O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Apresentação Ministra - Seminário WWP

459 visualizações

Publicada em

Apresentação da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, no I Seminário Internacional WWP – Um Mundo sem Pobreza

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação Ministra - Seminário WWP

  1. 1. Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade
  2. 2. Crescimento anual médio da renda per capita Todas as fontes por quintil 6.20% 6.09% 5.44% 4.30% 2.63% 20% mais pobres 20 a 40 40 a 60 60 a 80 20% mais ricos 2002-2013 Fonte: PNAD, sem norte rural. Deflator: INPC (R$ set/out. 2013)
  3. 3. 200 240 260 Evolução do Salário Mínimo 300 350 (R$ - % real) 380 415 465 510 545 622 671 724 788 abr/02 abr/03 mai/04 mai/05 abr/06 abr/07 mai/08 feb/2009 jan/10 jan/11 jan/12 jan/13 jan/14 jan/15* * LDO 2015. Fonte: BCB. Nota: Desenvolvido pelo MF. Deflacionada pelo INPC.
  4. 4. 28.70 29.50 31.40 Evolução de postos de trabalho formais (milhões) 33.20 35.20 37.60 39.40 41.20 44.10 46.30 47.40 48.90 49.49 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 (j-jun) Fonte: RAIS/MTE. Note: balanceado pelos finais de período.
  5. 5. Fortalecimento da Agricultura Familiar A renda da agricultura familiar cresceu 52% de 2003 a 2011 (PNAD/IBGE) • Crédito PRONAF: 290% de aumento, R$ 21 bilhões • Luz Para Todos: 3,17 milhões de ligações • Políticas de compras públicas
  6. 6. PROGRAMA BOLSA FAMILIA
  7. 7. Programa Bolsa Família • Transferência de renda condicionada para famílias pobres e extremamente pobres • Famílias devem cumprir as condicionalidades nas áreas de saúde e educação • Cobertura do Bolsa Família em 2014: 14 milhões de famílias • Beneficio é enviado diretamente para as famílias via cartão • O titular do cartão é preferencialmente a mulher • Cadastro Único para Programas Sociais
  8. 8. 2011/2014
  9. 9. Perfil da Extrema Pobreza Núcleo duro da pobreza  71% de negros e negras  60% na região Nordeste  40% de crianças e adolescentes (0 a 14 anos)
  10. 10. Cadastro Único = Mapa da Pobreza Porta de entrada para mais de 20 programas federais
  11. 11. Eixos do Plano Brasil Sem Miséria MAPA DA POBREZA Melhoria da renda Aumento do bem-estar Garantia de renda Inclusão Produtiva Urbana e Rural Acesso a serviços Aumento de capacidades e oportunidades
  12. 12. Bolsa Família - Benefício médio mensal
  13. 13. Bolsa Família mantêm 36 milhões de pessoas fora da extrema pobreza
  14. 14. Busca Ativa  Mais de 1,35 milhão de famílias localizadas e incluídas  150 mil famílias ainda precisam ser localizadas (estimativa)
  15. 15. Busca Ativa
  16. 16. Inclusão Produtiva Pronatec: 594 tipos de cursos gratuitos oferecidos à população de baixa renda 1,5 milhões de matrículas (set/2014) Microcrédito: 3,6 milhões de operações com beneficiários do Bolsa Família
  17. 17. Inclusão Produtiva Micro empreendedores: 406 mil empresas geridas por beneficiários do Bolsa Família Assistência Técnica e Extensão Rural:  apoio intensivo com assistência técnica, recursos financeiros e insumos  286 mil famílias
  18. 18. Cisternas: Inclusão Produtiva  750 mil cisternas instaladas desde o início do Plano Brasil Sem Miséria  1,1 milhão de cisternas nos Governos Lula e Dilma 88,1 mil cisternas de produção e outras tecnologias sociais entregues Capacidade total de 27 bilhões de litros de água
  19. 19. Acesso a Serviços Desenvolvimento da Primeira Infância: 702 mil crianças do Bolsa Familia matriculadas em creches 66% de aumento de recursos destinados à alimentação escolar 9,1 milhões de crianças beneficiadas com a distribuição de Sulfato Ferroso e vitamina A
