O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA
E FLUXOS DE PAGAMENTOS NA
INDÚSTRIA DA MÚSICA
Recomendações para aumentar a transparência, re...
O QUE É?
MAIS MÚSICAS,
MAIS OPÇÕES,
ONDE ESTÁ O DINHEIRO?
MAIS MÚSICAS, MAIS OPÇÕES, MAIS
OUVINTES. ONDE ESTÁ O DINHEIRO?
● Música em TODO lugar
● Indústria da Música Global: $45 b...
COMPREENDENDO A
CRESCENTE
COMPLEXIDADE
COMPREENDENDO A CRESCENTE
COMPLEXIDADE
● Poucos artistas sobrevivem;
● Acabam se tornando selos, editoras, produtoras e et...
COMPREENDENDO A CRESCENTE
COMPLEXIDADE
● Será que as estruturas de compensação entre stakeholders estão
balanceadas?
● Qua...
COMPREENDENDO A CRESCENTE
COMPLEXIDADE
“We always said it would be pathetic to be good at the
music and bad at the busines...
TRANSPARÊNCIA NA
INDÚSTRIA DA MÚSICA E
COMO O DINHEIRO FLUI
● Milhões de micro-operações diárias geradas por receitas de músicas
e álbuns;
● As partes interessadas estão ganhando fra...
● Modelos Digitais
○ Downloads: iTunes;
○ On-demand pagos: Spotify, Deezer, Rdio, Google Play;
○ On-demand com anúncios: S...
FLUXO DO DINHEIRO
FLUXO DE DINHEIRO
● Nielsen’s Music 360 2014 study:
○ 106 bilhões de plays em 2013;
○ 164 bilhões de faixas on-demand fora...
FLUXO DE DINHEIRO
● Recentemente, houve uma onda de publicidade negativa sobre os
baixos pagamentos de serviços de streami...
FLUXO DE DINHEIRO
— Os contratos tinham aquelas letrinhas: “válidos em todos os meios
possíveis, que vierem a ser inventad...
FLUXO DE DINHEIRO
● Recentemente, houve uma onda de publicidade negativa sobre os
baixos pagamentos de serviços de streami...
FLUXO DE DINHEIRO
● Recentemente, houve uma onda de publicidade negativa sobre os
baixos pagamentos de serviços de streami...
UM MODELO DIFERENTE
UM MODELO DIFERENTE
● Download: adiantamento pelos plays que ainda serão feitos;
● Streaming: pagamento por play;
● Relató...
UM MODELO DIFERENTE
BÁSICO DE
DIREITOS AUTORAIS
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Dois direitos a serem monetizados: autoral e conexo;
● EUA: Selos/Direitos Conexos (60%), Ed...
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de On-demand: Big Labels
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de On-demand: Indie Labels
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de On-demand: Independente
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de vendas digitais: Big Labels
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de vendas digitais: Indie Labels
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de vendas digitais: Independente
BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
● Fluxos típicos de rádios e webrádios
TRANSPARÊNCIA DE
RECEITA E DE PAGAMENTOS
TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE
PAGAMENTOS
● Os serviços de streaming pagam aos artistas através de intermediários;
● Pagame...
TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE
PAGAMENTOS
"I asked Apple Music to explain the calculation of royalties for the trial
period...
TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE
PAGAMENTOS
“Major labels and publishers benefit from the currently complex and
inaccurate sy...
TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE
PAGAMENTOS
● Como uma Major se aproxima de um serviço:
○ Adiantamentos pelo catálogo;
○ Às v...
BEM VINDO À
CAIXA PRETA
BEM-VINDO À "CAIXA PRETA"
● Nondisclosure agreements
● Nenhum serviço de streaming deu lucro ainda;
● Oceano de direitos n...
PARTICIPAÇÕES
SOCIETÁRIAS E PAGAMENTOS
POR SERVIÇOS
PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS E PAGAMENTOS DE
SERVIÇO
● Participação societária nos serviços de streaming;
● Service Payments;...
PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS E PAGAMENTOS DE
SERVIÇO
"If this is true, they should notify us ASAP so we can exercise our righ...
PAGAMENTO DE
ROYALTIES MECÂNICOS
PAGAMENTOS DE ROYALTIES MECÂNICAS
"Direito de reproduzir uma composição musical
em uma mídia física ou digital"
● Harry Fo...
CAIXA PRETA!
