Insights para transformar as cidades - Carolina Zaine

1.193 visualizações

Publicada em

Por Carolina Zaine - Vert
#AnalyticsNaCasper

Publicada em: Mídias sociais

Insights para transformar as cidades - Carolina Zaine

  1. 1. MAPEAMENTO DE COMPORTAMENTO CENTRO SP
  2. 2. APRESENTAÇÃO DO ESTUDO De 5 anos de existência, 4 anos e meio a Vert tem como casa o Centro de São Paulo. Muito de nosso desenvolvimento e crescimento também se deve a isso. O Centro de São Paulo é uma região extremamente heterogênea e muito rica quando o assunto é diversidade. Nosso foco no dia-a-dia é analisar dados de comportamento humano e nada melhor do que ser influenciado por uma região tão mista. Mesmo com todo esse valor, o Centro da cidade ainda é um lugar esquecido por muitos e que sofre muito preconceito. Por isso, chegou a hora de contribuirmos com tudo o que o Centro trouxe de coisas boas para nós, trazendo coisas boas para o Centro.
  3. 3. OBJETIVO DO ESTUDO O objetivo desse estudo é, primeiramente, mapear as pessoas que frequentam o Centro da cidade, entender as motivações delas nessas regiões, entender padrões de comportamento, enxergar tendências e com isso, encontrar oportunidades de valorização da região. Esse estudo será aberto para que empresas e prefeitura tenham acesso e enxerguem como suas marcas, produtos e projetos podem ter sucesso no Centro, além claro de mostrar para as pessoas que não tem o habito de frequentar a região as oportunidades que estão perdendo. Outro motivo pelo estudo ser aberto é o fato dele ser colaborativo. Estamos dando início a ele e deixando aqui nosso convite para todos aqueles que quiserem participar. Estamos dispostos a trazer os mais diversos métodos e pontos de vista para que o Centro da cidade tenha o seu devido destaque e valor.
  4. 4. INFORMAÇÕES GERAIS DO CENTRO O Centro de São Paulo é composto pelos distritos Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, Sé e Santa Cecília, todos administrados pela Subprefeitura da Sé. O Centro tem 27km2. De acordo com o IBGE de 2010, são 432,106 habitantes, renda média R$2.335,54 e IDH 0,928.
  5. 5. METODOLOGIA DO ESTUDO Um simples evento nas redes sociais pode trazer dezenas dados relevantes. Combinando text-mining, análise geolocalizada, tempo e frequência, recência, e outras tecnicas de data-science, é possível inferir comportamentos, identificar padrões, prever eventos e detectar tendências. Selecionamos o Instagram como nossa base de pesquisa por trazer nesta primeira do estudo parâmetros fundamentais para nos ajudar à entender o comportamento do nosso público, que vão muito além da análise da imagem. Sua entrega geolocalizada nos permite coletar um enorme volume de dados num raio específico e de alta relevância. O QUE ONDE QUANDO
  6. 6. METODOLOGIA DO ESTUDO Utilizando uma ferramenta proprietária da Vert, nós coletamos 116.785 eventos gerados no Instagram entre 01/08 e 30/10 de 2015. Após uma limpeza da base (detectando spans, lojistas e anomalias da API do Instagram) e a filtragem dos eventos contidos num dos 3 bairros analisados nesta etapa do estudo (Sé, República e Liberdade), chegamos à um total de 37.295 itens. Aproximadamente 70% das análises (como locais mais publicados, sazonalidade e detecção de eventos, e classificação de atividades) foram realizados sobre 100% da base. Classificações mais criteriosas, como atividades realizadas, contexto social e perfilamento de público, foram realizadas sobre uma base amostral de 10% do volume total.
  7. 7. CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS Apesar de muito próximos, os três bairros apresentam características bem peculiares. Vamos começar falando da Liberdade, bairro hoje que tem uma predominância universitária quando falamos de publicações no Instagram. A vinda das universidades mudou bastante o tradicional bairro japonês. Para esses jovens, outras coisas são mais interessantes do que a própria cultura japonesa instalada ali. A República e a Sé se confundem em alguns aspectos culturais, mas no dia a dia são regiões bem distintas. A arquitetura é muito bem observada e valorizada por esse público e a cultura das ruas é muito explicita. Como é sabido, ainda existe uma série de problemas sociais nessa região da cidade. Esses problemas não são relatados nessa rede, o que consideramos um contraponto interessante sobre o que funciona, o que torna a relação do público com a cidade melhor. É perceptivel que o elemento central disso é cultura. Os eventos em espaços públicos são extremamente importantes para determinar a percepção das pessoas sobre o Centro, e isso inclui as ações do metrô (show da banda dos seguranças e exposições) que são elogiadas por usuários. 0 500 1000 1500 2000 2500 Total Liberdade República Sé