  20. 20. Saúde: Acesso a Serviços Expansão de serviços médicos por meio da construção de Unidades Básicas de Saúde e colocação de médicos em áreas pobres Minha Casa Minha Vida: novas unidades habitacionais para famílias de baixa renda Mais de 725 mil casas para famílias de baixa renda (53% são beneficiários do Bolsa Familia)
  21. 21. Evolução da Taxa de Extrema Pobreza, Brasil, 7.9% 7.8% 2001/2013 - Série original 7.6% 7.0% 5.7% 5.7% 4.8% 4.6% 4.4% 3.6% 4.0% 7.5% 7.5% 7.2% 6.7% 5.4% 5.3% 4.5% 4.3% 4.2% 3.4% 3.8% 8.2% 8.2% 8.0% 7.4% 6.0% 6.1% 5.1% 4.9% 4.6% 3.8% 4.2% 9.0% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% Erro amostral de +/-0,22 Erro amostral de +/-0,4 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Taxa de extrema pobreza Limite Inferior Limite Superior Elaborado a partir da PNAD.
  22. 22. Resultado: Comparação das Taxas de Extrema Pobreza Original e Aprimorada 7.0% 6.5% 5.4% 5.0% 4.1% 3.9% 3.8% 2.9% 3.1% 7.6% 7.0% 5.7% 5.7% 4.8% 4.6% 4.4% 3.6% 4.0% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Série Aprimorada Série Original Elaborado a partir da PNAD.
  23. 23. Analise multidimensional da pobreza
  24. 24. Evolução da Pobreza Crônica - PNUD 6.6% 6.0% 5.9% 5.3% 4.8% 4.7% 4.0% 3.7% 3.1% 2.9% 2.8% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Pobreza crônica, OPHI/PNUD
  25. 25. Terceira maior redução do número de pessoas subalimentadas no mundo – 2002/2014 BRASIL - POPULAÇÃO EM SUBALIMENTAÇÃO (%) % População 15 10 5 0 Fonte: FAO, 2014 – elaboração SAGI/MDS. 1,7 82% de redução Brasil deixou o Mapa Mundial da Fome em 2014
  26. 26. Indicadores e critérios de privação (Banco Mundial) Pobreza crônica: Renda domiciliar per capita abaixo de R$ 140 e simultânea privação em 3 ou mais dimensões Indicador Considera-se que o domicílio sofre privação nas seguintes situações Frequência escolar das crianças Se alguma criança em idade escolar (7-17 anos) não está matriculada na escola Anos de escolaridade Se nenhum dos membros da família tem 8 anos de estudo ou mais Saneamento básico Se o domicílio não tem acesso à rede de esgoto ou fossa séptica Acesso à agua Se o domicílio não tem acesso a água encanada fornecida pela rede geral de abastecimento, poço ou nascente Eletricidade Se o domicílio não tem acesso à eletricidade Habitação Se o domicílio não foi construído com material de alvenaria (como tijolos e pedras) Ativos Se a família não possuir pelo menos dois dos seguintes bens: i) refrigerador/freezer; ii) telefone fixo/celular; iii) fogão que utiliza combustível “limpo” (elétrico ou a gás)
  27. 27. Cai em 24% a taxa dos chefes de domicílios sem instrução em todo o Brasil. A queda entre os 5% mais pobres chega em 36% Pessoas de referência dos domicílios sem instrução (%) 17.5 13.3 34.3 21.9 40 35 30 25 20 15 10 5 0 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 36% 24%
  28. 28. Entre os mais pobres cresceu em 138% o número de pessoas com ensino fundamental completo Pessoas de referência dos domicílios com nível fundamental completo (%) 37.2 52.7 14.5 34.4 60 50 40 30 20 10 0 42% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais 138% pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  29. 29. A frequência à escola das crianças entre 6 e 14 anos foi quase o dobro entre os 5% mais pobres População de 6 a 14 anos que frequênta escola (%) 95.8 98.4 92.5 97.5 99.0 98.0 97.0 96.0 95.0 94.0 93.0 92.0 91.0 90.0 2,8% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres 5,5% Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  30. 30. Sendo quase 5 vezes mais rápido o avanço no acesso da população 5% mais pobre à Rede Geral de água Domicílios com acesso à água por rede geral com canalização interna (%) 79.1 84.0 51.4 67.7 90 80 70 60 50 40 30 6,3% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 31,6%