PAGAMENTO
DAS PROs
PAGAMENTOS das PROs
● O problema vem de antes do digital;
● Quantas execuções sonoras são necessárias para ter uma renda?
...
APRESENTAÇÕES
INTERNACIONAIS
APRESENTAÇÕES INTERNACIONAIS
● As PROs americanas não podem recolher direitos fora dos EUA;
● PRO estrangeira => PRO do ar...
TRANSPARÊNCIA DE
REPERTÓRIO E PAGAMENTO
TRANSPARÊNCIA DE REPERTÓRIO E PAGAMENTO
● Artistas acham que os serviços pagam pouco;
● Por que o dinheiro não chega aos i...
TRANSPARÊNCIA DE REPERTÓRIO E PAGAMENTO
“Correctly identifying rights is now more important than ever
in the music industr...
RECOMENDAÇÕES DO
RETHINK MUSIC
RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC -
CREATOR'S BILL OF RIGHTS
● ser recompensado justamente pela utilização de suas criações;
...
RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC -
STANDARD IDENTIFIERS AND CERTIFICATION
OF TRANSPARENCY
● Criação de uma ONG para fazer au...
RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC -
RIGHTS DATABASE
● Aberta, acessível e auto sustentável;
● Acadêmicos, governo e iniciativ...
RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC -
CRYPTOCURRENCIES AND BLOCK CHAINS
● BitCoin e Block Chain;
● Como um novo mecanismo de pa...
RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC -
EDUCATION INITIATIVE
● A maioria não sabe seus direitos ou como funciona a distribuição;
...
CONCLUSÃO
CONCLUSÃO
● DISRUPTIONS
● CRIADORES ESTÃO MAIS PERTO DOS FÃS
● POUCOS SOBREVIVEM
● ERA PRÉ-DIGITAL
CONCLUSÃO
Frustradas com prejuízos, operadoras tentam "se vingar"
de WhatsApp
http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redaca...
CONCLUSÃO
● DISRUPTIONS
● CRIADORES ESTÃO MAIS PERTO DOS FÃS
● POUCOS SOBREVIVEM
● ERA PRÉ-DIGITAL
CONCLUSÃO
● DISRUPTIONS
● CRIADORES ESTÃO MAIS PERTO DOS FÃS
● POUCOS SOBREVIVEM
● ERA PRÉ-DIGITAL
O NOVO MERCADO
DA MÚSICA
Imogen Heap's Mycelia:
Creating A Fair Trade Music Business,
Inspired By Blockchain
O NOVO MERCADO
DA MÚSICA
OBRIGADO!
Keynote no Rio Music Buzz -  RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA E  FLUXOS DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DA MÚSICA
Keynote no Rio Music Buzz -  RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA E  FLUXOS DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DA MÚSICA
Keynote no Rio Music Buzz -  RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA E  FLUXOS DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DA MÚSICA
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Keynote no Rio Music Buzz - RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA E FLUXOS DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DA MÚSICA

620 visualizações

Publicada em

Apresentação no Rio Music Buzz 2015, realizado pela ABMI e pelo Sebrae, sobre um estudo do projeto Rethink Music por um mercado da música mais justo.

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Keynote no Rio Music Buzz - RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA E FLUXOS DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DA MÚSICA

  1. 1. RETHINK MUSIC: TRANSPARÊNCIA E FLUXOS DE PAGAMENTOS NA INDÚSTRIA DA MÚSICA Recomendações para aumentar a transparência, reduzir o atrito, e promover a equidade na indústria da música Rio Music Buzz 2015 Guilherme Sampaio CEO, Zamus
  2. 2. O QUE É?
  3. 3. MAIS MÚSICAS, MAIS OPÇÕES, ONDE ESTÁ O DINHEIRO?
  4. 4. MAIS MÚSICAS, MAIS OPÇÕES, MAIS OUVINTES. ONDE ESTÁ O DINHEIRO? ● Música em TODO lugar ● Indústria da Música Global: $45 bilhões ● Mercado do Direito Autoral: $25 bilhões ● Por que autores ainda têm problemas para receber seus direitos? ● Por que os serviços digitais vivem de investimentos externos?
