Marketing experiencial tcc

1.346 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Marketing experiencial tcc

  1. 1. A PRODUÇÃO DE EVENTOS COMO FERRAMENTA DO MARKETING EXPERIENCIAL: ESTUDO DE CASO SKOL SENSATION Autora: Thaísa da Silva Mendonça Orientador: Prof. M. Sc. Mário Eugênio Paula de Lima Aracaju 2013
  2. 2. INTRODUÇÃO  Marketing  O Marketing está presente em tudo Até um grande planejamento de exposição para uma empresa. desde o Marketing Pessoal simples escolha de roupa se portar e agir no modo de falar
  3. 3. OBJETIVO  O Marketing Experiencial na produção de eventos Skol Sensation base para a percepção da forma como o marketing experiencial é trabalhado durante e através de eventos.  Etapas para alcançar os objetivos: o Analisar o marketing experiencial como estratégia empresarial. o Entender o conceito de produção de eventos, tomando como base a produção do Skol Sensation; o Compreender a relação entre os sentimentos e emoções com o ato de compra e/ou escolha de uma marca ou serviço; o Verificar a importância da produção de eventos e do marketing experiencial em si para a permanência da marca no mercado através de exemplos bem sucedidos.
  4. 4. OBJETIVOS  Para atingir os objetivos realizou-se: Pesquisa bibliográfica Pesquisa documental Pesquisa qualitativa processo de amostragem por acessibilidade ao entrevistado. Sessenta e duas pessoas com idades entre 18 (dezoito) e 30 (trinta) anos Estado da arte
  5. 5. O MARKETING EXPERIENCIAL COMO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL  Marketing  Função de trabalhar em vários segmentos  É o que impõe á empresa o estudo das tendências do mercado, das preferências do consumidor, do melhor modo de divulgação e persuasão e da organização de sua venda, distribuição e assistência técnica.  Necessidades, desejos e demandas  Mercados- alvo, posicionamento e segmentação  Ofertas, marcas, valor e satisfação  Canais de marketing e cadeia de suprimento comunicação, distribuição e serviços.  Concorrência e ambiente de marketing Conceitos centrais Função de marketing Dias (2010); Kotler (2003); Kotler e Keller (2012),
  6. 6. O MARKETING EXPERIENCIAL COMO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL  Economia da Experiência  O cliente precisa ser conquistado, e quando a empresa constrói esse relacionamento visando também o lado emocional, a fidelidade torna-se efetiva. Malaquias, ([s.d.]); Pine e Gilmore (1991) Quando uma pessoa paga por um serviço: Está adquirindo um conjunto de atividades intangíveis executadas em seu interesse. Mas quando ela adquire uma sensação: Está pagando para dedicar seu tempo a desfrutar de uma série de eventos memoráveis Que uma empresa encena – como uma peça de teatro – para envolvê-la de forma pessoal. As sensações são uma quarta atividade econômica
  7. 7.  Mercado experiencial  Desenvolver uma estratégia de marketing experiencial é um passo importante a ser tomado.  A grade é uma visão geral experiencial, desenvolvida por Schmitt (2000) que combina dois conceitos: SEMs, Strategic Experiential Modules – Módulos de Estratégia Experiencial, e ExPros, Experience Providers – Provedores de Experiência.  SEMs e ExPros dão o corpo a grade da tabela. Sendo identificados cinco diferentes tipos de experiência. Grundey (2008); Schmitt (2000). SEMs Senso Sentir Pensar Agir Relacionar
  8. 8.  Mercado experiencial Figura 3: Tatuagem Harley Davidson 2.Figura 2: Tatuagem Harley Davidson 1. Figura 4: Anúncio da Harley Davidson lifestyle.
  9. 9. Marketing Experiencial Como Estratégia Empresarial  Walt Disney World  Setores tradicionais de prestação de serviço também seguem na busca de apresentar novas sensações para os seus clientes: Starbucks, Hard Rock Cafe e Rei. .  Pessoas reduziram suas despesas com bens para gastar mais com serviços;  Para permitirem-se sensações memoráveis (atribuem um maior valor.)  Empresas encenam vários tipos sensações, podendo diferenciar suas atividades com maior facilidade e cobrar um prêmio com base no valor específico proporcionado. Pine e Gilmore, (1999). Figura 6: Variações do preço de café em suas diferentes formas de apresentação. Fonte:PineeGilmore(1999)
  10. 10. PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS E O SKOL SENSATION  Considerações Acerca do Planejamento De Eventos . Britto e Fontes (2002); Melo e Neto (2001). Evento Conjunto de atividades profissionais desenvolvidas com o objetivo de alcançar o seu público alvo por meio do lançamento de produtos, da apresentação de pessoas, empresas ou entidades, visando estabelecer o seu conceito. Evento como: Bem Sucedido Notícia Fato Acontecimento
  11. 11.  SKOL .  Originária da Europa, criada em 1959.  Presente no Brasil desde 1967 marca de cerveja mais vendida.  Sucesso da marca deve-se Mello (2012). PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS E O SKOL SENSATION campanhas publicitárias maciças contato com o consumidor chamadas inteligentes presença em bares e mercados Salto do marketing Promoção de grandes eventos Associação à Ambev