  8. 8. CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS Os jovens são público principal dos três bairros, atraídos especialmente pela vida noturna e eventos culturais. A Sé e República apresentam uma variedade maior de faixa etária por conta do grande número de trabalhadores que circula pela região ao longo do dia: ü  A Catedral da Sé é o ponto turístico que atrai mais turistas estrangeiros. Na Liberdade, nota-se uma presença maior de turistas brasileiros em relação a estrangeiros. ü  A Catedral é fotografada de todos os ângulos possíveis, inclusive por quem mora/trabalha distante mas possui uma vista do prédio pela janela. ü  O Palácio da Justiça é normalmente fotografado por pessoas que trabalham na região. ü  Enquanto os moradores da Liberdade possuem família (criança), o perfil dos moradores da Sé e República tende a ser de jovens trabalhadores e estudantes.
  9. 9. CONHECIMENTOS ADQUIRIDOS ü  O alto número de faculdades na Liberdade determinam uma particularidade do bairro: sempre há movimento nas ruas no período da noite, apesar de ser uma área mais residencial. Os estudantes normalmente se encontram nos bares da Rua Taguá. ü  As festas/bloquinhos e shows que acontecem na rua (ou em praças) são os eventos mais celebrados, por serem gratuitos e por promoverem uma interação diferente com a cidade. ü  Os eventos no Teatro Municipal atraem um público diferente e mais velho. Mas não exclui a presença de jovens. ü  A Liberdade é mesmo um pólo gastronômico para todas as faixas etárias.
  10. 10. EVENTOS DESCOBERTOS POR PUBLICAÇÕES 0 200 400 600 800 1000 1200 All Time Low - Lib Festa Discopédia - Sé Teatro no Mário - Rep Teatro Coral - Rep Vamp - Lib Emicida - Rep Don’t touch my hair - Sé Ópera - Rep Protesto Educação - Rep
  11. 11. LIBERDADE
  12. 12. LIBERDADE Se compararmos com a Sé e a República, é o bairro que apresenta maior presença de famílias e crianças, porém o grande volume de atividade são dos jovens universitários. A instalação de faculdades na região (FMU, Uninove, FECAP) trouxe um público bastante jovem que publica muitas fotos com os amigos tanto dentro da universidade quanto fora. Essas fotos em grupo representam 62% das publicações. Isso também traz uma característica de um público mais baladeiro. 61,8% 26,7% 6,1% 3,6% 1,7% Como as fotos são tiradas
  13. 13. O lugares mas compartilhados são: Balada com 45%, Restaurantes com 14% seguido das Faculdades com 13%. Os endereços mais compartilhados nesse bairro são: Cine Jóia com 27%, Uninove com 19% e FMU com 18%. A tradicional Feirinha da Liberdade, que acontece aos finais de semana, aparece em 4o. lugar com 5% das publicações. 3,4%3,8% 4,2% 5,0% 5,2% 18,1% 19,3% 27,0% Estabelecimentos mais publicados Chopperia Liberdade Javali Festas Centro S. Hakka Brasil Hospital A C Camargo Feira da Liberdade FMU Uninove Vergueiro Cine Jóia 2,9% 4,0% 5,6% 11,1% 13,2% 14,2% 45,7% Trabalho Bares Em casa Na rua Faculdades Restaurantes Casa Noturnas Tipos de lugar LIBERDADE
  14. 14. Dentro de atividades culturais, a Liberdade se destaca por shows, com 49%. Isso se deve ao Cine Joia que, além de balada, abriga muitos show. Nas atividades gerais, a Liberdade tem em primeiro lugar algo que é muito característico do bairro, os Karaokês (39%), seguido de Passeios (29%) e Esporte (22%). 1,7% 8,3% 10,4% 13,9% 15,8% 49,9% Teatro Arquitetura Turismo Streetphoto Streetart Shows Atividades culturais 4,9% 4,9% 22,0% 29,3% 39,0% Tattoo Skate Esporte Passeio Karaoke Atividades Gerais LIBERDADE
  15. 15.