  5. 5. COMPREENDENDO A CRESCENTE COMPLEXIDADE
  6. 6. COMPREENDENDO A CRESCENTE COMPLEXIDADE ● Poucos artistas sobrevivem; ● Acabam se tornando selos, editoras, produtoras e etc; ● Promoção, produção e distribuição são guiados por lucro, artistas, por paixão; ● Música é Negócio! ● Centenas de canais digitais; ● Estar online não é uma opção;
  7. 7. COMPREENDENDO A CRESCENTE COMPLEXIDADE ● Será que as estruturas de compensação entre stakeholders estão balanceadas? ● Quanto, exatamente, os músicos ganham por suas obras, performances e gravações? ● E uma vez que muitos criadores se concentram em sua música, quem recolhe, contabiliza, e distribui as receitas e como?
  8. 8. COMPREENDENDO A CRESCENTE COMPLEXIDADE “We always said it would be pathetic to be good at the music and bad at the business” Paul McGuinness, empresariou U2 por mais de 3 décadas
  9. 9. TRANSPARÊNCIA NA INDÚSTRIA DA MÚSICA E COMO O DINHEIRO FLUI
  10. 10. ● Milhões de micro-operações diárias geradas por receitas de músicas e álbuns; ● As partes interessadas estão ganhando frações de centavos espalhados por milhões de operações; ● Novas tecnologias criam um elevado grau de transparência para estes processos; TRANSPARÊNCIA NA INDÚSTRIA DA MÚSICA E COMO O DINHEIRO FLUI
  11. 11. ● Modelos Digitais ○ Downloads: iTunes; ○ On-demand pagos: Spotify, Deezer, Rdio, Google Play; ○ On-demand com anúncios: Spotify Free, YouTube; ○ Broadcast ou Não interativos: Pandora; TRANSPARÊNCIA NA INDÚSTRIA DA MÚSICA E COMO O DINHEIRO FLUI
  12. 12. FLUXO DO DINHEIRO
  13. 13. FLUXO DE DINHEIRO ● Nielsen’s Music 360 2014 study: ○ 106 bilhões de plays em 2013; ○ 164 bilhões de faixas on-demand foram transmitidas através de plataformas de áudio e vídeo em 2014; ● ABI Research indica que até o fim de 2018, existirão 191 milhões de assinantes e um faturamento acumulado de $46 bilhões;
  14. 14. FLUXO DE DINHEIRO ● Recentemente, houve uma onda de publicidade negativa sobre os baixos pagamentos de serviços de streaming de artistas e escritores, apesar de pagarem o que o iTunes sempre pagou (70%); ● Plataformas ficam com 30% e repassam 70% para as gravadoras, editoras e associações que possuem contrato direto; ● Quem está pagando pelo que? Quem está levando no processo? Qual a divisão contratual desses direitos? ● Serviços baseados em anúncios: Deezer, Pandora, Spotify;
  15. 15. FLUXO DE DINHEIRO — Os contratos tinham aquelas letrinhas: “válidos em todos os meios possíveis, que vierem a ser inventados etc.”. Isso caducou. Não em termos jurídicos, mas em termos morais e éticos. Jards Macalé http://oglobo.globo.com/cultura/musica/musicos-questionam-direitos-autorais-em-servicos-de-streaming- 15934958#ixzz3lmDlCBhy
  16. 16. FLUXO DE DINHEIRO ● Recentemente, houve uma onda de publicidade negativa sobre os baixos pagamentos de serviços de streaming de artistas e escritores, apesar de pagarem o que o iTunes sempre pagou (70%); ● Quem está pagando pelo que? Quem está levando no processo? Qual a divisão contratual desses direitos? ● Serviços baseados em anúncios: Deezer, Pandora, Spotify; ● Taylor Swift x Spotify ● Taylor Swift x Apple Music
  17. 17. FLUXO DE DINHEIRO ● Recentemente, houve uma onda de publicidade negativa sobre os baixos pagamentos de serviços de streaming de artistas e escritores, apesar de pagarem o que o iTunes sempre pagou (70%); ● Quem está pagando pelo que? Quem está levando no processo? Qual a divisão contratual desses direitos? ● Serviços baseados em anúncios: Deezer, Pandora, Spotify; ● Taylor Swift x Spotify ● Taylor Swift x Apple Music
  18. 18. UM MODELO DIFERENTE
  19. 19. UM MODELO DIFERENTE ● Download: adiantamento pelos plays que ainda serão feitos; ● Streaming: pagamento por play; ● Relatórios cada vez maiores; ● Ainda é necessária a utilização de intermediários para fornecer dados de forma compreensível;
  20. 20. UM MODELO DIFERENTE
  21. 21. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS
