(Breve) Introdução ao Design

5.353 visualizações

Publicada em

Pequena e breve introdução ao Design através de sua história. Iniciando no Movimento "Arts and Crafts" até culminar no chamado "Design Anos 90", que se segue até hoje.

Publicada em: Educação, Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.353
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
154
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

(Breve) Introdução ao Design

  1. 1. (Breve) Introdu ção ao Design M árcio Duarte FAIP/FAEF Janeiro 2011
  2. 2. Conceitos do Design <ul><li>N ão se pode imaginar os dias atuais sem o design; </li></ul><ul><li>Tudo o que conhecemos passou por um projeto que resultou de uma solução para um problema; </li></ul><ul><li>A est ética de um projeto depende de sua funcionalidade; </li></ul><ul><li>Solu ções nascem das necessidades de inovação para um problema. </li></ul>
  3. 3. A Burguesia Industrial: O Ecletismo Produção de milhares de artigos no mesmo período de tempo e ao mesmo custo anteriormente necessários para fabricar um único objeto artesanalmente. A utiliza ção de novos materiais tornava o excesso algo “luxuoso” para a burguesia. Inglaterra Final do S éc. XVIII
  4. 4. Movimento Arts and Crafts A ornamentação é o elemento principal da arquitetura e dos objetos de maneira geral, criando um exagero demasiado. Inglaterra Final do S éc. XVIII
  5. 5. A Engenharia do século XIX Europa Final do S éc. XVIII e Séc. XIX Ferro (fundido/forjado/aço: cimento armado). Escolha do ferro: prática, e não estética, mesmo nas fábricas, onde o progresso das estruturas metálicas foi mais significativo.
  6. 6. Movimento Art Nouveau B él gica e Fran ça Movimento inovador: primeiro a se apropriar dos materiais e técnicas adivindas da R.I. Inspiração na sinuosidade das formas da natureza e da figura feminina (conquistas femininas). Manipula ção dos materiais privilegiando as formas artesanais.
  7. 7. O Funcionalismo e a Bauhaus Pregava a integração da produção artística com a industrial. Uma das primeiras escolas a dar aulas com a intenção de transformar o artesão em produtor industrial. Designer: coordenador do processo - Ação coletiva na atividade industrial. FUNÇÃO SEGUE A FORMA Alemanh a 1919-1933
  8. 8. O Funcionalismo e a Bauhaus Impossível entender o que é o design hoje sem entender o que foi a Bauhaus. Alemanh a 1919-1933
  9. 9. Styling Manipulação estético-formal sem melhoramentos de função. Pressup õe separa ção da FORMA com a FUNÇÃO - Formas fantasiosas. Sociedade de consumo P ós-guerra. EUA D éc 30
  10. 10. Art Deco I Guerra: divisor entre Art Nouveau e Art Deco. Estilo decorativo inspirado pela Arte Não-ocidental (África/egito). Influência do cubismo, futurismo, construtivismo Não entendido como &quot;design“ possui enfoque estilístico Fran ça - mas ganhou força nos EUA
  11. 11. Kitsch Produtos copiados de um modelo criado por outros Significado: apropriação e alienação do contexto original do objeto, fetiche, status. Objetos Kitsch (regra imperativa): enriquecidos com representações, símbolos, adornos, ornamentação rebuscada. Meados do S éc XX
  12. 12. Design Pós-Guerra Liberdade de criação. Período entre guerras: De Stijl, construtivismo russo e Bauhaus (combinação). Baseado na utilização de princípios elementares estruturais básicos. Mistura de materiais - PLÁSTICO, ACRÍLICO, PVC, NAYLON (experimenta ção). D éc 50 e 60
  13. 13. Design dos Anos 60 e o Pós-Modernismo A publicidade ganha força e massifica a comunicação. Sociedade descartável em função da rapidez dos avanços tecnológicos. Psicodelismo, Pop Art, Modernismo, Futurismo. Guerra fria: corrida espacial: ficção científica: motivos científicos passaram a ser associados com a modernidade. À partir da Déc 60 EUA
  14. 14. Design dos Anos 90 Preocupa ção com a sustentabilidade Reciclagem e reaproveitamento (tanto de materiais como de estilos e referencias) Linguagens tecnol ógicas sendo utilizadas, imagens urbanas, distorções e grafites ganhando espaço. Tudo tem DESIGN!!!!!!!!! D éc 90 em diante
  15. 15. O Design(er)
  16. 16. Considera ções Finais <ul><li>Hoje o DESIGN é visto como diferencial competitivo; </li></ul><ul><li>O mercado pede formas diferenciadas de apresenta ção, afim de tornar sua imagem e sua forma algo diferenciado e atraente; </li></ul><ul><li>Não somente aspectos estéticos devem ser privilegiados, o Design , assim como o Marketing e a Publicidade , vende ESTILO DE VIDA. </li></ul>

×