  12. 12.  SKOL Mello (2012); Melo e Neto (2011) ; CARLSBERG (2012). PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS E O SKOL SENSATION  Patrocina e produz diversos eventos em pequenas e grandes cidades e grandiosos eventos com fama internacional.  Presença.  Lembrança do consumidor. Segundo Melo Neto (2001) A junção entre o patrocinador do evento e os consumidores potenciais dos seus produtos promove a marca e aumenta as vendas. Marketing da Skol no Brasil referência no lançamento da cerveja na Malásia. Skol nasceu na Europa em 1959, mas seu maior sucesso é no Brasil.
  13. 13.  Sensation, O Ponto de Partida PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS E O SKOL SENSATION  Sensation  Iniciou-se em 2000 em Amsterdã.  Começou como um relativamente pequeno e normal evento de dança na Holanda  Hoje sediado por vinte e cinco países ao redor do mundo  No geral, o Sensation é patrocinado por diferentes marcas de cerveja, com a Heineken na Ásia, Bud Light nos Estados Unidos e Canadá e Skol no Brasil.
  14. 14.  Skol Sensation PRODUÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS E O SKOL SENSATION  A edição desse ano promete transportar o público para uma incrível jornada e conectar milhares de pessoas na mesma energia.  Considerando que contará com apresentação de espetáculos, acrobacias e efeitos visuais hipnóticos.  “Todo evento deve ser criado para ser único” Para que a experiência de consumo possa ser gratificante e memorável As pessoas precisam sentir-se envolvidas e estimuladas a interagir com os outros participantes e reagir aos estímulos oferecidos.  A festa é para maiores de dezoito anos  Voltado para o consumo de bebidas alcóolicas  Djs vão tocar em quatro das principais estações de metrô que dão acesso ao evento.  Upgrade no ingresso. Britto e Fontes (2002)
  15. 15.  Comportamento Do Consumidor RELAÇÃO DE SENTIMENTOS E EMOÇÕES COM O ATO DE COMPRA E ESCOLHA DA MARCA  Os desejos emocionais, muitas vezes, podem dominar motivos funcionais na escolha dos produtos.  Esta ideia incorpora o objetivo do marketing experiencial, ou seja, para criar a melhor experiência para o consumidor, a fim de criar desejos emocionais.  Objetivo criar um ambiente onde os consumidores são sentimentais e buscam pelo prazer ao comprar o produto.  A Skol vinculando sua marca ao Sensation, dentre outros eventos e ações de marketing experiencial, potencialmente cria esse ambiente.  Visitantes do Skol Sensation participam do festival, porque eles gostam de ouvir house music e sair com os amigos. Visitantes se entregam à diversão e aproveitam o momento. Khan e Dhar (2004)
  16. 16. Resultados da pesquisa  O que as pessoas mais buscam ao frequentar um evento:
  17. 17. Resultados da pesquisa  Ao tratar sobre os sentimentos que envolvia a ida a uma festa:
  18. 18. Resultados da pesquisa  Sobre os patrocinadores do evento:
  19. 19. Resultados da pesquisa  Ao ser questionado sobre a lembrança da marca:
  20. 20. Análise da pesquisa  Relação de sentimentos é altamente envolvida à decisão de participar de um evento.  As emoções estão envolvidas não só no momento do evento, como na decisão de escolha, na produção para o evento, dentro e também após a realização dele.
  21. 21. A IMPORTÂNCIA DA PRODUÇÃO DE EVENTOS E DO MARKETING EXPERIENCIAL PARA A PERMANENCIA DA MARCA NO MERCADO  Implementação do Marketing Experiencial e os Fatores De Sucesso BETTER model  Brand Personality – personalidade da marca  Emotional Connection – conexão emocional  Target Audience – conhecimento do público alvo  Two-way Interaction – superar expectativas  Exponetial Element e Reach – comunicação informal o Zimmerman- Tempo e esforço Smilansky (2009).
  22. 22.  Como Mensurar (Os Retornos Do) O Marketing Experiencial  Pesquisas e comparações com dados anteriores.
  23. 23. Meta: Se Tornar Uma Lovemark  “Estudos comprovam que 100% da motivação da compra é emocional” (MARTINS, 2007) Figura 7: Diferença de marca e lovemark. Fonte:SouzaeBretas([s.d.])
  24. 24. Meta: Se Tornar Uma Lovemark Figura 8: Ranking parcial das marcas brasileiras mais valiosas. Fonte:ManzoniJr.eValim(2013).  A tática consiste em inovar constantemente e dar experiências e serviços aos consumidores. MANZONI e VALIM, 2013
  25. 25. CONSIDERAÇÕES FINAIS  O Skol Sensation, além de atingir os visitantes da festa também atinge familiares, amigos e as pessoas envolta de todos os envolvidos nessa produção de emoções e de memórias apoiada pela marca Skol.  Esse estudo mostrou que várias são as formas de se trabalhar o marketing experiencial e que a produção de eventos é uma das formas mais positivas, isso pelo fato de conseguir juntar, em um mesmo espaço um grande número de consumidores reais e potencias.  A marca busca encantar os consumidores oferecendo a eles experiências reais e utópicas, marcando presença na vida do consumidor, afim de conseguir ser amada e respeitada por eles e alcançar o status de lovemark. Os resultados já começaram a aparecer, visto que a marca é hoje a cerveja mais vendida no Brasil e é a marca mais valiosa também.
  26. 26. OBRIGADA!

×