MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO                            Secretaria de Educação Básica   Diretoria de Concepções e Orientações Cu...
Nessa perspectiva, o Projeto TEDEM, “que se assemelha a um jogo, a um ábacomusical em que o aluno toca em seu instrumento ...
3. Conclusões:    As argumentações anteriores nos levam a concluir pelo relevante alcance da presenteproposta, tanto pela ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Nota técnica mec 2008 projeto tedem

1.741 visualizações

Publicada em

Nota Técnica emitida pelo Ministério da Educação acerca do método Tedem, desenvolvido pelo Prof. Estêvão Teixeira

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.741
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.314
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Nota técnica mec 2008 projeto tedem

  1. 1. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares da Educação Básica (DCOCEB) Coordenação Geral do Ensino Fundamental (COEF) Esplanada dos Ministérios, Bloco “L” – Sala 618 CEP: 70.047-900. Fone: (61) 2104-8650 / Fax: (61) 2104-9269NOTA TÉCNICA Nº 14 2007/MEC/SEB/DCOCEB/COEF Brasília, 14 de Fevereiro de 2008.Assunto: Alfabetização Musical – Projeto TEDEM (Teclado Didático para o Ensino daMúsica), apresentado à Coordenação Estadual de Minas Gerais, no âmbito do “PrêmioProfessores do Brasil – 2ª Edição”, em 2007. 1. Apresentação: O Projeto, em epígrafe, foi apresentado à Coordenação Estadual de Minas Gerais paraparticipar da segunda edição do “Prêmio Professores do Brasil”, realizada em 2007. Porém,não foi incluído na seleção preliminar do evento, efetuada em cada Unidade da Federação eque antecede a seleção nacional, conforme estabelecem as estratégias adotadas e definidasem seu Regulamento. Trata-se de experiência realizada pelo Professor Estêvão Teixeira, autor da proposta, naEscola Municipal Áurea Bicalho, localizada à Rua Odilon Braga, nº 119, no bairro deLinhares, na periferia do Município de Juiz de Fora, em Minas Gerais. O Teclado Didático para o Ensino da Música (TEDEM), segundo o Professor Estêvão,“é um instrumento com a finalidade de facilitar o aprendizado musical por meio davisualização de escalas, acordes e intervalos”. O instrumento (em anexo) é um teclado demadeira, medindo em torno de 35cm de comprimento por 11 cm de largura, com umteclado que não produz som próprio e constitui-se em ferramenta para possibilitar “umamelhor visualização e compreensão de todas as estruturas musicais”, como afirma o autor. Tem por objetivo apresentar uma nova concepção para a educação musical, cujo“método se completa quando o aluno, que identifica o intervalo, acorde ou escala,reproduz aquilo que vê e sente, em seu próprio instrumento. A proposta é ‘tirar música dopapel e colocá-la no ar’, desvinculando o ensino musical da obrigatoriedade inicial daleitura e da escrita na pauta, fazendo o aluno sentir, primeiramente, aquilo que irá tocar,percebendo cada acorde, intervalo ou escala, num aprendizado musical que precede o‘grafocentrismo’ dos métodos tradicionais”, acrescenta o professor. 1
  2. 2. Nessa perspectiva, o Projeto TEDEM, “que se assemelha a um jogo, a um ábacomusical em que o aluno toca em seu instrumento – voz, flauta, piano, violino, sax, violão,etc – aquilo que vê, tendo sempre o teclado como painel ilustrativo de todas as ocorrênciasmusicais” foi implantado no âmbito do Município de Juiz de Fora pela Lei Municipal Nº10.861, de 22 de dezembro de 2004 e regulamentado pelo Decreto Nº 8587, de 06 de julhode 2005, determinando, dentre outros aspectos, sua implementação gradativa e de caráterfacultativo, bem como sua divulgação na rede municipal de ensino por meio da organizaçãode uma turma experimental e de oficinas para a capacitação de professores. 