A deficiência de ferro em adolescentes

228 visualizações

Publicada em

Baixas contagens de ferro e até mesmo anemia por deficiência de ferro são um problema generalizado. Para as adolescentes, trazem consequências negativas sobre o crescimento, desempenho escolar, morbidade e desempenho reprodutivo.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
228
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A deficiência de ferro em adolescentes

  1. 1. FATOS - PROBLEMAS - SOLUÇAO A deficiência de ferro adolescentes
  2. 2. O ferro obtido a partir do consumo de carne de gado, aves ou peixes é absorvido de modo duas a três vezes mais eficiente do que o ferro obtido a partir do consumo de vegetais. A quantidade de ferro absorvida a partir do consumo de alimentos vegetais é dependente dos outros tipos de alimentos ingeridos na mesma refeição. Baixas contagens de ferro e até mesmo anemia por deficiência de ferro são um problema generalizado. Para as adolescentes, trazem consequências negativas sobre o crescimento, desempenho escolar, morbidade e desempenho reprodutivo. Estão também relacionadas a vários sintomas físicos negativos, tais como cansaço, dores de cabeça e dificuldade de concentração. FATOS
  3. 3. Adolescentes, principalmente meninas, são particularmente vulneráveis à deficiência de ferro. A maior prevalência é entre as idades de 12-15 anos, quando a necessidade está no auge. Em todos os Estados-Membros da Região Sudeste da Ásia, com exceção da Tailândia, mais de 25% das adolescentes são relacionadas como anêmicas; em alguns países, a taxa é de 50%. (WHO, http://www.searo.who.int/entity/child_adolescent/documents/sea_cah_2/en/) FATOS
  4. 4. Enquanto se estima que no ocidente cerca de 8% das mulheres apresentam deficiência de ferro, o Dr. Mike Nelson, nutricionista do Kings College, Universidade de Londres, acredita que entre 10 - 20% das meninas mais jovens são afetadas. Embora essas meninas muitas vezes pareçam estar em bom estado de saúde, baixos níveis de ferro afetam profundamente muitos aspectos do seu dia-a-dia, incluindo sua capacidade de concentração, e, assim, seu desempenho escolar. Nelson nos diz: "Os testes que realizamos nos levam a pensar que a diferença de QI entre as meninas britânicas que apresentam boas contagens de ferro em suas dietas e aquelas que estão anêmicas, pode significar diferenças de até um grau inteiro em exames escolares". FATOS
  5. 5. "As meninas que estão de dieta e aquelas que estão mudando para uma dieta vegetariana estão particularmente em risco", explica Nelson: "Novos vegetarianos precisam ter muito cuidado no primeiro ano de conversão, porque frequentemente eliminam o consumo de carne e não sabem como substituir o ferro com outros alimentos. Mulheres e meninas que fazem dieta e se tornam vegetarianas deveriam pensar em comer alimentos fortificados com ferro ou mesmo tomar algum suplemento simples". (Food Information Council Europeu, http://www.eufic.org/article/en/artid/iron-common- deficiency/) FATOS
  6. 6. As raparigas adolescentes e mulheres férteis em geral estão em risco de deficiência de ferro, principalmente, devido a uma pequena perda constante de lood através da menstruação. Outro fator, hoje, é uma dieta com pouca ou nenhuma carne, aves, peixe e já que o ferro heme de produtos de carne é fundamental para um equilíbrio normal de ferro. PROBLEMAS
  7. 7. As adolescentes e mulheres férteis em geral estão em risco de deficiência de ferro, principalmente, devido a uma pequena perda constante de sangue através da menstruação. Outro fator, hoje, é uma dieta com pouca ou nenhuma carne, aves e peixe, já que o ferro heme de produtos de carne é fundamental para um equilíbrio normal de ferro. O problema é agravado quando uma adolescente recebe uma recomendação de ferro suplementar e o produto provoca efeitos colaterais, como os suplementos de ferro não-heme regulares comumente fazem. O efeito é o término da terapia e a situação das jovens do sexo feminino permanece inalterada. REAÇAO
  8. 8. Os alimentos que contêm ferro heme (carnes, aves e peixes) aumentar a absorção de ferro dos alimentos que contêm ferro não-heme. A terapia com ferro heme tem a mais simples dosagem possível: um ou mais comprimidos uma vez por dia, a qualquer momento. Não há necessidade de considerar outros alimentos ou bebida ingeridos simultaneamente. A absorção de ferro heme é de 15 - 25%. O ferro heme é muito bem tolerado. Não são conhecidos efeitos colaterais desagradáveis. A captação ou a tolerância não mudam ao longo do tempo. SOLUÇAO
  9. 9. O ferro heme tem sido utilizada em larga escala como um suplemento de ferro na Escandinávia há mais de 30 anos sem relataram efeitos secundários graves ou intoxicações. Os comprimidos OptiFer® são baseados em ferro heme bovino natural e manterão com segurança e eficiência as contagens de ferro em um nível ideal. www.ferrocare.se www.hemeiron.com SOLUÇAO
  10. 10. A série OptiFer® de ferro suplementos alimentares são seguros, eficientes e muito bem tolerado, o que é crucial para o sucesso da terapia. Eles dão uma dose ideal e pode ser utilizado durante períodos mais longos, sem qualquer alteração na eficácia ou a tolerância. Produtos OptiFer® competir favoravelmente com os suplementos syntethic regulares. SOLUÇAO
  11. 11. Empresa sueca FerroCare / Meditec tem um forte compromisso para alcançar as pessoas que sofrem de deficiência de ferro, mas tem problemas com suplementos existentes.
  12. 12. Cumprimidos OptiFer® são baseados em naturais ferro heme bovina e de forma segura e eficiente manter a contagem de ferro em um nível ideal. www.ferrocare.se www.hemeiron.com www.ferrocare.se www.hemeiron.com

×