SlideShare uma empresa Scribd logo

Educacao e compromisso

material de apoio para as aulas de Sociologia e Sociologia da Educação.

1 de 31
Baixar para ler offline
Educação e compromisso


       Proposta de escola unitária




           Maria Cristina Bortolozo de Oliveira Martins
                         mcristinalistas@yahoo.com.br
Globalização, precarização do
          trabalho e exclusão social
   Desemprego: é falso que atinja os pobres
    “antigos”;
   Tal crença decorre da capacidade da
    classe média de generalizar (“todo mundo
    tem medo do desemprego”);
   Ocupação (atividade que promove o
    sustento) não é emprego;
   Emprego pressupõe salário → venda da força
    de trabalho;
   Ninguém “dá emprego”! Vende-se a
    mercadoria força de trabalho;
    a concorrência é maior entre os
    vendedores do que entre os compradores;
    acirramento com a terceira revolução
    industrial;
           1. descentralizou o capital;

           2. por causa da flexibilização que o
              computador confere ao parque
              produtivo;
           3. favorecendo a terceirização.

    por isso, paulatino desaparecimento dos
    empregos formais por ocupações sem
    garantias e direitos.
Globalização (processo de reorganização da
 divisão internacional do trabalho, acionado
 pelas diferenças de produtividade e de
 custos entre os países) + efeitos das novas
 tecnologias



Os que são vítimas da desindustrialização não
   tem pronto acesso aos novos postos de
    trabalho com segurança no trabalho:
           desemprego estrutural
         (extinção de profissões, por exemplo)
Desemprego → precarização
   > parte das ocupações são por conta própria
    (real ou ou formal);
   Corre o risco de “o” cliente buscar outro
    fornecedor;
   Gestão de pessoal do método just in time
    (toyotismo: qualquer elemento que não
    agregasse valor ao produto, deveria ser
    eliminado);
   Situação agravada com a fragilização do
    movimento sindical.
Alguns dados sobre desemprego
                       (OIT)


   Existem 185,9 milhões de desempregados;
   550 milhões vivem com menos de 1 dólar por
    dia;
   Entre jovens de 15 a 24 anos a taxa de
    desemprego é de 14,4%;
   12% na Alemanha; 22,3% na Espanha; 12,5%
    França, 10% no Canadá;
   Migração americana informou que brasileiros
    estão deixando os Estados Unidos (150 mil, por
    enquanto).

Recomendados

Que Sociedade? Que Conhecimento? Que Educação?
Que Sociedade? Que Conhecimento? Que Educação? Que Sociedade? Que Conhecimento? Que Educação?
Que Sociedade? Que Conhecimento? Que Educação? Antonio Dias de Figueiredo
 
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em PortugalHistórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em Portugal
Histórias, Mitos e Aspirações das TIC na Educação em PortugalAntonio Dias de Figueiredo
 
Nóvoa educação 2021 para uma história do futuro
Nóvoa educação 2021 para uma história do futuroNóvoa educação 2021 para uma história do futuro
Nóvoa educação 2021 para uma história do futuroJosé Matias Alves
 
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y
Planejar 2011: planejando aulas para a Geração Y Editora Moderna
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...
Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...
Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...riccab
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Geija Fortunato
 
Seminário virtual informática e sociedade
Seminário virtual informática e sociedadeSeminário virtual informática e sociedade
Seminário virtual informática e sociedadeAndréa Franco
 
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrirDelors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrirEdson Demarch
 
Contemporaneidade, Subjetividade e Práticas Escolares
Contemporaneidade, Subjetividade e Práticas EscolaresContemporaneidade, Subjetividade e Práticas Escolares
Contemporaneidade, Subjetividade e Práticas EscolaresJaqueline Gomes de Jesus
 
Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...
Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...
Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...Antônio Diomário de Queiroz
 
2. metodologia da educação à distância (1)
2. metodologia da educação à distância (1)2. metodologia da educação à distância (1)
2. metodologia da educação à distância (1)Alexandre Gomes de Barros
 
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o AprenderDo Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o AprenderAntonio Dias de Figueiredo
 
