História da maquiagem parte 1

1.830 visualizações

Publicada em

História da maquiagem 1

Publicada em: Educação
1 comentário
12 gostaram
Estatísticas
Notas
  • sou revendedora da marca makeme cosmetics, amo, ganho bem, produtos bons, qualidade altissima, eu indico! http://www.makemecosmetics.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.830
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
12
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História da maquiagem parte 1

  1. 1. História da Maquiagem
  2. 2. História da maquiagem • A história da maquiagem se confunde com a própria história da humanindade. • Facial e corporal. • Funções: estética, religiosa, guerra, status social e identidade social, artes.
  3. 3. Nefertiti História da maquiagem Cleópatra
  4. 4. História da maquiagem
  5. 5. • Homens e mulheres usavam maquiagem, pois acreditavam que ela trazia proteção de Rá (deus do sol) e Horus (deus do céus). Acreditavam que os cosméticos tinhas poderes mágicos e curativos. • Cosméticos Feitos de malaquita e galena moídas, formando o kohl. • Aplicados em volta dos olhos com utensílios de madeira, ossos ou marfim. • Mulheres coravam as faces com tinta vermelha e usavam henna para colorir as unhas e mãos. História da maquiagem
  6. 6. • Três dos principais produtos de beleza já existiam na Antiguidade • Sombra • A mais antiga das maquiagens era usada pelos egípcios milênios antes de Cristo, conhecida como kohl. Fragmentos desse pó escuro - uma mistura do mineral malaquita com carvão e cinzas -, que servia para realçar os olhos, foram encontrados em vasos nas tumbas de Menes, faraó da primeira dinastia egípcia, de cerca de 3000 a.C. História da maquiagem
  7. 7. • Rouge • Pode ter sido na Grécia Antiga que surgiu o primeiro antepassado do rouge. Segundo relatos do dramaturgo Aristófanes, na Atenas do século V a.C. as mulheres já utilizavam matérias-primas como gordura e tinta vermelha para produzir esse tipo de efeito corado nas faces. A tintura era obtida de raízes vegetais História da maquiagem
  8. 8. • Batom • Também na Roma Antiga, as mulheres misturavam ingredientes como papa de cevada, chifre de veado moído, mel e salitre para produzir pastas à base de gordura que eram aplicadas nos lábios, como um batom primitivo. Mas, nessa época, isso servia mais para proteger os lábios do ressecamento do que para embelezá-los História da maquiagem
  9. 9. • Cores naturais • Minérios, argila e fuligem davam os tons da maquiagem primitiva • Vermelho • Na Antiguidade, maquiagens com esse tom continham óxido de ferro, tirado de rochas moídas • Preto • A cor vinha de compostos contendo elementos básicos, como carvão, cinzas e fuligem • Verde • Era obtido a partir de um minério de cobre chamado malaquita, que tem coloração esverdeada • Amarelo e ocre • A principal matéria-prima usada para produzir esses tons era a argila História da maquiagem
  10. 10. Sociedades Tribais Hans Silvester fotografou no Vale do Omo, na fronteira entre Etiópia, Quênia e Sudão, a ornamentação e a pintura corporal e facial entre os povos Mursi e Surma. História da maquiagem
  11. 11. • Os corpos nus são todos pintados de ocre vermelho e amarelo, extraído de rochas vulcânicas, e cal branca. • Nas palavras de Hans Silvester: os homens e mulheres usam os corpos como um espaço de expressão artística. É com imenso prazer que eles pintam o rosto e o corpo, em uma busca permanente de beleza. História da maquiagem
  12. 12. Sociedades TribaisO estilo Kadiwéu é marcado pelo dualismo, linha reta e curvas, retângulos e círculos, degraus e espirais, geométrico e orgânico, simétrico e assimétrico, positivo e negativo (Levi - Strauss pg. 200). História da maquiagem
  13. 13. • As cores usadas tradicionalmente são o preto azulado do jenipapo, o vermelho do urucu e o branco extraído da palmeira bocaiúva ( Ribeiro pg. 278/279) • Levi-Strauss também destaca, como ponto de partida para sua análise, uma grande semelhança com os brasões de família e principalmente com as figuras de baralhos. Semelhança primeiramente visual, mas também sugerida pela presença da sociedade de castas (Levi – Strauss, pg. 202). História da maquiagem
  14. 14. • Podemos dizer então que o estilo Kadiwéu consiste em conciliar o contraste à simetria, buscando o equilíbrio. • As pinturas corporais mostram a passagem do ´´animal`` para o civilizado, para a cultura, e ainda tem a função de definir a que casta o indivíduo pertence . A pintura demonstra status (Levi - Strauss ,pg. 202). História da maquiagem
  15. 15. Sociedades Tradicionais Hindu – festivais religiosos e Teatro Kathakali História da maquiagem
  16. 16. MAQUIAGEM E FIGURINO: • A maquiagem determina, no kathakali a natureza dos personagens. • Cada personagem têm uma roupa e maquiagem específica. Ambos são altamente elaborados. • O ator leva três horas e meia só pra se maquiar e duas horas para se vestir antes de cada apresentação. História da maquiagem
  17. 17. Japão – Teatro Kabuki séc XVII Sociedades Tradicionais História da maquiagem
  18. 18. AS CORES: • Verde: herói • Bigode, protuberância no nariz ou no centro da testa (Chuttippu): demônio-guerreiro • Bigode branco (veluppu-tadi): personagem Hanuman, do épico Ramayana, que possui boa natureza • Bigode preto (karuppu-tadi): selvagem com características heróicas • Bigode Vermelho (Chokanna-Tadi): características terríveis e destrutivas • Maquiagens onde há o predomínio de preto: moradores das florestas, caçadores e demônios femininos História da maquiagem
  19. 19. • O kabuki é uma forma de teatro mais popular do Japão, o significado individual de cada ideograma é canto (ka), dança (bu) e habilidade (ki), e onde a palavra kabuki pode ser traduzida como “a arte de cantar e dançar”. Uma das suas principais características é seus atores estarem sempre maquiados, além do exageros tanto dos cenários quanto das atuações figurino e maquiagens. No kabuki o que realça os atores é a maquiagem estilizada. O pó-de-arroz é usado para criar a base branca e linhas cortornam os olhos, os cílios e a boca para produzir as máscaras dramáticas. Cada cor está ligada a uma simbologia que representa o temperamento do personagem; assim, o vermelho retrata a ira, a cinza a melancolia, o verde os espíritos diabólicos, etc. História da maquiagem
