, essa categoria ainda não pertencerá ao grupo celetista, ou seja, há muitos caminhos a serem percorridos para que essa classe tenha os mesmos direitos de outras categorias de trabalhadores. A PEC atingiu tanto empregados como empregadores, porém o Sindicato acredita que possa existir um diálogo entre ambos, para que assim nenhum dos lados saia prejudicado, como muitos disseram sobre um grande aumento de demissões. As indústrias já visam uma grande lucratividade por conta das novas regulamentações. E não somente pelo grande ‘boato” de desemprego nessa categoria, mas como uma das leis aprovada é a carga horária, agora a empregada tem hora para entrar e sair do trabalho, com isso as patroas estão passando a fazer os trabalhos domésticos, mas buscam praticidade e é isso que as indústrias estão proporcionando as famílias. Com as novas tecnologias da comunicação e com as novas mídias, principalmente mídia social, possibilita uma forma espetacular de anônimos expressarem suas opiniões de uma forma onde todos possam ver e compartilhar das mesmas ideias ou não. Como o Twitter, que permite que todos comentem sobre tudo, compartilhe links de outros sites, retweetem algo que alguém escreveu. As comunidades virtuais são agregados sociais que surgem da Rede [Internet], quando uma quantidade suficiente de gente leva adiante essas discussões públicas durante um tempo suficiente, com suficientes sentimentos humanos, para formar redes de relações pessoais no espaço cibernético. (RHEINGOLD, 1996, p. 20) Com essas possibilidades em torno da comunicação, não seria diferente com um assunto bem atual e bem discutido por todos, a PEC das domésticas. Com tantas dúvidas, como o que foi aprovado, como funciona cada direito, como legalizar, é inevitável que o Twitter funcione como troca de ideias e opiniões sobre esse assunto. É um tema que gerou e ainda gera uma enorme repercussão, como podemos acompanhar com todos os tweets mostrados nesse artigo.
  13. 13. ANEXOS OUTROS COMPARTILHAMENTOS NO TWITTER Como ciatdo acima, muitos acreditam na demissão de muitas empregadas domésticas por conta das novas leis. Como a PEC das domésticas é um tema atual, muitos estudantes acreditaram que poderia ser tema de redação dos vestibulares. As regulamentações foram muito comentadas e algumas vezes de forma um pouco irônica.
  14. 14. Referências Bibliográficas BARROS, Carla. P. Televisão e processo reflexivo: notas sobre uma etnografia de um grupo de empregadas domésticas. Disponível em: <http://www.compos.org.br/data/biblioteca_877.pdf>. Acesso em: 16 de set. de 2013. RECUERO, Raquel da Cunha. Um estudo do Capital Social gerado a e nos Weblogs partir de Redes Sociais no Orkut. Disponível em: <http://www.compos.org.br/data/biblioteca_772.pdf> Acesso em: 16 de set. de 2013. NÉRI, Felipe. Comissão aprova regulamentação de emenda das domésticas. Disponível em: <http://g1.globo.com/economia/seu-dinheiro/pec-dasdomesticas/noticia/2013/06/comissao-aprova-regulamentacao-de-emenda-dasdomesticas.html> Acesso em: 15 de nov. de 2013. RITTO, Cecília. PEC das Domésticas: saiba como ficar dentro da lei. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/economia/pec-das-domesticas-saiba-como-ficar-dentroda-lei> Acesso em: 15 de nov. de 2013. DINIZ, Laura. Entenda o que muda na prática com a PEC das Domésticas. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/noticia/economia/o-que-muda-na-pratica-com-a-pec-dasdomesticas> Acesso em: 15 de nov. de 2013. SPITZ, Clarice. Entenda Lançamentos da indústria miram famílias sem domésticas. Disponível em: <http://oglobo.globo.com/economia/lancamentos-da-industria-miramfamilias-sem-domesticas-8296577?topico=pec-das-domesticas> Acesso em: 16 de nov. de 2013. RITTO, Cecília. PEC das Domésticas: saiba como ficar dentro da lei. Disponível em: < http://veja.abril.com.br/noticia/economia/pec-das-domesticas-sai-a-empregada-entraa-lava-louca> Acesso em: 15 de nov. de 2013. BARBOSA, Rafael. A importância do Twitter como meio de comunicação. Disponível em: <http://rafabarbosa.com/a-importancia-do-twitter-como-meio-de-comunicacao> Acesso em: 15 de nov. de 2013.

×