Os quatro pilares apresentação
Os quatro pilares apresentaçãoOs quatro pilares apresentação
Os quatro pilares apresentaçãoaugusto teixeira
 
Aula 1 - Fundamentos da Educação
Aula 1 - Fundamentos da EducaçãoAula 1 - Fundamentos da Educação
Aula 1 - Fundamentos da EducaçãoTiago Gomes
 
Os Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da EducaçãoOs Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da EducaçãoLuziete Leite
 
Perspectivas atuais da educação
Perspectivas atuais da educaçãoPerspectivas atuais da educação
Perspectivas atuais da educaçãoLiliane Barros
 
Educação 2017.pdf 2
Educação 2017.pdf 2Educação 2017.pdf 2
Educação 2017.pdf 2José Barros
 

Mais procurados (17)

Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...
Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...
Formação Integrada para Sustentabilidade: Guia de Fundamentos e Práticas (Ver...
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
 
Seminário virtual informática e sociedade
Seminário virtual informática e sociedadeSeminário virtual informática e sociedade
Seminário virtual informática e sociedade
 
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrirDelors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
Delors, jacques et al. educação um tesouro a descobrir
 
Contemporaneidade, Subjetividade e Práticas Escolares
Contemporaneidade, Subjetividade e Práticas EscolaresContemporaneidade, Subjetividade e Práticas Escolares
Contemporaneidade, Subjetividade e Práticas Escolares
 
Uma visão estratégica da gestão universitária
Uma visão estratégica da gestão universitáriaUma visão estratégica da gestão universitária
Uma visão estratégica da gestão universitária
 
Escolas de Hoje, Empreendedores de Amanhã
Escolas de Hoje, Empreendedores de AmanhãEscolas de Hoje, Empreendedores de Amanhã
Escolas de Hoje, Empreendedores de Amanhã
 
Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...
Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...
Interacionismo Social e Novas Tecnologias da Comunicação no Processo Educativ...
 
2. metodologia da educação à distância (1)
2. metodologia da educação à distância (1)2. metodologia da educação à distância (1)
2. metodologia da educação à distância (1)
 
ATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIOATIVIDADE PUC RIO
ATIVIDADE PUC RIO
 
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o AprenderDo Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
Do Passado ao Futuro - Repensar o Ensinar e o Aprender
 
Os quatro pilares apresentação
Os quatro pilares apresentaçãoOs quatro pilares apresentação
Os quatro pilares apresentação
 
Aula 1 - Fundamentos da Educação
Aula 1 - Fundamentos da EducaçãoAula 1 - Fundamentos da Educação
Aula 1 - Fundamentos da Educação
 
Grupo I
Grupo IGrupo I
Grupo I
 
Os Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da EducaçãoOs Quatro Pilares da Educação
Os Quatro Pilares da Educação
 
Perspectivas atuais da educação
Perspectivas atuais da educaçãoPerspectivas atuais da educação
Perspectivas atuais da educação
 
Educação 2017.pdf 2
Educação 2017.pdf 2Educação 2017.pdf 2
Educação 2017.pdf 2
 

Destaque

SUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLA
SUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLASUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLA
SUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLATim Silva
 
DA FALA PARA A ESCRITA: A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...
DA FALA PARA A ESCRITA:  A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...DA FALA PARA A ESCRITA:  A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...
DA FALA PARA A ESCRITA: A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...christianceapcursos
 
Parte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo Clássico
Parte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo ClássicoParte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo Clássico
Parte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo Clássicovallmachado
 
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosAlfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosNaysa Taboada
 
Excelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexãoExcelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexãoZé Vitor Rabelo
 
Mensagens para reflexão
Mensagens para reflexãoMensagens para reflexão
Mensagens para reflexãoccespirita
 
História das ideias pedagógicas
História das ideias pedagógicas História das ideias pedagógicas
História das ideias pedagógicas PET-PEDAGOGIA2012
 
Autonomia moral
Autonomia moralAutonomia moral
Autonomia morallyu18
 
Apostando com o monstro sequência
Apostando com o monstro   sequênciaApostando com o monstro   sequência
Apostando com o monstro sequênciaNaysa Taboada
 