  20. 20. Japão – Teatro Kabuki séc XVII Sociedades Tradicionais História da maquiagem
  21. 21. Japão – Gueixas: artistas – dança, canto, servir. Maquiagem acompanha experiência. Sociedades Tradicionais História da maquiagem
  22. 22. Japão – Gueixas: artistas – dança, canto, servir. Maquiagem acompanha experiência. Sociedades Tradicionais História da maquiagem
  23. 23. Império Romano Para a maquiagem estava na moda uma cor pálida que se obtinha com pó de cal ou chumbo branco. Usava-se o ocre para as faces e para colorir os lábios (alguns cosméticos eram venenosos). Banhos e cuidados com a pele História da maquiagem
  24. 24. Pele alva para as mulheres nobres e ricas. Maquiagem era proibida pela Igreja, vista como pecaminosa. Sangria a tratamentos e pós tóxicos para pele claríssima. Maquiagem era usada pelas prostitutas. Idade Média História da maquiagem
  25. 25. A mulher ideal no Renascimento era nobre e parecia saída de um sonho. No Renascimento a usavam a pele o mais pálida possível, clareavam o cabelo, depilavam as sobrancelhas e a linha do cabelo e cortavam as pestanas. O que conhecemos como blush surgiu nesta época. A ideia de usar blush era fazer com que a brancura da pele parecesse natural mas saudável. Os produtos de maquiagem Renascimento História da maquiagem
  26. 26. História da maquiagem
  27. 27. Século XVIII História da maquiagem
  28. 28. Maquiagem era usada por homens e mulheres com a intenção de demonstrar status social aristocrático e não tinha a intenção de parecer natural. Chumbo - tóxica A maquiagem era chamada de pintura e a aplicação pesada de maquiagem branca era considerada mais respeitável que uma pele natural. Além de embelezar e demarcar posição social, escondia rugas, machas, efeitos do sol e doenças. Neste período usava-se o rouge vermelho em desenho circular ou trianguar invertido nas faces, assim como nos lábios (indo do rosa e coral ao vinho). Branco e vermelho eram os tons mais usados por homens e mulheres nobres. Havia também o uso de adesivos faciais. Pintavam veias azuis na face para realçar a brancura da pele. Em torno dos olhos a pele era avermelhada, sobrancelhas em forma de meia-lua. Homens pintavam-as com kohl ou usavam-nas falsas de pelo de rato. Burgueses também faziam uso da maquiagem, preferindo tons de rosa ao vermelho. História da maquiagem
  29. 29. Idade Moderna – Década De 1920 Louise Brooks História da maquiagem Theda Bara
  30. 30. Clara Bow Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  31. 31. Josephine Baker Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  32. 32. Raquel Torres Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  33. 33. Dolores Costello Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  34. 34. Clara Bow Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  35. 35. Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  36. 36. Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  37. 37. Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  38. 38. Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  39. 39. Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  40. 40. Idade Moderna – Década De 1920 História da maquiagem
  41. 41. Jean Harlow Idade Moderna – Década De 1930 História da maquiagem Greta Garbo
  42. 42. Idade Moderna – Década De 1930 História da maquiagem Greta Garbo
  43. 43. Idade Moderna – Década De 1930 História da maquiagem
  44. 44. Idade Moderna – Década De 1930 História da maquiagem
  45. 45. Idade Moderna – Década De 1930 História da maquiagem
  46. 46. Lauren Bacall Idade Moderna – Década De 1940 História da maquiagem
  47. 47. Década de 1940 Ava Gardner Idade Moderna – Década De 1940 História da maquiagem
  48. 48. Rita Hayworh Idade Moderna – Década De 1940 História da maquiagem
  49. 49. Idade Moderna – Década De 1940 História da maquiagem
  50. 50. Idade Moderna – Década De 1940 História da maquiagem
  51. 51. Marilyn Monroe Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  52. 52. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  53. 53. Modelo Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem Dita Von Teese
  54. 54. Jane Mansfield Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  55. 55. Liz Taylor Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  56. 56. Brigitte Bardot Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  57. 57. Audrey Hepburn Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  58. 58. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  59. 59. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  60. 60. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  61. 61. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  62. 62. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  63. 63. Idade Moderna – Década De 1950 História da maquiagem
  64. 64. Twiggy Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  65. 65. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  66. 66. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  67. 67. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  68. 68. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  69. 69. Catherine Deneuve Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  70. 70. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  71. 71. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem Jane Birkin
  72. 72. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  73. 73. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem
  74. 74. Idade Moderna – Década De 1960 História da maquiagem

×