Amante do deserto Respeite os Direitos Autorais Autoria: Rosângela do Valle Dias  Arte e formatação: Michèle Christine Mús...
Como fazer para que entendas o teu domínio sobre meu pensamento, se não te permites, sequer, enxergar o meu descarado fasc...
No deserto avassalador  de um sentimento inatingível, tu és miragem inesquecível. No rastro das areias soltas, pegadas do ...
Como fazer para que entendas o teu domínio sobre meu pensamento, se não te permites, sequer, enxergar o meu descarado fasc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Amante do Deserto

503 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
503
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
85
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Amante do Deserto

  1. 1. Amante do deserto Respeite os Direitos Autorais Autoria: Rosângela do Valle Dias Arte e formatação: Michèle Christine Música: A miragem - Marcus Viana
  2. 2. Como fazer para que entendas o teu domínio sobre meu pensamento, se não te permites, sequer, enxergar o meu descarado fascínio? Como  me aproximar de ti, conseguir parar o tempo, enlaçar-me a ti , sem contratempo, correr de encontro ao vento, refugiar-me nos teus versos e obter, em ti, meu universo? Ah, paixão voraz que me alucina! Amor audaz que me faz menina!
  3. 3. No deserto avassalador de um sentimento inatingível, tu és miragem inesquecível. No rastro das areias soltas, pegadas do teu sofrer, ouso beijar-te em delírio. Dou um fim ao meu martírio. BH/MG 21/07/2007
  4. 4. Como fazer para que entendas o teu domínio sobre meu pensamento, se não te permites, sequer, enxergar o meu descarado fascínio? Como  me aproximar de ti, conseguir parar o tempo, enlaçar-me a ti , sem contratempo, correr de encontro ao vento, refugiar-me nos teus versos e obter, em ti, meu universo? Ah, paixão voraz que me alucina! Amor audaz que me faz menina! No deserto avassalador de um sentimento inatingível, tu és miragem inesquecível. No rastro das areias soltas, pegadas do teu sofrer, ouso beijar-te em delírio. Dou um fim ao meu martírio. BH/MG 21/07/2007 F i m

×