Sea sistema de escrita alfabética slide
Sea   sistema de escrita alfabética  slideSea   sistema de escrita alfabética  slide
Sea sistema de escrita alfabética slidetlfleite
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaumecamaqua
 
Pedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaPedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaSoares Junior
 
Trabalho Sociedade Capitalista
Trabalho Sociedade CapitalistaTrabalho Sociedade Capitalista
Trabalho Sociedade CapitalistaM. Martins
 

Destaque (20)

SUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLA
SUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLASUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLA
SUJEITOS SOCIAIS INTERAGINDO NA ESCOLA
 
DA FALA PARA A ESCRITA: A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...
DA FALA PARA A ESCRITA:  A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...DA FALA PARA A ESCRITA:  A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...
DA FALA PARA A ESCRITA: A EXPRESSIVIDADE DOS USUÁRIOS DO INTERNETÊS NA ESFER...
 
Parte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo Clássico
Parte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo ClássicoParte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo Clássico
Parte I - Centralidade do Trabalho no Marxismo Clássico
 
Quemsoueu1
Quemsoueu1Quemsoueu1
Quemsoueu1
 
Emanuel
EmanuelEmanuel
Emanuel
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
 
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhosAlfabetização e letramento caminhos e descaminhos
Alfabetização e letramento caminhos e descaminhos
 
Excelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexãoExcelente mensagem para reflexão
Excelente mensagem para reflexão
 
Mensagens para reflexão
Mensagens para reflexãoMensagens para reflexão
Mensagens para reflexão
 
História das ideias pedagógicas
História das ideias pedagógicas História das ideias pedagógicas
História das ideias pedagógicas
 
Compromisso
CompromissoCompromisso
Compromisso
 
Autonomia moral
Autonomia moralAutonomia moral
Autonomia moral
 
Apostando com o monstro sequência
Apostando com o monstro   sequênciaApostando com o monstro   sequência
Apostando com o monstro sequência
 
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 3
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 3Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 3
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 3
 
Sea sistema de escrita alfabética slide
Sea   sistema de escrita alfabética  slideSea   sistema de escrita alfabética  slide
Sea sistema de escrita alfabética slide
 
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 2
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 2Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 2
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 2
 
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 1
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 1Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 1
Formação Continuada Coordenadores Pedagógicos 1
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
 
Pedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomiaPedagogia da autonomia
Pedagogia da autonomia
 
Trabalho Sociedade Capitalista
Trabalho Sociedade CapitalistaTrabalho Sociedade Capitalista
Trabalho Sociedade Capitalista
 

Semelhante a Educacao e compromisso

Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médioConcepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médiolulopes1986
 
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento” O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento” UNESP Marília
 
Questões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimento
Questões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimentoQuestões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimento
Questões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimentoLucila Pesce
 
Reflexões interdisciplinares sobre a educação
Reflexões interdisciplinares sobre a educaçãoReflexões interdisciplinares sobre a educação
Reflexões interdisciplinares sobre a educaçãorichard_romancini
 
Pedagogia Aula0117022009 Funo Social Escola
Pedagogia Aula0117022009 Funo Social EscolaPedagogia Aula0117022009 Funo Social Escola
Pedagogia Aula0117022009 Funo Social EscolaPedagogoAmador
 
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da Costa
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da CostaATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da Costa
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da CostaRu Correa Scardua
 
I seminário sobre a crítica á educação burguesa
I seminário sobre a crítica á educação burguesaI seminário sobre a crítica á educação burguesa
I seminário sobre a crítica á educação burguesaManoel Santhos
 
Arquivo 3 eja e o mercado de trabalho
Arquivo 3   eja e o mercado de trabalhoArquivo 3   eja e o mercado de trabalho
Arquivo 3 eja e o mercado de trabalhoLaysnara Silva
 
As exigências da pedagogia em um mundo em mudança
As exigências da pedagogia em um mundo em mudançaAs exigências da pedagogia em um mundo em mudança
As exigências da pedagogia em um mundo em mudançaEmiliana Barbosa
 
Educação Permanente
Educação Permanente Educação Permanente
Educação Permanente Elo Barilli
 
