Trabalho Realizado por Beatriz Koehler - 7º A

2.197 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.197
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho Realizado por Beatriz Koehler - 7º A

  1. 1. Concurso de leitura<br />Nome : Beatriz Koehler<br />Turma: 7ºA<br />Título: “O guarda da praia”<br />Autor: Maria Teresa Maia Gonzalez<br />Editora: Verbo <br />
  2. 2. “O Guarda da Praia”<br /> O livro falade uma jovem escritora que vai de férias para uma praia. Lá,conhece um rapazinho que não tem pais e vive sozinho com a avó, o Dunas.<br /> Dunas, assim que começou a simpatizar mais com a jovem, ia todos os dias de manha sentar-se no muro de casa dela, à espera que ela acordasse para tomarem o pequeno-almoço juntos ou irem os dois à praia e, foram-se tornando cada vez mais amigos.<br />O rapaz adorava a praia e os animais do mar e ia sempre às rochas dar de comer às gaivotas.<br />
  3. 3. Mas a jovem não achava muita piada a isso, pois ele podia-se afogar ou coisa do género .<br /> Um dia foi falar com a avó do rapaz para lhe pedir que tomasse melhor conta dele, porque ele andava sempre sozinho por ali e ainda podia dar mau resultado.<br /> A senhora não fez caso do que a jovem lhe disse , mandando-a embora e que deixasse o seu neto em paz.<br /> Quando o rapaz, chegou a casa, já de noite, a avó pediu-lhe que nunca mais falasse com aquela senhora, pois ela não era uma boa companhia.<br />
  4. 4. Dunas não ficou feliz por saber que a jovem tinha ido falar com a avó, para esta lhe proibir que ele andasse sozinho na praia e ficou chateado com ela. <br /> Deixou de ir lá de manhã e chamá-la para irem à praia e a jovem começou a ficar preocupada, pensava que lhe tinha acontecido alguma por a sua avó nunca tomar conta dele.<br /> Até que um dia, o avistou sentado na areia, cabisbaixo e decidiu chamá-lo, fartou-se de chamá-lo mas ele não respondeu.<br /> Ela não o quis pressionar e desistiu.<br />
  5. 5. Certo dia, a jovem foi a vila fazer umas compras, quando começou a ouvir os residentes a dizer que estava um miúdo aleijado e ela decidiu ir ver o que se passava.<br /> Por seu maior espanto, era o Dunas, estava a jogar à bola com os amigos e caiu…<br /> Ela pousou os sacos e foi rápido ajudar o rapazinho, que estava a sangrar do joelho para o levar à avó.<br /> Mal a avó viu o seu neto, no colo da jovem, foi logo correr até eles, tirá-lo do colo dela.<br /> Depois da senhora de acalmar, a jovem explicou tudo o que se passara e pediu-lhe novamente que fosse mais responsável com o seu neto.<br />
  6. 6. Dunas ficou muito feliz por ter sido a jovem a ajudá-lo, quando ele estava aleijado e pediu desculpa à sua amiga por ter ficado zangado com ela durante tanto tempo, por razão nenhuma.<br /> Ela tinha razão ao dizer que ele não devia andar sozinho, com aquela idade.<br /> A partir daí, começaram a ir os dois à praia e a tomar o pequeno-almoço juntos, como dantes.<br /> Até que chega o dia em que a jovem tem de regressar à sua casa. Dunas fica triste, com a notícia, mas a amiga promete visitá-lo sempre que puder.<br />
  7. 7. <ul><li>Gostei muito de ler este livro porque desperta muita curiosidade ao leitor para o que vai acontecer, é emocionante e, a história é muito bonita.</li></ul> Fim<br />

×