  16. 16. SÉ Dos três bairros analisados, a Sé é o menos compartilhado porém, é o que fica mais nítido a questão do Turismo. A maior parte das fotos (60,7%) são nas ruas. A arquitetura local é observada/ celebrada tanto por turistas quanto por pessoas que frequentam a região. Atividades culturais como Museus é o segundo local de interesse das pessoas que compartilham sobre essa região (21%). A Sé fica muito marcada pela forte presença de cultura de rua: arquitetura, graffiti e elementos urbanos são muito explorados em fotos inclusive mais artísticas.
  17. 17. 0,9% 3,2% 5,2% 7,2% 21,1% 60,7% Restaurantes Em casa Metrô Casa Noturnas Cultura Na rua Tipos de lugar SÉ Os endereços mais compartilhados são: Praça da Sé com 37%, seguida de fotos específicas da Catedral da Sé com 32%. Logo após esses dois endereços, vem o Redbull Station com 10%. É interessante notar que a instalação da marca de energéticos superou o interesse dentro desse público se comparado com lugares históricos e consolidados como o Largo São Francisco (8,4%). O Pátio do Colégio, local de fundação da cidade de São Paulo não tem representatividade entre esse público. 3,6% 8,4% 10,5% 32,3% 37,1% Estabelecimentos mais publicados USP - Direito Largo de São Francisco Red Bull Station Catedral da Sé Praça da Sé
  18. 18. SÉ As pessoas também circulam pela região com grupos de amigos em sua maioria (62%). A percepção que os dados traz é de que a Sé é uma região transitiva. Nosso público não tem atividades representativas em restaurantes, por exemplo, eles estão na Sé de passagem e registram tudo aquilo que acham belo, mesmo que no meio do caos do vai e vem. 62,1% 32,4% 1,1% 1,6% 2,7% Como as fotos são tiradas
  19. 19. SÉ Apesar disso, a Sé é um bairro de forte expressão cultural. Existe praticamente um empate técnico entre Turismo (30,6%) e Arquitetura (29,2%), logo em seguida e não muito distante, temos Street Art (26,9%). Entre as atividades gerais que aparecem no bairro temos Esporte 46%. Isso se deve à uma corrida de rua. Skate aparece em segundo lugar (20,5%) seguido de Tattoo (15,4%). 0,1% 0,7% 12,5% 26,9% 29,2% 30,6% Exposicões Shows Streetphoto Streetart Arquitetura Turismo Atividades culturais 7,7% 10,3% 15,4% 20,5% 46,2% Compras Passeio Tattoo Skate Esporte Atividades Gerais
  20. 20. REPÚBLICA
  21. 21. REPÚBLICA Assim como na Sé, elementos presentes nas ruas como Arquitetura, Street Art e até mesmo Festas são destaque entre esse público. 48% de suas publicações acontecem nas ruas, seguida de Balada com 18% e Restaurante com 10,4%. O endereço mais compartilhado é a Galeria do Rock com 17,9%, seguido do Teatro Municipal com 14%. O Edifício Copan aparece com 8,8%, e o Edifício Itália aparece em quarto mas bem próximo do Edifício Copan com 8,2%. Dos três bairros estudados, é o que apresenta o maior número de pessoas andando em Grupos de amigos, 71%. 71,3% 21,6% 4,9% 1,0% 1,2% Como as fotos são tiradas
  22. 22. 3,5% 6,1% 6,2% 10,4% 18,1% 48,1% Trabalho bar Cultura Restaurantes Casa Noturnas Na rua Tipos de lugar Duas novidades no bairro nos últimos 3 meses foi a abertura do Starbucks e a Casa do Porco do chef Jefferson Rueda, marido da Janaína Rueda, chef do Bar Dona Onça, um tradicional restaurante/bar da República. Mesmo sendo uma marca nova e um restaurante tão segmentando, como o próprio nome diz, focado em carne de porco, a novidade chamou muito mais a atenção do público analisado que a rede de cafeterias americana. O Restaurante teve 251 publicações ao longo do período estudado, enquanto o Starbucks teve 5. 4,1% 5,1% 5,6% 6,9% 8,2% 8,8% 14,2% 17,9% Estabelecimentos mais publicados Trackers Praça das Artes Largo do Arouche Praça da República Edifício Itália Edifício Copan Teatro Municipal Galeria do Rock REPÚBLICA
  23. 23. Dentro de atividades culturais, a República se destaca com a Arquitetura (29%), Street Art (23%) e Teatro (16,3%). Em vários aspectos, a Republica se assemelha com a Sé, mas com mais movimento e atividade noturna. Em atividades diversas, Comida lidera com 43%, seguido de Esporte com 27,4%. Aqui, diferente da Sé, esse resultado não apareceu devido uma ação isolada. Essa porcentagem se dá pela quantidade de academias que a região abriga. Tattoo é a terceira atividade evidenciada com 15%. 7,5% 11,6% 12,1% 16,3% 23,5% 29,1% Turismo Streetphoto Shows Teatro Streetart Arquitetura Atividades culturais 6,8% 8,2% 15,1% 27,4% 42,5% Compras Passeio Tattoo Esporte Comida Atividades Gerais REPÚBLICA
  24. 24. OBRIGADO ;) Quer colaborar? centro@vert.se

×