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADEESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADEHudson Frota
 
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2MAYKON89
 
Formação profissional no século vinte e um
Formação profissional no século vinte e umFormação profissional no século vinte e um
Formação profissional no século vinte e umPietro Santiago
 
ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.
ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.
ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.Tissiane Gomes
 
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da CostaProtagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da CostaJerônimo Ferreira
 
«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...
«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...
«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...Jurjo Torres Santomé
 
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  LibâneoA corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura LibâneoHaroldo Nunes
 
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  libâneoA corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura libâneoHaroldo Nunes
 

Semelhante a Educacao e compromisso (20)

Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médioConcepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
Concepções e mudanças no mundo do trabalho e o ensino médio
 
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento” O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
O “Aprender a Aprender” e ilusões da “Sociedade do Conhecimento”
 
Questões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimento
Questões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimentoQuestões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimento
Questões contemporâneas: mundo do trabalho e democratização do conhecimento
 
Reflexões interdisciplinares sobre a educação
Reflexões interdisciplinares sobre a educaçãoReflexões interdisciplinares sobre a educação
Reflexões interdisciplinares sobre a educação
 
Pedagogia Aula0117022009 Funo Social Escola
Pedagogia Aula0117022009 Funo Social EscolaPedagogia Aula0117022009 Funo Social Escola
Pedagogia Aula0117022009 Funo Social Escola
 
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da Costa
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da CostaATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da Costa
ATPC - EE Jardim Riviera - Tema: Antônio Carlos Gomes da Costa
 
I seminário sobre a crítica á educação burguesa
I seminário sobre a crítica á educação burguesaI seminário sobre a crítica á educação burguesa
I seminário sobre a crítica á educação burguesa
 
Arquivo 3 eja e o mercado de trabalho
Arquivo 3   eja e o mercado de trabalhoArquivo 3   eja e o mercado de trabalho
Arquivo 3 eja e o mercado de trabalho
 
Archivo pdf
Archivo pdfArchivo pdf
Archivo pdf
 
As exigências da pedagogia em um mundo em mudança
As exigências da pedagogia em um mundo em mudançaAs exigências da pedagogia em um mundo em mudança
As exigências da pedagogia em um mundo em mudança
 
Educação Permanente
Educação Permanente Educação Permanente
Educação Permanente
 
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADEESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
ESCOLA ESTADO E SOCIEDADE
 
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2
Seminário escola do trabalho Pistrak Parte 2
 
Paschoal lemme
Paschoal lemmePaschoal lemme
Paschoal lemme
 
Formação profissional no século vinte e um
Formação profissional no século vinte e umFormação profissional no século vinte e um
Formação profissional no século vinte e um
 
ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.
ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.
ARTIGO – PIBID E PROFESSOR: INTERSECÇÕES NA FORMAÇÃO DE UM NOVO PROFISSIONAL.
 
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da CostaProtagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
Protagonismo - Antônio Carlos Gomes da Costa
 
«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...
«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...
«A escola sempre esteve e estará desajustada (Entrevista a Jurjo Torres Santo...
 
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  LibâneoA corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  Libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura Libâneo
 
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  libâneoA corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura  libâneo
A corrente pedagógica racional tecnológica e cibercultura libâneo
 

Mais de Maria Cristina Bortolozo (14)

Sugestão de avaliação
Sugestão de avaliaçãoSugestão de avaliação
Sugestão de avaliação
 
Marx e Durkheim
Marx e DurkheimMarx e Durkheim
Marx e Durkheim
 
O que é Indústria Cultural
O que é Indústria CulturalO que é Indústria Cultural
O que é Indústria Cultural
 
Teoria Critica e Escola de Frankfurt
Teoria Critica e Escola de FrankfurtTeoria Critica e Escola de Frankfurt
Teoria Critica e Escola de Frankfurt
 
Música na Educação Infantil
Música na Educação InfantilMúsica na Educação Infantil
Música na Educação Infantil
 
Música na Educação Infantil
Música na Educação InfantilMúsica na Educação Infantil
Música na Educação Infantil
 