2. Análise da Proposta: Esta Coordenação Geral de Ensino Fundamental (COEF), vinculada à Diretoria deConcepções e Orientações Curriculares da Educação Básica (DCOCEB), da Secretaria deEducação Básica (SEB), deste Ministério, gostaria de prestar os seguintes esclarecimentosacerca da proposta em questão. Em primeiro lugar, como atestam alguns documentos incluídos no materialencaminhado ao MEC pelo Professor Estêvão Teixeira – documentos da SecretariaMunicipal de Educação de Juiz de Fora, da Faculdade de Educação de Juiz de Fora e doInstituto Paulo Freire de Portugal (IPFP) – destacam-se a originalidade, a sensibilidade, aarte e a mestria do professor e músico “na reinvenção dos percursos educativos musicais”,como assim o enaltece a Presidente do IPFP, Senhora Luísa Cortesão, na declaraçãoreferente à realização de Oficinas de Música TEDEM pelo artista, norteadas tanto pelastemáticas pedagógicas do educador Paulo Freire quanto pela perspectiva dialógica nocampo da Alfabetização Musical, naquele país. Nesse sentido, são manifestaçõesimportantes a credenciar o Projeto TEDEM. Em segundo lugar, ao analisar o relato da experiência realizada na Escola MunicipalÁurea Bicalho e submetida à seleção estadual no âmbito do “Prêmio Professores do Brasil– 2ª Edição”, o autor revela não apenas sólido conhecimento musical, como profundasensibilidade e comprometimento junto aos alunos ao afirmar que a pobreza das crianças ea ausência de grandes recursos financeiros na escola não inviabilizam o desenvolvimentodo potencial criativo dos estudantes: “Toda criança carrega consigo uma alegria intuitiva que tem na música uma realpossibilidade de expansão que se reflete, de forma positiva, no relacionamento com osdemais alunos, professores e no próprio rendimento escolar como um todo. Pode-seobservar que o grau de criatividade dessas crianças é muito acentuado, apesar do poucorecurso financeiro de que dispõem. Daí, a importância de se investir na escola pública, depropiciar condições de igualdade de formação para todos os alunos e alunas”. Por fim, esta COEF entende que, sendo a Música uma das linguagens da Arte,componente curricular obrigatório dos currículos da Educação Básica (como determina avigente Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Nº 9394, de 20 de dezembro de1996), torna-se necessário procurar e repensar novos caminhos que nos ajudem adesenvolver uma educação musical que tanto considere a contemporaneidade, em seusaspectos e possibilidades culturais, quanto forme o gosto musical e que, partindo doconhecimento especializado, contribua, também, para o fortalecimento da dimensão afetivados alunos. 2
  3. 3. 3. Conclusões: As argumentações anteriores nos levam a concluir pelo relevante alcance da presenteproposta, tanto pela possibilidade de provocar mudanças significativas nas formas deensinar e aprender, quanto pelo seu potencial de enriquecimento da prática docente, depromoção de atitudes investigativas, de desenvolvimento de novas estratégias pedagógicase de preservação da cultura musical brasileira. Sendo assim, esta COEF considera que o Projeto Teclado Didático para o Ensino daMúsica (TEDEM), desenvolvido pelo Professor Estêvão Teixeira, caracteriza-se como umatecnologia educacional inovadora, capaz de elevar a qualidade da educação básica e, nessesentido, poderia ser certificada pelo MEC. Para tanto, sugerimos que o Projeto TEDEMparticipe da segunda Chamada Pública, (cujas inscrições estão abertas até 14 de março de2008) promovida pela Diretoria de Políticas de Formação, Matérias Didáticos e deTecnologias para a Educação Básica, para pré-seleção e, eventualmente, constar dosegundo Guia de Tecnologias Educacionais do Ministério da Educação. Por fim, para inscrever sua tecnologia educacional, o professor, caso interessado, deveacessar o sítio www.cte.mec.gov.br Esta COEF reconhece o mérito e louva a iniciativa do Professor Estêvão Teixeira,evidenciada no Projeto TEDEM. Ass: Sueli Teixeira Mello. Assessora da COEF À Coordenação De Acordo. À Diretoria para as providências cabíveis. SANDRA DENISE PAGEL Coordenadora Geral da COEF De Acordo. Encaminhe-se. MARCELO SOARES PEREIRA DA SILVA. Diretor da Diretoria de Concepções e Orientações Curriculares da Educação Básica (DCOCEB) 3

×