Noite estrelada sobre o ródano

764 visualizações

Publicada em

Análise da Pintura "Noite Estrelada sobre O Ródano" de Vincent Van Gogh

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
764
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Noite estrelada sobre o ródano

  1. 1. Vicet à Gogh Nite Efrelada Sobre o Ródano 4:0'! Pçãofçssor: . _a ' " Nuno Morgado 7" . 1¡ -. / Reoliggdó pow f ; Mergnxé Mgégques N°18 M2 ' é ! IN N» , , _ : É r
  2. 2. Biografia Dota de Nasclmento: 30 de Março 1853 Local: Zander? (C dade dos Parses Baixos) Data de Óbito: 29 de who de 159o Local: Aruvcxs-surOísc (Fravcai Formacao: 16 anos: Começou a trabaíhar para urr correrciarwte de arte_ na empresa 'GOLDRI E; Cie. 20 anos: Devido ao interesse em assurros rel g asas cravou emprego 'wma livraria onde troduro a oíblia. 24 anos: Foi pax: ftmsterdaa preparou-se DGIO os exames de admíssao da [Jíversidade do 'eologa rras nao conseguir, ema'. 25 anos: Mudoarse para a Bélgica para entrar no Escola Mrssioncria Potestanfe, mas novamente nao COHSEQJÍU, 30 anos: Wuaou-se : :na Holanda e deaícau-se a phmra apaixonou-se Dor uma mulher chamado Margot, cosa'o^n~se. mas as ! cm Iras nao acena-ram o casamento o que fez Margot tema' o s. , cidio. 31 anos: O par' de Vincent morre e e cuando ele cnc a sua primeiro obra de arte: "Os COFHEÓCIES de batata'
  3. 3. .
  4. 4. C* guigiiltgr (àllgieiigi gi gxgwigieiêiiii ilm ! lim Kúilgioig» 'gi atenta. 'hold-Hail giniilgvlgi fgi-telirigiélsl : mr gbilleiliçliiitgl zwàtliélã* gllúüili-êt-iíí*! Ulãiêllüeutô-'Íãll IIl§H_= l~*'-9.lllÍêl~“›-Êlõ-1§li tatiçuorqiotisr Àgiêklàli' citei QKIJÍÇXSIÍOÍIIIÇÍÍQI @tw dona-s. citei 0.7.491¡ a oilm qiiiieiràtor umas* um _otiaiioim iucílçv : ia iuçsiitqr x-_ihiict a- aMptiau-ít-, ix-, siq«temiam largas ; reunirem 'nur-ítem éleinêHiIál-. bs-&rrqhlw OÍÍQIOIIOJQÍQPOÍÍQB* 919.51%). lãlíliíñnllílv-Hênlht Jiu. : sw -iaroílnil-. L-, rotssw ! Íl-. I afigura¡ -itezmui Ima olliiiioi «oiiii-Tiaiiiocei uai-íta- , Oblilâillflü ; rnieroiaiir-. ir mir «qmil 'term-tim @tt- bicuiguilaaeteuiirgiiátei germe»a»ilgir-! imrgraissxaiie-ça-gt-ggi_ itigir gnÍ-, uisxgu-; tçwgiiirgineieittçwgarantia. 'Ã “Iuigreiçiter'uurgilrçreirswqiàtevãaiuiadltaity, ?hiíellnêllêlñíiolilv-! iillçilillahllghêlliiíêà*! II311mm! ?-? '9~9)Ât~1§ll'l! iil! )o
  5. 5. Composicao - O quadro encontra-se dividido por 3 lnhas que nos da um sentido de profundi- dade e 3 perspectivas. A parte da aldeia Ia ao fundo de onde vem as luzes. Depois temos o Rio e finalmente a parte que nos esta mais próximo que e onde se encontra o casal Cores - A maioria das cores sao frias, o quadro tem quase todos os tpos de azuis, ha apenas as luzes amareladas vindas da “aldeia” que sao quentes, que dao uma sensaçao de conforto, o autor consegue assim cria' uma sensocao de contraste. O quadro tem tambem um "gradient" t_ dos azuis. comeca claro iliminado pelas estrelas e s, .- 2:7** u_ . ' « a' -. _ - , _ , :ff , »w ' : * *k “Í-'l quanta mais nos vamos afastando da “aldeid uãtsãsííh _ Q _ masis escuro VOI ficando Luz - A Iuz provem de duas fontes nesta paisagem, por parte dos Candeeiros de gas ao longo da cost e da reflexao por parte das estrelas na noite. Podemos portanto reparar que estas possuem uma precedencia tanto ambiental como de foco. A distribuiçao luminosa segue um sentido divergente. Técnica ~ Pontilhada e Linear Matéria - Oleo Suporte - Tela

×