Diretrizes ed infantil_musica
Diretrizes ed infantil_musicaDiretrizes ed infantil_musica
Diretrizes ed infantil_musica
 
Diretrizes Educação Infantil: Música
Diretrizes Educação Infantil: MúsicaDiretrizes Educação Infantil: Música
Diretrizes Educação Infantil: Música
 
Diretrizes ed infantil_musica
Diretrizes ed infantil_musicaDiretrizes ed infantil_musica
Diretrizes ed infantil_musica
 
Capas Revista Veja
Capas Revista VejaCapas Revista Veja
Capas Revista Veja
 
Formação docente
Formação docenteFormação docente
Formação docente
 
Filosofia paidea justa
Filosofia paidea justaFilosofia paidea justa
Filosofia paidea justa
 
Abordagem cognitivista
Abordagem cognitivistaAbordagem cognitivista
Abordagem cognitivista
 
Disciplina: Didática
Disciplina: DidáticaDisciplina: Didática
Disciplina: Didática
 

Último

Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...apoioacademicoead
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...manoelaarmani
 

Último (20)

Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
Ainda nessa perspectiva, mencione ao menos três desafios associados à aplicaç...
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
Minimalismo Fitness Simplifique sua Rotina de Exercícios e Maximize Resultado...
 

Educacao e compromisso

  • 1. Educação e compromisso Proposta de escola unitária Maria Cristina Bortolozo de Oliveira Martins mcristinalistas@yahoo.com.br
  • 2. Globalização, precarização do trabalho e exclusão social  Desemprego: é falso que atinja os pobres “antigos”;  Tal crença decorre da capacidade da classe média de generalizar (“todo mundo tem medo do desemprego”);  Ocupação (atividade que promove o sustento) não é emprego;  Emprego pressupõe salário → venda da força de trabalho;  Ninguém “dá emprego”! Vende-se a mercadoria força de trabalho;
  • 3. a concorrência é maior entre os vendedores do que entre os compradores;  acirramento com a terceira revolução industrial; 1. descentralizou o capital; 2. por causa da flexibilização que o computador confere ao parque produtivo; 3. favorecendo a terceirização.  por isso, paulatino desaparecimento dos empregos formais por ocupações sem garantias e direitos.
  • 4. Globalização (processo de reorganização da divisão internacional do trabalho, acionado pelas diferenças de produtividade e de custos entre os países) + efeitos das novas tecnologias Os que são vítimas da desindustrialização não tem pronto acesso aos novos postos de trabalho com segurança no trabalho: desemprego estrutural (extinção de profissões, por exemplo)
  • 5. Desemprego → precarização  > parte das ocupações são por conta própria (real ou ou formal);  Corre o risco de “o” cliente buscar outro fornecedor;  Gestão de pessoal do método just in time (toyotismo: qualquer elemento que não agregasse valor ao produto, deveria ser eliminado);  Situação agravada com a fragilização do movimento sindical.
  • 6. Alguns dados sobre desemprego (OIT)  Existem 185,9 milhões de desempregados;  550 milhões vivem com menos de 1 dólar por dia;  Entre jovens de 15 a 24 anos a taxa de desemprego é de 14,4%;  12% na Alemanha; 22,3% na Espanha; 12,5% França, 10% no Canadá;  Migração americana informou que brasileiros estão deixando os Estados Unidos (150 mil, por enquanto).
  • 7. Nova pobreza:  Classe média (criada sobretudo nas conquistas dos anos dourados) que perdeu seus empregos para novas tecnologias, robôs e trabalhadores de países periféricos;  Redução violenta da remuneração;  Vão para postos de baixa remuneração pressionando para baixo ainda mais a remuneração existente;  Informalidade.
  • 8. Educação permanente  Educação internacional – Bruxelas, 1899: Bureau Internacional de Novas Escolas (Adolpho Ferriére);  Educação internacionalizada: UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação e a Cultura);  Ênfase na educação/pedagogia comparada;  movimento estudantil/68 denunciou essa centralização (Rev. Francesa) propõe: – Educação permanente: o humano se educa a vida toda. – Educação para a paz.