  31. 31. O avanço no acesso à água em geral foi 5 vezes mais rápido entre os mais 5% mais pobres Domicílios com acesso à água por rede geral, cisterna, poço ou nascente 88.6 94.6 59.7 79.9 100.0 90.0 80.0 70.0 60.0 50.0 40.0 30.0 6,8% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres com canalização (%) Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 33,8%
  32. 32. Foi 3 vezes mais rápido o avanço no acesso ao escoamento sanitário entre os 5% mais pobres Domicílios com escoamento sanitário adequado (%) 67.9 76.0 35.2 54.0 80.0 70.0 60.0 50.0 40.0 30.0 20.0 10.0 0.0 11,9% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 53,4%
  33. 33. O acesso à energia elétrica avançou 5 vezes mais rápido entre os 5% mais pobres Domicílios com energia elétrica (%) 96.5 99.3 84.0 97.6 105.0 100.0 95.0 90.0 85.0 80.0 75.0 3,0% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 16,1%
  34. 34. Condições de vida da População Brasileira e dos 5% mais pobres Domicílios com geladeira ou freezer (%) 87.3 97.6 52.8 88.7 100.0 80.0 60.0 40.0 20.0 0.0 11,9% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 68,0%
  35. 35. O avanço no acesso ao telefone celular de quase 700% no período para a população 5% mais pobre Pessoas de referência dos domicílios com posse de telefone celular (%) 34.6 89.8 9.4 75.7 100.0 90.0 80.0 70.0 60.0 50.0 40.0 30.0 20.0 10.0 0.0 159% 2002 2004 2008 2013 Total 5% mais pobres Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS 709%
  36. 36. 7.3% 7.1% Evolução da Pobreza Crônica 6.7% 6.0% 4.8% 4.1% 3.2% 2.7% 2.0% 1.6% 1.4% 8.3% 8.1% 7.8% 7.0% 5.4% 4.4% 3.4% 2.9% 1.8% 1.5% 1.1% 9.0% 8.0% 7.0% 6.0% 5.0% 4.0% 3.0% 2.0% 1.0% 0.0% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2011 2012 2013 Pobreza crônica, Banco Mundial Pobreza crônica, SAGI/MDS Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS e Banco Mundial
  37. 37. Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica por Região 18.1 17.3 13.4 12.1 9.6 9.1 7.2 6.2 5.2 17.9 17.8 15.3 14.5 11.3 9.1 7.2 5.8 3.5 2.3 1.9 2.3 2.1 1.8 1.6 20 18 16 14 12 10 8 6 4 2 1.0 0.8 0.6 0 0.4 0.2 0.2 0.1 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Norte Nordeste Sudeste Sul Centro-Oeste Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  38. 38. Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 4.5 4.1 3.8 3.4 2.6 2.2 1.8 1.4 0.9 0.6 0.5 12.6 12.5 11.6 10.8 8.1 6.7 5.2 4.3 2.9 2.1 1.7 14.0 12.0 10.0 8.0 6.0 4.0 2.0 0.0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Branco e Amarelo Preto, pardo e índigenas Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS por Raça/Cor
  39. 39. Indicador de Pobreza Multidimensional Crônica 13.4 13.3 por tipo de família 12.8 12.3 9.8 8.0 6.5 5.4 3.6 2.6 2.1 2.0 2.0 1.7 1.6 1.1 1.0 0.7 0.6 0.4 0.3 0.3 15.0 13.0 11.0 9.0 7.0 5.0 3.0 1.0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 -1.0 Pelo menos 1 filho com 6 anos ou menos Pelo menos 1 filho com idade entre 7 e 14 anos Todos os filhos com 6 anos ou menos Todos os filhos com idade entre 7 e 14 anos Todos os filhos com idade entre 15 e 24 anos Fonte: PNAD/IBGE. Elaboração: MDS
  40. 40. Reduzindo Fome, Pobreza e Desigualdade

×