  22. 22. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Dois direitos a serem monetizados: autoral e conexo; ● EUA: Selos/Direitos Conexos (60%), Editoras/Direitos Autorais (10%), Streaming (30%); ● Serviços Digitais precisam de três licenças: ○ Mecânica: direito de criar cópias; ○ Performance Pública: para executar a composição. Feitas por uma PRO (ASCAP, BMI, PRS); ○ Master-Use: executar e fazer cópias;
  23. 23. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de On-demand: Big Labels
  24. 24. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de On-demand: Indie Labels
  25. 25. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de On-demand: Independente
  26. 26. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de vendas digitais: Big Labels
  27. 27. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de vendas digitais: Indie Labels
  28. 28. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de vendas digitais: Independente
  29. 29. BÁSICO DE DIREITOS AUTORAIS ● Fluxos típicos de rádios e webrádios
  30. 30. TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE PAGAMENTOS
  31. 31. TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE PAGAMENTOS ● Os serviços de streaming pagam aos artistas através de intermediários; ● Pagamentos feitos errados por falta de identificadores universais; ● Diversos formatos e tipos de relatórios; ● Fair-market-value: contratos confidenciais; ● Artistas geralmente não possuem acesso aos contratos;
  32. 32. TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE PAGAMENTOS "I asked Apple Music to explain the calculation of royalties for the trial period. They said they disclosed that only to copyright owners (that is, the labels). I have my own label and own the copyright on some of my albums, but when I turned to my distributor, the response was, “You can’t see the deal, but you could have your lawyer call our lawyer and we might answer some questions.” David Byrne, NY Times, 2 de Agosto de 2015
  33. 33. TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE PAGAMENTOS “Major labels and publishers benefit from the currently complex and inaccurate system, and streaming services have no incentive to invest in transparent reporting and accounting systems, which are expensive.” Larry Kenswil, former head of Universal Music’s eLabs (digital) division
  34. 34. TRANSPARÊNCIA DE RECEITA E DE PAGAMENTOS ● Como uma Major se aproxima de um serviço: ○ Adiantamentos pelo catálogo; ○ Às vezes, pagamentos por serviços de catálogo; ○ Define seu preço e geralmente, virá sócia; ○ Definem um valor para o streaming;
  35. 35. BEM VINDO À CAIXA PRETA
  36. 36. BEM-VINDO À "CAIXA PRETA" ● Nondisclosure agreements ● Nenhum serviço de streaming deu lucro ainda; ● Oceano de direitos não identificados; ● Breakage; ● 2011 Sony-Spotify $42.5 milhões ● No caso dos independentes...
  37. 37. PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS E PAGAMENTOS POR SERVIÇOS
  38. 38. PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS E PAGAMENTOS DE SERVIÇO ● Participação societária nos serviços de streaming; ● Service Payments; ● 13% da Beats Music, rendeu $404 milhões para a Vivendi, empresa mãe da Universal Music em 2014; ● Pegadinha do Digital Music News com venda do Spotify para o Google por $4.1 bilhões;
  39. 39. PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS E PAGAMENTOS DE SERVIÇO "If this is true, they should notify us ASAP so we can exercise our rights under the Voting Undertaking Agreement,” wrote Susan Meisel of Sony Music, with others asking, “What is our percentage interest?” Emails entre diretores financeiros da Sony, Wikileaks
  40. 40. PAGAMENTO DE ROYALTIES MECÂNICOS
  41. 41. PAGAMENTOS DE ROYALTIES MECÂNICAS "Direito de reproduzir uma composição musical em uma mídia física ou digital" ● Harry Fox Agency (HFA) ● Acordo Administrativo com a HFA ● Compra da HFA pela SESAC ($20 milhões) "...to pursue a simplified and more efficient, multi-right, multi-territory licensing model utilizing an ongoing focus on information technology and data science to meet the developing needs of music users, distributors, writers, composers, publishers and other stakeholders."
  42. 42. CAIXA PRETA!