  • 9. Educação permanente: conceito-chave do Ano Internacional da Educação-1977: Cidade Educativa (21 princípios)  Pedra angular da política educacional;  Não deve se limitar aos muros escolares;  Reestruturação global do ensino –adquirir dimensão de movimento popular;  não importa o caminho, importa que se aprenda;  aborlir distinção entre ensino científico, técnico, profissional: caráter simultâneo entre o teórico, tecnológico, prático e o manual;
  • 10.  o conceito de ensino geral deve ser ampliado de forma a englobar conhecimentos sócioeconômicos, técnicos e práticos;  educar não para exercer um ofício, mas oferecer recursos para que possam lidar com diferentes tarefas, tendo aperfeiçoamento contínuo para atuar em diferentes formas de produção e condições de trabalho....
  • 11. “... O desemprego está crescendo aumentando ainda mais a desigualdade social... O papel da educação é fundamental no enfrentamento do maior desafio atual da humanidade. Nossas escolas estão preparando jovens para funções que não são mais necessárias e o número de vagas disponíveis não será suficiente para empregar a próxima geração... Precisamos preparar a próxima geração para ajudar a criar uma sociedade civil responsável e solidária, que exerça plenamente a cidadania. É preciso estimular o envolvimento dos alunos com a comunidade... Gerando empregos tão necessários e cada vez mais escassos”. Oded Grajew – Fundação Abrinq
  • 12. Formação unitária  Só se aprende fazendo: – Dewey: Escola Nova (aprendizagem por projetos); – Vigotski/Vygotsky, Bakhtin: teoria da atividade.
  • 13. ... Owen: importância pedagógica do trabalho = escola deve apresentar de maneira concreta e direta os problemas da produção e os problemas sociais; Victor Considerant: estudante participa na organização e na gestão do sistema educacional; Proudhon: trabalho manual como gerador de conhecimento; anteviu expansão do capitalismo e a formação do exército industrial de reserva; ...
  • 14. Marx e Engels proposta a partir dos seguintes princípios: • eliminação do trabalho das crianças nas fábricas; • associação entre educação e produção material; • educação politécnica leva à formação do homem omnilateral (físico, mental e técnico) – adequação à faixa etária; • inseparabilidade da educação e da política (trabalho, estudo e lazer).
  • 15. Bakunin (mais cético que Marx) Francisco Guardia Educação laica, integral e científica (princípios):  Ciência e razão;  Desenvolvimento harmônico da inteligência e da vontade; moral e físico;  Exemplo e solidariedade;  Método adequado à idade.
  • 16. Lênin:  Ensino geral e politécnico, gratuito e obrigatório até os 16 anos;  Distribuição gratuita de alimentos, roupas e material escolar;  Autonomia da escola (gestão financeira e contratação de docentes/direção);  Proibição do trabalho infantil; juvenil à noite, em locais insalubres. Jornada de 4 horas.
  • 17. Pistrak:  Auto-organização e trabalho coletivo;  Métodos vinculados ao trabalho manual;  Aluno: participativo no processo de produção para compreender a totalidade do trabalho;  Currículo baseado em “complexos” (hoje PBL) “... na fábrica eclode toda problemática do nosso tempo...”
  • 18. Lunatcharski: conselho de escola- autogestão (comunidade escolar, representantes da comunidade extra- escolar, alunos mais velhos) e princípio do trabalho como eixo pedagógico; MAKARENKO (Poema Pedagógico) – Educar por: •exemplo; •capacidade profissional (p.e. como enfermeiro); •Capacidade em evitar emocionalismos (reflexão não paixão); •Empatia e aceitação dos limites do educando. VYGOTSKY
  • 19. Antonio Gramsci “escola unitária”)  Trabalho como princípio antropológico e educativo básico da formação;  crítica à escola burguesa (profissional para as classes instrumentais e clássica para as classes hegemônicas);  Propõe: escola crítica e criativa; clássica, intelectual e profissional.
  • 20. “o advento da escola unitária significa o início de novas relações entre trabalho intelectual e trabalho industrial... em toda vida social...” Opõem-se à Rousseau: a coação e a disciplina são necessárias na preparação de uma vida de trabalho, para uma liberdade responsável. Disciplina é assimilação consciente e lúcida da diretriz a ser realizada.
