PAIXÃO (Diálogo Poético) Transição manual  dos slides 16/01/2005 17/01/2005 Sylvia Cohin Fernando Peixoto &
um vendaval? Sim, um furacão um tornado? Um ciclone imenso! Inundação! uma enchente? Um derrame extenso! uma avalanche? Um...
um tufão! Uma fogueira enorme! um incêndio? Que nos aterra!!! De um vulcão sem nome! ou uma erupção O TU onde me deito a t...
o universo Onde me deleito as galáxias Da palavra em melodia Um segredo partilhado um verso A emanar da tua boca um sopro ...
um suspiro Um calor que me sufoca um pulsar... Prolongando estes instantes De ternos lábios amantes o gozo Um instante de ...
fusão Dessa nossa caminhada o Tudo, Dois seres que se amam tanto O exacto momento do segundo alfa... O fim ansioso da jorn...
Aquecidos no fogo deste encanto somos a lava do Amor, em combustão, e a Terra, que estremece sob os pés, festeja connosco ...
Tecle Esc para fechar F i m Formatação: Michèle Christine
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sylvia Cohin e Fernando Peixoto em Paixão

413 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
103
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sylvia Cohin e Fernando Peixoto em Paixão

  1. 1. PAIXÃO (Diálogo Poético) Transição manual dos slides 16/01/2005 17/01/2005 Sylvia Cohin Fernando Peixoto &
  2. 2. um vendaval? Sim, um furacão um tornado? Um ciclone imenso! Inundação! uma enchente? Um derrame extenso! uma avalanche? Um rasgar da terra! um terremoto?
  3. 3. um tufão! Uma fogueira enorme! um incêndio? Que nos aterra!!! De um vulcão sem nome! ou uma erupção O TU onde me deito a terra: da imensa poesia o cosmos
  4. 4. o universo Onde me deleito as galáxias Da palavra em melodia Um segredo partilhado um verso A emanar da tua boca um sopro No meu peito afogueado um calafrio
  5. 5. um suspiro Um calor que me sufoca um pulsar... Prolongando estes instantes De ternos lábios amantes o gozo Um instante de ternura um átimo É maior que o próprio mundo, o Nada
  6. 6. fusão Dessa nossa caminhada o Tudo, Dois seres que se amam tanto O exacto momento do segundo alfa... O fim ansioso da jornada ômega...
  7. 7. Aquecidos no fogo deste encanto somos a lava do Amor, em combustão, e a Terra, que estremece sob os pés, festeja connosco esta Paixão.
  8. 8. Tecle Esc para fechar F i m Formatação: Michèle Christine

×