  43. 43. PAGAMENTO DAS PROs
  44. 44. PAGAMENTOS das PROs ● O problema vem de antes do digital; ● Quantas execuções sonoras são necessárias para ter uma renda? ● Nos EUA, a ASCAP trabalha com "census surveys" e "sample surveys"; ● Toda e qualquer performance pode ser monitorada através do catálogo; ● MusicDNA, SoundExchange, MusicMonitor; ● Confiança é a base dos relacionamentos;
  45. 45. APRESENTAÇÕES INTERNACIONAIS
  46. 46. APRESENTAÇÕES INTERNACIONAIS ● As PROs americanas não podem recolher direitos fora dos EUA; ● PRO estrangeira => PRO do artista => artista; ● Burocracia + Burocracia ● Um banco de dados global de direitos autorais?
  47. 47. TRANSPARÊNCIA DE REPERTÓRIO E PAGAMENTO
  48. 48. TRANSPARÊNCIA DE REPERTÓRIO E PAGAMENTO ● Artistas acham que os serviços pagam pouco; ● Por que o dinheiro não chega aos intérpretes e autores? ● Sonicbids e SoundExchange (+10 mil membros e $4 milhões de retidos); ● ISWC e ISRC; ● Licenciados => diversos relatórios e formulários de selos e editoras; ● DDEX;
  49. 49. TRANSPARÊNCIA DE REPERTÓRIO E PAGAMENTO “Correctly identifying rights is now more important than ever in the music industry” Christophe Muller, head of music for YouTube.
  50. 50. RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC
  51. 51. RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC - CREATOR'S BILL OF RIGHTS ● ser recompensado justamente pela utilização de suas criações; ● saber exatamente quando e onde sua criação foi utilizada; ● relatórios de no máximo 30 dias para digital e 90 para físico; ● ser reconhecido pela autoria em serviços digitais; ● saber exatamente quem e quanto está levando dentro do seu fluxo; ● de definir o preço de suas criações baseado em um "preço justo de mercado"
  52. 52. RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC - STANDARD IDENTIFIERS AND CERTIFICATION OF TRANSPARENCY ● Criação de uma ONG para fazer auditoria e certificar; ● GUID, ISRC (fonogramas), ISWC (obras) e ISNI (outros); ● Definição de um relatório padronizado; ● Certificação de selos, gravadoras, editoras e serviços digitais; ● Definição do preço justo de mercado;
  53. 53. RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC - RIGHTS DATABASE ● Aberta, acessível e auto sustentável; ● Acadêmicos, governo e iniciativa privada; ● Global Repertoire Database Working Group (GRD WG) in September 2008; ● WIPO’s International Music Registry (IMR); ● IMDB, AllMusic, DNS;
  54. 54. RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC - CRYPTOCURRENCIES AND BLOCK CHAINS ● BitCoin e Block Chain; ● Como um novo mecanismo de pagamento de royalties; ● Em comunhão com o banco de dados; ● Assim que a renda é distribuída, chega em todas as partes em menos de 1 segundo;
  55. 55. RECOMENDAÇÕES DO RETHINK MUSIC - EDUCATION INITIATIVE ● A maioria não sabe seus direitos ou como funciona a distribuição; ● Educar sobre direitos e a importância dos mesmos; ● Educar sobre o funcionamento da Cadeia Produtiva da Música; ● Focar em negócios, aspectos legais e formas de receitas; ● Disponibilizar em MOOCs, videos e Workshops presenciais;
  56. 56. CONCLUSÃO
  57. 57. CONCLUSÃO ● DISRUPTIONS ● CRIADORES ESTÃO MAIS PERTO DOS FÃS ● POUCOS SOBREVIVEM ● ERA PRÉ-DIGITAL
  58. 58. CONCLUSÃO Frustradas com prejuízos, operadoras tentam "se vingar" de WhatsApp http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/08/24/frustradas-com- prejuizos-operadoras-tentam-se-vingar-de-whatsapp.htm
  59. 59. CONCLUSÃO ● DISRUPTIONS ● CRIADORES ESTÃO MAIS PERTO DOS FÃS ● POUCOS SOBREVIVEM ● ERA PRÉ-DIGITAL
  60. 60. CONCLUSÃO ● DISRUPTIONS ● CRIADORES ESTÃO MAIS PERTO DOS FÃS ● POUCOS SOBREVIVEM ● ERA PRÉ-DIGITAL
  61. 61. O NOVO MERCADO DA MÚSICA Imogen Heap's Mycelia: Creating A Fair Trade Music Business, Inspired By Blockchain
  62. 62. O NOVO MERCADO DA MÚSICA
  63. 63. OBRIGADO!

×