  • 21. Propõem novo intelectual: “ o modo de ser... Não pode mais consistir na eloqüência (motor exterior e momentâneo dos afetos e das paixões) mas num imiscuir-se ativamente na vida prática, como construtor, organizador, ´persuasor permanente´... Da técnica-trabalho, eleva-se à técnica-ciência e à concepção humanista histórica, sem a qual se permanece especialista e não se chega a `dirigente´...” (Os intelectuais e a organização da cultura, p. 168).
  • 22. O esforço muscular-nervoso (que inova continuamente o mundo físico e social) seria o fundamento da concepção integral do mundo, já que o trabalho é práxis. Mário Manacorda: Luta secular para superar a divisão entre os que falam, são cultos, possuem bens materiais e detém o poder e os que apenas fazem, produzem e nada possuem.
  • 23. Gramsci: escola unitária deve:  Desenvolver a autonomia do aluno (Trabalhador: dirigente e dirigido);  Criativa e humanista: levar o educando à criação intelectual e prática, com autonomia, iniciativa e crítica;  Ter vida coletiva (sem seriação) sob supervisão do professor;  Superar a dicotomia entre dos diferentes graus de escolarização;  Indica uma fase e um método de investigação e conhecimento
  • 24. Crítica ao espontaneísmo!  Liberdade X autoridade;  Preocupado com a educação de Délio, condena o espontaneísmo;  Espontaneísmo = abandono completo da criança = renúncia em educar;  Risco de puericentrismo: converte a criança em mito;
  • 25. Formação unitária  Realizar a omnilateralidade do Homem: realização plena;  “a escola do trabalho não é a escola do emprego nem a escola técnica poderia ser uma escola de funcionários” (Gramsci, A. Cronache Torinesi)
  • 26. A luta contra a dicotomia da escola • discussão sobre propostas de unidade da formação geral e profissional; • retomar política em favor do princípio unitário da formação geral, técnica e tecnológica; • escola unitária não é politécnica;
  • 27. • idéia politecnia: surge quando a sociedade civil era praticamente inexistente e a escola era compreendida como uma “escola de classe”; • a noção de escola unitária: pressupõe desenvolvimento da sociedade civil, dimensão estratégica na disputa pela hegemonia,
  • 28. • idéia de escola média em ensino de formação geral e do ensino técnico como opção para quem queria se inserir no mercado de trabalho admite: • uma formação apenas “geral”, é uma formação “capenga”, porque prescinde da dimensão do trabalho, essencial à cidadania; • Para consolidar essa organização dualista, que implicou extinguir o ensino técnico nas escolas estaduais e o ensino de formação geral nas escolas técnicas federais (Decreto 2.208/97).
  • 29. • não se deve perder de vista o avanço científico e tecnológico que é incorporado às mudanças no mundo do trabalho; • diferenças na formação para o mundo do trabalho e formação profissional? • a idéia de “unitária” significa superar as divisões classistas que separam a sociedade em governantes e governados; • envolve elevação cultural dos trabalhadores - métodos para ser capaz de formular conceitos, compreender o mundo, saber se orientar, elaborar críticas e participar do governo da sociedade.
  • 30. Confundiu-se educação técnica e tecnológica e formação profissional, adotando-se medidas que visam constituir um sistema paralelo para esse tipo de formação, separado da educação convencional e com um agravante: destinado aos trabalhadores, aos operários.
  • 31. Bibliografia http://www.acessa.com/gramsci/  Antonio Gramsci: Os intelectuais e a organização da cultura; Concepção dialética da história  Moacir Gadotti: História das Idéias Pedagógicas; Educação e Compromisso; Concepção Dialética da Educação: um estudo introdutório;  Carlos Nelson Coutinho: Cultura e sociedade no Brasil: ensaios sobre idéias e formas;  Cyntia Greive Veiga: História da Educação;  Eric Hobsbawm: Era dos Extremos: o breve século XX (1914-1991)